Em Salvador, Marcopolo apresentará ônibus Viale BRT à prefeitura nesta quarta

segunda-feira, 30 de julho de 2012

A prefeitura de Salvador conhecerá nesta quarta-feira (1º) o ônibus Viale Bus Rapid Transit (BRT), que será apresentado pela empresa Marcopolo. Segundo a fornecedora de veículos para transporte massivo, o modelo é o primeiro no Brasil com sistema de tecnologia de gerenciamento de frota e, caso a capital baiana opte pelo sistema BRT, o veículo poderá ser o escolhido para operar na cidade.

O evento contará com a presença do prefeito João Henrique, de vereadores, autoridades locais e representantes da empresa. De acordo com informações da Marcopolo, todos percorrerão as vias e ruas de Salvador “para demonstrar as vantagens e benefícios que este tipo de veículo pode proporcionar à população e ao trânsito”.

READ MORE - Em Salvador, Marcopolo apresentará ônibus Viale BRT à prefeitura nesta quarta

Fortaleza: 40 novos abrigos de ônibus serão implantados nas avenidas Bezerra de Menezes e Mister Hull

Após a instalação de 11 abrigos de ônibus no Centro de Fortaleza, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) iniciará nesta terça-feira, 31, a implantação de 40 novos equipamentos nas avenidas Mister Hull e Bezerra de Menezes. Os novos modelos são confeccionados em aço carbono, que oferece maior durabilidade e é mais resistente à ferrugem. Já a cobertura é de policarbonato, material que reduz a incidência de calor. Toda a estrutura terá cinco assentos para os passageiros.

Ao final das instalações de todos os abrigos, as linhas de ônibus urbanas e metropolitanas que costumam trafegar na avenida Bezerra de Menezes, entre as vias Padre Ibiapina e Humberto Monte, serão distribuídas em pontos de paradas seletivos.

A expectativa da Etufor é que a medida otimize o tempo de viagem dos coletivos, que terão prioridade na circulação em agosto, quando duas das quatro faixas da via serão preferenciais para transporte público.

Pontos com abrigos
As pessoas que utilizam os serviços de ônibus e vans em Fortaleza podem encontrar 4.699 pontos de ônibus espalhados pela Capital. No entanto, de acordo com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), destes pontos, apenas 1.243 oferecem abrigos, com bancos e coberturas. O motivo, de acordo com a empresa, é que nem todas as paradas estão em locais que oferecem suporte para receber os abrigos.

Redação O POVO Online

READ MORE - Fortaleza: 40 novos abrigos de ônibus serão implantados nas avenidas Bezerra de Menezes e Mister Hull

Paralisação deixa Maceió sem ônibus por 24 horas


Devido à paralisação de advertência dos rodoviários de Maceió, a capital alagoana amanheceu sem ônibus nesta segunda-feira (30). A previsão é de que a mobilização permaneça por 24 horas. Caso os empresários não negociem com os rodoviários, a categoria promete radicalizar ao deflagrar greve geral, por tempo indeterminado, a partir da terça-feira (31).

Ao prometer uma mobilização jamais vista em Alagoas, os rodoviários - que reivindicam um incremento de 7,75% no valor bruto dos salários, de 12,5% de reajuste no valor do ticket alimentação, e de 15% no valor do pagamento do plano de saúde - paralisaram o sistema de transporte coletivo de Maceió sem garantir sequer os 30% da frota nas ruas.

“Protesto é protesto e nenhum ônibus saíra da garagem por questão de segurança. A expectativa é de que a cidade fique 24 horas sem transporte coletivo. E a partir desta terça-feira, se não houver avanço na negociação, deflagraremos uma grande greve”, expôs o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Alagoas (Sinttro/AL), Écio Ângelo.

Clandestinos

Com os transportes coletivos paralisados desde o começo da manhã desta segunda-feira (30), os passageiros que fazem uso do serviço se aglomeram nas paradas de ônibus. Mototaxistas e taxistas estão aproveitando a oportunidade para ganhar um dinheiro extra, fazendo o transporte clandestino de passageiros.

Sem ônibus, viagens de bairros como Tabuleiro e Ponta Grossa, com destino ao centro da capital, está custando cerca de R$ 5 por pessoa. O valor para quem se desloca de moto chega a R$ 10.

Reivindicações

As rodadas de negociação entre rodoviários e empresários vêm sendo mediadas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), que chegou a apresentar uma contraproposta aos empresários, que, segundo o sindicato, dizem não poder atender nenhum dos ítens apresentados.

Caso o incremento salarial seja contemplado, o vencimento mensal de um motorista passará de R$ 1.206 para R$ 1.300, enquanto que o de fiscal, de R$ 931,82 para 1.004. Por fim, o cobrador sairá R$ 715,05 para R$ 770,46 mensais.

Fonte: Gazeta

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Paralisação deixa Maceió sem ônibus por 24 horas

No Recife, Projeto visa implantação dos corredores de ônibus

Na volta aos trabalhos legislativos, em agosto, os vereadores da Câmara Municipal do Recife encontrarão o projeto de lei número 13/2012, enviado pelo Poder Executivo, que pede urgência na autorização de financiamento para implantação dos corredores exclusivos de ônibus na II e III Perimetrais e na Radial Sul. Eles estão previstos no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento Mobilidade Grandes Cidades, suplementando as fontes 102, 4102 e a 133, com recursos financiados pela Caixa Econômica Federal. “O objetivo geral da implantação dos referidos corredores é ampliar e melhorar a qualidade da mobilidade no Recife e a escolha da Caixa diz respeito ao fato de que esse é o agente financeiro designado pela União, no âmbito do PAC Mobilidade Grandes Cidades”, observou o prefeito João da Costa, na mensagem enviada.

A implantação dos corredores de transporte público, previstos no projeto, será realizada ao longo de três anos e no total envolve recursos da ordem de R$ 821 milhões, dos quais R$ 389 milhões correspondem ao pleito de financiamento externo, R$ 274 milhões a recursos oriundos do OGU e R$ 158 milhões à contrapartida do Município. A contrapartida municipal será garantida nos programas do Plano Plurianual (PPA), da Empresa de Urbanização do Recife (URB), que será o órgão responsável pela execução dos projetos. No projeto de lei 13/2012, o Poder Executivo fica autorizado a contratar financiamento até o valor de R$ 400 milhões, valor que se destina à elaboração de projetos, execução de obras e serviços e aquisição de equipamentos. “Por sua importância para o município, necessita-se que o projeto seja apreciado o quanto antes, tendo em vista que esta autorização é condição para assegurar os recursos comprometidos pelo Ministério das Cidades/ Secretaria de Mobilidade (SEMOB). Por essas razões, venho requerer a tramitação deste projeto em regime de urgência, na forma prevista no art. 32 da Lei Orgânica do Município do Recife”, justificou o prefeito.

Os corredores de transporte, disse o prefeito João da Costa, representam uma iniciativa importante na concretização de diretrizes do Novo Plano Diretor de Transportes Urbanos da RMR – PDTU (2008) e do Plano de Mobilidade do Recife (2010), que preconizam a priorização do transporte público como uma das medidas capazes de reduzir graves problemas de mobilidade na cidade do Recife e em sua região metropolitana. “Com efeito, o aumento de 9,7% da frota de veículos no município, apenas no ano de 2010, aliado a uma rede viária deficitária, têm comprometido a capacidade de circulação nos principais corredores de transporte da cidade, reduzindo a eficiência dos meios de transporte coletivo, que disputam a via com os automóveis, com maiores prejuízos para os usuários do transporte público, o que se constitui em estímulo à utilização de meios individuais de transporte motorizado”, disse o prefeito.

Esse problema, conforme ele esclarece no projeto, é agravado pela falta de continuidade de algumas vias, a exemplo da III Perimetral metropolitana, sobretudo pela ausência de pontes sobre os rios Capibaribe (entre os bairros do Cordeiro e Santana) e Tejipió (entre os bairros da Imbiribeira e Areias), o que resulta no aumento de percursos das linhas e do tempo de viagens, ao mesmo tempo em que eleva custos sociais e ambientais. As obras que são objeto do financiamento pretendido estariam relacionadas à melhoria da mobilidade urbana no Recife e na Região Metropolitana do Recife. Elas se justificam, de acordo com o projeto, pelos seguintes aargumentos: complementarão a malha estrutural do Sistema Estrutural Integrado (SEI), irão atender a uma demanda para 2020 de 11 mil passageiros/hora/sentido, com ampliação da oferta e melhoria da qualidade do transporte público no Recife; potencializarão a conectividade do Recife e a sua integração em nível metropolitano; aumentarão as alternativas de acessibilidade e o número de usuários, com redução substancial do tempo de viagens e dos custos operacionais; proporcionarão a oferta de percursos seguros para os usuários de meios de transporte não motorizados – pedestres e ciclistas.

Fonte: Câmara dos Vereadores

READ MORE - No Recife, Projeto visa implantação dos corredores de ônibus

BRT em Uberlândia já é realidade, boas rodovias ligam a cidade a grandes centros econômicos

Enquanto em Belo Horizonte os projetos do Bus Rapid Transit (BRT) estão em construção, em Uberlândia, o BRT já é realidade. Na Avenida João Naves de Ávila, uma das principais da metrópole do Triângulo, os ônibus circulam em faixas exclusivas e existem 13 estações de passageiros entre o Bairro Santa Luzia e o Centro.

Os passageiros pagam o valor da passagem antes de entrar no coletivo e podem desembarcar em qualquer estação e pegar uma linha para outro ponto da cidade. O sistema agiliza o deslocamento e reduz a fila na roleta.

Uma série de características diferencia o BRTdo modelo de corredores convencionais. A maioria delas tenta replicar a previsibilidade dos metrôs: veículos de alta capacidade (articulados ou biarticulados), estações fechadas e protegidas, cobrança antecipada de tarifa, embarque no mesmo nível do ônibus, vias exclusivas, cuidado com o acabamento interno dos veículos e centros de controle operacional, que permitem indicar ao passageiro o tempo exato de espera.

Uma das vantagens do BRT é o prazo mais curto das obras. Em pouco tempo, é possível fazer com que o projeto seja elaborado e entre em operação em aproximadamente dois anos, enquanto o tempo médio de construção de uma nova linha de metrô pode chegar a nove anos. Esse tempo de implantação do BRT é um dos fatores que pesa a favor da escolha do transporte pelos administradores públicos.

Qualquer investimento em transporte coletivo é bem-vindo e percebe-se que em Uberlândia, o BRT já é um sucesso. Entretanto, os governantes devem entender que sozinho o BRT não é capaz de resolver todos problemas de mobilidade em grandes cidades.


READ MORE - BRT em Uberlândia já é realidade, boas rodovias ligam a cidade a grandes centros econômicos

São Bernardo testa ônibus híbrido e menos poluente

Estar em circulação nas ruas de São Bernardo um ônibus municipal híbrido, com dois motores, um diesel e outro elétrico, que reduz o consumo de combustível e o impacto ambiental. O objetivo da prefeitura é testar a nova tecnologia, que poderá ser utilizada pelos veículos municipais nos 12 corredores de ônibus a serem implantados na cidade.

Técnicos da ETCSBC e SBCTrans - empresas responsáveis pela gestão e operação do sistema de transporte coletivo -, bem como o fabricante Volvo do Brasil, acompanharão os testes. Os dois motores funcionam em paralelo ou independentemente. O motor diesel só entra em funcionamento com o veículo em movimento, em velocidade superior a 20 km por hora. Quando os freios são acionados para o veículo parar, a energia de desaceleração carrega as baterias para acionar o motor elétrico. "Até atingir essa velocidade, somente o motor elétrico atua, desta forma, não há emissão de gases e o nível de ruído é praticamente zero", esclareceu o diretor operacional da ETC, Maurício Thesin.

Corredores
O primeiro corredor de ônibus de São Bernardo será o Leste/Oeste, que ligará a Praça dos Bombeiros, região leste da cidade, com a Rodovia dos Imigrantes, no extremo oeste do município, e já possui recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Grandes Cidades. Com 20 quilômetros de extensão, o corredor terá faixas exclusivas para circulação de ônibus e paradas acessíveis com plataformas elevadas e informações aos usuários.

Ele passará pelas avenidas Francisco Prestes Maia, José Odorizzi e Samuel Aizemberg, que precisará ser duplicada, além da construção de quatro viadutos: um sobre a Praça dos Bombeiros, outro sobre a Rodovia Anchieta, duplicando a capacidade do viaduto Tereza Delta, o terceiro sobre a Av. Robert Kennedy e o último sobre a Av. Humberto de Alencar Castelo Branco. A intenção é que as obras tenham início no primeiro semestre de 2013 e a previsão de término é em 30 meses.

Também serão construídos 11 corredores nas principais vias da cidade, tais como na Estrada dos Alvarenga, avenidas Faria Lima e Senador Vergueiro. O projeto, que conta com financiamento de US$ 125 milhões do BID ( Banco Interamericano de Desenvolvimento), também contempla duas estações de conexões, uma na Estrada dos Alvarenga e outra entre a Estrada Galvão Bueno e a Avenida ServideiDemarchi.

Fonte: ABC Repórter


READ MORE - São Bernardo testa ônibus híbrido e menos poluente

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960