Motoristas de ônibus fizeram paralisação em Florianópolis

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Cerca de 350 motoristas da empresa de ônibus Biguaçu/Emflotur, que haviam trancado a garagem e realizado uma paralisação na Grande Florianópolis (SC), na manhã desta quinta-feira (26), voltaram ao trabalho após uma reunião entre o Sintraturb e a companhia.

Os funcionários reivindicam banheiros no ponto final das linhas e outras 11 melhorias de trabalho. Um documento foi assinado pela empresa, que se comprometeu a resolver a situação em cinco dias.

Os coletivos não saíram da garagem durante a manhã e voltaram a circular normalmente por volta das 7h30.

Foto: Marcelo Bittencourt/Futura Press/AE
Informações: R7.com

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Motoristas de ônibus fizeram paralisação em Florianópolis

No Recife, Novo binário na Zona Norte altera itinerário de ônibus, confira:

A partir do próximo sábado (28), o tráfego nas estradas do Arraial e do Encanamento será modificado em função da implantação de um binário que tem por meta promover a melhoria do trânsito nas vias. Devido às intervenções da Prefeitura, o Grande Recife Consórcio de Transporte alterará o itinerário de 16 linhas, afetando 30 pontos de parada e transferirá um miniterminal para a Rua Eugênio Samico, a fim de adequar o atendimento prestado aos usuários da localidade. A implantação do binário, realizada pela Companhia de Trânsito e Transportes Urbanos (CTTU), afetará em média 70 mil usuários que utilizam 141 ônibus, distribuídos em 1060 viagens. O Consórcio informará os usuários sobre as alterações por meio de divulgadores, panfletos e cartazes.

Com a implantação do binário, a Estrada do Arraial e a do Encanamento, que possuem tráfego nos dois sentidos, passarão a permitir a circulação dos veículos apenas em mão única. A primeira ficará com o sentido cidade/subúrbio, já a segunda permitirá o trajeto dos veículos somente no sentido subúrbio/cidade. As 16 linhas que trafegam nos dois sentidos terão o itinerário alterado devido às modificações do sistema viário. (VER LISTA DE LINHAS ABAIXO)
 

O terminal das linhas 330 - Casa Amarela/CDU (TRT) e 531 – Casa Amarela (Rosa e Silva), localizado na rua ao lado do pátio da feira de Casa Amarela, será transferido para a Rua Eugênio Samico (próximo a Praça do Trabalho). Sendo assim, também será transferido para a Rua Eugênio Samico o ponto de retorno da linha 533 - Casa Amarela (Bacurau), que opera durante a madrugada, levando os usuários para o Terminal Urbano do Cais de Santa Rita.

Orientação – Durante uma semana, o Consórcio estará com uma equipe de divulgação nas ruas, orientando as pessoas sobre as mudanças e distribuindo panfletos explicativos. Em cada ponto de parada, um divulgador estará a postos para esclarecer todas as dúvidas dos usuários e orientá-los no deslocamento, informando onde pode esperar a linha desejada.

Nos dias 28, 30 e 31, a equipe estará nas ruas das 6h às 18h. No dia 30 (domingo), das 8h às 13h. Ao todo, são 30 paradas afetadas pelo binário, nove desativadas e outras 11 implantadas. O Grande Recife também afixará cartazes informativos nos pontos envolvidos e em todos os ônibus que operam nas 16 linhas.

Dúvidas também podem ser retiradas, através da Central de Atendimento ao Cliente, pelo número 0800.081.0158. Todos os atendentes foram treinados para orientar os usuários. Os novos itinerários das linhas afetadas poderão ser consultados no site do órgão (
www.granderecife.pe.gov.br).

SERVIÇO
Total de linhas que terão o itinerário alterado: 16 linhas
Total de veículos – 141 ônibus
Total de viagens – 1060 viagens
Média de usuários afetados / dia - 70 mil usuários/dia
Total de paradas envolvidas no binário – 30 paradas
Total de paradas desativadas – 9 paradas
Total de paradas implantadas – 11 paradas
Lista das linhas que terão o itinerário alterado:
330 - Casa Amarela/CDU (TRT)
510 - Nova Descoberta/Derby
511 - Alto do Mandú
513 - Córrego da Areia
514 - Nova Descoberta (Córrego do Joaquim)
515 - Nova Descoberta (Bacurau)
516 - Casa Amarela (Nova Torre )
521 - Alto Santa Isabel
531 - Casa Amarela (Rosa e Silva)
532 – Casa Amarela (Cabugá)
533 – Casa Amarela (Bacurau)
630 - Vasco da Gama/Derby
640 - Guabiraba/Derby
710 – Beberibe / Derby
718 - Córrego do Euclides/Derby
930 - Rio Doce/Dois Irmãos
Linhas que terão o terminal alterado para a Rua Eugênio Samico (próximo a Praça do Trabalho):

330 - Casa Amarela/CDU (TRT) - Terminal antigo: Pátio da Feira de Casa Amarela
531 – Casa Amarela (Rosa e Silva) – Terminal antigo: Pátio da Feira de Casa Amarela
533 - Casa Amarela (Bacurau) - Fará o retorno na Rua Eugênio Samico

Com Informações do GRCT
READ MORE - No Recife, Novo binário na Zona Norte altera itinerário de ônibus, confira:

Prefeitura de São Paulo vistoria obras do Terminal de Ônibus Intermodal Pinheiros


A Prefeitura de São Paulo vistoriou nesta quinta-feira (26/7) as obras do Terminal de Ônibus Intermodal Pinheiros, que fará a integração dos ônibus com a linha 4-Amarela do Metrô e permitirá a transferência de passageiros da Estação Pinheiros da CPTM, junto à Marginal do Rio Pinheiros. Os trabalhos seguem dentro do cronograma estipulado pela São Paulo Obras, vinculada à Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb), e devem ser concluídos neste ano.

O Terminal faz parte do projeto de Reconversão Urbana do Largo da Batata, financiado pela arrecadação vinda da Operação Urbana Faria Lima. O novo Terminal de Ônibus Intermodal foi ampliado de 3 mil m² para 9 mil m² de área coberta para receber 26 linhas de ônibus municipais. A previsão é que saiam seis ônibus por minuto do novo terminal e que 120 mil passageiros passem pelo local todos os dias.

Revitalização urbana

O projeto ainda prevê um conjunto de intervenções urbanísticas no entorno que deverão ser finalizadas em junho de 2013. As ruas serão totalmente requalificadas com alargamento das vias, enterramento de cabos de transmissão de energia elétrica, de dados e de telefonia, sistema de drenagem, redes de água e esgoto, pavimentação do leito carroçável, colocação de guias e sarjetas e reforma dos passeios, nova iluminação pública e paisagismo.

As principais intervenções viárias compreendem o novo traçado para a Rua Fernão Dias; o alargamento e recuperação das ruas Teodoro Sampaio, Eugênio de Medeiros e Sumidouro; a recuperação da Rua Cunha Gago; a nova pista auxiliar da Marginal Pinheiros, lateral ao Terminal Pinheiros da CPTM; o alargamento e a recuperação da rua Eugênio de Medeiros; as novas ligações das ruas Paes Leme – Butantã e para conversão da Rua Butantã para a rua Padre Carvalho; e o alargamento das ruas Gilberto Sabino e Capri.

A ampliação das obras do Terminal de Ônibus Intermodal Pinheiros atendeu projeto proposto pela estratégia de instalação do terminal, articulado ao Plano Integrado de Transportes Públicos da Secretaria Municipal de Transportes. O projeto do terminal e de seu edifício operacional foi desenvolvido mediante programa, área e dimensionamento fornecidos pela SPTRANS, envolvendo as disciplinas de arquitetura e as consultorias em transporte e instalações e as obras. Todos os trabalhos, incluindo a garagem e a requalificação das ruas, terão um investimento de cerca de R$ 145 milhões. Atualmente, cerca de 450 operários trabalham no local.

Da Prefeitura de São Paulo

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Prefeitura de São Paulo vistoria obras do Terminal de Ônibus Intermodal Pinheiros

Após atrasos, obras do VLT de Cuiabá começam dia 1º de agosto


Em agosto de 2011, o governo federal oficializou a troca do BRT (Bus Rapid Transit, ou corredores exclusivos de ônibus) pelo VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) como principal obra de mobilidade urbana da Copa do Mundo de 2014 em Cuiabá.

Praticamente um ano depois, as obras do sistema sobre trilhos ainda não começaram. A demora na formulação do anteprojeto nos moldes do RDC (Regime Diferenciado de Contratações) e no processo licitatório atrasou, de um modo geral, o início dos trabalhos em quase cinco meses.

Agora, com o consórcio definido (formado pelas empresas CR Almeida, Santa Bárbara, CAF, Magna e Astep) e o contrato assinado, as obras devem, enfim, começar na próxima quarta-feira (1), de acordo com a Secretaria da Copa local, a Secopa.

“O consórcio construtor está terminando os projetos básico e executivo da obra. Também está finalizando o relatório de desapropriações e obtendo uma autorização para operar em uma área histórica da cidade“, explica a assessoria da Secopa.

O grupo de empresas vai tocar o projeto a um custo estimado de R$ 1,47 bilhão, dos quais R$ 540 milhões serão destinados à CAF para a produção dos trens. A informação é da própria multinacional espanhola, responsável pelo metrô rápido de Edimburgo, na Escócia , entre outros projetos.

A primeira fase das obras, que começa em agosto, vai contemplar a construção de trincheiras, viadutos, elevados e pontes que serão implantados na rota de pouco mais de 22 km do metrô rápido cuiabano. Mas o início da montagem do material rodante, e do VLT em si, deve ficar apenas para o primeiro semestre de 2013, informou a assessoria do órgão estadual.

Custo e prazo

Para financiar a obra, o governo garantiu um empréstimo de R$ 423 milhões via Caixa Econômica Federal, que já estava contratado para o sistema de corredores de ônibus BRT e foi redirecionado para o novo modal.

Outros R$ 727 milhões estão praticamente acertados com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), financiamento este que deve ser contratado “em até um mês”, segundo a Secopa.

A soma destes empréstimos, porém, não bate com o valor proposto pelo consórcio. Faltariam cerca de R$ 200 milhões para completar a engenharia financeira do VLT. Para resolver esta questão, os gestores da Copa entraram com pedido para contar com isenções fiscais nos âmbitos estaduais e federais.

“A obra do VLT contará com uma isenção do ICMS, que é estadual. Nos casos do PIS e do Cofins, federais, já entramos com os pedidos de isenção”, afirma a assessoria do órgão de controle das obras da Copa.

Fonte: Mobilize Brasil

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Após atrasos, obras do VLT de Cuiabá começam dia 1º de agosto

No Recife, Hidrovia será corredor exclusivo para transporte de passageiros

O corredor hidroviário do Rio Capibaribe, cuja dragagem deve começar em outubro, será exclusivo para o transporte público de passageiros.

Com isso, o projeto de navegabilidade do rio, no Recife, terá características semelhantes às do BRT (sigla em inglês que significa Transporte Rápido por Ônibus).

O BRT, projetado para a Avenida Agamenon Magalhães, terá via e paradas exclusivas, o que garante rapidez e regularidade nas viagens e conforto aos passageiros.

“A hidrovia toda será sinalizada”, informou a secretária executiva de Articulação Institucional e Captação de Recursos da Secretaria Estadual das Cidades, Ana Suassuna.

Para sinalizar os 13,9 quilômetros do corredor, deve-se investir R$ 3 milhões nas duas rotas de transporte.

A maior parte dos investimentos será para a Rota Oeste, com 11 quilômetros, e que ligará a BR-101 ao Centro do Recife.

A Rota Norte, destinada a interligar o Centro do Recife a Olinda, nas proximidades do Shopping Tacaruna, medirá 2,9 quilômetros.

O corredor hidroviário quando pronto, por exemplo, funcionará como opção para quem enfrenta os frequentes engarrafamentos da Avenida Rui Barbosa.

Pelo cronograma, o projeto deve ficar pronto em abril de 2014, devendo as embarcações entrar em operação antes da Copa do Mundo.

Até lá, muito terá que ser feito.

A meta é fazer um canal no Capibaribe com, no mínimo, 2,50 metros de profundidade. Essa medida vale para os períodos de baré baixa.

Por orientação da Marinha, o canal terá pelo menos 36 metros de largura, o que possibilitará o tráfego das embarcações com segurança.

O projeto da hidrovia, incluindo a dragagem e a construção de sete estações, está orçado em R$ 289 milhões, valor oriundo dos governos estadual e federal.

READ MORE - No Recife, Hidrovia será corredor exclusivo para transporte de passageiros

Prefeitura de Mogi das Cruzes pretende criar um corredor exclusivo de ônibus entre Jundiapeba e César de Souza

A Prefeitura de Mogi das Cruzes pretende criar um corredor exclusivo de ônibus entre os distritos de Jundiapeba e César de Souza, paralelamente à linha férrea da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) no Município. A Administração espera agora que a estatal faça estudos sobre a viabilidade técnica para que a obra, a ser realizada com recursos federais, saia do papel.
A proposta foi apresentada nesta quarta-feira (25) pela manhã pelo prefeito Marco Aurélio Bertaiolli (PSD) ao secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, com quem esteve reunido na sede da Pasta, no Centro da Capital. Também participaram do encontro o presidente da CPTM, Manuel Bandeira, representantes da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), além dos secretários municipais de Planejamento, João Francisco Chavedar, e de Transportes, Carlos Nakaharada.

A ideia é que o corredor seja parecido com os já existentes em grandes municípios brasileiros, como São Paulo e Curitiba, e fique entre a Estação Jundiapeba da CPTM e o antigo terminal ferroviário de César. Ele deve estar localizado ao lado do Centro e contar com 10 quilômetros de extensão. (Lucas Meloni)

Fonte: O Diário de Mogi

READ MORE - Prefeitura de Mogi das Cruzes pretende criar um corredor exclusivo de ônibus entre Jundiapeba e César de Souza

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960