No Rio, Novo trem do metrô estreia só em agosto

sábado, 30 de junho de 2012


O primeiro dos 19 trens do metrô que chegou ao Rio da China, na última sexta-feira, deve entrar em operação na Linha 2 somente em agosto. Ele vem com atraso de um ano e oito meses em relação à previsão inicial de entrega. A partir de março de 2013, data prevista para que todos os trens estejam circulando, os intervalos deverão ser reduzidos de cinco minutos e 40 segundos para quatro minutos, nas pontas de linha, e de quatro minutos para dois minutos, no trecho entre Botafogo e a Central. Segundo a concessionária Metrô Rio, ao todo serão 114 composições que vão aumentar em 63% a frota atual.
MARCELO CARNAVAL / O GLOBO
Segundo o gerente de projetos da Metrô Rio, Pedro Augusto Cardoso, os novos trens terão um sistema de ar-condicionado 30% mais potente, além de câmaras de vigilância em todas as composições. A velocidade dos trens será mantida.
— A principal melhoria é o aumento da capacidade do ar condicionado, além de mudanças no sistema de comunicação com o cliente. O mapa de linha será dinâmico, informando ao passageiro o trajeto que ele vai seguir e qual é a próxima estação. A viagem vai ser feita no mesmo ritmo da viagem atual, mas teremos uma redução dos intervalos. Então, vai ter uma oferta maior de lugares, e os passageiros vão ficar menos tempo esperando na plataforma — disse.
Os trens que foram importados da China vão se somar aos carros que já circulam atualmente. A previsão é que no ano que vem 47 trens estejam em operação, enquanto uma composição ficará como reserva e outra, na manutenção.
Nos novos trens, haverá pega-mãos para os passageiros de baixa estatura e mais espaço para a circulação de pessoas dentro dos carros. Mais de 500 funcionários estão sendo treinados para atuar na manutenção, nas áreas de tráfego e no centro de controle. Segundo a Metrô Rio, a compra dos 19 trens custou R$ 320 milhões.
A Metrô Rio informou ontem que, durante esta semana, cem policiais militares estão sendo treinados pela concessionária para atuar no Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), já a partir do início de maio. Os policiais reforçarão a segurança nas estações do metrô, fazendo o policiamento nas imediações dos acessos. Como parte do treinamento, grupos de policiais já podem ser vistos nas estações em ações de reconhecimento das instalações da empresa. O Proeis prevê a utilização de policiais em horários de folga para reforçar a segurança das concessionárias de serviços públicos.


Fonte: O Globo Rio

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - No Rio, Novo trem do metrô estreia só em agosto

Ponta Grossa está na disputa para receber fábrica de trem para metrô no Paraná


Representantes do governo do Estado receberam na última quarta-feira um grupo de investidores chineses. Eles estudam a instalação de uma montadora de trens e componentes de alta velocidade para metrô no Paraná. Secretários municipais de Indústria e Comércio de quatro cidades paranaenses foram convidados a participar e apresentar os municípios. Ponta Grossa, Lapa, Rio Negro e Araucária vão disputar o investimento da empresa CSR QINGDAO SIFANG Co. O encontro foi no Palácio do Planalto.   

De acordo com o secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, João Luiz Kovaleski, foram convidados apenas os municípios com ramal ferroviário. “Ponta Grossa atende todas as exigências para receber esta montadora. Somos um entroncamento rodoferroviário, temos gás natural, energia elétrica e estamos próximos ao Porto de Paranaguá. Abrigamos universidades que formam a mão-de-obra que eles precisam, oferecemos qualidade de vida e possuímos a área de 300 mil metros quadrados que eles precisam para instalar a fábrica”, comemora. Rio Negro e Lapa não contam com ramal de gás natural.

Segundo o secretário, o grupo não revelou o quanto investirá na indústria, porém salientou que empregará 250 engenheiros. “É por isto que eles querem uma cidade que atenda a todos os requisitos e tenha qualidade de vida. Com a DAF foi a mesma situação e esta está se instalando aqui”, comenta. Ele revela ainda que na China o grupo tem uma universidade para formar mão-de-obra especialmente.  

A vinda da montadora para o Brasil está ligada ao crescimento do setor ferroviário. “Novas ferrovias estão surgindo, assim como metrôs. Curitiba terá metrô e isto ajudará a atrair investimentos no Paraná”, considera. São Paulo e Rio de Janeiro que também eram sondadas pelo grupo foram descartados para receber a unidade. Minas Gerais concorre com o Paraná, porém leva desvantagem por não possuir porto.

No encontro, o grupo solicitou aos secretários um material informativo sobre as cidades paranaenses convidadas para a reunião. “Eles voltam para a China agora e daqui um mês estarão novamente no Brasil. Eles virão conhecer Ponta Grossa”, conta.

Fábrica

Esta será a primeira unidade no país, porém os chineses têm três representantes em São Paulo (Brasell, MPE e Scomi) para atender às grandes cidades brasileiras. O grupo monta na China trens de alta velocidade, urbano, diesel, elétrico e todo o sistema de metrô e detém 80% daquele mercado.

Mesmo com a fábrica no Brasil será necessário importar 40% das peças, por isto, a necessidade de estar próximo a portos.

Fonte: Diário de Campos

READ MORE - Ponta Grossa está na disputa para receber fábrica de trem para metrô no Paraná

Transporte coletivo de Pelotas reduz idade da frota de ônibus


Atendendo determinação de decreto municipal, as empresas que fazem o transporte coletivo em Pelotas acabam de comunicar à Prefeitura a renovação em 26% da frota constituída de 213 veículos. Com os novos ônibus integrados às diversas linhas da cidade, caiu de doze para oito anos a idade média da frota, devendo chegar a sete até o final do ano, revelou Flávio Gastaud, titular da Secretaria de Segurança, Transportes e Trânsito (SSTT). Ele comentou que, no Brasil, a idade média da frota no transporte coletivo é de catorze anos. Portanto, Pelotas está perto da média 7, considerada como a ideal. Ele anunciou, também, que as empresas locais estão colocando em serviço mais 25 ônibus dotados com degrau retrátil, elevando para 47 o número de veículos que oferecem melhores condições de acesso a pessoas portadoras de alguma dificuldade física. 

Vale transporte com passagem integrada

Dentro de 45 dias, revelou o secretário Gastaud, o trabalhador pelotense poderá apresentar o “vale transporte com passagem integrada” para dois ônibus, facilitando o deslocamento de quem utiliza linhas diferentes para chegar ao local de trabalho. Estas ações, comentou o secretário Gastaud, fazem parte da Política Municipal de Gestão do Transporte Coletivo de Pelotas. 

A Secretaria de Segurança, Transportes e Trânsito (SSTT) e o Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Pelotas estão informando aos usuários, especialmente os beneficiados com gratuidade - pessoas de 60 a 65 anos -, e que ainda não possuem cartão magnético, para fazerem o cadastro entre os dias 9 de julho e 15 de agosto, data em que começará a funcionar o novo sistema. O atendimento para cadastro, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30, será feito na Av. Bento Gonçalves, 3.372(Shopping Lobão), mediante a apresentação de documento de identidade. Informações poderão ser obtidas através do telefone 3222.5577. 

O diretor de trânsito da SSTT, Jesus David, acrescentou que os usuários do transporte coletivo, com 65 anos ou mais, de posse do cartão magnético, poderão ultrapassar a catraca, ocupando outros espaços no veículo. 

Fonte: Prefeitura de Pelotas

READ MORE - Transporte coletivo de Pelotas reduz idade da frota de ônibus

No Recife, Sindicatos tentam entrar em acordo para evitar a greve de ônibus


Todos trabalhando para evitar a greve de ônibus, programada para começar a partir da zero hora da próxima quarta-feira. Foi com esse propósito que, pelo menos nos bastidores, os líderes dos motoristas, cobradores e fiscais e do setor empresarial passaram esta sexta-feira e deverão continuar durante o fim de semana. O objetivo é, por bem ou por mal, evitar a paralisação, aprovada por unanimidade logo após fracassar a quarta rodada de negociações entre rodoviários e donos das empresas, na noite de quinta-feira (28/6).

Patrício Magalhães, presidente do Sindicato dos Rodoviários, afirmou que muitos motoristas têm ligado para a entidade buscando entender o que a categoria pode ganhar e perder com a greve. “Temos explicado que, se formos para o dissídio coletivo, a conta será zerada, ou seja, perderemos todas as cláusulas sociais que conquistamos até agora. Também temos dito que a perspectiva é de que só consigamos 5% de reajuste, que é menos do que os 7,5% proposto durante mediação da Superintendência do Trabalho. Temos que respeitar a vontade da categoria, mas estamos abertos para negociar”, disse.

Os empresários não quiseram falar, mas extra-oficialmente a informação que circula é que eles estão se articulando para evitar a greve de qualquer forma. Uma contraproposta não seria feita, mas os donos das empresas de ônibus estariam se preparando para dar entrada no dissídio coletivo, o que levaria a negociação para ser decidida pela Justiça do Trabalho. A outra alternativa dos empresários é contar que até a próxima terça-feira, quando está prevista uma assembleia da categoria antes do movimento começar, motoristas, cobradores e fiscais sejam convencidos de que aceitar os 7,5% é a melhor opção.


Os rodoviários começaram a rodada de negociação pedindo 30% de reajuste e os empresários ofereceram apenas 4,5%. Com a interferência do mediador da SRTE Mário César se chegou ao percentual de 7,5%. Caso fosse acatada pela categoria, o salário do motorista subiria de R$ 1.395 para R$ 1.500, o do cobrador de R$ 643 para R$ 690 e o do fiscal de R$ 903 para R$ 970. O tíquete refeição teria reajuste de 14%, passando de R$ 140 para R$ 160.

ESQUEMA
De qualquer forma, o Grande Recife Consórcio de Transporte e o metrô do Recife já anunciaram que vão fazer um esquema especial para tentar minimizar o impacto da greve. O metrô ampliará o seu horário de pico, segurando um número maior de trens, e o Grande Recife pretende deslocar veículos de linhas com menos demanda para as que têm maior procura pelos passageiros.

Postado por Roberta Soares | JC Online


Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - No Recife, Sindicatos tentam entrar em acordo para evitar a greve de ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960