Em Ribeirão Preto, Grupo vence licitação do transporte e ficará mais 30 anos

domingo, 8 de abril de 2012

O grupo atual à frente do transporte coletivo de Ribeirão Preto foi confirmado como vencedor da licitação para continuar prestando o serviço por mais 30 anos na cidade. O resultado foi publicado anteontem, mas há prazo de cinco dias para entrada de recursos.

Atualmente, o Pró-Urbano Consórcio Ribeirão Preto de Transportes é formado pelas três permissionárias que operam na cidade: Rápido D’Oeste, Turb e Transcorp, além da Sertran Sertãozinho Transporte e Serviços.

A tarifa apresentada pelo consórcio foi a menor da licitação, que teve três concorrentes. O valor é quase R$ 0,15 superior ao preço da passagem atual, que hoje custa R$ 2,60. A proposta aceita foi de R$ 2,7481.

Se aprovada, a nova tarifa proposta pelo consórcio significará um reajuste de 5,7% sobre o atual. O índice é inferior à inflação acumulada nos últimos 12 meses: 6,07% (IPCA).

A licitação é válida para os próximos 30 anos e foi aberta no ano passado depois de um acordo judicial.
O setor de comunicação da prefeitura disse que só vai se pronunciar depois que o resultado for homologado. Após a homologação e assinatura do contrato, a empresa terá a contrapartida de investir R$ 23,4 milhões em 30 anos.

Desse valor, 40% deve ser injetado nos primeiros dois anos. Além disso, o número da frota de veículos terá de passar de 314 para 375.
Se não houver qualquer recurso, a Secretaria de Administração homologará todos os atos da comissão para depois assinar o contrato.

No último aumento de tarifa foi em agosto do ano passado. O preço da passagem de ônibus subiu 8,3% a comum e 7,69% no caso da passagem integrada. A tarifa passou de R$ 2,40 para R$ 2,60.

Bronca
A empregada doméstica Patrícia Carvalho Bueno, 46 anos, diz que o valor já é alto e que o novo preço vai deixar a viagem de ônibus de ida e volta para o trabalho muito cara.

"Se você pensa em um usuário que só tem esse meio de transporte e faz uso todo dia o preço pesa, sim, e muito, no bolso". Segundo ela, o absurdo é que o valor é quase o mesmo de passagens intermunicipais.


READ MORE - Em Ribeirão Preto, Grupo vence licitação do transporte e ficará mais 30 anos

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960