Rio: Rodoviários confirmam greve de ônibus em Niterói, São Gonçalo e outras cidades a partir de meia-noite

quarta-feira, 28 de março de 2012

O diretor do Sindicato dos Rodoviários de Niterói - sede de Alcântara, Wilson Costa, confirmou que os rodoviários da região entrarão em greve a partir da meia-noite desta quarta-feira. Segundo ele, a paralisação vai afetar os municípios entre Niterói e Arraial do Cabo, passando por São Gonçalo, Itaboraí, Maricá, Rio Bonito e Cabo Frio, entre outros.

A categoria pede aumento de 25% nos salários, na cesta básica, na compra de uniforme e no vale-refeição. As empresas ofereceram 10% de aumento salarial e 25% nos outros itens. Segundo Costa, a greve é por tempo indeterminado.

Em outros municípios - como o Rio de Janeiro e Nova Iguaçu - os rodoviários também estão em fase de negociação de reajustes salariais. No estado, apenas em Duque de Caxias patrões e funcionários já chegaram a um acordo.

READ MORE - Rio: Rodoviários confirmam greve de ônibus em Niterói, São Gonçalo e outras cidades a partir de meia-noite

No Recife, GRCT prorrogou o prazo de validade da carteira de estudante 2011

O Grande Recife Consórcio de Transporte prorrogará até o dia 30 de junho de 2012, a validade das carteiras de estudante de 2011, dos alunos matriculados na rede de Educação Infantil; nos ensinos Fundamental, Médio, Profissionalizante e Pré-Vestibular de toda a Região Metropolitana do Recife. Originalmente, o prazo de validade da versão 2011 do documento seria encerrado no próximo dia 31 de março.

Historicamente a validade do documento é prorrogada. Com o aumento anual no número de escolas cadastradas e alunos aptos a solicitar a carteira, o processo de emissão e confecção necessita de mais tempo para atender ao universo de aproximadamente 400 mil alunos.

É válido enfatizar que a prorrogação da Carteira 2011 não está vinculada ao funcionamento do novo sistema, pelo contrário, os números do Carteira Fácil comprovam que esse novo procedimento deu mais velocidade na solicitação e emissão do documento.

Com a expectativa de um incremento no número de solicitações em 2012, devido à implantação do sistema Carteira Fácil, o número de documentos confeccionados pode chegar a 600 mil. Por esse motivo se fez necessário a prorrogação por mais três meses.

Até o momento, quase nove mil carteiras já foram entregues às escolas, 26 mil estão prontas aguardando o resgate e outras 77 mil em confecção. No mesmo período em 2011, apenas 32 mil carteiras estavam em fase de confecção e 1.700 documentos tinham sido entregues na segunda quinzena de março de 2011.

O prazo para a entrega da carteira de estudante 2012 também diminuiu. Agora, a partir do pagamento do boleto pelos estudantes, a carteira fica pronta em 30 dias corridos, diferentemente dos 50 dias úteis, ou seja, quase três meses de espera em 2011.

No entanto, algumas instituições de ensino tem demorado para se cadastrar e abastecer o banco de dados do sistema Carteira Fácil, o que consequentemente impossibilita o processo de solicitação do documento por parte do aluno.

É importante também que os estudantes e seus familiares estejam em contato permanente com as escolas, cobrando das instituições o resgate imediato do material impresso.

Visitas - Com a preocupação de otimizar o processo de emissão das carteiras de estudante 2012, o Grande Recife Consórcio de Transporte está visitando os representantes dos Órgãos Gestores das instituições de ensino públicas e privadas, para avaliar melhor os procedimentos que foram adotados para o funcionamento do sistema Carteira Fácil.

Desde a implantação do sistema, os ganhos na agilização do processo são significativos em comparação com os procedimentos antigos, utilizados até o ano passado. A inovação do sistema facilita o acesso dos estudantes à solicitação da carteira estudantil e otimiza a produção dos documentos, que até o ano passado era feito de forma manual.O atual sistema gera economia de tempo, com a entrega em 30 dias corridos, que antes era de 50 dias úteis e eliminação de burocracia e erros na emissão já que a tramitação é toda feita pela Internet.

Carteira Fácil – Desde o dia 31 de janeiro o Grande Recife lançou o sistema Carteira Fácil, que agora possibilita a requisição online, da Carteira de Estudante pelo próprio aluno. A inovação no processo facilita o acesso dos estudantes à solicitação da carteira estudantil e agiliza o processo de produção dos documentos, que até o ano passado era feito de forma manual. Isso acarreta economia de tempo e eliminação de burocracia e erros na emissão do documento.

Para ter acesso ao sistema Carteira Fácil, basta que o aluno esteja matriculado em qualquer escola secundarista, cadastrada no Grande Recife, localizada em um dos 14 municípios da RMR. O estudante deverá entrar no site do Grande Recife e clicar no espaço “Carteira Fácil”, que dará acesso ao link “Acesso para o Estudante”. Nesta página, o aluno digitará o seu nome completo, nome da mãe e data de nascimento. Caso seu cadastro esteja correto ele visualizará as informações que constarão na carteira, além de conferir a foto que também seguirá anexada no sistema.

Em seguida, o sistema irá gerar um boleto bancário, que poderá ser impresso pelo próprio aluno, a ser pago na Caixa Econômica Federal (Rede Lotérica, Internet, Auto Atendimento e Correspondente Caixa Aqui). Após o pagamento, o Grande Recife solicita automaticamente a produção da carteira, que ficará pronta em até 30 dias corridos.

Informações sobre a carteira de estudante 2012:

Carteiras com boletos emitidos: 126 mil
Carteiras com boletos pagos: 77 mil
Carteiras entregues: 9 mil
Carteiras prontas: 26 mil
Prazo de entrega da carteira de estudante 2012: Até 30 dias corridos
Informações: GRCT

READ MORE - No Recife, GRCT prorrogou o prazo de validade da carteira de estudante 2011

No Pará, Governo e prefeitura podem fechar acordo sobre BRT

Governo do Pará e prefeitura de Belém estão próximos de um acordo que colocará fim ao impasse em torno do projeto BRT, sigla em inglês para um sistema de ônibus rápido. Em um encontro, marcado às pressas, o governador Simão Jatene e o prefeito Duciomar Costa adiantaram, no final da tarde de ontem, as negociações.

Por meio de assessores, o prefeito confirmou que não “há mais entraves políticos” para o fim do impasse. A próxima etapa será vencer as diferenças técnicas. Ficou previsto que, ainda hoje, responsáveis pelo projeto do Estado – batizado de Ação Metrópole – entrarão em contato com os técnicos do BRT para marcar o primeiro encontro com vistas à adaptação dos projetos.

O empurrão para o fim do impasse foi dado pelo governo federal, que acenou com a possibilidade de incluir a Região Metropolitana de Belém no PAC Mobilidade, a versão do Programa de Aceleração do Crescimento voltada para melhorar o tráfego de veículos e o transporte de passageiros nas grandes cidades. A União poderá destinar R$ 320 milhões para Belém e municípios vizinhos, mas, para isso, exigiu que houvesse acordo entre Estado e PMB.

Aproveitando a presença do subchefe de Assuntos Federativos da Comissão de Relações Institucionais da Presidência da República, Olavo Alves - que estava em Belém para acompanhar o encontro de governadores da Amazônia Legal -, Duciomar foi chamado para o Hangar no final da tarde. Houve uma reunião de cerca de 30 minutos na presença de técnicos e, depois, o governador e o prefeito ficaram a sós por cerca de 20 minutos a portas fechadas. No final, deram sinal verde para que as equipes do Estado e do município entrem em contato para tentar redesenhar o BRT de maneira a não inviabilizar o Ação Metrópole.

A possibilidade de um acordo entre Estado e município foi anunciada no mesmo dia em que a Justiça decretou liminar impedindo a União de repassar recursos para o BRT, em virtude de supostas irregularidades que foram apontadas pelo Ministério Público Federal.

VIAS

Antes da reunião com Duciomar, ainda no encontro com o governadores da Amazônia Legal, Jatene evitou comentar diretamente a decisão judicial, mas não poupou críticas ao projeto da prefeitura. “A nossa preocupação com relação a essa história é que um projeto que tem um impacto sobre a vida da cidade como esse precisa ser muito bem construído no sentindo da implantação para não dificultar ainda mais a vida das pessoas”.

Entre os problemas apontados pelo Estado estaria a falta de vias alternativas para entrada e saída da capital que pudessem desafogar o trânsito no período em que as obras estiverem sendo executadas. Entre as opções estariam o prolongamento da avenida João Paulo II até avenida Mário Covas (obra que poderá entrar no PAC) e da avenida Independência até a BR-316.

Jatene disse ainda temer a execução de projetos de transporte isolados, que acabariam por dificultar a integração da Região Metropolitana. “A questão do transporte não é municipal. Tem uma face municipal, mas sabemos que esse é um problema metropolitano. Se não tivermos um sistema único que converse em toda a região metropolitana, corre-se o risco de ter sistemas isolados que, por mais eficientes que sejam, não vão resolver o problema como um todo”.

Além dos recursos do governo federal, existe um protocolo de intenções assinado com a Jica - a agência de Cooperação Japonesa - para a liberação também de R$ 320 milhões, que seriam investidos em Belém e municípios do entorno.


READ MORE - No Pará, Governo e prefeitura podem fechar acordo sobre BRT

Prefeitura de Porto Alegre estuda implantação de bicicletas para uso público

Como alternativa de transporte e lazer, a prefeitura de Porto Alegre estuda a implantação de bicicletas para o uso público, como ocorre em grandes centros urbanos da Europa. Nesta segunda-feira (26), o prefeito José Fortunati assistiu à proposta apresentada pelos representantes da empresa Samba Transportes Sustentáveis.

A intenção é realizar uma parceria público privada que viabilize a instalação dos equipamentos. Fortunati ponderou a necessidade das bicicletas como mais um meio de transporte público. Além disso, objetivo é conseguir executar o projeto com fabricação, instalação e desenvolvimento de sistema, logística e atendimento com tecnologia nacional. A partir desta segunda, técnicos da EPTC começam um estudo para levantar pontos de alto fluxo de pessoas.

“Estamos buscando alternativas para a população se deslocar. Além de ser um meio que não polui, é uma atividade saudável”, afirmou Fortunati em nota divulgada pela assessoria de imprensa. O prefeito ressaltou, ainda, o empenho da prefeitura para estimular o uso da bicicleta como a construção de ciclovias e campanhas para educação no trânsito.
Fonte: Jornal do Comércio

READ MORE - Prefeitura de Porto Alegre estuda implantação de bicicletas para uso público

Maior ônibus do Mundo já está em teste na cidade de Porto Alegre

A partir desta terça-feira, 27, a Companhia Carris Porto-alegrense faz testes com um ônibus biarticulado. A capacidade do veículo é para 53 passageiros sentados e 110 em pé, com 27 metros de comprimento e duas articulações sanfonadas.

“Estaremos realizando testes para atender a crescente demanda dos usuários. E, se efetivamente, houver possibilidade de rodar nas nossas linhas sem problemas para o trânsito ou para sua operação, a Carris trabalhará para adquirir ônibus biarticulados para nossa frota”, afirmou o diretor-presidente da Carris, Sérgio Zimmermann.

O veículo é um modelo Volvo com piso rebaixado, acessibilidade e motor lateral. Este tipo de ônibus opera em outras grandes capitais do Brasil, como Curitiba e São Paulo.

O ônibus biarticulado corresponde a todos os requisitos técnicos estabelecidos pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), que vistoriou os veículos. “Agora vamos monitorar o ônibus e verificar como ele se comporta no trânsito. Se a resposta for positiva, utilizaremos esse tipo de veículo nas linhas onde há mais demanda de usuários, com o objetivo de qualificar o atendimento”, afirma o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari.


READ MORE - Maior ônibus do Mundo já está em teste na cidade de Porto Alegre

No Ceará, Obra do metrô de Sobral será paralisada

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJ/CE), por meio do juiz Hyldon Masters Cavalcante Costa, suspendeu, nesta segunda-feira (26), a licença para a construção do metrô de Sobral. O município está sujeito a uma multa diária de R$ 50 mil, caso a obra não seja interrompida no prazo de até 24 horas.

O pedido de paralisação partiu do Ministério Público do Ceará (MP/CE), que ingressou com ação civil contra a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), o Estado do Ceará e o Município de Sobral. O MP alegou que a construção do metrô causa degradação ao meio ambiente e viola o Plano Diretor da cidade. Sustentou também que a obra gera transtornos à população, pois está sendo realizada sem planejamento urbano e estudo ambiental.

Ainda de acordo com o Ministério Público, os moradores atingidos sofrerão impacto financeiro em virtude da desvalorização dos imóveis. As partes foram notificadas, mas somente o Município de Sobral se manifestou.

Contraponto
Na contestação, sustentou que não é diretamente responsável pela construção, tendo a função de fiscalizar se Plano Diretor está sendo respeitado. Defendeu que a obra recebeu parecer técnico da Autarquia Municipal de Meio Ambiente e que não fere à diretriz geral do desenvolvimento urbano, pois passou pelo crivo do Conselho Municipal do Plano Diretor.

Ao analisar o caso, o juiz, titular da 2ª Vara Cível da Comarca de Sobral, suspendeu a licença. O magistrado ressaltou que é preciso considerar a magnitude da obra, bem como a necessidade de estudo prévio de impacto ambiental.

Conforme Hyldon Masters, a dispensa do estudo contraria a Constituição Federal, o Plano Diretor de Sobral e uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). "A obra do VLT de Sobral, ao menos da forma como está sendo executada, já que sobre o projeto não houve Estudo nem Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima), apresenta um empreendimento com potencial efeito negativo sobre o meio ambiente artificial, na medida em que impõe a construção de linha férrea e estações com destruição ou diminuição de pontos urbanos, inclusive alguns atinentes à mobilidade urbana, como ruas e avenidas".

Fonte: Diário do Nordeste

 
READ MORE - No Ceará, Obra do metrô de Sobral será paralisada

Ônibus do transporte público de São José dos Campos terão bagageiros

Fazer compras, geralmente, é algo prazeroso. Carregá-las, entretanto, é um problema para muitos que dependem do transporte público. Para tentar solucionar esta dificuldade, a prefeitura de São José dos Campos aprovou uma lei que obriga as empresas que operam na cidade a instalar bagageiros nos ônibus.

A lei, que começa a valer a partir desta segunda-feira (27), prevê que o bagageiro seja instalado dentro dos veículos, logo depois da catraca. A estrutura será como uma prateleira fixada no teto e aberta, para que os passageiros possam visualizar as bagagens.

“A primeira reclamação que recebemos é o excesso de passageiros no ônibus. Consequentemente, também o excesso de bagagens”, diz o vereador Dilermando Dié, autor do projeto. “Como os carros hoje são fabricados de forma muito compacta, as pessoas, principalmente as grávidas e os idosos, encontram dificuldades para andar no corredor”.
Segundo o parlamentar, o valor da passagem não deve sofrer reajustes por causa do bagageiro. Cada empresa que poderá escolher o material deste novo equipamento nos ônibus.

Usuários
Esta nova lei divide opiniões entre os joseenses. A pensionista Maria Aparecida Camargo é uma das que aprovam a medida. Segundo ela, os bagageiros devem facilitar a vida de quem carrega compras nos ônibus.

“Geralmente nós andamos com bolsas e caixas”, diz Camargo. “Agora que os supermercados não podem dar sacolinhas plásticas, temos que andar com caixas e levar de algum jeito”.

O cobrador de ônibus Altamir Alves Moraes não é otimista como Maria Camargo. Ele prefere ver a lei na prática para dizer se ela é eficiente:

“Vai gastar muito tempo para colocar e tirar a bagagem. Isso é algo que pode melhorar, mas que também pode piorar a situação.”

Fonte: VNews

 
READ MORE - Ônibus do transporte público de São José dos Campos terão bagageiros

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960