Em Curitiba, Aumentam denúncias e flagrantes de vandalismo nos ônibus e estações tubos

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Foi positivo o balanço dos primeiros três meses da campanha “Denuncie o vandalismo no ato: 153”, realizada pela Prefeitura de Curitiba. Houve um aumento de 86% nas solicitações recebidas pela Guarda Municipal de Curitiba, das quais 63% foram relacionadas diretamente a atos de vandalismo. As denúncias resultaram num aumento de 40,3% no número de flagrantes.

“A população deve continuar contribuindo com as denúncias. Essa interação facilita muito a ação da Guarda”, afirmou o secretário municipal da Defesa Social, Nazir Chain. “Denunciar atos de vandalismo enquanto eles estão acontecendo permite o flagrante”, comentou.

Desde o início de dezembro, foram distribuídos cartazes e busdoor nos ônibus do transporte coletivo de Curitiba. O objetivo principal da campanha é reduzir o vandalismo que, só no sistema de transporte, representou um prejuízo de R$ 300 mil em 2011. Se forem considerados também os custos dos vidros de ônibus riscados e que não são trocados, esse prejuízo chegaria a R$ 2,8 milhões. No ano passado, 932 ônibus foram alvo de vândalos, além dos danos freqüentes em terminais e estações.

Mensalmente, a Urbs substitui em média 70 vidros de estações tubo e as equipes fazem mensalmente o conserto de aproximadamente 30 elevadores de estações tubo. Nos terminais de ônibus também fazem parte da rotina de manutenção troca de sanitários, torneiras e pequenos consertos diários em função do vandalismo.

As denúncias podem ser feitas pelo número 153, da Guarda Municipal, 24 horas por dia.

Informações: Prefeitura de Curitiba

READ MORE - Em Curitiba, Aumentam denúncias e flagrantes de vandalismo nos ônibus e estações tubos

No Rio, Chineses saem na frente na licitação de 60 novos trens urbanos

A Secretaria de Estado de Transportes encerrou nesta segunda-feira (27/02) o processo de entrega de propostas para a licitação de mais 60 trens para o sistema ferroviário urbano do Grande Rio. Os chineses do consórcio CMC-CNR-CRC apresentaram o menor preço de venda, R$ 543,171,084.49, ficando à frente de outros quatro concorrentes. Desta forma, cada trem novo sairá por pouco mais de R$ 9 milhões, valor cerca de 6% mais barato que o da licitação de 2009. O grupo é o mesmo que venceu a licitação das 30 composições compradas pelo Governo do Estado em 2009 e que já começaram a ser entregues para testes de operação nos ramais da SuperVia. 
Para encerrar o processo e anunciar o vencedor, a comissão responsável tem um prazo de aproximadamente 30 dias para analisar todo o conteúdo técnico das propostas. Os 60 novos trens serão adquiridos por meio de financiamento já aprovado pelo Banco Mundial. A partir da assinatura do contrato com a empresa vencedora, a expectativa é de que os trens comecem a ser entregues em 18 meses. Até 2015, todos estarão em operação, o que vai permitir uma grande renovação no sistema, já que a idade média da frota operada pela SuperVia passará dos atuais 35 anos para 16 anos. 

– Todas as composições serão equipadas com ar condicionado, painéis de informações de LED, comunicação direta entre o trem e o Centro de Controle, câmeras de monitoramento interno, bagageiros, televisores de plasma. Os novos trens serão responsáveis por um novo padrão de operação do sistema ferroviário, com intervalos muito menores, proporcionando mais agilidade e conforto às viagens da população fluminense – afirma o secretário de Estado de Transportes, Julio Lopes. 

Também foram habilitadas para a concorrência dos 60 trens as empresas Consortium MPE-CSR, Hyundai Rotem Company, Alstom Brasil Energia e Transporte e CAF.


READ MORE - No Rio, Chineses saem na frente na licitação de 60 novos trens urbanos

Recife: Sistema permite alunos solicitarem Carteira de Estudante pela Internet

Os estudantes da Região Metropolitana do Recife, matriculados na rede de Educação Infantil; nos ensinos Fundamental, Médio, Profissionalizante e Pré-Vestibular, já podem solicitar sua Carteira de Estudante 2012 pelo site do Grande Recife Consórcio de Transporte. A requisição online, intitulada de Carteira Fácil, é um novo sistema criado para facilitar o acesso dos estudantes aos formulários e agilizar o processo de produção dos documentos, que até o ano passado era feito de forma manual. Com isso, haverá uma economia de tempo e diminuição de burocracia na emissão. Em 2011, cerca de 395 mil carteiras foram solicitadas.

Para ter acesso ao sistema Carteira Fácil, basta que o aluno esteja matriculado em qualquer escola secundarista, cadastrada no Grande Recife, localizada em um dos 14 municípios da RMR. O estudante deverá entrar no site do Grande Recife e clicar no espaço “Carteira Fácil”, que dará acesso ao link “Acesso para o Estudante”. Nesta página, o aluno digitará o seu nome completo, nome da mãe e data de nascimento. Caso seu cadastro esteja correto ele visualizará as informações que constarão na carteira, além de conferir a foto que também seguirá anexada no sistema.

Em seguida, o sistema irá gerar um boleto bancário, que poderá ser impresso pelo próprio aluno, a ser pago na Caixa Econômica Federal (Rede Lotérica, Internet, Auto Atendimento e Correspondente Caixa Aqui). Após o pagamento, o Grande Recife e solicita automaticamente a produção da carteira, que ficará pronta em até 30 dias corridos.

Ao fim do prazo, as carteiras estarão à disposição das escolas na Gerência Comercial do Grande Recife, na Av. Agamenon Magalhães, 143. É válido enfatizar que toda a tramitação de informações e documentação é feita entre o Grande Recife e as instituições de ensino, cabendo aos alunos solicitar a documentação, via internet, e confirmar se os dados estão corretos.

Até 2011, o aluno que desejasse solicitar o documento deveria procurar a secretaria da escola, preencher um requerimento com seus dados pessoais e foto, pagar o valor referente à carteira do ano e esperar que a instituição de ensino enviasse as solicitações para o Grande Recife confeccionar o documento. Assim que o Consórcio recebesse o material, teria um prazo de 30 dias úteis para digitar as informações e confeccionar os cartões, cabendo à escola o recolhimento dos documentos na Gerência Comercial.

Validade - Historicamente, durante esse processo, atrasos na solicitação como no resgate das carteiras, por parte das escolas, ocorriam com frequência, prejudicando os estudantes pela demora na entrega do documento finalizado. Para não penalizar os alunos, o Consórcio sempre prorrogou o prazo de validade da carteira do ano anterior por dois ou até três meses.

Para garantir transparência ao processo e apresentar o novo sistema, o Consórcio iniciou os contatos, no segundo semestre de 2011, com aproximadamente 2 mil instituições de ensino cadastradas, e criou o Manual de Solicitação da Carteira de Estudante 2012. Durante esse processo foram estabelecidas etapas de trabalho para escolas, órgãos educacionais e Grande Recife, para que o sistema fosse testado e implantado antes do início do ano letivo em 2012.

Divulgação – A divulgação contará com peças publicitárias (cartazes no ônibus e escolas, Inbus e backbus) e integração nas mídias sociais (Twitter, Facebook e site). Para saber outras informações, o usuário pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800 081 0158, ou acessar o site www.granderecife.pe.gov.br.

Informações: GRCT

READ MORE - Recife: Sistema permite alunos solicitarem Carteira de Estudante pela Internet

Metrô de Salvador começa a transportar passageiros em junho

O prefeito de Salvador, João Henrique (PP), anunciou nesta terça-feira (28) que o metrô estará em sua primeira fase de operações ainda no primeiro semestre deste ano. Segundo o alcaide, o cronograma foi acordado entre a Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU) e a prefeitura. Até junho, a Linha 1 (Lapa- Acesso Norte) já transportará passageiros.

Em visita à sede da CBTU, no Rio de Janeiro, o presidente do órgão, Francisco Colombo, ratificou ao prefeito o prazo final de entrega da primeira etapa do sistema de transporte da capital baiana. “O metrô beneficiará já neste primeiro trecho dezenas de milhares de pessoas diariamente e na Copa do Mundo será uma importante via de acesso à Arena Fonte Nova”, comemorou o gestor.

Fonte: Bahia Notícias

READ MORE - Metrô de Salvador começa a transportar passageiros em junho

Curitiba pode ter a linha "Inter Shoppings" para interligar os principais centros de compras da cidade

A votação do projeto de lei que autoriza a criação de uma linha de ônibus exclusiva para os shoppings de Curitiba foi adiada pela segunda vez. A proposta, de autoria do vereador Paulo Frote (PSDB), deverá ser votada na sessão da quarta-feira da próxima semana (07/03). A linha denominada "Inter-Shopping Centers" pretende interligar os principais centros de compras da cidade com o objetivo de incrementar as opções turísticas.
O adiamento da votação foi solicitado para que alguns pontos do projeto sejam esclarecidos junto à Urbs (Urbanização de Curitiba). Uma das principais dúvidas é referente à viabilidade financeira da proposta, o que causou manifestações contrárias ao projeto.
Para o vereador Jonny Stica (PT), a ideia é absurda se os gastos dispensados com mais uma linha de ônibus tiverem de ser custeados pelo poder público. "Sabemos que o transporte coletivo enfrenta desafios diários, dentre eles, os gastos elevados, por isso não seria justo aumentar ainda mais esse valor com shoppings privados", opina.
O autor da proposta, no entanto, explica que a linha não prevê vínculo com o sistema de transporte público de Curitiba. Desta forma, seria estabelecida juntamente com a Urbs a viabilidade da linha levando em consideração todo o sistema de circulação viária. "Com os técnicos responsáveis definiríamos os fatores que envolvem a circulação desses ônibus, inclusive quais os shoppings contemplados", informa o vereador. A Urbs foi procurada pela reportagem da Tribuna, mas a assessoria de imprensa afirmou que o órgão não comenta os projetos que ainda não foram apresentados oficialmente.
Frote conta que foi pego de surpresa com o adiamento na tarde de ontem. "A oposição está confundindo a criação da Inter-Shopping Centers, que visa o incremento do turismo, com mais uma linha integrante da Rede Integrada de Transporte de Curitiba e Região Metropolitana (RIT)", critica. Diante desta situação, o vereador afirma que estuda a possibilidade de acrescentar à proposta original uma emenda que propõe a participação da iniciativa privada na viabilização da linha.
Propostas
A criação do "Inter-Shopping Centers" não é a única proposta que pretende fazer integração entre estabelecimentos de entretenimento de Curitiba. No ano passado, o então presidente da Câmara, João Claudio Derosso, e o vereador Professor Galdino apresentaram duas propostas para a criação de linhas de ônibus especiais. As novas linhas deveriam percorrer bares e casas noturnas da cidade, mas não foram aprovadas. Além disso, já circulam pela capital as linhas especiais Turismo, InterHospitais, Circular Centro e Madrugueiro, que fazem a integração entre áreas específicas da capital.


READ MORE - Curitiba pode ter a linha "Inter Shoppings" para interligar os principais centros de compras da cidade

Cerca de 300 mil passageiros utilizam vans diariamente em Fortaleza

A superlotação das van, popularmente conhecidas por topics, sempre consta na lista de reclamações dos usuários do transporte público de Fortaleza. Diariamente, cerca de 300 mil passageiros utilizam o sistema alternativo de locomoção na Capital e de acordo com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), 320 veículos percorrem 17 linhas diferentes unindo vários bairros.

Cada van carrega quase 950 pessoas diariamente, mas o número pode ser bem maior em períodos de maior fluxo. Segundo a Etufor, uma Divisão de Fiscalização tenta coibir o excesso de pessoas próximas ao motorista ou em torno das portas abertas dos veículos. “Qualquer tipo de lotação que possa arriscar a vida do passageiro é inibida por meio de abordagens nas próprias vias”, afirmou o órgão.

Legislação
Tomando como base a lei 9.514, do ano de 2009, a quantidade máxima de pessoas sentadas nas vans não pode ultrapassar 18. Já a medida complementar NBR-15570 diz que cada veículo pode transportar seis passageiros por metro quadrado.
Quando é verificada qualquer infração a estas determinações,  a única penalização prevista é a retirada dos veículos de circulação por três dias.

Permissionário
Para se tornar um permissionário é necessário, primeiramente, adquirir permissão por meio de licitação ou transferência de permissão, desde que sejam satisfeitas exigências previstas em lei e devidamente autorizada pelo órgão gestor do transporte municipal.
Os interessados devem, obrigatoriamente, ter 21 anos, residir em Fortaleza, estar em dia com as obrigações tributárias com o município, possuir Carteira Nacional de Habilitação categoria “D”, não ter antecedentes criminais e ter curso específico na ativididade.

Tarifa
Apesar do título “alternativo” as vans cobram a mesma tarifa dos ônibus aos passageiros. De acordo com a Etufor, o valor das passagens são sempre definidos tomando por base os dois meios de transporte.
A maioria dos veículos possui acento preferencial. “Hoje, qualquer veículo novo que é incluído só é incorporado ao sistema se tiver acento preferencial, elevador e portas largas”, afirma a Etufor.

As 17 linhas responsáveis pelo transporte alternativo são:
03 – Paupina / Pici
05 – Canindezinho / Iguatemi
06 – Edson Queiroz / Barra do Ceará
09 – Conjunto Ceará / Centro
10 – Conjunto Ceará / Bonsucesso / Centro
11 – Barra do Ceará / Cais do Porto
12 – Conjunto Palmeiras / Papicu
13 – Santos Dumont / Perimetral
25 – Parque Santa Maria / Liceu
28 – José Walter / Centro
52 – Caça e Pesca / Centro
52 – Caça e Pesca / Centro (a partir das 21hrs)
53 – Cidade 2000 / Sargento Hermínio
54 – Granja Lisboa / Goiabeiras
55 – Conjunto Alvorada / North Shopping
57 – Vila Velha / Centro
59 – Conjunto Palmeiras / Centro

O itinerário das linhas, que passam por toda a Capital e algumas regiões da Região Metropolitana de Fortaleza, pode ser visto com detalhes clicando aqui.

Fonte: Jangadeiro Online

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Cerca de 300 mil passageiros utilizam vans diariamente em Fortaleza

Em Blumenau, Corredor da 2 de Setembro diminui em meia hora trajeto entre terminais

O corredor de ônibus da Rua 2 de Setembro, no Bairro Itoupava Norte, reduziu em meia hora a viagem entre os terminais do Garcia e Aterro. A boa notícia foi constatada pelo Seterb, depois de uma semana das alterações no trânsito do bairro. Segundo o presidente do Seterb, Rudolf Clebsch, além dos ônibus, os veículos também foram beneficiados com as mudanças:
— Melhorou muito andar por aquela região. Antes, os congestionamentos eram constantes. Ainda temos pontos a ser arrumados, mas posso dizer que o trânsito agora tem um bom fluxo pelo bairro.
Viagem entre terminais do Garcia e Aterro reduziu em meia hora com implantação do corredor (Foto: Artur Moser)

Rudolf destaca que se somar 24 dias de viagem, entre ida e volta entre os terminais, o tempo gasto dentro do ônibus é de um dia a menos do que anterior às modificações.
Entre os ajustes pelo local, a Rua Paris deve receber ainda nesta semana uma nova camada asfáltica. Placas indicativas também estão sendo instaladas pela região. Até a metade de março, a Guarda de Trânsito faz a orientação de motoristas pela região.


READ MORE - Em Blumenau, Corredor da 2 de Setembro diminui em meia hora trajeto entre terminais

Projeto proíbe música em ônibus de Sorocaba

Usuários do transporte coletivo de Sorocaba (SP) serão proibidos de ouvir música nos ônibus urbanos, a menos que usem fones de ouvido. Um projeto de lei aprovado pela Câmara veda o uso de aparelhos de som ou celulares no modo alto-falante no interior dos coletivos. Os infratores podem ser multados em R$ 50 e ainda serão desembarcados compulsoriamente.
Foto: Sandro Alves
De acordo com o vereador Francisco França (PT), autor da proposta, usuários e motoristas têm sido incomodados por rádios, aparelhos de MP3 e celulares ligados em alto volume, tocando músicas de todos os gêneros. "O usuário paga pelo transporte e tem o direito de fazer o percurso sem ser incomodado pelo som alto", disse. Motoristas também se queixaram que, além de prejudicar a concentração, o volume alto impede que eles ouçam o aviso sonoro de parada, segundo o vereador.

O projeto, que ainda passará por segunda votação, prevê que as empresa serão obrigadas a fixar cartazes informativos nos ônibus. A fiscalização será feita por agentes da prefeitura. O valor da multa dobra em caso de reincidência e, se o infrator for menor, o pagamento caberá aos pais ou responsáveis. Após a segunda votação, o projeto precisará do aval do prefeito Vitor Lippi (PSDB) para virar lei.


Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Projeto proíbe música em ônibus de Sorocaba

Metrô do Rio terá tarifa reajustada para R$ 3,20

O conselho diretor da agência regulatória do transporte público do Rio de Janeiro, a Agetransp, autorizou nesta terça-feira o aumento da tarifa do Metrô Rio de R$ 3,10 para R$ 3,20. O reajuste entra em vigor a partir do dia 2 de abril e representa um acréscimo de 4,5% - referente ao Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), indicador de inflação, registrado entre janeiro de 2011 e janeiro de 2012.

Ainda na mesma sessão regulatória da empresa controladora, ficou definida uma multa para a concessionária de R$ 41 mil, em função do descarrilamento de uma composição de manutenção ocorrido em março de 2011, fato que provocou a suspensão do funcionamento do Metrô entre as estações Estácio e Central no período da manhã.

Barcas
Um outro aumento, muito mais polêmico, começa a valer a partir da próxima quinta-feira para quem necessita diariamente atravessar a baía de Guanabara, entre o Rio e Niterói. Por meio de decreto no Diário Oficial de 30 de janeiro deste ano, está autorizado o reajuste nas tarifas das Barcas de R$ 2,80 para R$ 4,50.
O acréscimo, bem acima do nível da inflação, terá contrapartida do governo - pelo valor de R$ 3,10, os usuários do Bilhete Único poderão usufruir do sistema, entre eles os moradores de Paquetá e Ilha Grande.

Fonte: Terra

READ MORE - Metrô do Rio terá tarifa reajustada para R$ 3,20

Em Cuiabá, Usuários do transporte coletivo pedem a volta dos cobradores

“Cadê o cobrador, sumiu?”. Esta tem sido a pergunta feita pela cadeirante Eumara do Carmo Paz ao pegar o transporte coletivo em Cuiabá e dos demais passageiros que utilizam transporte coletivo na Capital.
 
Há pouco mais de um mês, Eumara observou que os ônibus da Capital estão sem cobrador, o que tem sido uma nova dificuldade para ela ao utilizar este meio de condução. Moradora do condomínio Canaã, ela diariamente se desloca da sua casa até ao bairro Três Barras para pegar suas filhas na escola e o que era para ser uma simples ação a cada dia se torna uma maratona com novas dificuldades. “Além de aguardar muito tempo no ponto, a falta de cobrador tem sido um novo obstáculo, pois na maioria das vezes há necessidade do motorista e do cobrador me auxiliar na entrada do ônibus e na saída”, relata.
 
A usuária ressalta que mesmo antes deste procedimento ser implantado, já foi deixada por várias vezes no ponto por horas, aguardando “a boa vontade dos motoristas”, mesmo tendo sinalizado solicitando a parada. “Sei que eles têm um horário a cumprir e acredito que sozinho o motorista perde muito mais tempo para operar o elevador, que permite a entrada dos cadeirantes”.
 
Diante desta situação, o vereador Arnaldo Penha (PMDB) apresentou nesta terça-feira (28) um requerimento que será direcionado ao Executivo cobrando explicações a Secretaria Municipal de Transporte Urbanos (SMTU), quanto ao surgimento desta normativa que já está sendo implantada nas empresas de transportes coletivos sem que houvesse nenhuma consulta à população, aos motoristas ou informação ao parlamento municipal.

“Tenho recebido muitas reclamações e denúncias deste novo sistema, entendo como algo que deveria ser esclarecido à população antes mesmo da implantação para que fosse ponderado os prós e contras, pois para toda mudança há necessidade de uma preparação ou uma análise de viabilidade”, disse o vereador.



READ MORE - Em Cuiabá, Usuários do transporte coletivo pedem a volta dos cobradores

Em Aracaju, Presidente do Setransp ressalta que transporte coletivo precisa de prioridade

Finalmente saíram da falácia para projetos sérios,diz Adierson Monteiro sobre Plano de Mobilidade . Presidente do Setransp ressalta importância da mobilidade, e insiste que transporte coletivo precisa de prioridade
O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte e Trânsito (Setransp) Adierson Monteiro, comentou nesta segunda-feira, dia 27,sobre a aplicação do Plano de Mobilidade Urbana, que tem iniciado um processo de alterações no trânsito da capital sergipana, com a perspectiva de criação de corredores para ônibus. Adierson ressaltou que o plano é de grande valia para Aracaju,e é um sinal contrário àquilo que ele chama de “falácia” existente em relação ao sistema do transporte público.

 “Finalmente saíram da falácia para projetos sérios. Ao longo dos anos só víamos políticos com discursos demagógicos, que na prática não serviam de nada. Foi sancionada no dia 04 de janeiro deste ano a Lei de Mobilidade Urbana. Essa Lei tem vários aspectos e um deles determina que o transporte público tenha seu espaço para trafegar com prioridade. Então, até fazendo uma crítica e parabenizando nossos gestores, eu digo que esse trabalho do Plano de Mobilidade já deveria ter sido anunciado há muito tempo, mas é muito importante que esteja em vigor agora para que tenhamos em curto/ médio prazo um transported e qualidade. E não podemos falar nessa qualidade e agilidade no transporte seele não tiver prioridade em relação aos demais veículos”, pontuou Adierson Monteiro, em entrevista ao radialista George Magalhães no programa Liberdade Sem Censura. 

O presidente do Setransp também mencionou a questão da desoneração do custo do transporte público, que, segundo ele, por não ter sido citada na Lei Nacional de Mobilidade Urbana acaba por impedir que a tarifa do transporte coletivo seja reduzida. “As empresas de ônibus têm feito investimentos em novos veículos e discutido o reajuste salarial de seus colaboradores. Enquanto isso, o poder público se preocupou em desonerar o custo dos tablets (aparelhos eletrônicos), mas não fez questão alguma de ao menos discutir a desoneração do custo do transporte coletivo. Assim, os impostos para prestação do transporte público continuam de forma abusiva, e acabam incidindo sobre a tarifa cobrada da população”, criticou ele, lembrando que o reajuste da tarifa para este ano está em análise na Prefeitura de Aracaju.

De acordo com Adierson Monteiro, só na Grande Aracaju, cerca de 300 mil pessoas utilizam o transporte coletivo diariamente. Esse número,para ele, mostra que a população, em sua maioria usa ônibus como transporte,mas não conta com a prioridade do governo. “Não adianta ter discurso demagógico.A população quer providências concretas, e é isso que o Setransp tem cobrado, e inclusive tem somado com projetos como esse do Plano de Mobilidade”, disse ele,citando o projeto que foi encomendado pelo Setransp para o ordenamento do trânsito em Aracaju, pensando na fluidez do transporte coletivo.  
Por Raissa Cruz
Finalmente saíram da falácia para projetos sérios,diz Adierson Monteiro sobre Plano de Mobilidade . Presidente do Setransp ressalta importância da mobilidade, e insiste que transporte coletivo precisa de prioridade

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte e Trânsito (Setransp) Adierson Monteiro, comentou nesta segunda-feira, dia 27,sobre a aplicação do Plano de Mobilidade Urbana, que tem iniciado um processo de alterações no trânsito da capital sergipana, com a perspectiva de criação de corredores para ônibus. Adierson ressaltou que o plano é de grande valia para Aracaju,e é um sinal contrário àquilo que ele chama de “falácia” existente em relação ao sistema do transporte público.

 “Finalmente saíram da falácia para projetos sérios. Ao longo dos anos só víamos políticos com discursos demagógicos, que na prática não serviam de nada. Foi sancionada no dia 04 de janeiro deste ano a Lei de Mobilidade Urbana. Essa Lei tem vários aspectos e um deles determina que o transporte público tenha seu espaço para trafegar com prioridade. Então, até fazendo uma crítica e parabenizando nossos gestores, eu digo que esse trabalho do Plano de Mobilidade já deveria ter sido anunciado há muito tempo, mas é muito importante que esteja em vigor agora para que tenhamos em curto/ médio prazo um transported e qualidade. E não podemos falar nessa qualidade e agilidade no transporte seele não tiver prioridade em relação aos demais veículos”, pontuou Adierson Monteiro, em entrevista ao radialista George Magalhães no programa Liberdade Sem Censura. 

O presidente do Setransp também mencionou a questão da desoneração do custo do transporte público, que, segundo ele, por não ter sido citada na Lei Nacional de Mobilidade Urbana acaba por impedir que a tarifa do transporte coletivo seja reduzida. “As empresas de ônibus têm feito investimentos em novos veículos e discutido o reajuste salarial de seus colaboradores. Enquanto isso, o poder público se preocupou em desonerar o custo dos tablets (aparelhos eletrônicos), mas não fez questão alguma de ao menos discutir a desoneração do custo do transporte coletivo. Assim, os impostos para prestação do transporte público continuam de forma abusiva, e acabam incidindo sobre a tarifa cobrada da população”, criticou ele, lembrando que o reajuste da tarifa para este ano está em análise na Prefeitura de Aracaju.

De acordo com Adierson Monteiro, só na Grande Aracaju, cerca de 300 mil pessoas utilizam o transporte coletivo diariamente. Esse número,para ele, mostra que a população, em sua maioria usa ônibus como transporte,mas não conta com a prioridade do governo. “Não adianta ter discurso demagógico.A população quer providências concretas, e é isso que o Setransp tem cobrado, e inclusive tem somado com projetos como esse do Plano de Mobilidade”, disse ele,citando o projeto que foi encomendado pelo Setransp para o ordenamento do trânsito em Aracaju, pensando na fluidez do transporte coletivo.  

Por Raissa Cruz / FAXAJU
READ MORE - Em Aracaju, Presidente do Setransp ressalta que transporte coletivo precisa de prioridade

Apenas 30% dos ônibus de João Pessoa estão adaptados para pessoas com deficiência

Aumenta o índice de insatisfação da população com o transporte público eficiente (adaptado para cadeirante) e o promotor do cidadão, Valberto Lira, afirma que desde dezembro de 2009 há um termo de conduta entre órgãos autorizando que os novos ônibus sejam eficientes.

Segundo informações do site da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), do total de 453 ônibus, apenas 137 são eficientes o que representa apenas 30% da frota da Capital. O promotor revelou que desconhece o dado de 729 cadeirantes para um ônibus, informado pela Associação de Deficientes e Familiares da Paraíba (Asdef-PB).

O gerente executivo da Associação de Deficientes e Familiares da Paraíba (Asdef-PB), Normando Vitorino, reconhece o aumento na quantidade de ônibus adaptados em João Pessoa, mas revela que o número ainda é insuficiente para atender a demanda.

Segundo o promotor Valberto Lira, o termo de compromisso foi firmado entre a Superintendência de Transportes e Trânsito na Paraíba (STTrans) e a Associação das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos de João Pessoa (AETC-JP) autorizando que todos os novos ônibus adquiridos sejam adaptados aos deficientes.

Outra reclamação da população é a falta de conscientização dos motoristas de transporte público que ainda não sabem lidar com a entrada do deficiente físico no ônibus. "A AETC promove anualmente treinamento para os motoristas, mas, não podemos fazer nada em relação à falta de educação de alguns deles", disse o promotor.


READ MORE - Apenas 30% dos ônibus de João Pessoa estão adaptados para pessoas com deficiência

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960