Operação do Detro termina com 37 veículos apreendidos

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Rio - A fiscalização do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) recolheu 35 veículos que operavam irregularmente o transporte de passageiros em municípios da região Metropolitana e dos Lagos nesta sexta-feira. Equipes também estiveram no Passeio, na Capital, verificando a frota regular. Como resultado, dois ônibus da Viação Trel foram recolhidos a garagem por operar a linha Taquara x Praça Mauá sem autorização.
Foto: Site nilopolis online
Do total de apreensões de piratas, 26 destes foram flagrados em bairros do Rio, sendo oito vans e duas kombis na Taquara, um ônibus pirata, duas vans e quatro kombis em Santa Cruz, uma Zafira e uma kombi em Bangu, duas kombis na Pavuna, uma van e um carro particular no Centro. 

Já na Baixada Fluminense, os fiscais encaminharam para o depósito público seis kombis e um carro de passeio em Nova Iguaçu e mais um  particular em Magé. Em Niterói, duas vans e uma kombi foram retiradas de circulação. Na Região dos Lagos, em Cabo Frio, as equipes recolheram duas Zafiras. 

Todos os veículos apreendidos atuavam no transporte irregular de passageiros e foram encaminhados para depósitos públicos. A multa para este tipo de irregularidade é de R$ 2.018,30, valor este que dobra a cada caso de reincidência.



READ MORE - Operação do Detro termina com 37 veículos apreendidos

Cidades espalhadas, entulhadas de automóveis tornam nossas vidas mais caras

Cidades espalhadas, entulhadas de automóveis tornando nossas vidas mais caras, com elevado tempo de viagem no transporte público ou pessoas presas nos congestionamentos dos automóveis, sem contar os acidentes e a poluição urbana. Esse é o cenário na maioria das nossas cidades grandes e médias e, principalmente, nas regiões metropolitanas. 

Para enfrentar o atual quadro, foi sancionada no dia 3 pela presidente Dilma Rousseff a nova Lei da Política Nacional de Mobilidade Urbana, pois ela inverte uma lógica não escrita, mas praticada de que o uso de carro particular orienta políticas públicas em transportes. 

As novas regras priorizam os transportes público e coletivo sobre o individual, mas não entrarão em vigor até a Copa do Mundo de 2014, porque os municípios têm prazo até 2015 para se adequar à nova lei. 

A lei número 12.587, agora sancionada, exige que os municípios com população acima de 20 mil habitantes elaborem planos de mobilidade urbana, a serem revistos a cada dez anos. 

As cidades que não cumprirem essa determinação serão penalizadas com a suspensão dos repasses federais destinados às políticas de mobilidade urbana.

INOVAÇÕES
A nova lei que entra em vigor a partir de abril irá desestimular o uso de carros e tornará possível a captação de recursos a serem investidos prioritariamente em ônibus, metrô e trem. Ademais, os Estados e municípios poderão taxar a circulação de veículos em determinadas áreas, como fazem cidades como Londres e Estocolmo, por exemplo. Pela mesma razão - e também por motivos ambientais -, os Estados e as prefeituras estão autorizados a implementar rodízio de carros, como já ocorre na cidade de São Paulo.

O preço das passagens de transporte público, especialmente de ônibus, deverá sofrer impacto positivo com a nova lei, favorecendo os cidadãos. A empresa que opera as linhas municipais deverá ser escolhida pela prefeitura por licitação. Vencerá a concorrência que oferecer o menor preço. O estatuto também é de extrema importância para a bicicleta, pois a lei determina o uso desses recursos (tarifas por utilização da infraestrutura viária) para os transportes coletivos e não motorizados (bicicletas e pedestres).

OMISSÕES E VETOS
A lei também deveria prever fontes de financiamento estáveis e permanentes para investimento em transporte público. E, graças a uma decisão da presidente e, a pedido da equipe econômica do governo, a lei publicada erra ao não atacar o que seria uma distorção do sistema de transporte coletivo atualmente: quem usa e paga subsidia quem usa e não paga.

Embora o texto final da lei não tenha previsto a vinculação orçamentária para a mobilidade urbana, e também tenham sido vetados todos os dispositivos que faziam alguma referência a financiamento, a lei é um passo para frente, pois fornece embasamento legal para a criação de outras medidas e possibilita a resolução de antigas exigências dos ciclistas e de outros setores.

Os vetos mantiveram os usuários pagando as passagens dos correios e fiscais de Imposto de Renda e mantiveram a possibilidade de novas gratuidades serem pagas na tarifa, logo, pagas pelos usuários.

Mas no geral é uma grande vitória por tratar da mobilidade sustentável e não só dos transportes públicos, o que nos permitiu ter instrumento de luta contra a política de estado de universalizar o uso e a propriedade dos automóveis com recursos públicos.

Parabéns a todos nós por mais essa vitória! Vamos agora discutir as ações governamentais a partir desse novo quadro conjuntural na luta pelo direito ao transporte público de qualidade. Conheça a norma e cobre a sua aplicação.

Fonte: Diário do Grande ABC


READ MORE - Cidades espalhadas, entulhadas de automóveis tornam nossas vidas mais caras

Trens chineses comprados pelo Estado desembarcam no Porto do Rio

O sistema ferroviário do Rio de Janeiro acaba de ganhar mais um importante reforço. Três novos trens chineses desembarcaram na manhã desta quinta-feira (12) no Porto do Rio, para integrar a frota operada pela SuperVia. Os trens fazem parte do conjunto de 30 composições com ar condicionado compradas pelo Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Transportes.

Cada trem possui capacidade para 1.300 passageiros, e são equipados com circuito interno de TVs, câmeras de segurança, painéis de LED, amplo espaço interno, e um moderno sistema de comunicação entre o Centro de Controle da concessionária e os passageiros.

- As três novas composições, que chegaram hoje devem começam a operar em 45 dias. Nossa expectativa é que todos os 30 trens já estejam no Rio até julho, e a partir de setembro, todos deverão estar operando plenamente. O terceiro lote, com mais quatro trens já foi despachado da China para o Rio, e deverá chegar no final do mês de fevereiro – afirmou o secretário de Transportes Julio Lopes, acrescentando que até o início do próximo mês o primeiro trem chinês já estará circulando com passageiros nos ramais da SuperVia.

Do Porto, os trens seguirão para a oficina da SuperVia, em Deodoro, onde passarão por uma bateria de testes, desenvolvidos por técnicos e engenheiros estrangeiros e da Secretaria Estadual de Transportes.

Outros investimentos no setor ferroviário urbano

Os investimentos em toda a rede ferroviária somam R$ 2,4 bilhões, sendo R$ 1,2 bilhão oriundos do Governo do Estado e R$ 1,2 bilhão vindos da concessionária. Além da aquisição dos 30 trens chineses, a Secretaria Estadual de Transportes já iniciou processo licitatório para compra de mais 60 novas composições, com ar condicionado. Em contrapartida, a concessionária também vai adquirir outros 30 novos trens, além de modernizar 73 composições da frota atual. Também fazem parte dos avanços a reforma das 98 estações e do Centro de Controle Operacional, já em execução.




READ MORE - Trens chineses comprados pelo Estado desembarcam no Porto do Rio

Em Goiânia, Passageiros reclamam de buracos e lama em terminal de ônibus provisório

Usuários do transporte coletivo reclamam das condições de um terminal de ônibus provisório em Aparecida de Goiânia. O local está sendo usado até que o novo Terminal Garavelo, que está sendo construído ao lado, fique pronto.

Segundo eles, os buracos e a lama tomam conta de todo o terminal e ruas de acesso. “Eles têm que fazer as coisas certas porque na hora de pedir voto eles [políticos] vão até nossa casa tomar cafezinho. Isso aqui é uma vergonha”, afirma a passageira Sônia Barbosa Teles.

“Eu já cheguei em casa com a camisa toda suja de lama e até já caí aqui”, conta outro usuário.

Os motoristas de ônibus que passam pelo terminal também sofrem com a situação da rua que dá acesso ao local. “A cada dia que passa os buracos crescem mais e nós temos mais dificuldades”, reclama um dos motoristas.

Segundo a construtora, as obras do novo terminal estão sendo dificultadas por causa das chuvas. “Infelizmente com as chuvas não será possível fazer a recuperação do viário interno do terminal porque como está cheio de água nós não conseguimos fazer uma nova capa asfáltica. Então, assim que o período de estiagem chegar nós iremos iniciar os reparos”, explica o assessor de Planejamento e Obras da Companhia Municipal de Transporte Coletivo (CMTC), Benjamin Kennedy Machado.

Fonte: G1 GO



READ MORE - Em Goiânia, Passageiros reclamam de buracos e lama em terminal de ônibus provisório

Rio Preto (SP) diminui em 9% as tarifas de ônibus e se destaca entre as cidades do país

Ao contrário do que se vê em grandes cidades do país, a prefeitura da cidade investe cerca de 9 milhões por ano nos meios de transporte público
Em quase todo o país se vê a mesma cena: protestos contra o aumento da passagem de ônibus. No Piauí, a tarifa que era de R$ 1,90 foi para R$ 2,10, no Espírito Santo de R$ 2,30 passaram a custa R$ 2,45. Mas, em meio ao caos, a cidade de São José do Rio Preto (SP) se destaca. Pela primeira vez na história da cidade ao invés das tarifas de ônibus aumentarem as passagens foram reduzidas.
Até novembro de 2011 os usuários do sistema de transporte coletivo pagavam R$2,30 e agora pagam R$2,10, o que corresponde em uma diminuição de 9%. A redução anunciada pelo prefeito Valdomiro Lopes (PSB), beneficia 2.387.373 passageiros da cidade, por mês. 
Para concretizar o projeto foi necessário fazer algumas mudanças no sistema do transporte coletivo. A principal delas foi a quebrar monopólio da empresa Circular Santa Luzia, que fazia o transporte no município. “Primeira vez na história de Rio Preto a prefeitura foi ousada no que se refere ao transporte público. Elaboramos um plano diretor de transporte coletivo, quebramos monopólios e estamos abrindo as novas concessões. As pessoas querem ônibus mais barato, ônibus mais rápido e confortável”, diz o prefeito Valdomiro Lopes. 
O prefeito pretende ainda reduzir mais R$ 0,10 nas passagens até março desse ano. “Estamos investindo R$9 milhões por ano para garantir transporte mais barato para a população. E vamos baixar ainda mais”, afirmou Valdomiro.  Além da redução das passagens, a frota do transporte coletivo foi renovada.  São 256 novos ônibus atendendo a cidade. 

Fonte: segs.com.br



READ MORE - Rio Preto (SP) diminui em 9% as tarifas de ônibus e se destaca entre as cidades do país

Porto Velho recebe oito novos ônibus nesta sexta-feira

A população da capital de Rondônia já pode usufruir de novos veículos no transporte coletivo. Cada um deles, custou à empresa Rio Madeira, 230 mil reais, totalizando um investimento de 1 milhão e 840 mil reais. Cada um tem capacidade para 73 passageiros, sendo 42 sentados e 31 em pé. Todas as unidades foram financiadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).

A solenidade de entrega aconteceu na manhã desta sexta-feira (23), na praça João Nicolleti, em frente a sede da prefeitura. Estiveram presentes o prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho, o secretário municipal de Transportes Urbanos, Cláudio Carvalho, o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, José Hermínio, o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte (SET), Ronaldo Marciano, além dos vereadores, Alan Queiroz, Chico Caçula, Ted Wilson, Pitico Vilela e Juarez Taques.

Já foram entregues até o momento, 24 ônibus. Até o final de dezembro, vamos entregar mais oito, totalizando 32 veículos. Destes, seis foram adaptados para os portadores de necessidades especiais. É o compromisso que firmamos com a prefeitura de Porto Velho e o Ministério Público para oferecer um transporte de qualidade à população, destaca o presidente do SET, Ronaldo Marciano.

Com a entrega destes ônibus que vão substituir veículos velhos, a idade média da frota portovelhense cai para quatro anos. É uma das mais novas do Brasil. A meta da prefeitura de Porto Velho junto com a Semtran é colocar mais 20 coletivos novos em circulação em 2008, revela o secretário municipal de Transportes, Cláudio Carvalho.

Estes veículos novinhos em folha, vão dar agilidade, e principalmente, conforto ao trabalhador e estudante que utiliza o sistema da nossa capital. Afinal, nossa cidade está crescendo e devemos oferecer um transporte coletivo digno para eles. Este é um compromisso que eu tenho com cada pessoa que precisa destes ônibus, aponta o prefeito Roberto Sobrinho.

Roberto destacou ainda outras ações da prefeitura como a instalação de novos abrigos, sinalização de ruas e avenidas e instalação de semáforos sincronizados, em fase experimental na Carlos Gomes, que permite o tráfego fluir com maior velocidade. A construção de marginais e viadutos é outro projeto já aprovado pelo Ministério dos Transportes que vai contribuir para melhorar o trânsito da cidade.

No final da solenidade de entrega, o pároco da Igreja Sagrado Coração de Jesus (Catedral Metropolitana de Porto Velho), abençoou os veículos, motoristas, cobradores e usuários. Aceitei o convite para agradecer a Deus, juntamente com todos que estiveram presentes, por lembrarem da nossa população. Além disso, não é só contar com unidades novas. Também é importante a proteção do nosso pai, afirma o padre Franco Albanesi.

Informações da Prefeitura de Porto Velho



READ MORE - Porto Velho recebe oito novos ônibus nesta sexta-feira

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960