Inauguração de Shopping causa transtorno no trânsito e no transporte público do Recife

quarta-feira, 31 de outubro de 2012


O furação foi nos Estados Unidos, onde carros e mais carros se dirigiam para longe das cidades litorâneas onde o furacão Sandy iria passar, mais um outro fenômeno que atormentou a vida do Recifense foi a inauguração do shopping Rio Mar situado no bairro do Pina, onde o trânsito se portou de um jeito jamais visto na cidade.

E fica a pergunta no ar: se com um evento de inauguração de um shopping, fez com que vias e mais vias da cidade ficassem intransitáveis, então será que estamos preparados para receber já no ano que vem a copa das confederações?

Também ficou constatado a falta de preparo dos órgãos de transito e transporte da cidade, onde certamente tudo que eles planejaram foi no mínimo por água abaixo.

Como é que um evento deste pôde refletir tão negativamente em relação ao trânsito, onde o número de agentes foi claramente insuficiente e sem nenhuma ação para amenizar tão grande congestionamento na cidade como um todo. 

E o que se falar do Grande Recife Consórcio de Transportes, onde a falta de planejamento ficou clara agora no fim da noite, onde os ônibus tiveram o itinerário mudado, mas no dia inoportuno, pois as linhas que antes se prejudicavam pela Rua Imperial voltaram a atender o bairro do Cabangá, na qual vai melhorar e muito para os usuários, mas não precisava essa mudança acontecer justamente hoje, com o transito parado para a inauguração do shopping. E o que vimos foi os usuários sendo prejudicados com essa modificação no dia de hoje. 

Linha criada para atender a demanda da inauguração do Shopping só funcionou no início da manhã.

A Linha 021*TI Joana Bezerra/Shopping Rio Mar só funcionou pela manhã, pois depois das 11 horas, o percurso que é feito em menos de 10 minutos era realizado por mais de uma hora, para se ter uma idéia, a maioria dos passageiros desciam no Cabangá para irem a pé mesmo, o mesmo aconteceu com outras linhas.

''Queríamos nós usuários que aqueles que organizam o trânsito e o transporte ficasse dentro de um ônibus ontem a tarde e durante a noite, para sentir na pele o que nós passamos por tamanha falta de planejamento''.

E o que falar da alça nova do viaduto Capitão Temudo, será que alguém entendeu para que serve esta alça a não ser um gasto de dinheiro público, pois tínhamos outros viadutos mais urgentes para se fazer como por exemplo no cruzamento da Imperial próximo a fábrica da Alimonda em Afogados, ou no cruzamento da estrada dos remédios com a Abdias.

Mas o que mais se falou foi de uma alça que sai e volta para o mesmo lugar, lamentável.

Tomara que hoje, os órgãos de trânsito e transporte da cidade evitem esse colapso que aconteceu nesta terça-feira, pois certamente a população do Recife não vai aguentar mais um dia deste ‘’Furação’’.

Blog Meu Transporte

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960