ANTT quer que a frota atual de ônibus seja enxugada e passe de 14 mil para 6.152 ônibus

domingo, 11 de dezembro de 2011

As empresas  de ônibus interestaduais preparam-se para mais uma etapa da queda-de-braço que travam com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em torno da licitação de 1.967 linhas interestaduais. Fonte do setor revelou ao DCI que, provavelmente, o edital da licitação será publicado semana que vem.

A Agência quer que a frota atual seja enxugada e passe de 14 mil para 6.152 ônibus, além de 639 veículos de reserva. Linhas com mais e menos fluxo de pessoas serão oferecidas juntas, em lotes mistos, para garantir que o máximo de regiões seja atendida pelo serviço. Mas as companhias se queixam, afirmando que a proposta levará à desestruturação do sistema atual e à perda de 10 mil postos de trabalho no setor.

"As empresas atuais criaram as estruturas que hoje servem ao transporte rodoviário. Fizemos grandes investimentos nos últimos 70 anos", lembra José Valmir Casagrande, diretor-comercial da Viação Itapemirim. Outra preocupação das companhias são os ônibus piratas, que lhes fazem concorrência sem pagar impostos ou oferecer segurança aos passageiros. Só a Itapemirim revela perde cerca de R$ 96 milhões ao ano com a ação dos ônibus clandestinos. Enquanto isto, de janeiro a setembro só 1% das obras de transporte que fazem parte do PAC 2 foram concluídas.

"Os números falam por si só", afirma o senador Clésio Andrade, que também é presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Segundo ele, das 42 licitações iniciadas pelo Departamento Nacional de Transporte (Dnit), 14 foram revogadas e 27 suspensas, restando apenas 1 em andamento. Além disso, com início da temporada das chuvas, a degradação da malha viária vai piorar.

Fonte: DCI

READ MORE - ANTT quer que a frota atual de ônibus seja enxugada e passe de 14 mil para 6.152 ônibus

Novo trem importado da China inicia operação nos trilhos cariocas

Começaram nesta sexta-feira (09.12) os testes dinâmicos com o primeiro dos 30 trens chineses comprados pelo Governo do Estado, que serão incorporados à atual frota da SuperVia. As primeiras viagens da composição aconteceram entre Queimados e Japeri.

Em dezembro entrará em operação ainda o primeiro trem modernizado pela concessionária. A reforma soma-se ao total de 73 composições que, através de um investimento de R$ 230 milhões, começam a ser equipados com ar condicionado, novos equipamentos mecânicos e interiores mais modernos e confortáveis.

Até o final do primeiro trimestre de 2012 deverão se incorporados à frota mais 17 trens com ar-condicionado, entre chineses e reformados. A previsão é de que, em março, oito trens chineses e nove modernizados, todos com ar-condicionado, já estejam em operação. Os novos trens chineses e os trens modernizados fazem parte de um investimentos de R$2,4 bilhões, que inclui a renovação de toda a frota.

- Esta é uma grande vitória para o setor de transportes públicos do Rio. A população do Rio merece esta nova frota que começa e ser incorporada ao nosso sistema ferroviário urbano. Estas novas composições vão garantir uma redução média de idade da frota de 35 para 16 anos.  Até a Copa do Mundo de 2014 teremos uma frota totalmente composta por trens modernos e equipados com ar condicionado – afirma o secretário de Transportes, Julio Lopes.

O primeiro trem chinês foi entregue em setembro, no prazo previsto pelo cronograma, e desde então passava por testes estáticos, na oficina de Deodoro. Técnicos e engenheiros da Secretaria de Transportes, da SuperVia e do fabricante chinês estão acompanhando todo o processo de testes com a composição.



READ MORE - Novo trem importado da China inicia operação nos trilhos cariocas

Curitiba: Expresso Pinhais/Ruy Barbosa renova frota e substitui cinco dos 16 biarticulados

Usuários da linha expressa Pinhais / Ruy Barbosa contarão com cinco novos ônibus biarticulados, do total de 16 que fazem parte do pacote de renovação da frota. Três deles entram em operação já neste sábado (10), enquanto os outros dois circulam a partir da próxima segunda-feira (12). Os onze ônibus restantes entram brevemente em circulação, de acordo com o cronograma de renovação estabelecido pela Urbs – Urbanização de Curitiba S/A, empresa que gerencia o sistema de transporte coletivo urbano.

“A constante renovação da frota de ônibus de Curitiba, que em 2011 totalizou 557 coletivos, dos 1.915 em operação, é prova de um grau de qualidade de vida cada vez maior da população usuária de veículos dispondo da mais moderna tecnologia embarcada”, diz o diretor de Transporte da Urbs, Antonio Carlos Araujo.

Os novos biarticulados, encarroçados pela Neobus, de Caxias do Sul (RS), são pintados na cor vermelho Ferrari, semelhantes aos da linha expressa Centenário / Campo Comprido, têm 28 metros de comprimento, motores eletrônicos Volvo B-340 de geração Euro III e capacidade para 250 passageiros por viagem. Os biarticulados antigos, até agora em uso, comportam apenas 230 passageiros/viagem.

Números -  A linha Pinhais / Ruy Barbosa, servida diariamente por 16 ônibus biarticulados, percorre uma extensão de 21,5 quilômetros (ida e volta), com intervalos de cinco minutos em média. O tempo de viagem é de 66 minutos, também de ida e volta, e a velocidade média dos coletivos é de 20 km/h. Nos dias úteis, o movimento totaliza 34,5 mil passageiros. Nas horas de maior movimento, o número de usuários chega a cerca de quatro mil.

A exemplo da nova geração de ônibus biarticulados já em trânsito, os da linha Pinhais / Ruy Barbosa vêm equipados com completo sistema de informação ao usuário, como mensagens sonoras e visuais, garantindo completa mobilidade a deficientes físicos, auditivos ou visuais que estejam nos coletivos. Embarques e desembarques, nas estações-tubo, são em nível. Além disso, os veículos contam com vidros na cor fumê, para maior conforto dos passageiros, que reduzem os níveis de calor e de raios ultravioleta.


Fonte: URBS

READ MORE - Curitiba: Expresso Pinhais/Ruy Barbosa renova frota e substitui cinco dos 16 biarticulados

São Paulo: Linha 1-Azul do Metrô recebe o primeiro trem modernizado

O governador Geraldo Alckmin entregou nesta quinta-feira, 8, o primeiro trem modernizado da Linha 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi) do Metrô. Trata-se da sexta composição a entrar em operação, de um total de 98 unidades que passarão por modernização até 2014: 51 da Linha 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi) e 47 da Linha 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera-Palmeiras/Barra Funda). Os outros cinco trens modernizados estão na Linha 3-Vermelha.
"Esse é o sexto trem de 98. Então nós entregaremos este ano mais dois trens, são oito trens, 30 o ano que vem, 30 em 2013 e 30 em 2014, 98 trens. Multiplicados por seis, vai dar 588 vagões a mais, o que vai ajudar muito", declarou Alckmin.

Modernizada pelo consórcio BTT- Linha 1-Azul (Bombardier/Tejofran/Temoinsa), em Hortolândia (interior de São Paulo), a composição vem de fábrica com ar-condicionado, câmeras de vigilância e total acessibilidade, entre outros aprimoramentos tecnológicos, e integra a frota original que começou a operar na antiga Linha Norte-Sul entre 1974 e 1975. Outros dois trens estão em fase final de testes e deverão ser entregues para a Linha 1 nas próximas semanas.

Modernos no visual e no desempenhoA modernização em curso visa obter padrões de desempenho e acessibilidade equivalentes aos existentes nos novos trens recebidos a partir de 2008. O trem modernizado ganhou ar-condicionado, câmeras de vigilância (quatro internas por carro e outras duas externas nas cabeceiras da composição), sensores para detecção de fumaça, sistema de informação audiovisual (monitores e displays) e monitoramento contínuo dos equipamentos pelo operador (data bus).

As unidades também receberam sistema de freios com controle de patinagem e deslizamento que melhora o desempenho em condições de baixa aderência, como em tempo chuvoso, além de melhorias no sistema de tração, na ergonomia e iluminação.

As intervenções também proporcionam mais eficiência ao sistema de tração em corrente alternada (motores com controles e componentes eletrônicos mais eficientes, que possibilitam menor consumo de energia). A cabine do operador foi ampliada e recebeu novo banco ergométrico e mais rápido acesso às informações geradas pela viagem, pois as mais significativas ficam dispostas no console de comando ou na própria cabine.

As normas de acessibilidade estão contempladas com espaços para cadeira de rodas, sinalização audiovisual de abertura e fechamento de portas. O interior dos carros traz mapa dinâmico visual das estações, comunicação em braile e dispositivos de emergência para comunicação com o operador. A modernização inclui ainda sistema de som que melhora a audição das mensagens sonoras eletrônicas e das divulgadas pelo operador de trem, além de pega-mão fluorescente destinado a pessoas com dificuldades visuais.



Informações do Governo de São Paulo

READ MORE - São Paulo: Linha 1-Azul do Metrô recebe o primeiro trem modernizado

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960