Diadema implanta novo sistema de transporte público

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A partir deste sábado, 26 de novembro, o transporte coletivo de Diadema entrará em uma nova fase. Todos os 194 ônibus da frota municipal serão zero quilômetro e adaptados ao transporte de pessoas com mobilidade reduzida. Para marcar a data a Prefeitura escolheu o domingo (27) para ser o Dia da Catraca Livre, ou seja, nesse dia os usuários não pagarão passagem.

O prefeito de Diadema, Mário Reali, fará a apresentação da nova frota nesta sexta-feira, 25, às 14h, durante o 1º Congresso da Cidade, que acontece de 24 a 26 de novembro, no Teatro Clara Nunes. Nessa data, os participantes terão a oportunidade de conhecer detalhes do processo de concessão das linhas da ETCD – Empresa de Transporte Coletivo de Diadema, iniciado em 2010, e que resultou na renovação e modernização total na frota.

Além de contar com ônibus mais modernos, confortáveis e acessíveis, a população de Diadema também terá outros benefícios no transporte público. Um deles é a segurança, já que os veículos estarão equipados com câmeras, que ajudam a inibir roubos e outras formas de vandalismo. Outra novidade está relacionada à tecnologia embarcada nos veículos. O monitoramento operacional será feito através de equipamentos GPS (Sistema Global de Posicionamento por Satélite), instalados nos ônibus, e da Central de Monitoramento. O objetivo dessa estrutura é visualizar em tempo real a operação dos ônibus em cada linha, oferecendo dados e informações que servirão para fiscalizar o cumprimento de horários e os eventos que podem interferir na programação da viagem dos ônibus, como desvios de rota, tempo de parada, pontualidade, excesso de velocidade, queima de parada, entre outros.

A nova frota inclui mais um veículo adaptado para o transporte de pessoas com necessidades especiais, que será somado aos dois já existentes. Trata-se do Serviço de Atendimento Especial de Diadema, o Atendi, modalidade de transporte gratuito, porta a porta, destinado às pessoas com deficiência física severa, com alto grau de dependência, impossibilitadas de usar outros meios de transporte público e que necessitem de atendimento em instituições de Saúde.

Encerrada em junho deste ano, a licitação teve como vencedora a empresa Benfica – Transportadora Turística, que passará a operar oito linhas de ônibus, o que representa 40% do total. Os outros 60%, que já eram operados pela Viação Imigrantes, passam agora para a empresa Metropolitana, que adquiriu o direito de operar as linhas sob a condição de renovar toda a frota.

Painéis mostrarão tempo de espera por ônibus
Além de ser o único município brasileiro com frota municipal totalmente zero quilômetro e 100% adaptada, Diadema passará a contar, a partir de janeiro de 2012, com painéis eletrônicos que mostrarão o tempo de espera nos terminais, itinerários e horários. Também a partir de janeiro a Secretaria de Transportes promoverá um grande debate com a sociedade, com o intuito de readequar as linhas e horários dos ônibus, para melhorar o atendimento, eliminar defasagens e diminuir o tempo de espera nos pontos.


Fonte: O Reporter

READ MORE - Diadema implanta novo sistema de transporte público

Em São Paulo, Projeto do metrô ABC será anunciado em dezembro

A presidente Dilma Rousseff e o governador Geraldo Alckmin irão anunciar até o fim do ano os detalhes do projeto que estenderá o Metrô até o ABC. O traçado aéreo de 28 quilômetros deverá ter início em 2012 e beneficiará Santo André, São Bernardo e São Caetano.

Segundo a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, o anúncio ainda não foi feito porque o Planalto irá externar, além do equipamento, um conjunto de ações referentes ao PAC Mobilidade Urbana.“Estamos terminando as definições e esses empreendimentos têm grandes chances de serem contemplados. Eu acredito que até meados de dezembro a presidente anuncia assim como já anunciou em Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte e Salvador”.

Os critérios para a escolha dos projetos levam em conta itens como sustentabilidade operacional dos sistemas, compatibilidade entre a demanda e modais propostos, além de adequação às normas de acessibilidade.

Além do Metrô, o governo federal deverá anunciar aporte financeiro ao projeto apresentado pela Prefeitura de São Bernardo que prevê dois corredores de ônibus que cortarão o traçado da linha 18 Bronze. Belchior não adiantou se os dois corredores serão contemplados pelo montante de R$ 18 bilhões previsto pelo governo federal para atender 24 cidades, mas, no mínimo um, terá a participação financeira.

Segundo o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, um corredor sairá da Praça dos Bombeiros e seguirá pela rua Tiradentes, avenida Prestes Maia até o cruzamento com a avenida Faria Lima, no Centro, em direção ao viaduto Tereza Delta, seguindo pela avenida José Odorizzi em direção a estrada Samuel Aizemberg até a divisa com Diadema. O outro corredor sairá da Estrada dos Alvarengas e seguirá pela avenida Robert Kennedy até a avenida Piraporinha também na divisa com Diadema.

Se só um for contemplado, o Paço irá buscar alternativas para viabilizar a obra restante com empréstimo, por exemplo, do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Marinho afirma que o anúncio estava previsto inicialmente para este mês mas deverá ocorrer mesmo em dezembro."É possível que seja anunciado junto. Essa obra do metrô muito provavelmente seja anunciada por Dilma e Alckmin. A expectativa era em novembro, mas acredito que será em dezembro”.

A ministra esteve nesta quarta (23) em São Bernardo onde foi homenageada pela Acigabc (Associação dos Construtores, Imobiliárias e Administradoras do Grande ABC). Ela recebeu o prêmio “O Construtor” que, pela primeira vez, foi entregue pela entidade, devido aos trabalhos prestados à região e ao País.“Eu fiquei muito feliz por ser a primeira premiada. Eu acho que é muito importante essa associação pois são empresários que têm visão de futuro ao deixar diferenças de lado e perceber que ganham quando se asssociam. É um exemplo para outros lugares. É uma honra ganhar um prêmio de empresários que estão sintonizados com o crescimento do País”.

Durante o evento na Acigabc, Miriam reafirmou o discurso de otimismo perante os empresários. A ministra afirmou que o País continuará crescendo economicamente e que os investidores não devem temer percalços. Para sustentar a elevação da economia, Belchior citou ações como o aumento do salário mínimo, a desoneração de investimentos do setor empresarial, novo Supersimples e a redução da taxa de juros.


READ MORE - Em São Paulo, Projeto do metrô ABC será anunciado em dezembro

Na Grande Recife, Programa Ambiental aprova 90% da frota de ônibus

A frota de ônibus gerenciada e fiscalizada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte alcan­çou a aprovação de 90,85% na qua­lidade do ar e redução da emissão de gases poluentes. O dado, referente ao período de janeiro a julho deste ano, está de acordo com as vistorias reali­zadas pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordes­te (FETRONOR), por meio do Programa Ambiental de Transporte – Despoluir.

O resultado apontado para a frota operante na Região Metropolitana do Recife ficou acima da média nacional, que é 85% dos veículos aprovados, e é a segunda melhor do país. Dos três mil coletivos que fazem o Sistema de Transporte Público de Passageiros da RMR, 2.667 foram analisados e 2.423 passaram nos testes.

Cada coletivo avaliado, estando dentro dos níveis de emissão de fuma­ça estabelecidos pelo Conselho Nacio­nal do Meio Ambiente (Conama) – de acordo com as resoluções nº 16/1995 e nº 251/99 – recebe o Selo Despoluir, que tem validade de 180 dias. Mesmo com esta proteção, a FETRONOR reali­za as avaliações a cada três ou quatro meses, dependendo do tamanho da frota da operadora.

De acordo com o Regulamento do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (RSTPP/RMR), o Consórcio realiza a manutenção dos ônibus de até quatro anos no mínimo uma vez a cada 12 meses. Para uma ida­de acima da estipulada, o veículo é avaliado no mínimo duas vezes nes­se período. A frota atual do sistema tem a média de 3,8 anos.

Para o presidente da FETRONOR, Eudo Laranjeiras, o resultado alcança­do pela quantidade total de coletivos do Grande Recife é fruto do trabalho de duas políticas. “A renovação per­manente da frota com a aquisição de ônibus novos e tecnologicamente mo­dernos e o acompanhamento do pro­grama Despoluir, que emite relatórios e orienta as empresas”, afirma.

Além da fiscalização dos níveis de emissão de gases poluentes, a FETRO­NOR também age na conscientização dos empresários do setor de trans­portes. “Apresentamos os resulta­dos como a redução de consumo de combustível, o acompanhamento do desempenho do meio de transporte e o mais importante, a contribuição que o setor está dando para a melhoria do meio-ambiente”, explicou Laranjeiras.

VISTORIA
Em paralelo ao trabalho feito pela FETRONOR, o Grande Recife possui uma Divisão de Vistoria (DIVI) dos cole­tivos, ligada à Gerência de Fiscalização do Consórcio. Os técnicos que com­põem a área são responsáveis pela análise permanente da frota. O chefe do setor, Edílson Ferreira, destaca a importância desse acompanhamento. “Quando estamos vistoriando e o ôni­bus emite fumaça negra ou fuligem, nós fazemos a avaliação detalhada no motor. Caso não esteja nos níveis de­sejados, o veículo é retirado de ope­ração só retornando às ruas após os reparos necessários”, informa.

Caso seja constatada alguma ir­regularidade como fumaça negra ou fuligem, a empresa operadora po­derá ser autuada com multa de até R$ 171,42, podendo ter este valor dobrado em caso de reincidência. O Grande Recife observa também com muita atenção o Certificado de Vistoria de cada carro. Caso o docu­mento esteja vencido, o veículo tam­bém será retirado da circulação.

PROGRAMA
O Despoluir foi criado em 1997 pela Confederação Nacional do Trans­porte (CNT), em parceria com a Fede­ração das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste (FETRONOR). A iniciativa proporciona atuações nos estados de Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Informações do CGRT



READ MORE - Na Grande Recife, Programa Ambiental aprova 90% da frota de ônibus

Dez novos ônibus articulados chegam a Manaus para compor a frota

Dez ônibus articulados chegaram nesta tarde de terça-feira (22) ao Porto da Sanave, bairro Santo Antônio, em Manaus. Os ônibus, de marca NeoBus Mega BRT, fazem parte da frota da empresa Global GNZ Empreendimentos e Participações Ltda, reponsável pela renovação de 300 veículos do sistema de transporte coletivo de Manaus.

De acordo com o proprietário da Global GNZ, Cláudio Flores, a nova frota atenderá as linhas troncais do terminais T4 e T5, substituindo os coletivos da linha 600, que circulam na zona leste da cidade.


Segundo o superintendente Municipal de Transporte (SMTU), Marcos Cavalcante, a cidade receberá ao todo 166 ônibus articulados. Dentre essa quantia, 70 carros são de responsabilidade da Global GNZ, e os outros 96 serão entregues pelas empresas Rondônia Comércio e Extração de Minérios Ltda, Viação Nova Integração Ltda e Transitol Empresa de Transporte Coletivo Toledo Ltda, vencedoras da licitação para transportes de alta capacidade.

Os ônibus articulados já foram incluídos nos projetos de corredores de ônibus de trânsito rápido de cidades como Rio de Janeiro, Curitiba e Goiânia.

Alguns itens os diferenciam dos ônibus convencionais. Primeiramente, o comprimento é 14% maior e 5 centímetros mais largo. São 21 metros de extensão, 2,20 metros de altura e 2,60 metros de largura, com capacidade para 157 passageiros, conforme indica a placa de dentro do ônibus.

Outros itens como computador de bordo, equipamentos de acessibilidade para deficientes físicos e visuais, espaços para cadeiras de rodas, alertas sonoros e os sinais de parada para estas pessoas que, ao ser acionado, emite um som diferenciado, indicando que uma há um passageiro necessitando de mais tempo para desembarcar na próxima parada.

"Os articulados são também hidramáticos, possuem sistema de ventilação forçado, reduzindo três graus da temperatura do ambiente. Ele causa menos impacto no solo, uma vez que seu peso é distribuído por eixo", ressaltou.

No entanto, para os ônibus articulados veicularem pela cidade tendo o melhor desempenho possível, a Prefeitura da cidade necessita segregar as pistas, é o que afirma Cláudio.

"Esses ônibus foram feitos para rodar a, pelo menos, 36km por hora, diferente de um ônibus convencional, o qual roda a 20km pela cidade. Dessa forma, ele transporta mais passageiros em menos tempo, barateando o preço da passagem. Entretanto, a Prefeitura tem que segregar as pistas, para que os veículos privados não interfiram no transporte público", explicou.

Cada ônibus custou R$ 652 mil. A Global GNZ pretende investir, ao todo, R$ 85 milhoes. Dos 300 carros precisam renovar, a empresa já entregou 100. Até janeiro de 2012, Cláudio disse entregar os 145 carros restantes.


Informações: D24 AM

READ MORE - Dez novos ônibus articulados chegam a Manaus para compor a frota

Linha 1 do Metrô de Salvador ainda nem inaugurou e já se fala em ampliar os serviços até Cajazeiras, passando por Pau da Lima

A bancada baiana no Congresso se reuniu nesta terça-feira (22) para discutir as 18 emendas a que tem direito no Orçamento da União de 2012. Entre os pedidos de verbas federais, está o que contempla uma extensão do metrô da Linha 1, que acaba na Estação Pirajá, até Cajazeiras, passando por Pau da Lima.

O crescimento da linha, previsto para uma fase posterior da obra, poderá sair antes caso os parlamentares consigam os recursos – o montante necessário não foi divulgado. Em nota, o senador Walter Pinheiro (PT) destacou também que recursos devem ser direcionados para a realização de estudos relacionados ao Sistema Viário Oeste, que inclui a Ponte Salvador- Itaparica.

Outras propostas contemplam a construção de estradas, faculdades e para a compra de máquinas agrícolas. Uma reunião final para fechar a pauta dos deputados baianos está marcada para a manhã desta quarta-feira (23).


Informações: Bahia Notícias

READ MORE - Linha 1 do Metrô de Salvador ainda nem inaugurou e já se fala em ampliar os serviços até Cajazeiras, passando por Pau da Lima

Em Maceió, Empresas entram na Justiça pelo aumento da passagem de ônibus

A Associação dos Transportes de Passageiros do Estado de Alagoas (Transpal) convocou à imprensa, na manhã desta quarta-feira, para explicar planilhas de custos divulgadas pela SMTT – Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Maceió, e anunciar que empresas do transporte de passageiros de Maceió entraram na Justiça pelo aumento da passagem do transporte coletivo de R$ 2,10 para R$ 2,49.

A ação é contra a Prefeitura de Maceió por conta da decisão do prefeito Cícero Almeida que afirmou não autorizar nenhum aumento de tarifa de ônibus em Maceió neste momento. Segundo ele, tendo como prioridade o processo de licitação que vai definir a contratação de novas empresas de transporte coletivo na capital.

De acordo com a superintendente da Transpal, Ana Lúcia Martins da Costa, frisou que sem o aumento da passagem para R$ 2,49 a tendência do transporte coletivo da capital é parar. “A SMTT prometeu fiscalizar o transporte clandestino na cidade, mas não está cumprindo. Como é que o empresário do transporte coletivo vai sobreviver deste jeito?”, indaga. “Somos a capital que tem mais emissão de carteira para portadores de necessidades físicas e patologias do Brasil, representando 3% da receita ambos, aproximadamente 550 mil não pagantes. Ou seja, são pessoas que andam de graça e que nem o Estado nem o Município repassam os valores para as empresas”, justificou Ana Lúcia Costa.

Ela disse ainda que cerca de 7% dos passageiros descem pela porta dianteira sem pagar um centavo. “Perdemos uma média de um milhão de passageiros para o transporte clandestino e estes não pagam impostos”, ressaltou.

Conforme a superintendente o reajuste anual é cabível haja vista que tudo aumenta e a tarifa do tarnsporte público não é diferente. Ana Lúcia explicou como é feita a composição dos custos. “As empresas têm despesas com combustível, remuneração, despesas com pessoal, fardamento, vale refeição, IPVA, vale transporte dos operadores, seguros, depreciação, convenio saúde dos rodoviários, PIS, ISS, Cofins, FTU, entre outros. O custo fixo total fica na casa de 67,24%, custo variável total é de R$ 32,75% e custo total com tributos de 3,8313. 

Nota de esclarecimento da Transpal

Após encaminhar à SMTT processo solicitando apreciação para reajuste de passagem nos coletivos de Maceió a Transpal esclarece a população:
- A tarifa de Maceió, ao contrário do que vem sendo difundido em alguns debates, é a segunda mais baixa entre as capitais.
- A tarifa de R$ 2,49 pedida pela Transpal fica muito próxima em resultados da tarifa R$ 2,31 sem o transporte clandestino.
- Nenhuma atividade suporta 17 meses sem atualização de  tarifa , sendo certo que o período máximo para atualização é de 01 ano.
- Existem compromissos assumidos que terão que ser revistos para que o transporte público de passageiros, que é uma atividade essencial à população, continue a operar.
- O desequilíbrio na remuneração do sistema põe em risco, de forma direta, a segurança de pelo menos quatro mil famílias e, de forma indireta, a economia da capital.
- Projetos simples, verificados em outras capitais, poderiam melhorar o transporte por ônibus em Maceió. Um dos exemplos é o corredor da Fernandes Lima que ainda não foi implementado, assim como a desoneração da planilha.
- Insistiremos na melhoria do sistema de transporte, na equalização social do preço da passagem, no combate a clandestinidade e evasão de receita e na seqüência legal para que tenhamos a justa remuneração dos serviços prestados pelas empresas


READ MORE - Em Maceió, Empresas entram na Justiça pelo aumento da passagem de ônibus

Aprovados corredores de ônibus para a região metropolitana de Porto Alegre

O Ministério das Cidades aprovou ajustes feitos no projeto dos corredores de ônibus da região metropolitana, que terá financiamento do PAC 2 – Mobilidade Grandes Cidades. Ficou definida a inclusão de Porto Alegre, o que garante acréscimo de R$ 32,2 milhões, totalizando R$ 353 milhões. Para a região, mudou o valor destinado às obras. Até a última reunião, no dia 9, eram R$ 120 milhões para o Eixo Norte, que inclui Novo Hamburgo, São Leopoldo, Sapucaia do Sul e Esteio. Agora, o valor é R$ 129 milhões, sendo que R$ 13 milhões são contrapartida, e o restante financiamento junto ao Estado. “A gerência do PAC concordou com a gerência orçamentária. Também apresentamos a compatibilização das propostas com as diretrizes do programa, com corredores exclusivos para ônibus ou faixas exclusivas”, explicou o secretário estadual de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã, João Motta. A aprovação foi divulgada esta segunda-feira.

AUDIÊNCIAS PÚBLICAS

A primeira quinzena de dezembro será reservada para audiências públicas nas nove cidades contempladas com obras para os corredores de ônibus. Nessas audiências, estarão presentes integrantes do PAC, onde serão apresentadas as propostas à população, que poderá dar sugestões. “Na verdade, estamos correndo atrás, para ganhar tempo na fase dos projetos”, ressaltou o secretário João Motta. A ideia é agilizar o processo para que em janeiro de 2012 já se possa iniciar a contratação para realização dos projetos. Quanto às obras, algumas até podem começar antes do fim do próximo ano. “Em uma leitura inicial nossa, há municípios que vão ter vantagem e, provavelmente, contratarão obras antes do fim do ano. Novo Hamburgo, pelo que sabemos, já tem um projeto”, comentou.

No Município

O prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, diz que o corredor vai ligar o bairro Canudos, desde a Praça Centenário, passando pela Avenida Victor Hugo Kunz, Nicolau Becker e Nações Unidas, até a Avenida Coronel Frederico Linck. “O projeto básico já está executado. Estamos aguardando tão logo conclua-se o processo de negociação, para podermos contratar o projeto executivo e depois executarmos a obra”, disse Tarcísio, sem precisar data de início da obra. “O corredor vai implantar linhas troncais, estabelecendo uma ligação mais rápida entre os bairros e o Centro. A ideia é termos conexões ônibus com ônibus para não trazermos todos para o Centro”, detalhou.

Integração

Tarcísio acrescenta que a área que será desapropriada ao lado do shopping, na Avenida Nações Unidas, entre as Ruas 5 de Abril e Marcílio Dias, servirá para o terminal de integração entre a Estação Novo Hamburgo e o transporte coletivo. “O terminal seria destinado ao transporte que permanecesse vindo dos bairros para o Centro, com conexão com o corretor”, comentou. O prefeito ressaltou ainda que o corredor é uma oportunidade muito importante para que a cidade reorganize as linhas do transporte público. O Município também terá uma linha troncal, que será de acesso preferencial aos ônibus, que seguirá pela Avenida Nações Unidas até a Estação Liberdade do trem.

NOVA PONTE SOBRE O SINOS
O corredor exclusivo de ônibus de São Leopoldo teve o acréscimo da ponte sobre o Rio dos Sinos que, na primeira avaliação dos técnicos, havia sido descartada. A quinta ponte da cidade, conforme projetos que estão sendo elaborados pela prefeitura, será na Avenida Tomaz Edson, fazendo a ligação das zonas norte e oeste da cidade em direção à Estação Unisinos, passando pelo viaduto da Unisinos.

OS PROJETOS
Novo Hamburgo: 4 km - Corredor exclusivo para ônibus na Avenida Victor Hugo Kunz - Investimento: R$ 34,8 milhões, sendo R$ 3,4 milhões de contrapartida.
São Leopoldo: 4,7 km - Corredores exclusivos para ônibus - Investimento: R$ 60,4 milhões, sendo R$ 6,04 milhões de contrapartida.

Sapucaia do Sul: 5,5 km - Melhorias no sistema de transporte público - Investimento: R$ 24,2 milhões, sendo R$ 2,4 milhões de contrapartida.

Esteio: 12 km - Faixa exclusiva de ônibus na Avenida Presidente Vargas, Padre Claret, Dom Pedro e Ruas Fernando Ferrari e Salgado Filho - Investimento: R$ 9,5 milhões, sendo R$ 951,1 mil de contrapartida.

Valores totais
Financiamento governo do Estado: R$ 317,7 milhões
Contrapartida municípios: R$ 35,3 milhões
Total: R$ 353 milhões

* Também tiveram corredores de ônibus aprovados Porto Alegre, Gravataí, Alvorada, Viamão e Caichoeirinha.

Governo faz balanço do PAC 2

O Ministério do Planejamento divulgou ontem o segundo balanço do PAC 2. Segundo os dados, até 30 de setembro deste ano foram executados 15% do que está previsto de 2011 a 2014. Entre junho e setembro deste ano houve um aumento de 66% da execução orçamentária, de R$ 86,4 bilhões para R$ 143,6 bilhões. Em 2011, o PAC 2 também alcançou volume de pagamento do Orçamento Geral da União 22% superior em comparação com o mesmo período de 2010, ano de melhor desempenho do programa. Em 2010, foram pagos R$ 17,7 bilhões e neste ano, R$ 21,6 bilhões. Os dados específicos por região, segundo a assessoria de imprensa do ministério, serão divulgados em 30 ou 40 dias, pois ainda estão em fase de fechamento pela área técnica.
*Colaborou: Bruna Kirsh


Fonte: Jornal NH

READ MORE - Aprovados corredores de ônibus para a região metropolitana de Porto Alegre

Metrô de Sobral deve ficar pronto em 10 meses

O Governo do Estado prevê que o município de Sobral receba o metrô em setembro de 2012. A obra foi iniciada em março deste ano e R$ 71 milhões estão sendo investidos. O metrô deve transportar cinco mil pessoas por dia em cinco composições.

Ao todo, serão 64 viagens ligando diversos bairros da cidade em 12,1 km de ferrovias. Em novembro, a execução das obras chegou a 20%. O Governo do Estado está investindo R$ 50 mi na obra e a União, R$ 21,6 mi, por meio da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU).

O sistema de VLT de Sobral terá dois ramais que irão passar pelas principais concentrações populacionais da cidade. Eles formam dois “U” invertidos, que se tangenciam numa estação de integração.

Um dos ramais já existe e possui 6,4 quilômetros de extensão. Ele irá compartilhar a linha de cargas onde, hoje, é administrada pela Transnordestina Logística. O segundo ramal será implantado ligando Grendene à Cohab III, com 5,7 quilômetros, que vai atender o bairro mais populoso de Sobral, Dr. José Euclides, e grandes pólos geradores de viagens, como a Grendene e o Centro de Convenções.

Mais Notícias do Ceará

Fonte: O Povo Online

READ MORE - Metrô de Sobral deve ficar pronto em 10 meses

Detro combate a pirataria na Região Metropolitana do Rio

Na manhã desta quarta-feira (23), o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) voltou a combater o transporte irregular de passageiros na Região Metropolitana. Mesmo com o tempo chuvoso, que prejudica as blitzes, entre 6h e 10h, os fiscais recolheram 12 veículos piratas, sendo cinco ônibus, quatro vans, uma kombi e dois carros de passeio flagrados fazendo lotada.

Na Capital, as apreensões ocorreram no Centro (um ônibus, um carro de passeio e duas vans), Madureira (uma van) e em Santa Cruz (quatro ônibus). As equipes ainda retiraram de circulação um carro de passeio em Nova Iguaçu, uma kombi em Itaguaí e uma van em Niterói.

Novas ações estão previstas para esta tarde. A multa por de passageiros sem autorização é de R$ 2018,30. Denúncias podem ser feitas na ouvidoria do órgão pelo telefone (21) 2332-9535.


Informaçãoes: O Reporter

Share |
READ MORE - Detro combate a pirataria na Região Metropolitana do Rio

Motoristas de ônibus de Maceió podem parar em protesto a falta de corredores de ônibus

Os rodoviários das empresas de transporte público urbano de Maceió estarão reunidos no próximo sábado (26) para debater a necessidade da construção de corredores exclusivos de ônibus na principal avenida de Maceió, a Fernandes Lima, no bairro do Farol.

A solicitação é antiga e reivindicada também pelos demais maceioenses que enfrentam a trânsito caótico do local, mas deverá ser enfatizada na assembléia que está agendada para ocorrer na sede do sindicato da categoria a partir das 16h. Outro ponto que será debatido na reunião é a jornada de trabalho dos rodoviários.

Os trabalhadores pretendem traçar estratégias para cobrar do prefeito Cícero Almeida a imediata construção e reforma, também, de alguns terminais de ônibus. Em localidades como o Village Campestre, Cleto Marques Luz, Clima Bom e Mirante a população sofre há anos tendo que se submeter à chuva e sol para esperarem um transporte por não terem onde se abrigar.

De acordo com o presidente do Sinttro/AL, Écio Luiz Marques, não há justificativa plausível para retardarem ainda mais essas medidas, afinal de contas, segundo dados da própria Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), há em caixa um saldo de R$ 3 milhões oriundos do Fundo de Transporte Urbano (FTU), valores repassados mensalmente pelas empresas concessionárias do serviço, e que continuam retidos no órgão sem destinação.

Os rodoviários prometem decretar, por ocasião da assembléia, um indicativo de greve como forma de forçar o governo a viabilizar a imediata utilização dos recursos para a construção tanto do corredor quanto dos terminais. A medida, segundo Écio Luiz, “favorecerá não somente os rodoviários, mas também os demais motoristas e a população em geral que sofre andando em ônibus lotados, em percursos que duram horas em função do trânsito congestionado da capital”, completou.


READ MORE - Motoristas de ônibus de Maceió podem parar em protesto a falta de corredores de ônibus

SMTU fiscalizará frota de Executivos em Manaus

Trabalhadores das cooperativas do sistema Executivo também foram convocados para reunião com a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) para serem alertados sobre as fiscalizações a serem feitas pelo órgão nos veículos em circulação. De acordo com Paulo Henrique Martins, diretor de Transportes da SMTU, várias reclamações chegaram ao órgão pelos cooperados.

“Recebemos reclamações de que tem gente praticando tarifa mais baixa do que R$ 4,20, de que tem gente transportando passageiros em pé, de que tem veículos com película (insulfilme)”, disse.
Foto: Euzivaldo Queiroz
Martins ressaltou que, em outra reunião com os permissionários, já tinham sido esclarecidas essas condições para que os micro-ônibus continuem circulando e que os cooperados que insistirem em violar as regras estabelecidas pela superintendência podem perder o selo de autorização para circulação na modalidade de transporte público coletivo.

“Nós estaremos recolhendo os veículos que descumprirem ao parqueamento.”
O veículo apreendido após a comprovação de irregularidades, só poderá ser retirado do parqueamento depois que o proprietário trocar a categoria no Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AM) para veículo particular.

Os itinerários também serão fiscalizados pela SMTU. O superintendente do órgão. Marcos Cavalcante convocou os presidentes das cooperativas para comparecerem à diretoria de Transportes da SMTU para adequarem os itinerários.

“Tem muitas linhas que podem ser melhoradas, adequadas ou mesmo inviabilizadas”.

Padronização visual

A poluição na aparência dos Executivos também serão proibidos pela SMTU. Todo e qualquer tipo de adesivo nos micro-ônibus deverão ser retirados pelos proprietários dos veículos, exceto os regulamentados pela Superintendência.
 




READ MORE - SMTU fiscalizará frota de Executivos em Manaus

Na Grande Vitória, Projetos de mobilidade são citados, mas sistema VLT está descartado

Os problemas que envolvem o tema da mobilidade urbana na Região Metropolitana de Vitória estão fechando o ano de 2012 com indícios de novos projetos. Não tão novos se for considerado o tempo em que são prometidos, mas em relação ao ano que se aproxima. Na última terça-feira (22), a bancada capixaba aprovou 18 pedidos em seis emendas, dentre eles os que tentam pelo menos começar a resolver os problemas de mobilidade, que se tornam insustentáveis.

Os pedidos, caso aprovados pela Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso, devem entrar no Orçamento da União de 2012 e no Plano Plurianual (2012-2015) do governo federal. Um dos pedidos é o sistema aquaviário de transportes de passageiros, orçado em R$ 100 milhões. Em 2012, o sistema completa 12 anos de desativação.

Com o mesmo valor será o investimento na BR 262, alcançando o município de Cariacica. Também serão investidos R$ 100 milhões para a implantação de um anel viário em Jacaraípe, na Serra. O esperado contorno do Mestre Álvaro, na BR-101, está previsto com investimento R$ 260 milhões. Para a execução do projeto da Quarta Ponte, que vai ligar Vitória a Cariacica, o valor é maior, de R$ 300 milhões.

O projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), o metrô de superfície, uma das bandeiras do prefeito João Coser (PT), não entrou na pauta da bancada federal capixaba. Há claros indícios de que o projeto, contemplado no Plano Diretor de Transporte e Mobilidade Urbana de Vitória, editado em 2008, ainda tenha que esperar mais. Uma rede cicloviária em toda a Grande Vitória, então, parece um tema distante.



READ MORE - Na Grande Vitória, Projetos de mobilidade são citados, mas sistema VLT está descartado

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960