São Paulo: Monotrilho da zona leste levará os passageiros da Vila Prudente até a Cidade Tiradentes

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Daqui a dois anos, os moradores da zona São Paulo terão uma nova opção de transporte: o monotrilho. O projeto contempla levar os paulistanos da Vila Prudente, na linha 2-Verde do Metrô, até a Cidade Tiradentes.

O prazo para 2013, no entanto, corresponde apenas ao primeiro trecho, entre a Vila Prudente e Oratório. O segundo trecho, até São Mateus, deverá iniciar o funcionamento em 2014, e a chegada a Cidade Tiradentes, deve ser em 2015.

A opção do Metrô de São Paulo pelo monotrilho na ligação de Vila Prudente à Cidade Tiradentes levou em consideração o tempo menor de implantação do sistema em relação ao metrô normal, além da possibilidade de atender mais passageiros por hora/sentido.

De acordo com o secretário de Estado de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, a opção pelo monotrilho também vai reduzir desapropriações na região. A extensão da linha, suspensa a uma altura de 12 a 15 metros, vai avançar ao longo das avenidas Luiz Inácio de Anhaia Melo, Sapopemba, Metalúrgicos e estrada do Iguatemi.

Segundo afirmação do gerente do empreendimento, Paulo Sérgio Meca, do Metrô, durante a 17ª Semana de Tecnologia Ferroviária, em setembro, o monotrilho será o de maior capacidade do mundo.

A linha terá capacidade para transportar 40 mil passageiros por hora, em cada sentido, e um total de 500 mil pessoas por dia. De acordo com o consultor e mestre em engenharia de transportes Sergio Ejzenberg, a capacidade dos monotrilhos ficam em torno de 30 mil passageiros por hora por sentido.

Os trens usarão tecnologia driverless (trens sem condutores) e estima-se que as estações abriguem, em média, seis passageiros por m². Atualmente, a linha Vermelha abriga 11 pessoas por m².

O primeiro trem do monotrilho, um protótipo que será fabricado em Kingston, no Canadá, e servirá de modelo para a construção no Brasil, entrará em fase de testes em março do ano que vem. Os demais carros serão fabricados em Hortolândia, no interior de São Paulo.


Fonte: R7.com

READ MORE - São Paulo: Monotrilho da zona leste levará os passageiros da Vila Prudente até a Cidade Tiradentes

No Recife, Consórcio reforça 12 linhas para a 70ª Exposição Nordestina de Animais

Para levar os usuários que forem visitar a 70ª Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, que estará acontecendo hoje e vai até o próximo domingo (13/11), o Grande Recife Consórcio de Transporte reforçou as viagens de 12 linhas que atendem o Parque de Exposição do Cordeiro. No total, serão 58 viagens a mais durante o final de semana em linhas convencionais e de bacurau.

Durante os três dias do final de semana, as linhas de ônibus serão reforçadas (lista abaixo), sendo 14 viagens extras na sexta-feira, 27 no sábado e 17 domingo. Ao todo, serão realizadas 1.405 viagens pelas 12 linhas, das quais são sete bacuraus e as outras cinco tradicionais.

Para saber mais sobre o itinerário das linhas, consulte o site do Grande Recife no endereço eletrônico www.granderecife.pe.gov.br. Outras informações, dúvidas ou sugestões, podem ser esclarecidas entrando em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800 081 0158.

Lista de linhas reforçadas:

131 - UR-02 (BACURAU)
146 - UR-11 (BACURAU)
154 - JORDÃO (BACURAU)
330 - CASA AMARELA/TRT
423 - ENGENHO DO MEIO
427 - MONSENHOR FABRÍCIO (BACURAU)
432 - CDU (VÁRZEA)
435 - CDU/ VÁRZEA (BACURAU)
440 - CDU/CAXANGÁ/BOA VIAGEM
457 - SÃO LOURENÇO (BACURAU)
462 - LOT. SANTOS COSME E DAMIÃO (BACURAU)
920 - RIO DOCE/ CDU


Informações do GRCT

READ MORE - No Recife, Consórcio reforça 12 linhas para a 70ª Exposição Nordestina de Animais

Novos ônibus BRT circulam em Manaus e Florianópolis .

A Neobus, tradicional encarroçadora de ônibus gaúcha com sede em Caxias do Sul, expande os horizontes dos ônibus BRT (Bus Rapid Transit) em âmbito nacional. Após fornecer o renomado modelo Mega BRT para Curitiba, Goiânia e Rio de Janeiro, a empresa amplia presença com as primeiras unidades dos ônibus articulados circulando em  Manaus e Florianópolis. A capital do Amazonas começa a receber nos próximos dias as primeiras unidades de um total de 70 unidades comercializadas. Manaus, aliás, já é a terceira frota de BRTs  do Brasil, acelerando a condição de uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Florianópolis já recebeu os primeiros ônibus BRT da Neobus e o restante do lote cumpre trâmites burocráticos de negociação. 
Produzido para circular no transporte público diretamente no chamado sistema BRT (sigla em inglês para Transporte Rápido por ônibus), o projeto da Neobus sintetiza a evolução do mundo do ônibus no Brasil, investindo em aerodinâmica moderna e em uma percepção visual futurista de “trem-bala”. Desta forma, os veículos da Neobus circulam com perfeição na estrutura viária de características específicas das BRTs.  Os ônibus são configurados para rápido embarque e desembarque e contam com equipamentos modernos de acessibilidade. Um computador de bordo, por exemplo, permite gerenciamento em tempo real das principais funções, indicando eventuais problemas.
Ressalte-se que o modelo Mega BRT da Neobus conta com diferenciais em relação aos antigos ônibus articulados. Os veículos possuem maior comprimento - 21 metros contra 18 metros -  e interiormente também proporcionam mais espaço para os passageiros, oferecendo altura interna de 2,20 metros e largura total de 2,60 metros. Cabe destacar que projeto Mega BRT foi agraciado este ano com o Prêmio IDEA/Brasil na categoria Prata/Transporte. Promovido pela Associação Objeto Brasil, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), o prêmio é a instância local do International Design Excellence Awards (IDEA). É a principal premiação de design dos Estados Unidos e uma das mais importantes do mundo.

Fonte: segs.com.br

Share |
READ MORE - Novos ônibus BRT circulam em Manaus e Florianópolis .

São Paulo terá 7 bilhões para mobilidade urbana

São Paulo vai poder contratar R$ 7 bilhões em novas operações de empréstimo, após acordo assinado hoje no Palácio do Planalto. O governador do Estado, Geraldo Alckmin, disse que os novos recursos serão utilizados principalmente em projetos de mobilidade urbana, como o prolongamento de linhas de trens e ampliação da rede de metrôs.

Ele citou como exemplos a ligação férrea de Grajaú a Parelheiros e o Expresso Guarulhos. Os novos empréstimos deverão atender também a obras de saneamento básico e estradas no interior do Estado. "Estamos colhendo os frutos da responsabilidade fiscal", disse Alckmin.

Ele disse que a dívida paulista correspondia a 2,2 vezes a arrecadação anual do Estado, e hoje a relação já caiu para 1,4 vez. No total, o governo federal autorizou os Estados a contratarem novos empréstimos no valor de R$ 37 bilhões. Os novos investimentos deverão fortalecer a estratégia de manter a economia brasileira aquecida e evitar queda na taxa de crescimento.



READ MORE - São Paulo terá 7 bilhões para mobilidade urbana

Programa de aluguel de bicicletas no Rio ganhará mais 8 estações

O programa de aluguel de bicicletas da cidade do Rio ganhará, no próximo domingo (13), mais oito estações com 80 bicicletas na Zona Sul do Rio. Elas ficam nos bairros do Leblon, Gávea, Jardim Botânico e Humaitá.

As novas estações ficarão no Leblon, nas ruas José Linhares e Visconde de Albuquerque; na  Gávea, no terminal de ônibus da PUC, na Praça Sibélius, no Shopping da Gávea e no Baixo Gávea; no Jardim Botânico, na Rua Pacheco Leão; e no Humaitá.

Para utilizar o serviço, o usuário precisa se cadastrar no site do programa e adquirir o passe Samba, se optar pelo pacote mensal diário. A bicicleta pode ser destravada por uma ligação ou através do aplicativo do programa para celulares.
A mensalidade custa R$ 10 ou R$ 5 por uso diário. O pagamento pode ser feito por cartão de crédito. O passe vale por 60 minutos.

De acordo com a prefeitura, as estações serão alimentadas por energia solar. No total, serão 600 bicicletas. Novas travas e pinos de fixação reforçam o sistema de segurança para dificultar o furto das bicicletas.

No dia 28 de outubro, o prefeito Eduardo Paes participou do lançamento do programa, com a entrega de 11 estações em Copacabana, na Zona Sul. Elas ficam nos seguintes pontos: Posto 6, Sá Ferreira, Miguel Lemos, Cantagalo, Santa Clara, Dias da Rocha, Serzedelo Correia, Siqueira Campos, Copacabana Palace, Cardeal Arcoverde e Princesa Isabel.


Fonte: G1.com.br

READ MORE - Programa de aluguel de bicicletas no Rio ganhará mais 8 estações

Corredores de ônibus na região de Porto Alegre e a importância de investimento em transportes metropolitanos

Porto Alegre e oito cidades da região metropolitana vão ter mais três corredores de ônibus para agilizar as viagens no sistema da cidade.
A coordenação executiva do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade, do Ministério do Planejamento liberou R$ 320 milhões para os pré-projetos para espaços exclusivos de ônibus, o que deve garantir maior velocidade operacional, mais conforto aos passageiros e benefícios ambientais, já que os ônibus vão operar com melhor desempenho e mais velocidade, emitindo uma quantidade menor de poluentes.
Dos R$ 320 milhões, R$ 20 milhões serão de contrapartida da Prefeitura de Porto Alegre e de oito cidades beneficiadas pelos sistemas mais modernos de ônibus.
A vantagem é que a região ganhará corredores metropolitanos. Hoje uma das grandes necessidades das cidades é integração com as vizinhas em transportes intermunicipais, Há no país como um todo poucos sistemas metropolitanos organizados de ônibus,.
Com as atividades econômicas mais intensas e distribuição das áreas de investimentos, a comunicação entre cidades e circulação de pessoas entre elas se tornaram maiores.
A proposta para aumento de verba foi apresentada em Brasília pelo secretário do Planejamento, Gestão e Participação Cidadã, João Motta, durante reunião com o coordenador do PAC no Ministério do Planejamento, Maurício Muniz.
O Ministério do Planejamento, no entanto, condicionou a liberação das verbas a alguns ajustes.
Entre estes ajustes, estão monitoramento e fiscalização maior das faixas exclusivas para o transporte coletivo.
O governo do estado também deve readequar os dois quilômetros entre Cachoeirinha e Porto Alegre e assumir o viaduto ERS 118, entre Cachoeirinha e Gravataí.
No dia 21 de novembro, haverá uma reunião entre o poder público de Porto Alegre e o Ministério das Cidades. Nesta ocasião, o poder público local vai ter apresentar os projetos já atualizados.
A rede de corredores de ônibus vai se complementar ao metrô de Porto Alegre.
A distribuição dos recursos será feita da seguinte maneira, de acordo com cada rota para corredor de ônibus:
Eixo Norte – R$ 120 milhões (Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo)
Eixo Nordeste – R$ 165 milhões (Cachoeirinha, Alvorada e Gravataí)
Eixo Sudeste – R$ 35 milhões (Viamão)


Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes



READ MORE - Corredores de ônibus na região de Porto Alegre e a importância de investimento em transportes metropolitanos

Em Pelotas, Vereadores aprovam projeto do transporte coletivo

A Câmara de Vereadores de Pelotas aprovou nesta quarta-feira (9), em primeira votação, o projeto de lei que institui no município o sistema do transporte coletivo. A proposta do Executivo recebeu 12 emendas dos parlamentares, sendo nove aprovadas em plenário.

Os vereadores Carlos Alberto dos Santos Passos, o Beto, e Ivan Duarte, ambos do PT, optaram pela abstenção durante a votação. “Não tenho clareza ainda. A planilha de custos para composição da tarifa não foi apresentada”, justificou Beto. Nenhum vereador foi contrário. A votação foi 12 votos favoráveis e duas abstenções.

O presidente da Casa, vereador Eduardo Leite (PSDB), não votou seguindo o artigo 70 da Lei Orgânica do Município (LOM), que estabelece o voto do presidente apenas quando necessário o quórum qualificado, ou seja dois terços dos membros do Legislativo.

O projeto de lei ainda precisa ser votado mais uma vez na Câmara antes de ser encaminhado para sanção e publicação pelo prefeito Fetter Júnior (PP). Conforme o vereador Idemar Barz (PTB), a Câmara de Vereadores cumpriu apenas uma das três etapas. As próximas são compreendidas pelo lançamento do edital que permitirá a concessão do transporte coletivo municipal a uma empresa ou consórcio, e a última fase é a efetiva implantação do sistema.


 
READ MORE - Em Pelotas, Vereadores aprovam projeto do transporte coletivo

Frota de ônibus será reforçada para vestibular da UFBa

Salvador - O superintendente da Transalvador, Alberto Gordilho, encaminhou ofício às empresas do Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus (STCO), comunicando a Operação Vestibular UFBa 2011, que consiste na colocação de reforço da frota de coletivos no dia 13 de novembro.
Na área de trânsito, o superintendente determinou operação especial com os agentes de fiscalização postando-se nas cercanias dos locais de prova, garantindo o acesso dos vestibulandos e mantendo a mobilidade de todos os cidadãos, evitando retenções (engarrafamentos).



READ MORE - Frota de ônibus será reforçada para vestibular da UFBa

Empresas concorrentes na licitação do transporte de Marília oferecem tarifas de R$ 2,15

A prefeitura abriu, nesta quinta-feira (10) pela manhã, as propostas das empresas interessadas em oferecer o serviço de transporte coletivo urbano em Marília. As menores tarifas foram de R$ 2,1393 para a zona norte e de R$ 2,1501 para a zona sul. Atualmente o bilhete custa R$ 2,30 para todas as regiões da cidade.
Empresa Cidade Sorriso de Curitiba é uma das concorrentes
Agora, as propostas serão analisadas pela prefeitura. Uma comissão irá verificar, primeiramente, se os valores solicitados pelas empresas são exequíveis e se as planilhas estão adequadas à realidade de mercado. Após essa etapa, há ainda o prazo para recursos das empresas participantes do processo, o que pode levar cerca de 20 dias.

A menor tarifa apresentada para a zona norte, de R$ 2,13, foi proposta pela empresa Grande Bauru. A companhia não estava habilitada a participar da concorrência, mas obteve uma liminar garantindo o direito. Outras empresas apresentaram valores que variam entre R$ 2,19 e R$ 2,35.

Já para a zona sul, a menor tarifa, de R$ 2,15, foi proposta pela empresa Cidade Sorriso, de Curitiba (PR). A companhia também não estava habilitada para o processo, mas obteve uma liminar na Justiça. O valor da passagem mais cara neste lote de linhas chega a R$ 2,62.

Inabilitadas/ Como as empresas que apresentaram as menores tarifas não estavam habilitadas pela prefeitura a participar do processo, o caso pode ser modificado pela Justiça.

Segundo a prefeitura, as quatro empresas que obtiveram liminar para participar da abertura de envelopes foram inabilitadas porque infringiram um item da lei que rege o transporte coletivo urbano na cidade.

Pela legislação, a empresa pode concorrer em apenas um dos lotes de linha: ou norte ou sul. Mas as companhias em questão se inscreveram para concorrer aos dois lotes, o que gerou a inabilitação das mesmas.
Por conta da liminar, a prefeitura foi oficiada pela Justiça para esclarecer os motivos pelos quais tornou inabilitadas as empresas. Os ofícios estão sob os cuidados do secretário da Administração, José Carlos da Silva. A prefeitura, a princípio, deve oferecer as respostas ao Judiciário, sem recorrer da liminar.

A homologação do resultado da concorrência dependente, então, de três fatores: análise das planilhas apresentadas pela empresa, decisão judicial e possíveis recursos impetrados por outras companhias.
A prefeitura informou que não há data para que sejam divulgados os resultados a respeito das tarifas.



READ MORE - Empresas concorrentes na licitação do transporte de Marília oferecem tarifas de R$ 2,15

Em Belém, Sinalização de trânsito (CTBel) vai priorizar o transporte coletivo

A Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel) esta implantando o projeto de fiscalização e reeducação para motoristas de transportes coletivos que circulam pela região metropolitana de Belém. O objetivo é atender a reclamações da população para que a utilização obrigatória das faixas 3 e 4, na avenida Almirante Barroso, sejam exclusivas para os ônibus.

Segundo Elias Jardim diretor de Trânsito da CTBel, O projeto será realizado em duas etapas. “Primeiro serão modificadas as cores das faixas laterais pela direita, a retirada das tartarugas e a implantação de placas de regulamentação. Ns segunda etapa, serão colocados câmeras em pontos estratégicos da avenida para que a via seja totalmente monitorada, evitando assim acidentes e irregularidades”, explica.

Desde o início da semana as tradicionais faixas amarelas estão sendo substituídas por faixas azuis e também estão sendo retiradas as “tartarugas”. “A mudança da cor é proposital, é pra chamar bem a atenção. Já a retirada das “tartarugas” é porque elas eram utilizadas para que os ônibus não ultrapassassem as faixas 3 e 4. Mas como estamos mudando de estratégia, não será mais necessário e também estamos atendendo pedidos de motoristas que reclamam de danos em seus automóveis e também porque já registramos acidentes com motos”, enfatiza.

Segundo a CTBel, o trabalho ao longo da Almirante Barroso vai levar duas semanas. Em seguida, o projeto se estende para outras ruas da capital. Logo após a instalação das câmeras, o monitoramento será realizado em horários específicos, assim como a circulação dos ônibus.


De acordo com Jardim a partir de janeiro de 2012 a central de monitoramente já estará em funcionamento. “A central será criada na sede da CTBel com agentes de trânsito que primeiro vão priorizar o transporte coletivo e ao longo da implantação do projeto. O objetivo será atender a outras situações” conclui.


Share |
READ MORE - Em Belém, Sinalização de trânsito (CTBel) vai priorizar o transporte coletivo

Em João Pessoa, Renovação de frota de ônibus para 2011 já foi cumprida e meta ultrapassada

Um levantamento feito pela Associação das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos de João Pessoa (AETC-JP) revela que as empresas já colocaram em circulação 62 novos ônibus este ano, superando o acordo firmado com a Prefeitura que era de 50 novos veículos em 2011. Outros dados da AETC-JP também mostram que de 2008 a 2011 as empresas além de cumprirem a orientação de renovar 10% da frota anualmente, estão superando a meta proposta, chegando a renovar 14% da frota ao ano. Como resultado, nos últimos três anos cerca de 50% da frota de ônibus de João Pessoa foi renovada, baixando a idade média para apenas 3,6 anos, enquanto a média nacional fica em torno de 5,5 anos. Para o diretor executivo da AETC, Mário Tourinho, os bons índices se devem ao esforço constante das empresas em investir na aquisição de novos veículos para oferecer um serviço cada vez mais eficiente e de qualidade ao usuário.

O resultado desses investimentos em renovação da frota tem levado a cidade de João Pessoa a contar com uma das frotas mais novas do Nordeste. "Em João Pessoa temos uma média de idade dos veículos de 3,6 anos graças, não apenas ao cumprimento do acordo, mas também à iniciativa dos empresários em superar esse TAC e avançar ainda mais na qualidade do sistema de transporte coletivo da Capital paraibana, explica Mário. "Em 2011 nos comprometemos em colocar em circulação mais 50 ônibus novos e cumprimos muito mais do que acordamos", afirma Mário.

Segundo levantamento da AETC, a Transnacional comprou 23 novos ônibus; a Reunidas 21; a São Jorge renovou a frota com 09 veículos; a Santa Maria com 05; e a Mandacaruense com 04 ônibus. Além disso, as empresas Mandacaruense e Marcos da Silva também incorporam às suas frotas, 04 veículos semi-novos cada uma. Todos os veículos zero km são eficientes, ou seja, adaptados com plataformas elevatórias, que facilitam o acesso dos portadores de necessidades especiais ao transporte público da cidade.

Atualmente, o sistema de transporte pessoense conta com uma frota de 517 ônibus, cujos veículos estão distribuídos em 86 linhas que trafegam pelos bairros da Capital. No total, o sistema de transporte público de João Pessoa possui 60 linhas radiais, 20 circulares e seis são destinadas exclusivamente à integração dos passageiros nos bairros. Para atender a demanda e a dinâmica de funcionamento do sistema, parte da frota, exatamente 158 veículos, são ônibus eficientes.

A renovação anual de 10% da frota é um acordo firmado entre a Prefeitura e as seis empresas que atuam na Capital, através de um termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Mário Tourinho lembra, no entanto, que independente do acordo, as empresas renovam suas frotas para que o usuário se sinta cada vez mais confortável em utilizar o serviço. "O TAC não apenas é cumprido, mas também tem sido superado em 2008, 2009, 2010 e agora em 2011. Tudo isso é feito pensando no usuário e não, simplesmente, em atender a um acordo", salienta Mário Tourinho.

READ MORE - Em João Pessoa, Renovação de frota de ônibus para 2011 já foi cumprida e meta ultrapassada

Prefeitura de São Luís abrirá licitação para novas linhas de transporte coletivo

O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Clodomir Paz, anunciou, nesta quinta-feira (10), que, no prazo de 180 dias, a Prefeitura de São Luís irá deflagrar a licitação para novas linhas de transporte coletivo na capital maranhense. O processo começou a ser articulado pela Prefeitura da capital desde o mês de abril passado, quando o prefeito João Castelo, por meio de decreto, criou uma comissão com o objetivo de realizar um amplo estudo sobre as condições de operação de todo o sistema de transporte público da cidade, visando à abertura do certame.

Dentro do prazo de 180 dias, assegurou Clodomir Paz, será lançado o edital, ao qual poderão se habilitar empresas de todo o país. “Este edital terá regras bem determinadas, com a definição clara das responsabilidades tanto do poder público quanto da iniciativa privada, para que as partes assumam o compromisso de garantir um transporte público ágil, seguro e de qualidade”, frisou o secretário.

Durante a assinatura de um termo de ajustamento visando ao processo licitatório, realizada, na manhã desta quinta-feira (10), na sede das Promotorias da Capital, no antigo Garden Shopping, na Cohama, Clodomir Paz informou que o resultado da licitação, expressamente determinada pelo prefeito João Castelo, vai permitir a melhoria da qualidade do transporte coletivo na capital maranhense. “Nós já estávamos, desde o começo do ano, empenhados para dar início a esse processo licitatório. Em prática, a realização de uma licitação para novas linhas já vinha sendo discutida desde o início da gestão, como uma das providências para a melhoria do transporte público”, enfatizou.

O termo de ajustamento - assinado também pela promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, pelo procurador-geral adjunto do Município, Marcos Antônio Amaral Azevedo, e pelo procurador judicial, Airton José Tajra Feitosa – estabelece que a licitação irá abranger, de forma global, todo o sistema de transporte público de São Luís.
Clodomir Paz reiterou que, a rigor, o processo licitatório já deu seus passos iniciais, com a comissão que realiza um amplo estudo sobre as condições de operação de todo o sistema de transporte público da cidade. “Os estudos estão cada vez mais avançados”, assegurou o secretário de Trânsito e Transportes.

Processo transparente
Clodomir Paz disse que a Prefeitura de São Luís celebrou um contrato com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), de São Paulo, que realiza estudos para desenvolver um modelo apropriado à realidade urbana de São Luís. “É importante frisar o interesse e a disposição do prefeito João Castelo em conduzir todo este processo da forma mais correta e mais transparente possível", ressaltou.

O secretário acrescentou que a realização deste estudo da Prefeitura de São Luís, em parceria com a Fipe, será acompanhado pelo Ministério Público do Maranhão, através da Promotoria de Defesa do Consumidor. Da mesma forma, o edital da licitação será lançado de acordo com os parâmetros deste estudo, como consta nos termos do Termo de Ajustamento de Conduta assinado.

Durante o evento, Lítia Cavalcanti disse que a intenção do Ministério Público é atuar para que o sistema de transporte coletivo funcione com qualidade e dentro dos parâmetros estabelecidos na legislação em vigor.

“Este Termo de Ajustamento é um compromisso, com data marcada, pois estipula o prazo de 180 dias, contados a partir da assinatura deste ato, visando à concessão das linhas de transporte coletivo em São Luís”, afirmou Lítia Cavalcanti. Ela enfatizou que, com a realização da licitação, não haverá mais contratos precários que carecem de respaldo na lei.


READ MORE - Prefeitura de São Luís abrirá licitação para novas linhas de transporte coletivo

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960