Em São Paulo, Estações República e Luz do metrô lotam com horário ampliado

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Mesmo com a ampliação do horário de funcionamento divulgada de última hora, as estações Luz e República da linha 4-amarela do metrô lotaram ontem (26).
A estimativa da ViaQuatro, que administra a linha, é que entre 100 mil e 130 mil pessoas usem as estações por dia. Elas passaram a funcionar das 4h40 à 0h durante a semana e até a 1h aos sábados. Ainda não há previsão de abertura aos domingos.
A ampliação do horário foi anunciada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) pelo Twitter (rede de relacionamento na internet), na noite de sexta-feira. A data inicial de ampliação era a próxima quinta, dia 29.

Almeida Rocha/Folhapress
No trecho percorrido ontem pela Folha, a estação Paulista (centro) era a mais congestionada. Por volta das 18h45, os passageiros levavam 15 minutos para percorrer 200 m e fazer a transferência para a estação Consolação da linha verde.
Funcionários da ViaQuatro orientavam os usuários na baldeação. "Essa linha amarela sempre estressa", gritou um passageiro em meio à caminhada lenta.

Dos 50 usuários ouvidos pela reportagem, apenas seis sabiam que as estações recém-inauguradas agora funcionam em horário integral. "Meu filho, que saiu cedo para a escola, me avisou que estava funcionando", contou a ilustradora Anelise Amaral, 45, que mora na Vila Madalena (zona oeste) e trabalha perto da República (centro).

"Eu estava atrasada, usei o metrô e cheguei mais cedo ao trabalho". Ela costumava fazer o trajeto de ônibus.


Fonte: Folha.com

READ MORE - Em São Paulo, Estações República e Luz do metrô lotam com horário ampliado

No Rio, Transcarioca vai facilitar para quem vai chegar pelo Aeroporto do Galeão

A Transcarioca é um corredor expresso exclusivo para ônibus articulados que vai ligar a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador. A via vai passar por bairros como Madureira e Penha, no subúrbio carioca, e deve reduzir em mais de 60% o tempo do percurso entre a Barra e o aeroporto.

Serão 39 km de extensão, e os ônibus que passarem por lá serão integrados ao metrô, trens e ciclovias, atendendo cerca de 400 mil passageiros por dia. Com 45 estações, a previsão é que a Transcarioca esteja pronta para a Copa de 2014, com quatro terminais de embarque e desembarque. As obras contarão ainda com 4 mergulhões, 10 viadutos, 9 pontes, projetos de urbanização de áreas vizinhas e duplicação de pistas já existentes.





READ MORE - No Rio, Transcarioca vai facilitar para quem vai chegar pelo Aeroporto do Galeão

Prefeitura de Natal promete entregar projetos de mobilidade até sexta

Faltam 988 dias para o pontapé da Copa do Mundo de 2014 e apenas dois para que as obras de mobilidade urbana, responsáveis por um dos maiores investimentos na capital potiguar, tenham seus recursos assegurados. E, após vários adiamentos, apenas nesta sexta-feira - prazo máximo estipulado pelo Ministério das Cidades para contratação das obras - a Prefeitura de Natal deverá entregar os projetos executivos das obras de mobilidade urbana do primeiro lote à Caixa Econômica Federal (CEF).

Após o recebimento, os contratos ainda serão analisados por técnicos do banco para a liberação dos recursos, que estavam travados devido às pendências cadastrais da prefeitura com o Tesouro Nacional, até o aval dado pelo Ministério da Fazenda no dia 14 deste mês.
Foto: Manu Neto
Os projetos executivos das obras de mobilidade, feitos pelo consórcio MWH Brasil e Empresa Brasileira de Engenharia de Infraestrutura (MHW Brasil/Ebei) contratado pela administração municipal apenas para este serviço, serão avaliados pelos próximos 30 dias por técnicos daCEF, que darão o parecer sobre a qualidade dos projetos.

Com a aprovação, a operação de crédito deverá ser garantida e a verba liberada para o início das obras. Em declarações recentes, a prefeita Micarla de Sousa afirmou que a expectativa é de que as obras sejam iniciadas ainda este ano. O custo total das intervenções para a mobilidade urbana da cidade é de aproximadamente R$ 338 milhões, dos quais R$ 293 milhões serão financiados pela Caixa Econômica e R$ 45 milhões serão dados pela prefeitura como contrapartida.

Os projetos que serão entregues à CEF são os que integram o primeiro lote, como as intervenções no corredor da Zona Oeste BR-226 (avenidas Industrial João Motta - Km 6 - e Felizardo Moura), reestruturação da avenida Capitão-mor Gouveia (implantação de plataformas de embarque e desembarque, melhorias nas calçadas e na sinalização) e complexo viário da Urbana, onde acontecerá o pontapé das obras de mobilidade em Natal. Segundo o cronograma da administração municipal, as obras devem ser concluídas noprazo de 30 meses contando do seu início. (Paulo Nascimento)

Saiba mais: Túnel de drenagem da arena

O projeto de drenagem da Arena das Dunas foi dividido em duas etapas. A primeira inicia no Centro Administrativo até o Rio Potengi, e representa o valor de R$ 126 milhões assinados entre prefeitura e Caixa Econômica Federal (CEF)

A segunda etapa, cujo orçamento gira em torno de R$ 70 milhões, irá atender outras lagoas de captação, como a Lagoa do Preá, dos Potiguares e Rua Dr. José Gonçalves. Não há contrato assinado para esta segunda etapa

Após a assinatura do contrato inicia-se o processo de licitação para escolha da empresa que executará a obra, o que deverá levar em torno de 60 dias. Outros 40 dias deverão se passar para a contratação, quando em seguida se dará efetivamente o início das obras.



READ MORE - Prefeitura de Natal promete entregar projetos de mobilidade até sexta

Em Belo Horizonte, Após Paralisação, ônibus voltam a circular normalmente na capital

Após os transtornos enfrentados na manhã desta terça-feira (28), os usuários das sete linhas de ônibus que estavam paralisadas terão uma tarde mais tranquila. De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH), os serviços já voltaram ao normal.
Foto: Alex de Jesus
Os motoristas e trocadores pediam pagamento de salários atrasados e horas extras, além de reclamarem sobre a transferência de multas para os motoristas e a falta da banheiros nos pontos finais. Segundo o sindicato, todas as exigências foram atendidas.
Conforme a BHTrans, as linhas 4111 e 2004 rodaram parcialmente. Já as linhas 4111, 9403, 9412, 9414 e 9250 ficaram completamente paradas. Ao todo, cerca de 40 mil usuários foram afetados.

Durante os protestos feitos durante a manhã na garagem da Viação Anchieta, no bairro Dom Cabral, na região Noroeste de Belo Horizonte, um dos manifestantes foi detido por desobediência.

Mais Notícias de Minas Gerais
Fonte: O Tempo

Share |
READ MORE - Em Belo Horizonte, Após Paralisação, ônibus voltam a circular normalmente na capital

Metrô de Salvador receberá recursos do PAC

O metrô de Salvador terá recursos da União através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Grandes Cidades, segundo confirmou nesta segunda-feira (26) o ministro das Cidades, Mario Negromonte, durante visita a Porto Alegre, segundo o jornal "Zero Hora".

Segundo o ministro, Porto Alegre e Belo Horizonte também receberão recursos do PAC para a construção dos seus respectivos metrôs. O anúncio oficial do investimento em Porto Alegre deve ser feito no dia 14 de outubro pela presidente Dilma Rousseff, em visita ao Rio Grande do Sul.

Em Porto Alegre, a obra está orçada em R$ 2,46 bilhões e R$ 1 bilhão deve vir através do PAC. Não há informações sobre qual valor será repassado para Salvador.

O metrô da avenida Paralela sairá do aeroporto Luís Eduardo Magalhães até a Rótula do Abacaxi, correspondendo à linha 2 do meio de transporte - a linha 1 vai sair da Rótula com destino à Estação da Lapa.



READ MORE - Metrô de Salvador receberá recursos do PAC

Prefeitura de Manaus lança edital para obras do BRT

A cidade de Manaus vai ganhar um sistema de transporte rápido e moderno, acompanhando a tendência de mobilidade de grandes cidades do mundo. Para isso, a Prefeitura lançou o Edital de Licitação para implantação do Sistema BRT - Bus Rapid Transit. O anúncio havia sido feito pelo prefeito Amazonino Mendes no dia 16 de setembro, após receber a aprovação do projeto pela Caixa Econômica Federal e aceite de órgãos como Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal e Controladoria Geral da União.

O edital foi publicado nos diários Oficiais do Município e da União, possibilitando que empresas de todo Brasil possam participar do certame. Apesar de ter sido aprovada a lei federal 12462/2011 para permitir que as obras da Copa 2014 tivessem um regime diferenciado, como é o caso BRT, por determinação do prefeito, essa concorrência vai seguir rigorosamente a Lei de Licitação nº 866/93 para que haja total transparência no processo de contração da obra.

Outra orientação de Amazonino é que o processo licitatório seja acompanhado diretamente pelo Ministério Público Federal, Controladoria Geral da União e Tribunal de Contas da União, que foram convidados a acompanhar todas as etapas, inclusive a elaboração do Edital.

O processo licitatório deverá estar concluído até o início de novembro e a previsão para assinatura do contrato com a empresa vencedora é dezembro de 2011. Esses prazos podem sofrer alterações, caso ocorram problemas inerentes a processos licitatórios, como é o caso de nenhuma empresa se interessar em participar do certame e a sessão for deserta. A Prefeitura terá que republicar esse edital e então serão dados outros prazos.

Pelo projeto básico, o valor da obra está orçado em R$ 290 milhões e o prazo de conclusão será de 24 meses após o início das edificações.

O que é o Sistema BRT ?

O sistema BRT (Bus Rapid Transit) é uma tecnologia que utiliza veículos sobre rodas (ônibus articulados ou bi-articulados), mas se valendo de controle operacional totalmente baseado na estrutura metroviária. A tecnologia BRT é, na atualidade, o sistema de transporte público mais difundido em todo o mundo, e o que tem apresentado melhores resultados, tanto em capacidade de transporte quanto em custo de implantação, tendo em vista que a implantação de metrô tem custo extremamente elevado e extrapola qualquer condição econômica e financeira que possa ser suportada pelo município de Manaus.

É importante destacar que o projeto BRT está aliado à melhorias no trânsito que irão beneficiar veículos leves e pesados com pavimentação de vias, criação de novas pistas, viadutos e passagens de nível.

O projeto prevê a construção de 22 Km de anel viário interligando 20 estações e 3 terminais, com modais de velocidade média operacional de 25km/h, utilizando veículo articulado e bi-articulado com capacidade máxima de 270 passageiros por veículo.

O projeto do BRT apresenta desempenho e conforto semelhantes aos sistemas sobre trilhos, mas com custo de quatro a 20 vezes menor, operando por controle centralizado, o que permite viagens em velocidades constantes e elevadas.

O controle centralizado será feito por meio do Sistema de Transporte Inteligente (ITS, sigla em inglês) e prevê o planejamento moderno do uso do solo e políticas de transporte que darão suporte a novos conceitos para sistemas de trânsito rápido.

Com a implantação do BRT, a Prefeitura pretende reestruturar o trânsito saturado das áreas por onde houver a circulação e promover ampla revitalização da avenida Autaz Mirim (Grande Circular), via principal de escoamento do trânsito na zona Leste e todo o seu entorno. Eliminará também o déficit de transporte coletivo nas áreas dos bairros Japiim e Cachoeirinha fazendo inclusive a integração com os bairros Educandos e Santa Luzia, na zona Sul, para em seguida integrar-se ao Largo da Matriz, no centro da cidade.

Serão vinte e dois quilômetros de Corredor Exclusivo dotando uma grande área da Cidade de Manaus de um sistema de transporte moderno e eficiente. Por pistas exclusivas, circularão ônibus com capacidade diversa que serão utilizados conforme os horários de pico, devidamente controlados por sistema informatizado.

O valor da operação de crédito a ser contratada é de R$ 290.667.405,54 (duzentos e noventa milhões, seiscentos e sessenta e sete mil, quatrocentos e cinco reais e cinqüenta e quatro centavos.



Fonte: Amazonia Notícias

READ MORE - Prefeitura de Manaus lança edital para obras do BRT

Jaboatão vai ganhar corredor exclusivo para ônibus

O projeto viário que pretende garantir maior mobilidade em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, começa a sair do papel. As obras de requalificação e de paisagismo da Avenida Ayrton Senna, principal acesso ao município, foram iniciadas no mês passado e devem ficar prontas até julho de 2012. Na via, serão construídos o primeiro corredor exclusivo de ônibus da cidade e uma ciclovia. Haverá, ainda, a implantação de um binário para ordenar a circulação entre Piedade e Prazeres e a revitalização da Avenida Bernardo Vieira de Melo.

Para a intervenção na Ayrton Senna, a prefeitura começou a retirar o canteiro do lado esquerdo da via, a partir da Avenida Quatro de Outubro. "Teremos um ganho que permitirá implantar a faixa exclusiva de ônibus e melhorar as calçadas", afirma a gerente municipal de Trânsito, Lúcia Recena.

O corredor de ônibus terá extensão de 1,5 quilômetro e é a primeira etapa de um projeto maior para facilitar o transporte público na cidade. "Existe a perspectiva de estender esse corredor, mas não temos condições no momento, porque a obra depende da construção de outras vias", explica Lúcia Recena. Pela Ayrton Senna, circulam 4.600 veículos nos horários de pico. A via exclusiva terá início na Rua Osório Borba e segue até a Avenida Barreto de Menezes. Enquanto a obra está sendo executada, as 24 linhas de ônibus dividem as faixas com carros e motos pelo lado direito, onde será implantada a ciclovia.

A requalificação das vias está dividida em três etapas: o primeiro trecho, que deve ficar pronto em dezembro, começa no cruzamento da Ayrton Senna com a Quatro de Outubro e segue até a Arão Lins de Andrade. A segunda intervenção prossegue até a Avenida Barreto de Menezes e a última contempla os trechos entre essa via e a Rua Aniceto Varejão. Já o projeto da Avenida Bernardo Vieira de Melo vai da curva do Sesc até o Hospital da Aeronáutica.

O binário vai ser implantado com a Avenida Arão Lins de Andrade, um dos principais acessos ao bairro de Prazeres, e a Rua Coronel Francisco Galvão, a primeira via paralela a ela no sentido Recife-Jaboatão. Um pontilhão sobre o canal da Ayrton Senna está sendo construído para quem quiser cruzar da Bernardo Vieira de Melo para a Coronel Francisco Galvão.
Avenida Barreto de Menezes
As Avenidas Barreto de Menezes e Arão Lins passarão a ter mão única no sentido Estrada da Batalha-orla. O tráfego no sentido oposto será feito pela Rua Coronel Francisco Galvão, que está sendo alargada e pavimentada. "O objetivo é criar caminhos que cheguem à Praia do Paiva e à Estrada da Batalha, indo até o Terminal Integrado de Cajueiro e a Estação Prazeres do metrô", explica o secretário municipal de Serviços Urbanos, Evandro Avelar. O pacote de obras, que está orçado em R$ 10 milhões, inclui melhoria nas calçadas, arborização e iluminação das vias.

Para quem depende da bicicleta para se deslocar, a ciclovia é um avanço no município. "Acho que foi uma decisão acertada que deveria ser estendida para outras vias. O problema maior para quem depende desse tipo de transporte é a falta de respeito dos motoristas", opina o açougueiro Carlos Vasconcelos, 45 anos.


Informações do NE 10

READ MORE - Jaboatão vai ganhar corredor exclusivo para ônibus

Campinas testa ônibus com gás natural

Circulando por Campinas (SP) em anonimato há 16 meses, o ônibus-teste, único em circulação no Brasil, é o centro das atenções de uma equipe de 12 pessoas que tem como objetivo verificar a viabilidade econômica e ambiental dos veículos pesados de transporte público movidos 100% a gás natural. Se tudo der certo, a frota movida a óleo diesel poderá ser convertida para o sistema de Gás Natural Veicular (GNV).  

O projeto piloto da Comgás, em parceria com a Itajaí Transportes e a Osasgás, já testou a performance, a durabilidade e a economia do veículo convertido. Agora a equipe trabalha para adicionar mais um cilindro de combustível com o objetivo de aumentar a autonomia do ônibus-teste. Atualmente são necessários dois abastecimentos diários. O ideal é que um ônibus de linha urbana consiga percorrer o circuito de um dia sem precisar parar para reabastecer.  

Mesmo com uma parada a mais do que os veículos convencionais movidos a diesel, o ônibus-teste demonstrou ser mais econômico, considerando a vantagem no preço do metro cúbico do gás natural (menos de R$ 1,00 /m³), na comparação ao preço do litro de diesel (em média R$ R$ 1,75 /l). “Além da vantagem econômica, o ônibus-teste apresentou uma boa redução no nível de ruído e melhorias na sua dirigibilidade. No próximo mês substituiremos o sistema eletrônico do veículo para melhorar ainda mais o seu desempenho, que já é de 1,55km/m³”, explica Richard Jardin, gerente de Vendas Veicular da Comgás e coordenador do projeto.  

Para ele, os resultados obtidos até agora superaram todas as expectativas da equipe. “Entendemos que a conversão para o gás natural veicular por si só já traz grandes benefícios ambientais e para a saúde pública”.  

A grande vantagem do projeto da Comgás é tornar possível a instalação do sistema de GNV no ônibus que já estão em circulação. Isso barateia o custo, permite que o veículo seja reconvertido para diesel no final da sua vida útil e tem grandes benefícios ambientais, pois não demanda a produção de novos motores para a utilização de um combustível mais ecológico.  

Só para saber, o gás natural é constituído principalmente por metano (cerca de 90%), um hidrocarboneto extraído do subsolo, resultado da transformação de fósseis de animais e plantas, sendo uma fonte de energia totalmente natural.

O GNV é o mesmo que o gás canalizado utilizado em residências, comércio e indústria. A diferença é o armazenado: ele é transportado sob alta pressão em cilindros especiais instalados nos veículos. Ele emite menos poluentes como óxidos nitrosos, dióxido de carbono (CO2) e, principalmente, o monóxido de carbono (CO), todos gases responsáveis pelo efeito estufa.  



Fonte: EPTV


READ MORE - Campinas testa ônibus com gás natural

Apenas 4,9% da população dos Estados Unidos usaram o transporte público em 2010

Em um país tão urbanizado como os Estados Unidos, surpreende como poucos trabalhadores usam o transporte público para fazerem seus deslocamentos diários. Para algumas cidades no entanto, metrô e ônibus continuam a desempenhar um papel decisivo.


Apenas 4,9 por cento de todos os trabalhadores nos Estados Unidos usaram o transporte público em 2010, abaixo dos 5 por cento de 2009, de acordo com o US Census Bureau. E, embora nem todas as cidades invistam em transporte público – definido pelo Censo como metrô, ônibus, trem, ferry, bonde, ou monotrilho – estes sistemas continuam a ser uma parte central das economias das cidades que investem.

Em Nova York, por exemplo, quase um terço da força de trabalho utiliza o transporte público, e só o metrô realiza mais de 5 milhões de viagens todos os dias. Cidades menores também contam com transporte público, especialmente aquelas com uma grande população universitária, como Ithaca, em Nova York, a menor cidade desta lista, onde 8,9 por cento dos trabalhadores utilizam o metrô.

Mas para muitos moradores urbanos desempregados, morar próximo ao sistema de transporte público, por vezes, não é suficiente. O Instituto Brookings recentemente descobriu que, enquanto 70% dos residentes em áreas metropolitanas, vivem a até um quilômetro de distância do transporte público, apenas 30% dos empregos podem ser acessados após 90 minutos de uso deste mesmo sistema.

Por qualquer medida, uma hora e meia está bem acima do tempo médio de viagem para o trabalho, segundo o Censo. O tempo médio de viagem estava mais próximo de 25 minutos no ano passado.

Aqui estão as cidades onde os trabalhadores mais utilizaram o transporte público no ano passado, de acordo com o Censo dos EUA:
1. Nova York 30.7 %;
2. San Francisco-Oakland-Fremont, CA 14.6 %
3. Washington-Arlington-Alexandria, DC-VA-MD-WV 14 %
4. Boston-Cambridge-Quincy, MA-NH 11.8 %
5. Chicago-Joliet-Naperville, IL-IN-WI 11.2 %
6. Philadelphia-Camden-Wilmington, PA-NJ-DE-MD 9.6 %
7. Ithaca, NY  8.9 %
8. Honolulu, HI 8.6 %
9. Bridgeport-Stamford-Norwalk, CT 8.3 %
10. Seattle-Tacoma-Bellevue, WA 8.2%

Fonte: Advivo

READ MORE - Apenas 4,9% da população dos Estados Unidos usaram o transporte público em 2010

Recife: Trânsito na Avenida Nova Descoberta não anda

O Trânsito na Avenida Nova Descoberta não anda, os ambulantes simplesmente tomam parte da via para negociar suas mercadorias e ao mesmo tempo prejudicam milhares de moradores que precisam se locomover, a situação na Avenida Nova Descoberta é tão delicada que no dia em que o Blog Meu Transporte foi acompanhar a fluidez da via, nos deparamos com o trânsito completamente parado, para se ter uma idéia, alguns motoristas de ônibus simplesmente desligaram os coletivos, pois não tinham para onde ir se não esperar, e o problema foi um caminhão que estava descarregando mercadorias e o motorista sumiu.
Moradores relatam que todos os dias é um problema, e que no sábado a situação fica ainda pior, pois é o dia em que a feira recebe mais clientes e conseqüentemente mais pessoas ocupam as vias para negociar, sem falar nos carros e motos que ficam estacionados de forma irregular.
Para solucionar esta situação, a Prefeitura do Recife já está com ações planejadas para está via junto com outros órgãos, segundo a pres. da CTTU Maria de Pompéia, o problema do trânsito nesta via será feito com um conjunto de secretárias, pois além da revitalização da sinalização, é preciso organizar o comércio local, por isso nos próximos meses haverá um trabalho conjunto entre Dircon, Emlurb e a CTTU para sanar a fluidez na avenida.

Blog Meu Transporte

READ MORE - Recife: Trânsito na Avenida Nova Descoberta não anda

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960