Sinal de alerta nos projetos de mobilidade da copa, apenas Belo Horizonte, Cuiabá, Porto Alegre, Recife e Rio de Janeiro iniciaram suas obras

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, apenas cinco já tiveram suas obras de mobilidade urbana iniciadas: Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ), de acordo com balanço apresentado nesta quarta-feira pelo governo sobre os preparativos para o evento. Esses atrasos têm deixado o governo em "estado de alerta", disse o ministro do Esporte, Orlando Silva.
Projeto Via Mangue no Recife já em obras
"Mobilidade é um assunto de relevância pelos legados que serão deixados. É um assunto que nos deixa em estado de alerta, no qual é muito importante o papel das cidades", acrescentou Orlando Silva durante a divulgação do balanço.
 
Apesar de ter a maior previsão de orçamento para a área de mobilidade urbana (R$ 2,86 bilhões), São Paulo está entre as cidades que não iniciaram as obras relativas. Segundo o documento, a única obra prevista é a Linha 17 do monotrilho - tipo de trem que usa pneus e trafega em vias elevadas. A obra já está contratada e a licença de instalação deverá ser obtida em outubro de 2011, para que seja iniciada em janeiro de 2012 e concluída em maio de 2014.
 
Brasília, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal e Salvador são as cidades que ainda não iniciaram as obras. Ao todo, serão investidos R$ 12,1 bilhões em 49 projetos de mobilidade urbana nas cidades-sede.
 
Detentor da segunda maior previsão de financiamento, o Rio de Jaeiro já iniciou o projeto do BRT (sigla em inglês para trânsito rápido de ônibus) do Corredor Transcarioca. Iniciada em março último, a obra deve ser concluída em novembro de 2013.

A cidade que apresenta o maior número de projetos é Porto Alegre. Dos dez, apenas um teve os trabalhos iniciados, o da Avenida Severo Dullius. Iniciada em setembro, essa obra tem previsão de estar concluída em outubro de 2013. As demais foram licitadas neste mês e deverão estar terminadas até dezembro de 2013.

Fonte: Terra

READ MORE - Sinal de alerta nos projetos de mobilidade da copa, apenas Belo Horizonte, Cuiabá, Porto Alegre, Recife e Rio de Janeiro iniciaram suas obras

Metrô de São Paulo completa 37 anos de operação

Hoje, o Metrô de São Paulo completa 37 anos de operação comercial. Em 14 de setembro de 1974, foi realizada a primeira viagem de uma composição metroviária no Brasil, no primeiro trecho em funcionamento da Linha 1-Azul, com 6,5 quilômetros de extensão na época, entre as estações Jabaquara e Vila Mariana. No início da sua operação comercial, o Metrô funcionava de segunda a sexta-feira, das 9 às 13 horas, e fechava ao público nos fins de semana. Na época, a média diária de passageiros era de apenas 2.858 pessoas.

Atualmente, o Metrô é responsável pelo transporte de cerca de 4 milhões de usuários por dia. Hoje, só na estação Sé circulam 800 mil pessoas diariamente. A rede metroviária paulistana conta com 70,6 quilômetros de extensão e 62 estações, divididos em 5 linhas: 1-Azul, 2- Verde, 3-Vermelha, 4-Amarela e 5-Lilás.

Amanhã, serão inauguradas as estações Luz e República e a Linha 4-Amarela passará a ter nove quilômetros de extensão em sua operação comercial, totalizando 74,3 quilômetros. O total de estações agora é de 64: 58 operadas pela Companhia do Metrô e seis pela concessionária ViaQuatro.

Em 37 anos de operação comercial, a frota do Metrô de São Paulo percorreu um longo caminho. Ao todo, foram mais de 382 milhões de quilômetros, distância superior a 500 viagens ida e volta à Lua ou 3,4 viagens de ida e volta a Marte. Só no primeiro semestre de 2011, os trens percorreram 12,3 milhões de quilômetros.
 
Fonte: Metrô SP

READ MORE - Metrô de São Paulo completa 37 anos de operação

São Paulo: Tarifa de ônibus intermunicipal terá alta de 8,88%

A partir desta sexta-feira, 16, as tarifas dos ônibus das linhas intermunicipais de São Paulo terão reajuste de 8,88%. Os usuários das linhas rodoviárias podem programar suas viagens e comprar passagens com data em aberto antes do reajuste, uma vez que os bilhetes são válidos por um ano.

O reajuste foi autorizado pela Agência Reguladora de Transporte (Artesp) e vale para as linhas intermunicipais do Estado de São Paulo, exceto as que operam dentro das regiões metropolitanas. O aumento será implantado após 18 meses sem reajustes.

O cálculo do reajuste, segundo a Artesp, representa a recomposição de custos operacionais entre janeiro de 2010 e junho de 2011. O índice inflacionário do período, IPCA, ficou em 10,01%. Foram consideradas ainda as variações de itens como os salários da categoria, reajustados em cerca de 23% nos dois últimos dissídios, e o custo de pneus, que subiu até 29,95%.



READ MORE - São Paulo: Tarifa de ônibus intermunicipal terá alta de 8,88%

Painéis com horários de ônibus são instalados na Rodoviária de Brasília

Começou a funcionar nesta segunda-feira (12) na Rodoviária do Plano Piloto 107 painéis eletrônicos com informações sobre as linhas de ônibus e a localização dos boxes. De acordo com a assessoria do GDF, o serviço pretende tornar "menos cansativa" a espera dos passageiros.

Segundo informações do GDF, as despesas com a implantação e manutenção dos painéis vão ficar a cargo da empresa vencedora da licitação. O governo estima que a concessão do espaço vai render cerca de R$ 9 mil aos cofres públicos, o que corresponde a 20% da receita líquida arrecadada com anúncios publicitários.

Os painéis de 40 polegadas transmitem notícias locais, nacionais e internacionais. Também será veiculado conteúdo de utilidade pública, como vagas de empregos, concursos e dicas de saúde e bem estar, informou o GDF.


Fonte: G1.com.br

READ MORE - Painéis com horários de ônibus são instalados na Rodoviária de Brasília

Integração eleva em 21% usuários da CPTM

Média diária passou de 316.058 em junho para 384.075 em agosto; sistema teve recorde de usuários
A movimentação diária de usuários da Linha 9 - Esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) cresceu 21,5% após a integração com a Linha 4 - Amarela do metrô.

Desde o dia 3 de junho usuários podem migrar de um sistema para o outro na estação Pinheiros, sem pagar nada.

Dados da CPTM mostram que a média diária de usuários em junho - no primeiro mês da integração - foi de 316.058. Em agosto, essa média saltou para 384.075. É como se só este ramal "ganhasse" 68 mil usuários todos os dias devido a possibilidade de integração.

No dia 6 deste mês, véspera do Dia da Independência, as seis linhas da CPTM bateram novo recorde de passageiros transportados. Foram 2.509.522. O último havia sido em 12 de agosto, com 2.477.091 usuários.

Melhorias

Em nota, a CPTM informa que o aumento de passageiros que utilizam o sistema "mostra que a modernização da CPTM vem atraindo novos usuários que migram para o sistema também fora do horário de pico".

A empresa diz ainda que vem se esforçando para reduzir os intervalos nas linhas fora dos horários de pico e que as mesmas passam por obras de infraestrutura.

Tais obras, diz a CPTM, incluem implantação de novos sistemas de sinalização, telecomunicações, energia, rede aérea e via permanente, além da modernização das estações mais velhas.

Linha 4 leva mais 16 mil com ampliação de horário

A ampliação do horário de funcionamento das estações da Linha 4 - Amarela do metrô, iniciada anteontem, fez o número de entradas em um único dia crescer 8%.

No dia 5 deste mês, uma segunda-feira, 191 mil usuários entraram nas estações. Anteontem foram 207 mil, segundo a ViaQuatro, sendo 9,3 mil das 21h à meia-noite. Antes ela operava até 21h.

A maior parte das entradas ocorreu nas pontas, respectivamente Paulista e Butantã. No dia 5 deste mês, foram 88 mil usuários na Paulista, número que passou para 98 mil anteontem, diferença de 10 mil. No Butantã, foram 2,7 mil entradas a mais (foi de 23,1 mil no dia 5 para 25,8 mil anteontem). A Faria Lima passou de 19,6 mil para 21 mil e, em Pinheiros, a quantidade de entradas anteontem foi de 62,2 mil contra 60,3 mil anteriormente.

Luz e República

Com a inauguração das estações Luz e República, prevista para amanhã, a linha chegará ao centro e se integrará às linhas 1 - Azul (a partir da Luz) e 3 - Vermelha (República) e às linhas 7 - Rubi, 10 - Turquesa e 11 - Coral da CPTM. Com essas novas conexões, o número de passageiros da linha amarela, que hoje é de 190 mil por dia, deve chegar a mais que dobrar.

Mais Notícias de São Paulo



READ MORE - Integração eleva em 21% usuários da CPTM

No Rio, Motoristas tem até hoje para se cadastrar na campanha, "Dia Mundial Sem Carro"

A campanha, Dia Mundial Sem Carro, que acontece na próxima quinta-feira traz uma novidade para os motoristas do Rio: os primeiros cinco mil que aderirem à campanha vão ganhar um cartão Riocard com R$ 10 de bônus, para andar nos ônibus da cidade.

A campanha tem apoio da Fetranspor – Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro – e o cadastro pode ser feito na página www.fetranspor.com.br, até esta quarta-feira. É preciso cadastrar o Renavam do carro, com o compromisso de deixar o veículo em casa no dia da campanha, para ter direito ao benefício.

– A Fetranspor não poderia deixar de apoiar a iniciativa do Governo do Estado e da Prefeitura. É uma oportunidade de promover o conceito de sociedade sustentável e mostrar que o transporte coletivo é a alternativa lógica ao uso do automóvel.  O ônibus leva até 80 pessoas no mesmo espaço físico de três carros, que levariam no máximo 15 ocupantes. Ele não precisa de vagas para estacionar, que poderiam ser transformadas em praças e equipamentos comunitários –, defende Edmundo Fornasari, diretor de Marketing e Comunicação da Fetranspor.

Segundo Edmundo, o ônibus é injustamente responsabilizado pela poluição dos veículos individuais, pois gera 17 vezes menos emissões que um automóvel e 65 vezes menos que a motocicleta por passageiro transportado.


READ MORE - No Rio, Motoristas tem até hoje para se cadastrar na campanha, "Dia Mundial Sem Carro"

Empresas de ônibus diminuem frota em Teresina

Os usuários de ônibus coletivos de Teresina estão revoltados com a demora e a diminuição da frota nos últimos dias. Há mais de uma semana que as empresas rodam com ônibus a menos, após o fim das manifestações estudantis que teve como principal consequência a diminuição da tarifa de R$ 2,10 para R$ 1,90.

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina (Setut) informou que a frota foi reduzida porque 62 ônibus estão avariados. Por sua vez, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) já fez 28 autuações para as empresas de transporte urbano de Teresina.

O funcionário público Antônio Cícero ficou 45 minutos na parada, esperando o ônibus que faz linha Mocambinho - Porto Alegre, na manhã desta segunda-feira (12/09). "Um ônibus que demorava em torno de 15 minutos, agora passa com muito atraso, e acaba atrasando todo mundo que depende do transporte nesse horário", comentou. Outra usuária Maria José Lira disse que também sentiu a redução da frota. "É um absurdo. Mesmo que estejam quebrados, as empresas deveriam ter ônibus reservas. Os empresários não pensam no usuário que depende todos os dias desses ônibus", argumentou, insatisfeita.

O Setut, através de sua assessoria de Comunicação, culpou os estudantes pela redução da frota que disse ser "reflexo da paralisação". Mais de 60 ônibus ficaram avariados total ou parcialmente. De acordo com o Sindicato, alguns ônibus já voltaram a circular, mesmo com pequenas avariações, outros estão à espera de peças que o mercado piauiense não dispõe daí a demora para que o transporte volte à normalidade. Por sua vez, os motoristas também não rodam em ônibus danificados.

Para o Strans, nada justifica os atrasos e a redução da frota de ônibus. O Setut pediu ao ór-gão para reduzir sua frota em 15%, o que foi negado imediatamente. "Nossos fiscais foram ver de perto o que de fato estava acontecendo.

Constatamos 62 ônibus com graves e pequenas avariações, mas o Setut se comprometeu a rodar com ônibus reservas, visto que a população que depende de ônibus diariamente não pode ficar sem o transporte", definiu o diretor de Transportes Públicos da Strans, Coronel Adonias.

Até o momento, por conta das denúncias de passageiros, a Strans já multou com 28 notificações as empresas de transporte público de Teresina, que têm um prazo para retornar imediatamente todos os ônibus que fazem linha na capital e também na zona rural. O órgão municipal informou ainda que os usuários podem denunciar atrasos e redução de ônibus pelo telefone 3122-7600.


READ MORE - Empresas de ônibus diminuem frota em Teresina

Terminais de transporte coletivo de Natal terão indicadores de empregos

A prefeita Micarla de Sousa sancionou a lei que determina a criação de espaços nos Terminais de Transporte Coletivo do Município de Natal para colocação de painéis com indicadores de empregos.
A Lei Nº. 6.282 aplica-se para colocação de classificados de jornais locais e de outras cidades, circulares ou panfletos, com anúncios de empregos e empregados, sob a responsabilidade de uma secretaria competente.
De acordo com o Diário Oficial do Município desta terça-feira (13), os anúncios devem ser colocados em um local de fácil acesso e boa visibilidade.

Share |
READ MORE - Terminais de transporte coletivo de Natal terão indicadores de empregos

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960