Governo e Prefeitura acertam parceria para viabilizar metrô de Porto Alegre

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O Governo estadual e a prefeitura de Porto Alegre formalizaram uma parceria para bancar a diferença da verba federal para as obras do metrô da capital. A redução tinha sido pedida pelo ministério do Planejamento, numa reunião na ultima terça-feira, em Brasília.

Orçado em R$ 2,4, bilhões, o projeto do metrô de Porto Alegre previa recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no valor de R$ 1,5 bilhão. Mas de acordo com representantes dos ministérios, o volume de pedidos cadastrados no PAC superou as expectativas iniciais da União, assim, para entrar no PAC II, o projeto do metrô de Porto Alegre teria que gerar um novo arranjo financeiro.

Nesta sexta-feira (09), o prefeito José Fortunati e o governador Tarso Genro encaminharam ao governo federal uma proposta com a nova modelagem financeira para as obras.

No documento, destinado ao Ministério do Planejamento, a prefeitura e o governo do Estado comprometem-se a contrair financiamento junto à Caixa Econômica Federal, com montantes iguais para as duas esferas.

O prefeito Fortunati esclareceu que a nova proposta compreende apenas o aspecto financeiro, sem alterar o projeto de engenharia proposto. “O que muda é a equação da parcela de 1,58 bilhões de reais solicitada inicialmente com recursos do PAC. Uma parte desse valor será acessada por meio do financiamento junto à Caixa”, explicou.

As condições de financiamento incluem carência de 48 a 72 meses, 30 anos de prazo para pagamento e 5,5% de juros ao ano.

“Estamos diante de um dia histórico para o Rio Grande do Sul. A convergência em torno do projeto mostra que não estamos medindo esforços para trazer o Metrô para Porto Alegre, com a prefeitura e o Estado se comprometendo a contrair financiamento igualmente repartido para realizar a obra. Agora, vamos ficar aguardando a palavra final da presidente Dilma Roussef”, afirmou Fortunati.

Para o governador Tarso Genro, a prefeitura e o governo estadual atingiram um momento extremamente importante nas negociações. “Chegamos a um ponto comum em que assumimos esse compartilhamento. Naquilo que depender do nosso governo, vamos contrair esse empréstimo que viabiliza essa parceria extremamente importante para o estado e a Região Metropolitana”.

O metrô de Porto Alegre entrará no chamado PAC da Mobilidade Urbana das Grandes Cidades, que a presidente Dilma Roussef quer anunciar dentro de 15 dias.


Equação financeira:
Total do empreendimento: 2.468.540.000,00
(-) Isenções Estadual / ICMS: 243.000.000,00
(-) Isenções Municipal / ISSQN: 22.000.000,00
Contraprestação Municipal (R$) 300.000.000,00
Financiamento privado (R$) 323.540.000,00
Valor de Repasse (R$): 1.580.000.000,00 (União + financiamento Caixa)


Fonte: Jornal Já

READ MORE - Governo e Prefeitura acertam parceria para viabilizar metrô de Porto Alegre

Em Niterói, Sistema integrado de transporte deve atender mais de 200 mil pessoas

O novo sistema tronco-alimentado contará com cinco Terminais de Integração, espalhados pela cidade: o Terminal da Saibreira, que ficará na Zona Norte, próximo ao bairro Caramujo; o Terminal do Largo da Batalha, que já está na fase de liberação do terreno; o Terminal João Goulart; o Terminal de Charitas; e o Terminal da Região Oceânica, em Piratininga. E funcionará através de linhas troncais (que circularão entre os terminais) e alimentadoras (ligando os bairros aos terminais). A previsão é que esse novo sistema atenda a 232 mil passageiros/dia.

Túnel Charitas-Cafubá – Para que haja a integração entre os terminais, é prevista uma série de intervenções como criação de faixas exclusivas para ônibus, mudanças de fluxos de vias e, no caso da integração entre os terminais de Charitas e da Região Oceânica, a construção do Túnel Charitas-Cafubá, que também terá pistas exclusivas para o transporte coletivo.

Amaral Peixoto – Na Amaral Peixoto, é prevista a implantação de duas faixas exclusivas para ônibus, que circularão nos dois sentidos, e a criação de três estações: Estação Barcas, próximo à Avenida Rio Branco; Estação Amaral Peixoto (parada central), que ficará situada próximo à OAB-Niterói; e Praça da República, já quase ao final da via, em frente ao colégio Liceu Nilo Peçanha. Os carros continuarão obedecendo apenas ao fluxo atual (sentido Barcas) em três faixas de rolamento.

Huap – Além das estações distribuídas pela Amaral Peixoto, outras estações serão construídas ao longo dos novos corredores de ônibus da cidade. Uma das mais importantes será a Estação de Integração Antônio Pedro, próximo ao hospital universitário. Ela ficará localizada estrategicamente sobre o Mergulhão, facilitando o acesso da população a ônibus com destino a vários bairros. Segundo Marcolini, para facilitar a circulação dos ônibus no trecho, em decorrência da estação, será necessária a desapropriação de prédios na esquina da Rua Dr. Celestino com a Avenida Marquês de Paraná.

Roberto Silveira – Outra estação será a Roberto Silveira. Ela ficará no ‘triângulo’, situado quase em frente ao Clube Rio Cricket, da Avenida Roberto Silveira, que também terá pistas exclusivas para ônibus, assim como na Amaral Peixoto. Para os carros, a via só terá uma mão, sentido Centro. Quem precisar seguir para Icaraí deverá pegar a Rua Men de Sá, que terá seu fluxo invertido, ou Gavião Peixoto, que não terá mais estacionamento.

São previstas, ainda, as estações do Campo de São Bento e Avenida 7 de setembro.

De acordo com Marcolini, a princípio, não serão empregados os famosos ônibus articulados – os BRTs (Bus Rapid Transit) –, como cogitou-se, mas o modelo especial de coletivo com entrada baixa e maior conforto.

Mergulhão – Outra medida, inclusa no Plano e já em andamento, é a construção de passagem subterrânea na Avenida Marquês do Paraná, que visa dar maior fluidez ao trânsito no local, permitindo a criação de um ponto de integração do sistema de transportes. É parte integrante do corredor Centro – Largo da Batalha.



READ MORE - Em Niterói, Sistema integrado de transporte deve atender mais de 200 mil pessoas

Em São Paulo, Linha 4-Amarela de metrô amplia horário a partir desta segunda-feira

A partir desta segunda-feira (12), as estações Paulista, Faria Lima, Pinheiros e Butantã da Linha 4-Amarela de metrô terão seu horário de funcionamento ampliado e passam a operar das 4h40 à meia-noite. A concessionária ViaQuatro, responsável pela operação da Linha, informa ainda que, junto com o novo horário, essas estações passam a operar também aos sábados (a partir do dia 17).

As Estações República e Luz, que serão inauguradas no próximo dia 15, entrarão em operação, inicialmente, em horário reduzido, das 10h00 às 15h00, também de segunda a sábado. A inauguração marca a conclusão da primeira fase

Um dos principais benefícios da Linha 4-Amarela é permitir a integração com as demais linhas do Metrô e da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, fazendo com que todo o sistema metroferroviário passe a funcionar em rede. Na Estação Paulista, liga-se à Linha 2-Verde do Metrô. Na Estação República, com a Linha 3-Vermelha e na Estação Luz, com a Linha 1-Azul e com as linhas da CPTM 7-Rubi (Luz – Francisco Morato), 10-Turquesa (Luz–Rio Grande da Serra) e 11-Coral/Expresso Leste (Luz – Guaianazes). Na Estação Pinheiros, faz integração com a Linha 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú) da CPTM.


Informações do Bagaraí

READ MORE - Em São Paulo, Linha 4-Amarela de metrô amplia horário a partir desta segunda-feira

Metrô de BH será anunciado pela presidente Dilma no final do mês

A boa notícia do metrô de Belo Horizonte prometida pela presidente Dilma Rousseff (PT) em sua última visita a Belo Horizonte veio antes do esperado e tem data marcada. Em seu retorno a Minas Gerais, previsto para o dia 27, ela vai anunciar a liberação de R$ 1,9 bilhão para o trem metropolitano, o que representa 14% de todo o investimento do país para metrôs. Dilma vai também divulgar a abertura das licitações de dois lotes da BR-381 e para a restauração da BR-040 no trecho Belo Horizonte–Juiz de Fora.

A única obra que vai ficar para trás, segundo o senador Clésio Andrade (PR), é a de adequação e revitalização do Anel Rodoviário da capital. Com base em conversas que teve com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, o parlamentar contou que essa intervenção não deve ser anunciada no mesmo dia. “O modelo de licitação do projeto básico do anel está muito atrasado”, explicou. Em passagem rápida pela capital mineira, no dia 1º, Dilma disse que vai abrir exceção e permitir a abertura da licitação para as obras da rodovia sem o projeto executivo, para acelerar o processo.

As novidades do metrô, segundo o senador, não vão agradar apenas aos belo-horizontinos, mas também a moradores da região metropolitana. A presidente deve anunciar a expansão da linha 1 (Eldorado/ Vilarinho) até Betim e a criação da linha 3 (Barreiro/Santa Tereza). A implantação da linha 2, que ligaria a Região da Pampulha à Savassi, não foi confirmada.

 De acordo com a proposta apresentada pela Prefeitura de Belo Horizonte, que contempla os dois novos trechos, o R$ 1,9 bilhão viria do PAC Mobilidade, R$ 1,2 bilhão seria obtido por meio de parceria público-privada, R$ 400 milhões do governo do estado e R$ 200 milhões da prefeitura.

Antes de a presidente oficializar os repasses de verba, que vão começar a resolver os principais gargalos do estado, os parlamentares do Movimento Pró-Minas terão reuniões com o ministro Paulo Sérgio Passos, na terça-feira, e com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, na quarta-feira. A ideia, segundo Clésio Andrade, é levar propostas para acelerar as obras. Para a BR-381, a proposta é lançar o edital para privatização dos outros oito trechos, que vão até Governador Valadares, juntamente com o da licitação dos trechos 7 e 8, que prevê obras em 69 quilômetros da rodovia, da Av. Cristiano Machado, em BH, a Barão de Cocais. Eles vão pedir também a privatização para a duplicação da BR-040.

PAC Mobilidade

O Ministério das Cidades anunciou que serão destinados R$ 18 bilhões para as propostas enviadas ao PAC Mobilidade, sendo R$ 6 bilhões de recursos da União e R$ 12 bilhões por meio de financiamento do BNDES. Entre os critérios estabelecidos pelo ministério, os municípios devem garantir a sustentabilidade operacional dos sistemas, a compatibilidade entre demanda e modelos propostos e adequação às normas de acessibilidade. A prioridade para projetos que beneficiem áreas com população de baixa renda também foi apontada como um dos fatores que serão analisados no programa.



READ MORE - Metrô de BH será anunciado pela presidente Dilma no final do mês

VLT de Brasília tem trajeto reduzido, trajeto de 6,4 km ligará o aeroporto JK ao Metrô

No momento em que a população de Brasília se mobiliza para que a cidade receba a abertura da Copa, o governo do Distrito Federal anuncia que a principal obra de transporte público planejada para o evento, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), não deve estar inteiramente pronta até 2014.

Um dos argumentos da campanha que pede o jogo inaugural em Brasília é justamente o trânsito da cidade, menos caótico que o de São Paulo e Belo Horizonte, outras cidades que disputam o evento.

No entanto, somente um trecho do VLT da capital federal deve estar concluído no momento em que a bola rolar para o Mundial de futebol.

O trajeto de 6,4 km ligará o aeroporto Juscelino Kubitschek ao Terminal Sul do Metrô. O projeto contempla cinco estações ao custo de R$ 700 milhões.

O secretário de Transportes José Walter Vazquez Filho descartou a construção do trajeto ao longo da avenida W3 Sul. O motivo: problemas de ordem urbanística e ambiental que dificilmente serão contornados até 2014. Caso o governo insista no projeto, há risco de embargo pela Justiça.



Informações - Portal da Copa

READ MORE - VLT de Brasília tem trajeto reduzido, trajeto de 6,4 km ligará o aeroporto JK ao Metrô

SPTrans cria linha e amplia horários de atendimento nas estações da linha 4 do Metrô

Com a ampliação do horário de funcionamento da linha 4 amarela do Metrô no trecho entre as estações Butantã e Paulista, a SPTrans informa a extensão no horário de atendimento da linha 8012/12 Metrô Butantã – Cidade Universitária a partir do dia 12 de setembro, funcionando até 0h30.

Além disso, com a inauguração das estações República e Luz da linha 4, a SPTrans vai criar a linha 8075/10 Terminal Campo Limpo – Metrô Butantã, que começa a operar no dia 15 de setembro, com intervalos de 8 minutos entre partidas.

Linha e itinerário:

8075/10 Term. Campo Limpo – Metrô Butantã
Frota: 12 veículos
Ponto inicial: Terminal Campo Limpo
Ponto final: Terminal Metrô Butantã
Operação: Dias úteis
Ida: Term. Campo Limpo, Estr. do Campo Limpo, Rua Alves dos Santos, Rua Pe. Correia de Almeida, Rua José Felix, Av. Prof. Francisco Morato, Pr. Pau la Moreira, Av. dos Tres Poderes, Av. Eliseu de Almeida, Av. Caxingui, Rua Camargo, Terminal Butantã.
Volta: Term. Butantã, Rua MMDC, Rua Camargo, Praça Vicente Rodrigues, Av. Afrânio Peixoto, Rua Alvarenga, Rua Sapetuba, Av. Prof. Francisco Morato, Rua José Felix, Rua Jorge Amado, Estr. do Campo Limpo, Term. Campo Limpo.

Informações da SPTrans

READ MORE - SPTrans cria linha e amplia horários de atendimento nas estações da linha 4 do Metrô

Ministério oficializa VLT como transporte de massa em Cuiabá

Em meio a crise que envolve a Agência Estadual de Execução dos Projetos da Copa do Mundo do Pantanal – Fifa 2014, o Governo Federal oficializou a implantação sistema Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) como principal obra de mobilidade urbana para Cuiabá. O aval foi dada na quinta-feira, 8, ao governador Silval Barbosa pelo Ministério dos Transportes em comunicado feito pelo ministro dos Esportes, Orlando Silva. Agora, o Governo deverá correr contra o tempo e provar que existe tempo hábil para implantação integral do projeto.

Fonte: 24 Horas News


O aval do Governo Federal significa, na prática, ter aceitado sobstituir o modal de transporte coletivo de passageiros. Anteriormente, esse modal previsto era o Bus Rapid Transport, o BRT,  operado por ônibus articulado, considerado antigo e, também de gastos mais elevados para Cuiabá em função do número elevado de desapropriações na sua faixa de operação. O VLT é tido como mais moderno, confortável e ecologicamente correto.

Além de Cuiabá, a cidade de Salvador, capital da Bahia, também obteve aval do Governo Federal para implantação do VLT. Assim como Cuiabá, a população soteropolitana se manifestava contrária a implantação do BRT e exigiam um sistema de transporte mais ágil e moderno.

Silval garante que o projeto fica pronto até o fim deste mês e que vai entregar o VLT no prazo estipulado - dezembro de 2013. O VLT é parte das obras previstas no Plano de Mobilidade Urbana das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.

O anúncio coloca fim as eventuais divergências que havia entre dirigentes da Agecopa sobre o sistema modal, pivô de um “racha” na diretoria.  Ao se debater o sistema de mobilidade urbana para a Copa em audiência pública, semana passada, na Assembléia Legislativa, o presidente da agência, Eder Moraes, e o de Infraestrutura, Carlos Brito, travaram um duro “bate-boca”. Brito disse desconhecer o projeto do VLT e que o assunto vinha sendo tratado exclusivamente pelo presidente da agência.

A discussão descambou para temas de ordem pessoal e Moraes chegou a pedir a demissão de Brito do cargo por entender que o diretor estaria se posicionando a favor do BRT e contra a proposta do Governo Silval Barbosa.

A decisão do Governo Federal em aceitar mudar a matriz de responsabilidade do Governo brasileiro perante a Federação Internacional de Futebol Associados para implantar o VLT nas duas capitais, por outro lado, deve provocar ainda mais a ira do promotor Domingos Sávio de Barros, de Meio Ambiente. Polêmico, anunciou que poderia até ingressar com medidas judiciais, na condição de cidadão, pelo fato de ter sido descartado pelo Governo a proposta do BRT.
READ MORE - Ministério oficializa VLT como transporte de massa em Cuiabá

Paulista-PE: Comunidade da Mirueira ganha 42 atendimentos extras

A partir desta segunda-feira (12/09), os usuários da linha 907-Paulista/Rio Doce vão poder contar com um acréscimo de 42 atendimentos ao bairro da Mirueira (Paulista) em dias úteis. Esta ação faz parte do diálogo entre o Grande Recife Consórcio de Transporte e a comunidade para melhorar o transporte público no local.

Até esta sexta-feira (09/09), a linha referida contava com 14 ônibus que realizavam 105 viagens todos os dias, fazendo a ligação entre o centro de Paulista e Olinda. Deste total, apenas nove atendimentos beneficiavam o bairro da Mirueira, sendo cinco deles no sentido Mirueira/Rio Doce e mais quatro no sentido Rio Doce/Mirueira.

Agora, com o aumento no número de atendimentos à comunidade e a consequente extensão do itinerário, a linha 907-Paulista/Rio Doce passa a contar com 15 veículos que realizarão 104 viagens, as quais 51 atendimentos são exclusivos ao local. Assim, 29 viagens beneficiarão a comunidade no sentido Mirueira/Rio Doce e 22 no sentido Rio Doce/Mirueira.

Para informações sobre o itinerário das linhas, o usuário pode ligar para a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800 081 0158, ou acessar o site http://www.granderecife.pe.gov.br/.
 

Fonte: CGRT

READ MORE - Paulista-PE: Comunidade da Mirueira ganha 42 atendimentos extras

Vandalismo em Goiânia, Ônibus que entraram em operação a dois dias já foram danificados

Dois dos 11 novos ônibus do Eixo Anhanguera que começaram a circular na última terça-feira (6) já foram alvos de vandalismo. No mesmo dia que começou a circular, um dos veículos do tipo articulado que passava pela Avenida Paranaíba, no Centro, teve um dos seus retrovisores quebrados por uma pessoa que desferiu um soco contra o equipamento.

Na quarta-feira (7) um passageiro que estava em outro ônibus, também do tipo articulado, quebrou a janela do veículo e saiu por ela. O fato também ocorreu quando o veículo passava na Avenida Paranaíba. Os dois ônibus foram recolhidos logo após terem sido depredados.

Fonte: O Popular

READ MORE - Vandalismo em Goiânia, Ônibus que entraram em operação a dois dias já foram danificados

Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos defendem a implementação do Sistema BRT

A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos é uma entidade que representa as empresas de transporte coletivo urbano e metropolitano perante os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário federais e as entidades nacionais do setor. Ela promove a integração e a troca de experiência entre as empresas, sindicatos, associações e federações, buscando a unidade e o fortalecimento do setor, desenvolvendo estudos técnicos e propondo medidas para a melhoria dos serviços de transporte coletivo urbano e metropolitano de passageiros. No fim de agosto último, a associação promoveu no Transamérica Expo Center, em São Paulo, o seu 25º Seminário Nacional, divulgando e preservando a história do setor no Brasil com a apresentação de propostas significativas.

O objetivo foi realçar as diversas opções que tornam possível a implementação do Sistema BRT em qualquer município, destacando suas vantagens para o usuário, para a mobilidade e para o meio ambiente. O BRT é um sistema de transporte utilizado em mais de 80 cidades no mundo, no qual os ônibus circulam em uma rede de canaletas exclusivas com características e vantagens especiais, como múltiplas posições de paradas nas estações, acessibilidade universal, embarque em nível, veículo articulado e múltiplas portas, pagamento da viagem e o controle dos passageiros acontece fora do ônibus, bons espaços nas estações e equipamentos de informações aos usuários.

Os veículos que circulam no Sistema BRT irão atender às normas de emissão de poluentes Euro 5/Proconve P7, com entrada em vigor em 2012. O Proconve (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores) determina 87% de redução das emissões de CO (monóxido de carbono), 81% de redução das emissões de HC (hidrocarbonetos), 86% de redução das emissões de NOx (óxidos de nitrogênio) e 95% de redução das emissões de MP (material particulado). 

OPORTUNIDADEO setor de transportes passa por um momento de grande transformação. Nos próximos cinco anos, o Brasil abrigará a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos e o transporte urbano no País precisará passar por avanços significativos para atender à demanda exigida. Para isso, algumas obras já estão em fase de implementação e outras ainda precisarão ser definidas até o fim de 2011. R$ 30 bilhões serão investidos no País, dos quais cerca de R$ 12 biljões previstos no Programa de Aceleração do Crescimento-1 para as cidades-sede dos jogos da Copa do Mundo, e outros R$ 18 bilhões do PAC-2, para outras 24 cidades brasileiras, com mais de 700 mil habitantes).
Isso corresponde ao maior investimento feito em infraestrutura no País desde a década de 1970. 

ATUALMENTEHoje, 60 milhões de viagens são realizadas diariamente por transporte público urbano no Brasil, sendo que a maior parte é por meio de bilhetes eletrônicos. A tecnologia empregada no sistema de bilhetagem eletrônica já está preparada para integração com outros sistemas, como cartão de crédito, vale-alimentação e cartão de frequência escolar, entre outros. Outra oportunidade comercial é a exploração dos terminais, com lojas e serviços para os usuários. A mídia embarcada é mais um nicho que oferece enorme capacidade de expansão, além de melhorias nos sistemas usados atualmente.

Foram também apresentadas propostas de parceria pública-privada, para a implementação de uma linha de veículo leve sobre trilhos em Goiânia, com as implicações legais e demonstrando ser esse um novo caminho que deve ser aprofundado e adotado pelo setor nesse momento de Copa 2014 e Olimpíada 2016 que acontecerão no Brasil.

Informações do Diário do Grande ABC

READ MORE - Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos defendem a implementação do Sistema BRT

Piracicaba: Semana de Mobilidade quer prefeito e vereadores um dia sem carro

Um dos eventos da 1ª Semana de Mobilidade Urbana, que acontece de 17 a 25 de setembro deste ano em Piracicaba, propõe um convite aos gestores públicos da cidade: não utilizar automóvel em um dia de trabalho. O prefeito Barjas Negri (PSDB), secretários municipais, vereadores e presidentes de autarquias poderão escolher qualquer meio de transporte que não seja o carro, caso aceitem o convite da organização.

Os gestores que optarem pela participação, já que o convite foi enviado pela comissão organizadora, deverão informar qual o tipo de transporte irão utilizar - ônibus, bicicleta ou caminhada - no dia 21 de setembro, Dia do Gestor Público Municipal Sem Carro. “O objetivo é fazer com que eles vejam de perto como é utilizar outro transporte e façam uma avaliação do meio utilizado”, afirmou Renato Morgado, integrante da comissão organizadora da semana.

A participação é livre e o gestor que decidir colaborar com a Semana deve enviar até o dia 28 de setembro uma ficha com a avaliação do transporte utilizado e quais são as propostas e sugestões para aprimorá-lo. A lista dos gestores que aceitarem o convite será divulgada no blog da Semana
www.mobilidadepiracicaba.blogspot.com e no EP Piracicaba.  Esta é apenas uma das inúmeras ações da Semana de Mobilidade. Confira a programação abaixo.

“O objetivo é refletir e fazer um debate sobre o excesso de veículos nas ruas, o respeito aos pedestres, locomoção de pessoas com deficiência na cidade e idosos, além de discutir transporte público, ciclovias e ciclofaixas, entre outros temas”, afirmou Andrea Abdala, outra integrante da comissão organizadora da Semana. De acordo com Leandro Anchieta, também da comissão, o Fórum realizado durante o evento será palco das propostas para a cidade.

Programação:

17/09
10h às 12h - Bicicletada 
18/09
9h às 12h - 3ª Etapa do Copa XBikers
19/09
19h às 22h - Mesa Redonda de Abertura da Semana
16h às 17h - Palestra "Acidentes, Educação e Respeito no Trânsito"
20/09
9h às 17h - Pedágio Educativo
8h às 18h - Oficina de pequenos reparos em bicicletas
17h30 às 19h30 - Desafio Intermodal
20h às 22h - Mesa Redonda " Mobilidade para pessoas com necessidades especiais: dificuldades e perspectivas"
21/099h às 12h - Palestras sobre Mobilidade Sustentável
14h às 18h - estudo do meio campus "Luiz de Queiroz"
19h às 20h - Palestra "Poluição Atmosférica e Doenças Relacionadas ao Trânsito"
20h às 22h - Festival Curta-bike
22/09
9h às 12h - "O sonho de mobilidade no campus do futuro"
8h às 14h - Campanha para Coração Melhor
17h30 às 20h - Passeata Geral: "Mobilidade para todos"
23/09
9h às 12h - "Amigos do Trânsito"
16h às 17h - Palestra "Legislação - Código de Trânsito"
24/099h às 18h - "I Fórum de Mobilidade Urbana de Piracicaba"
13h às 16h - Intervenção Artística "Dê a passagem"
25/09
9h30 às 11h - Clube do Pedal
13h às 16h - Intervenção Artística "Dê a passagem"


Fonte: EPTV

READ MORE - Piracicaba: Semana de Mobilidade quer prefeito e vereadores um dia sem carro

Suspensa transferência de 15 linhas de ônibus para Terminal Cidade de Florianópolis

A transferência de 15 linhas de ônibus intermunicipais do Terminal do Centro (Ticen) para o Terminal Cidade, em Florianópolis, foi suspensa. A decisão foi tomada em reunião na tarde desta terça-feira entre representantes da prefeitura, Ministério Público (MP) e Departamento de Transportes e Terminais (Deter). A suspensão será mantida até as 14h30 de sexta-feira, quando será feita uma vistoria em ambos os terminais, para avaliar a estrutura de cada um deles.

Anunciada pela prefeitura para o último sábado, a mudança de linhas das empresas Biguaçu e Santa Teresinha para o Terminal Cidade, conhecido como "terminal velho", não foi respeitada. Os empresários alegaram falta de estrutura no antigo terminal, além de necessidade de cumprir o contrato com o Deter — órgão responsável pelas linhas de transporte intermunicipais. Apenas os ônibus executivos aderiram à mudança.

Desde sábado, as empresas já receberam mais de 500 multas pelo descumprimento da medida. As multas aplicadas até as 16h desta terça-feira — horário em que terminou a reunião — continuam válidas. A partir desse horário, não podem mais ser estabelecidas punições, já que a transferência foi suspensa.

Na vistoria desta sexta-feira serão avaliados aspectos como segurança, acessibilidade e possíveis melhorias em equipamentos dos terminais. Após a avaliação, será elaborado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o MP e a prefeitura, que vai definir as modificações a serem feitas nos terminais, além da data para a transferência dos ônibus.

Guto Kuerten / Agencia RBS
Linhas que deveriam ter mudado e não mudaram
Santa Teresinha - Flor de Nápolis, Sertão do Maruim, São Pedro de Alcântara, Univali, Univali Expressa e Colônia Santana
Biguaçu - José Nitro, José Nitro Expressa, Jardim das Acácias, Bom Viver, Bom Viver Expressa, Jardim Janaína, Jardim Janaína Expressa, Dona Adélia e Dona Adélia Expressa

Linhas executivas que mudaram

Canasvieiras - Canasvieiras (1120), Jurerê (1123), Ingleses (1121), Rio Vermelho (1125), Praia Brava (1122) e Costa do Moçambique (1128)
Emflotur - Emflotur (7220)
Estrela - Abraão (6220), Bom Abrigo (6221) e Campinas VIP
Insular - Campeche (ED4122), Pântano do Sul (ED4120), Ribeirão da Ilha (4123), Aeroporto (6120), Caieira da Barra do Sul (4124)


Fonte: Diário Catarinense

READ MORE - Suspensa transferência de 15 linhas de ônibus para Terminal Cidade de Florianópolis

Em BH, Conexão aeroporto ganha mais ônibus e novos horários

Passageiros que usam o conexão aeroporto para chegar ao terminal Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, vão contar com novos horários. De acordo com a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), a linha recebeu 16 veículos a mais para os transportes executivo e convencional.

As linhas executivas, que fazem o trajeto aeroporto de Confins – Terminal Conexão Aeroporto (Avenida Álvares Cabral), carregam uma média de 63 mil pessoas mensalmente. As viagens custam R$ 18 e terão intervalos de 15 a 20 minutos.

As linhas convencionais, que ligam o aeroporto de Confins à rodoviária da capital, levam uma média de 75 mil pessoas por mês. O transporte custa R$ 8,15. De acordo com a Setop, para essa linha estão previstas 80 viagens nos dias úteis, com oferta de 3680 lugares.
 
Fonte: Estado de Minas

READ MORE - Em BH, Conexão aeroporto ganha mais ônibus e novos horários

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960