Porto Alegre apresenta seu plano de transportes para 2014

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Iniciativas na área de transporte e mobilidade para Porto Alegre na Copa do Mundo foram apresentadas na última sexta-feira, 26, em Belo Horizonte, pelo diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Capellari, no último dia do Seminário Técnico de Tráfego e Transportes promovido pelo Comitê Organizador Local (COL). O secretário extraordinário da Copa 2014, João Bosco Vaz, acompanhou o evento, cujo objetivo é alinhar informações entre o COL e as 12 cidades-sede sobre o planejamento operacional do setor e o sistema de transporte para os estádios.

Durante cerca de 30 minutos, Capellari expôs a estrutura que Porto Alegre deverá ter em 2014 para receber jogos do mundial e atender a demanda na área de transporte. Linhas especiais de ônibus e lotação deverão ser implantadas para facilitar o acesso do Aeroporto Internacional Salgado Filho, da Estação Rodoviária e de outras regiões da cidade para o estádio Beira-Rio. “Apresentamos toda a parte de planejamento de transporte por ônibus e lotação. Linhas especiais irão atender as regiões da Rodoviária e do aeroporto com veículos qualificados”, explicou Capellari. Conforme o secretário Bosco, a idéia é implementar também uma linha circular com trajeto pelos hotéis de Porto Alegre.

O sistema de monitoramento por câmeras, implantado há três anos pela prefeitura com a Central de Controle e Monitoramento da Mobilidade (Cecomm) e referência para outras cidades-sede, também será ampliado. Atualmente, a Capital conta com mais de 40 câmeras de alta definição e sistema digital com mil metros de alcance. Até 2013, ano da Copa das Confederações, serão 150 câmeras, número que poderá subir em 2014.

Estacionamentos - Além da qualificação do sistema de transporte, uma das preocupações da EPTC e da Secopa é a ampliação do número de vagas de estacionamento para a Copa. A EPTC está fazendo um estudo para identificar número de vagas existentes na cidade e poderá negociar com entidades como a PUCRS para implantar uma área de estacionamento na universidade destinada ao público dos jogos, além de vagas no Parque Mauricio Sirotsky Sobrinho, o Harmonia. Outras áreas privadas deverão ser utilizadas. “Vamos identificar os locais e garantir que os preços não sejam abusivos”, explica Capellari. Ônibus dos estacionamentos até o estádio serão colocados em circulação pela prefeitura. Conforme levantamento da Secopa, são cerca de 1,78 mil vagas de estacionamento no entorno do Beira-Rio. A Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio (Smic) também identificou 96 estacionamentos a até cinco quilômetros do estádios.

Para Capellari, a EPTC dependerá ainda de resoluções que serão anunciadas ao longo do tempo, como quais seleções virão para Porto Alegre e os locais dos Campos Oficiais de Treinamento (COTs), para traçar algumas estratégias. “Teremos de montar uma estrutura de mobilidade para o deslocamento de seleções para os COTs, mas ainda precisamos de informações mais detalhadas para preparar um plano focado nas seleções que estarão em Porto Alegre”, define o diretor-presidente.

Agentes de fiscalização deverão trabalhar em parceria com Brigada Militar e Policias Civil e Federal no esquema de escolta de delegações e autoridades. Entre janeiro e fevereiro de 2012, a EPTC deverá iniciar processo seletivo de novos agentes de fiscalização de trânsito. Atualmente, o efetivo da empresa é de 508 agentes. A meta é ampliar para 700 até junho de 2013, ano da Copa das Confederações.

Sinalização - A cidade contará também com sinalização em outros idiomas para orientar os visitantes. A prefeitura também deverá desenvolver um cartão TRI especial com validade limitada para turistas que virão à Capital. A EPTC prevê que 100% dos semáforos de Porto Alegre tenham lâmpadas LED em 2012, o que significa maior qualidade e economia.

Para Capellari, experiências da cidade com a realização de grandes eventos como o Fórum Social Mundial (FSM) mostraram que Porto Alegre tem todas as condições de garantir serviços de transporte de qualidade em 2014. “Estamos muito bem em relação a outras cidades-sede da Copa. Temos um sistema de transporte consolidado no atendimento à população e ao território da Capital. Os ônibus são qualificados em termos de informação e a tripulação preparada para bem atender o turista. Vamos fazer um evento com tranqüilidade”, avaliou Capellari.


Informações da Secopa de Porto Alegre

READ MORE - Porto Alegre apresenta seu plano de transportes para 2014

CMTC altera linhas para atender construção de viaduto em Goiânia

Seis linhas do sistema de transporte coletivo que passam nas avenidas Pedro Ludovico e Consolação sofrerão alteração de itinerário a partir de quinta-feira (1º), são elas: 153, 149, 167, 182, 187 e 308. A modificação atende obra de construção do viaduto da Avenida Consolação realizada pela Agência Goiana de Transporte e Obras (Agetop).

A linha 153 terá seu percurso desviado no sentido terminal/bairro deixando de passar, durante o período de obras, pelas avenidas Pedro Ludovico e Consolação.
O novo itinerário para o ônibus da linha 153 segue em direção ao Parque Industrial João Braz passa pela Avenida das Magnólias e Rua da Alegria, sendo o restante do trajeto normal. Temporariamente, a Companhia Municipal de Transportes Coletivos (CMTC), instalou cinco pontos de ônibus ao longo desse novo trecho.

Para as linhas 149, 167, 182, 187 e 308 a alteração técnica foi feita no sentido Centro/Terminal no trecho da Avenida Aderup que foi interditado. Dois pontos de ônibus foram desativados e seis pontos criados.

No sentido Centro/Terminal os ônibus das linhas 153, 149, 167, 182, 187 e 308 seguirão pela Avenida Consolação, Rua da Alegria, Avenida das Magnólias e Pedro Ludovico. Já as linhas 149, 167, 182, 187 e 308 não sofrerão alteração no itinerário Terminal/Centro.
De acordo com o gerente de Planejamento da CMTC, Spiro Katopodis,  panfletos explicativos serão afixados nos dias (2) e (3), nos pontos de embarque e desembarque para orientar os passageiros.

Avenida São Paulo
No sábado (3), e domingo (4), a
Avenida São Paulo será interditada. Seis linhas do sistema de transporte sofrerão alteração de itinerário, são elas:
06- T. Veiga Jardim/Centro- Eixo 90
7-T. Vila Brasília/Centro/Rodoviária
010- T. Veiga Jardim/Campinas- Eixo Mutirão
011-T. Vila Brasília/ T. Praça A/ via T-02
650-Circular Sul- via BR- 153
651-Circular Sul- via Veiga Jardim
020- T. Garavelo/T. Bíblia- via T. Isidória.


Fonte: G1 GO

READ MORE - CMTC altera linhas para atender construção de viaduto em Goiânia

Recife e Região Metropolitana já contam com mais de 1.100 ônibus adaptados para deficientes

Desde segunda-feira (29), 17 ônibus equipados com elevador passaram a integrar a frota de três linhas que circulam na Região Metropolitana do Recife (RMR). Deste total, duas linhas não contavam com nenhum veículo até este ano e a terceira, que já tinha parte da frota acessível, passou a operar com todos os veículos equipados com a plataforma elevatória. Assim, o Grande Recife Consórcio de Transporte confirma o compromisso de expansão do Serviço Especial de Transporte (SET), que já conta 274 linhas e 1.143 coletivos.

As 001-Ponte dos Carvalhos/Prazeres (Barra de Jangada) e 418-Tiúma/Camaragibe fazem parte do sistema de transporte complementar da RMR e operam com doze veículos e realizam 103 viagens cada. A partir de agora, 14 microônibus divididos igualmente para as duas linhas passaram a realizar cerca de 60% dos atendimentos oferecendo o serviço com elevador.

Já a linha 413-Avenida do Forte, operava com um total de sete ônibus e realizava 65 viagens, das quais 20 eram feitas com ônibus do SET. Agora, com a ampliação da frota, todas as viagens passaram a ser realizadas com veículos acessíveis. Esta mudança beneficiou os usuários que precisam ir até a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), que é atendida pela linha.

Para a diretora de Operações do Grande Recife, Taciana Ferreira, tornar toda a frota seja acessível até 2014 é mais que um desejo, é uma meta. “Nosso compromisso não se baseia apenas em um cumprimento legal, mas em garantir a acessibilidade a todos os usuários, inclusive aqueles que possuam mobilidade reduzida”, ressaltou.

SET – O Serviço Especial de Transporte (SET) é realizado por ônibus acessíveis com elevadores, para facilitar a acessibilidade das pessoas com mobilidade reduzida e cadeirantes. As linhas integrantes do serviço operam nos principais corredores de transporte, com percursos que atendem a hospitais das redes pública e privada, escolas, universidades e outros destinos selecionados por pesquisa realizada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte. Atualmente, 274 das 385 gerenciadas pelo Consórcio já participam do SET, totalizando 1.143 ônibus acessíveis.

Mais informações sobre esta ação ou qualquer outro tema, realizar sugestões, reclamações ou elogios pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800 081 0158, ou pelo site
www.granderecife.pe.gov.br.

LINHA
Frota
Total
Ônibus do SET
413 - Avenida do Forte
7
7
001 - Ponte dos Carvalhos/Prazeres (Barra de Jangada)
12
7
418 - Tiúma (Camaragibe)
12
7



Fonte: CGRT


READ MORE - Recife e Região Metropolitana já contam com mais de 1.100 ônibus adaptados para deficientes

Marcopolo lança novo ônibus viale BRT, O mais avançado produzido no Brasil

A Marcopolo lança o seu mais novo e moderno ônibus urbano, o Viale BRT. Desenvolvido para aplicação nos avançados sistemas de transporte coletivo em grandes centros urbanos, conhecidos como BRT (Bus Rapid Transit), é o mais avançado já fabricado no Brasil e consumiu dois anos de pesquisas e desenvolvimento.
O novo Viale BRT foi concebido com inéditos conceitos de design, ergonomia, conforto, segurança e eficiência. Segundo Paulo Corso, diretor de operações comerciais para o mercado brasileiro da Marcopolo, as áreas de engenharia de desenvolvimento e design da empresa aplicaram a experiência e o conhecimento adquiridos nos quase 40 anos de fornecimento para os sistemas viários de transporte coletivo de diversos países.
“Este é o grande diferencial do Viale BRT em relação a qualquer veículo da categoria, pois nenhum outro fabricante tem tamanha vivência e nem desenvolveu e forneceu tantos ônibus para sistemas como o BRT em todo o mundo. E isso faz uma enorme diferença na hora de definir as características do modelo, tanto na redução de custos e na eficiência operacional para o frotista, quanto no conforto, segurança e bem-estar para passageiros e usuários”, destaca Corso.
Externamente, o Viale BRT tem desenho futurista, inspirado nos mais modernos trens de alta velocidade em operação no mundo. “Buscamos associar ao visual do modelo as características de segurança, fluidez, conforto e eficiência dos mais modernos trens, pois esta também é a proposta dos sistemas BRT”, explica Petras Amaral, gerente de design da Marcopolo.
“Alguns dos mais modernos sistemas BRT do mundo, como o Transmilenio, na Colômbia, proporcionam exatamente esse padrão de serviço para os passageiros: viagens mais rápidas que em automóveis no trânsito urbano, pontualidade, acessibilidade, conforto, segurança, além da facilidade e rapidez no embarque e desembarque”, enfatiza Petras.
O Viale BRT versão articulado tem até 21 metros de comprimento, para transportar até 145 passageiros e sua carroceria conta com estrutura em aço e laterais em alumínio, sem saliências, para destacar a fluidez das linhas e o visual limpo. Os vidros laterais colados garantem maior visibilidade e proporcionam uma visão panorâmica aos passageiros.
O amplo para-brisa, com desenho inovador e aerodinâmico, proporciona melhor visibilidade para o motorista e permite a melhor visualização do itinerário eletrônico ao chegar na estação.
Destacam-se também os espelhos retrovisores integrados à carroceria com indicadores de direção, os quais reforçam a identidade do veículo e proporcionam eficiente visualização para o motorista. O sistema de ar-condicionado foi integrado ao teto, através de carenagens laterais e da frente aerodinâmica, conceito similar às mais inovadoras soluções dos ônibus rodoviários Marcopolo.
O veículo tem exclusivos conjuntos óticos dianteiro e traseiro em LEDs, que garantem melhor iluminação e reforçam a identidade da marca. Também é o primeiro ônibus urbano no mercado brasileiro a contar com Daytime Running Light, dispositivo de acendimento automático dos faróis mesmo durante o dia.
O projeto visual da traseira do Viale BRT envolveu, igualmente, desenho inovador para o segmento, com destaque para o conjunto ótico, pára-choques e tampa posterior. As novas lanternas e sinalizadores de direção com LEDs ampliam a visibilidade e a segurança, além de distinguirem o Viale BRT dos demais ônibus devido à sua iluminação vertical.


Conforto interno

Internamente, o Viale BRT inova nos conceitos de ocupação de espaço e de ergonomia. A maior largura interna, associada à configuração das poltronas, proporciona maior área livre e facilitam a circulação dos passageiros, tornando a viagem mais cômoda e confortável. “A altura interna também foi aumentada, permitindo a inclusão de eficientes dutos de ar, alto-falantes e amplo espaço para propaganda nas laterais superiores”, destaca Petras Amaral.
A concepção do Viale BRT é de um veículo robusto e extremamente confiável, imagem conquistada junto às pessoas que o utilizam, produto de excelente relação custo/benefício, atributo reconhecido pelos empresários do setor de transporte urbano de passageiros. Outras características importantes são a redução de custos, sustentabilidade do produto, praticidade e tecnologia embarcada.
Para atingir o objetivo de valorizar a viagem de ônibus, independente do percurso ou duração, e proporcionar ganhos operacionais para os empresários, o Viale BRT pode ser oferecido com GPS, televisão digital, internet sem fio (wireless), câmeras de segurança, computador de bordo, além de sistemas de indicação de parada áudio visual e gerenciamento de frota.
Ideal para o transporte urbano, o Viale possui câmbio automático e sistema de segurança para que o ônibus não se movimente com as portas abertas. O veículo atende todas as exigências dos sistemas de plataformas de embarque existentes no País, com opção de porta com 1.100 mm de vão livre na frente do rodado dianteiro e piso elevado, adaptados à acessibilidade.
“Pensando na diversidade e nas características de cada município brasileiro, a Marcopolo desenvolveu o Viale BRT com diferentes configurações e capacidade de passageiros, acessibilidade e altura da plataforma”, explica Paulo Corso.

Tecnologia de gerenciamento de frota

O Viale BRT conta com moderna cabine com porta interna de acesso que proporciona maior privacidade para o motorista e novo painel que amplia o conforto e a segurança. O veículo possui bloqueio na carroceria que impede que o condutor acelere (movimente o veículo) caso o seu cinto de segurança esteja desatado, além de câmeras de ré e de portas, contador de passageiros e vigilância por vídeo (os dados ficam gravados em um disco rígido).
O Viale BRT possui também o inovador Sistema de Gerenciamento de Frota, que permite que o frotista saiba, em tempo real, pela internet, qualquer problema no sistema elétrico da carroceria, podendo solicitar que o veículo com defeito seja retirado da linha, deslocando outro ônibus para essa linha e programando a manutenção do defeito. O sistema transmite também todos os dados do trajeto, velocidade, estatística e consumo de combustível, entre outros.
O Sistema de Gerenciamento de Frota possibilita que, dependendo da estrutura da cidade, as informações sobre a chegada e saída dos ônibus em cada estação sejam passadas imediatamente, ajudando assim na programação das linhas e na comodidade dos passageiros. “Assim como no segmento aéreo, os usuários dos sistemas BRT terão informações online do tempo de viagem e de sua duração até cada parada”, explica Paulo Corso.
O motorista possui ainda sistema de GPS integrado ao multiplex, que permite que as informações dos mapas possam ser mostradas também nos monitores do salão para informar aos passageiros quanto à sua localização.
Para a comodidade dos passageiros, o Viale pode ser equipado com sistema de indicação audiovisual de parada, disponível nos monitores do salão de passageiros.



Detalhes do novo Viale BRT
- O produto atende a todas as exigências dos sistemas de plataformas de embarque do país, podendo ser configurado para atender às necessidades específicas em números e passageiros e acessibilidade.
- Conjunto ótico inédito, com faróis em forma de losango com luzes diurnas frontais (Daytime Running Light).
- Sistema de ar-condicionado integrado ao teto, com carenagens laterais a frente aerodinâmica, conceito similar ao dos ônibus rodoviários Marcopolo.
- Espelhos retrovisores integrados carroceria com indicadores de direção.

Dimensões do novo Viale BRT
Altura:         3.560 mm
Largura:         2.600 mm
Comprimento:    Articulados: 6x2 até 21.000mm e 8x2 até 23.000mm
Biarticulado 8x2 até 28.000mm
Créditos das fotos: Gelson Mello da Costa

Fonte: Marcopolo

READ MORE - Marcopolo lança novo ônibus viale BRT, O mais avançado produzido no Brasil

EMTU/SP realiza Audiência Pública para o Sistema Integrado Metropolitano da Baixada Santista - empreendimento VLT .

O governo do Estado de São Paulo, por meio da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU/SP), realizou nesta terça (30/08) audiência pública para o Sistema Integrado Metropolitano (SIM) da Baixada Santista.

O SIM tem como objetivo reestruturar o transporte público nas cidades da Região Metropolitana da Baixada (Santos, São Vicente, Guarujá, Praia Grande, Peruíbe, Bertioga, Cubatão, Mongaguá e Itanhaém), com a integração das linhas metropolitanas e municipais, por meio de um sistema tronco-alimentado (linhas operadas com ônibus que alimentam a linha troncal, a ser operada por Veículo Leve Sobre Trilhos - VLT).

Em sua primeira etapa, o projeto envolve a ligação por VLT entre Barreiros, em São Vicente, e o Porto de Santos (Estuário), com uma extensão de 11 km, mais uma extensão de cerca de 4 km até o Valongo, totalizando 15 km. Neste trecho prioritário, estão previstos três terminais, duas estações de transferência e 16 paradas (total de 21 estações). O Terminal Porto ficará próximo à futura ligação por túnel entre Santos e Guarujá, a ser construída também pelo governo do Estado.

A demanda inicial projetada do SIM é de 220 mil passageiros/dia útil; na linha troncal (VLT) serão 70 mil passageiros/dia útil. O investimento previsto na primeira etapa é de R$ 690 milhões (projetos e infraestrutura do VLT).

Benefícios
 

Fonte: EMTU SP
A configuração que está sendo estudada pelo governo estadual para viabilizar o SIM é de uma parceria Público-Privada (PPP) precedida de obra pública, ou seja, o governo do Estado investe em obras civis, desapropriações, sistema e material rodante (VLT), arrendando a operação para a iniciativa privada, que se compromete a pagar uma contraprestação vinculada à expansão do sistema.

Cronograma SIM
Projetos
Agosto 2011

- Lançado em 12 de agosto o Edital para contratação do Projeto Executivo do trecho prioritário (Barreiros/Porto - 11km)
- Lançado em 20 de agosto o Edital para contratação do Projeto Básico e Executivo do Trecho Conselheiro Nébias/Valongo (3,9km) e dos demais trechos (Projeto Básico dos trechos Barreiros/Samaritá - 7,4km e Cons. Nébias/Ponta da Praia - 4,4km; Projeto Funcional Samaritá/Terminal Tatico - 7km)

Investimento nessa fase: R$ 30,2 milhões
Execução da Obra

30 Agosto 2011
- Audiência Pública do Empreendimento, com destaque para o trecho prioritário (Barreiros/Porto) que já possui Projeto Básico e Licença Prévia e para o trecho Cons. Nébias/Valongo, ambos como obra pública.

Setembro 2011
- Publicação do Edital de Pré-qualificação Técnica da obra do trecho (Barreiros/Porto)

Dezembro 2011
- Publicação do Edital da Obra (qualificação por preço) do trecho prioritário

Maio 2012
- Contratação da empresa que executará a obra do trecho prioritário

Junho 2012
- Início das obras do trecho prioritário

Junho 2014
- Inauguração da 1ª etapa do trecho prioritário


Licitação da operação do sistema

Março 2012
- Finalização da adequação da modelagem da concessão patrocinada (PPP) precedida de obra pública, visando à concessão da operação do VLT.

Julho 2012
- Apresentação da modelagem final ao Conselho Gestor de PPP

Setembro 2012
- Previsão de lançamento do Edital de Concessão (Início do processo licitatório)
 
Segundo os estudos concluídos, a implantação do tronco estruturador em VLT do SIM, proporcionará a racionalização do sistema intermunicipal, com, no mínimo, uma redução de 23% na frota de ônibus, que passará de 453 para 352 veículos. O número de linhas também será reduzido de 52 para 32. Já a frota estimada do VLT será de 20 veículos, com capacidade para 400 passageiros/veículo.
 
Com menos ônibus circulando, a expectativa é de uma economia de aproximadamente R$ 21 milhões/ano em gastos como acidentes e manutenção de viário. Em nível ambiental, a redução da emissão de poluentes atmosféricos representará uma economia de cerca de R$ 12 milhões/ano. O impacto energético do VLT também é representativo: consome 2,6 menos energia do que os ônibus e 5,4 menos energia do que os automóveis.
 
Além disso, haverá ganhos diretos e indiretos para a população de toda a Região Metropolitana da Baixada Santista, como revitalização urbanística, redução de tempo gasto com transporte (representando uma economia de até R$ 239 milhões/ano) e integração tarifária.
 

READ MORE - EMTU/SP realiza Audiência Pública para o Sistema Integrado Metropolitano da Baixada Santista - empreendimento VLT .

Projeto propõe que lei que proibe som alto em ônibus de Vitória seja válida para todo o ES

A música nem sempre é agradável, mas muitas vezes é compartilhada por várias pessoas em um pequeno espaço. Isso é o que acontece com frequência no transporte coletivo da Grande Vitória. Muitos usuários não se preocupam em ouvir música no modo alto falante e os outros passageiros reclamam da atitude.
 
Nos ônibus municipais da Capital isso já é proibido. Porém, a maioria dos usuários alega que não vê essa determinação ser colocada em prática. Segundo a Prefeitura de Vitória, a fiscalização fica por conta dos motoristas e cobradores. O sindicato da categoria não aprova a situação já que os funcionários têm outras responsabilidades.

A aposentada Geralda Maria da Silva comenta que realmente os profissionais não têm muito o que fazer. "Os cobradores têm medo até de falar com as pessoas que pulam as roletas", explicou. 

O estudante Silvio Pereira comentou que já testemunhou o motorista tentar tomar providência. "Os meninos ouviam funk no volume máximo e a cobradora pediu para eles pararem. Eles não pararam, o motorista desligou o ônibus e disse que, se eles não parassem, ele iria chamar uma viatura. Eles desligaram o som, mas começaram a cantar", disse. 
 
A lei só vale para os ônibus municipais de Vitória e entrou em vigor há aproximadamente um ano. Agora, um projeto de lei do deputado estadual José Esmeraldo, que quer que a determinação vigore para todo o Estado, está tramitando na Assembleia Legislativa.
 
O estudante Enildo Pereira disse que escuta música sempre que pode e dá uma dica para os que gostam também poderem aproveitar sem atrapalhar quem está ao lado. "Um fone de ouvido custa R$ 10. Isso vai matar alguém?"
 
O Sindicato dos Rodoviários informou que os cobradores e motoristas não são obrigados a fiscalizar nem proibir auto-falantes dentro dos ônibus. O presidente do sindicato, Edson Bastos, disse ainda que eles são orientados a não se manifestar por conta da violência. 





READ MORE - Projeto propõe que lei que proibe som alto em ônibus de Vitória seja válida para todo o ES

Goiânia: Começam a chegar os novos ônibus da Metrobus

A Metrobus Transporte Coletivo recebeu ontem os cinco primeiros de um total de 90 ônibus que, até o final da segunda quinzena de novembro, devem renovar a frota do Eixo Anhanguera, informa Carlos Maranhão, presidente da empresa estatal. Dos cinco, dois são biarticulados e três articulados. Na quinta, devem chegar mais seis, três de cada tipo. E todos devem começar a circular na terça-feira, "depois de realizados checagem e emplacamento", diz Maranhão. A previsão, segundo ele, é da entrega de cinco novos ônibus a cada semana, a partir de agora.

A nova frota adquirida por R$ 87 milhões é formada por veículos com câmeras internas, que permitem ao motorista visualizar todo o interior, sistema de áudio para anunciar cada parada, monitores de vídeo para transmitir informações aos usuários e dispositivos de segurança (rastreamento por satélite e deslocamento impedido caso as portas estejam abertas). Tem também sistema que facilita verificar a maneira como o ônibus está sendo conduzido. Os articulados transportam 170 pessoas (hoje, 150) e os biarticulados, 280 (hoje, 250).


Por Karla J. Morais
Fonte: O Popular

READ MORE - Goiânia: Começam a chegar os novos ônibus da Metrobus

Diretor do Seturn acredita que Natal terá BRT até a Copa de 2014

Para o diretor do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros do Município do Natal (Seturn), Augusto Maranhão, foi equivocada a declaração do ministro das Cidades, Mário Negromonte, dando conta de que o trânsito da capital potiguar iria receber apenas um corredor com extensão de 22 quilômetros como inovação entre as obras de mobilidade urbana da Copa 2014.

Em entrevista ao Jornal 96, na manhã de hoje (29), Maranhão disse acreditar – e torcer – para que o ministro tenha dado tais declarações por falta de informações sobre os projetos apresentados para Natal.

“Todas as cidades que vão sediar jogos da Copa 2014 devem receber recursos para mobilidade urbana e até dezembro deste ano, o Governo Federal tem que receber projetos de BRT (Bus Rapid Transit). Será que vamos receber a Copa com engarrafamentos na Maria Lacerda, na ponte de Igapó, na parada da Igreja Universal (Salgado Filho) e aquele gargalo na frente do Sebrae?”, analisou.

De acordo com ele, para melhorar efetivamente a fluidez do trânsito, muitas vezes, é preciso realizar intervenções simples. “É o caso do que ocorreu em um trecho pequeno da Rua São José, que passou a ser mão dupla e no cruzamento da Jaguarari com Alexandrino de Alencar, onde bastou ser quebrado o canteiro e as pessoas agora podem seguir tranquilamente ao longo de toda a via”, exemplificou.

Licitação O diretor do Seturn falou também sobre a licitação do transporte público na capital potiguar, que deverá ser concluída em março de 2012. “Ao contrário do que está sendo divulgado, esta não será a primeira licitação em Natal, já que no primeiro governo de Wilma de Faria, houve um processo semelhante e quem ganhou foi a Certa (construtora). Mas na hora de colocar em prática, a empresa desistiu da operação”, lembrou.

De acordo com Augusto Maranhão, na prática, a licitação não vai provocar grandes mudanças no sistema de transporte coletivo. “O que vai mudar é a vontade das empresas de melhorar o seu serviço, pois a motivação de um novo contrato será benéfica ao sistema de transporte. Contratualmente, a relação fica mais firme, mas temos que ter responsabilidade e deixar claro que a melhoria ocorrerá paulatinamente”, detalhou.


Fonte: No Minuto

READ MORE - Diretor do Seturn acredita que Natal terá BRT até a Copa de 2014

Com a nova carteira de estudante, cerca de 20 mil alunos de Ipojuca poderão adquirir o VEM Estudante

O Grande Recife Consórcio de Transporte firmou convênio, no último mês de julho, com a Prefeitura do Ipojuca, por meio da Secretaria Municipal de Educação, para confeccionar carteiras de estudantes para os alunos do ensino Fundamental e Médio da rede municipal. A parceria prevê a emissão de 20 mil documentos para os estudantes. Antes da iniciativa, a cidade só tinha três escolas que eram contempladas com o documento. Agora, 80 instituições geridas pelo poder público municipal contarão com o benefício e poderão ter acesso ao Vale Estudantil Metropolitano (VEM). Atualmente, 246 alunos, de oito escolas, cadastradas, da rede estadual de ensino no município já possuem o documento.

O gerente Comercial do Consórcio, José Almeida, enumera os direitos que os alunos terão com as carteiras. “Eles poderão ter acesso a descontos de 50% no valor do ingresso em eventos culturais e esportivos, em pagar meia passagem, através da Carteira de Estudante e ganharão um documento, que estará lhe inserido no ambiente escolar”, disse.

Segundo a coordenadora da Escola Municipal Luiz Manoel Nogueira, Vânia Ferreira, a emissão das carteiras de estudantes é um pedido antigo dos alunos e que agora será contemplado. “Sempre cobraram a confecção dela, pois, eles querem ter desconto no cinema, nos shows e nos ônibus”, falou.

O diretor administrativo da Secretaria de Educação de Ipojuca, Marcelo Leitão, avalia a parceria como positiva. “Atendeu as nossas expectativas e ao pedido dos estudantes”, afirmou. O Consórcio já cadastrou as 80 escolas em Ipojuca e agora espera o envio dos documentos. Após o recebimento e análise, o Grande Recife tem um prazo de 30 dias úteis para entregar os lotes para as escolas. É importante que os alunos e seus familiares estejam em contato permanente com as instituições de ensino, cobrando a emissão das informações ao Grande Recife e o resgate imediato do material impresso.

Este convênio com a Prefeitura de Ipojuca é um projeto piloto do Grande Recife Consórcio de Transporte que será expandido aos demais municípios da Região Metropolitana do Recife. Para outras informações, dúvidas e elogios sobre a emissão das carteiras de estudantes, o usuário pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800.0810158, e esclarecer seus questionamentos.

Emissão da Carteira de Estudante e do VEM
Documentos necessários para emitir a Carteira de Estudante:

1 - Cópia da Certidão de Nascimento
ou Carteira de Identidade

2 - 01 foto no formato 3x4 como fundo branco,
colorido e recente

3 - Valor R$ 9,00
OBS: Entregar o documento na escola

Documentos necessários para emitir o VEM:

4 - Carteira de Estudante

5 - Certidão de Nascimento ou Carteira
de Identidade

6 - Comprovante de matrícula ou
de frequência escolar
Obs: O aluno precisa estar presente para tirar
a foto do VEM.


Fonte: CGRT



READ MORE - Com a nova carteira de estudante, cerca de 20 mil alunos de Ipojuca poderão adquirir o VEM Estudante

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960