Dilma autoriza VLT como transporte para Cuiabá e Várzea Grande

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Caiu a última barreira para que o maior legado da Copa do Mundo para Cuiabá seja efetivado. O Governo Federal aceitou incluir o sistema modal denominado Veículo Leve sobre Trilhos, o VLT, como principal obra de mobilidade urbana para o Mundial de 2014.  O governador Silval Barbosa obteve nesta terça-feira, 23, em Brasília, a confirmação que a presidenta Dilma Rousseff deu sinal verde para a implantação do sistema. A obra é uma das mais importantes dentro do pacote de investimentos no setor de mobilidade urbana previsto para Cuiabá, uma das sedes da Copa do Mundo em 2014.

Com o aval da presidenta, nesta quarta-feira, 24, Silval Barbosa se reúne com a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior a partir das 14h30 para discutir juntamente com a equipe técnica detalhes sobre o sistema. O governador também discutirá com a ministra as obras de passagem urbana que integram o conjunto de intervenções previstas.

Apesar do sinal verde, Silval Barbosa se mostra cauteloso. “Infelizmente este é um processo que demora, mas estamos fazendo nossa parte e acompanhando de perto o andamento dele” – ressaltou.  “A presidenta está muito acessível existe um sinal verde, continuarei em Brasília trabalhando. A mudança depende de alterações, estou pressionando, empenhando para que Dilma acate o nosso pedido" - disse em contato com o  Portal de Notícias 24 Horas News.

Há meses que o Governo vem trabalhando para mostrar as autoridades federais que o sistema VLT é mais viável do ponto de vista econômico e estratégico para Cuiabá e Várzea Grande. Havia temor quanto a possibilidade de o Governo Federal insistir no cumprimento do projeto original do caderno de compromissos para a Copa de 2014, que previa a implantação do sistema Bus Rapid Transport, o BRT, com ônibus articulado.

 "O VLT é mais moderno e atenderá melhor os cidadãos mato-grossenses” – disse Barbosa


O prazo até a realização da Copa do Mundo para instalação dos trilhos por 23 quilômetros em Cuiabá e Várzea Grande era uma das principais questões a serem tratadas. A proposta do VLT é considerada suficiente  por meio da alocação de várias frentes de trabalho.  O presidente da Agecopa frisou que os prazos são uma preocupação, mas que após aprovado o projeto e superadas as etapas legais, há garantias de que o modelo escolhido será implantado em 24 meses. “Estará em operação antes da Copa” – disse Moraes.

READ MORE - Dilma autoriza VLT como transporte para Cuiabá e Várzea Grande

No Recife, Estação Imbiribeira é a primeira a ter bilhetagem automática por cartões

O novo sistema de bilhetagem eletrônica do Metrô do Recife passou a funcionar nesta quarta-feira (24), em caráter experimental, na estação Imbiribeira. Os bilhetes, feitos em material de PVC poderão ser recarregados nas próprias bilheterias, que contação com máquinas para a venda de créditos.

Além disso, o novo sistema fará a leitura dos bilhetes através de um dispositivo validador, feita sem contato. Para isso, foram instalados bloqueios eletrônicos e mecânicos, em aço inoxidável, dotados de validadores eletrônicos.

Os bilhetes antigos do metrô e o cartão VEM do ônibus, no entanto, continuam sendo aceitos na estação.

Do NE10
READ MORE - No Recife, Estação Imbiribeira é a primeira a ter bilhetagem automática por cartões

João Pessoa: Autorizada licitação para ampliação nas avenidas Epitácio e Beira-Rio

O prefeito Luciano Agra autoriza nesta quarta-feira (24), entre outras quatro obras, o início do processo de licitação para intervenção em duas das mais movimentadas avenidas da Capital: a Presidente Epitácio Pessoa e a Ministro José Américo de Almeida (Beira-Rio). O projeto está inserido no Programa Caminho Livre – um conjunto de ações e melhorias para o trânsito que a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) irá executar. A solenidade acontece às 10h, no Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria. O valor investido na obra será de R$ 2.656.239,00.

As duas avenidas vão passar por diversas intervenções para dar mais agilidade, mobilidade e segurança aos motoristas e pedestres. A obra vai permitir a redução dos congestionamentos com o aumento da capacidade da via, melhorando a circulação dos veículos e diminuindo o tempo de viagem do transporte público.

Intervenção – A Avenida Epitácio Pessoa, que liga o Centro às praias, vai ganhar faixas de desaceleração próximas aos cruzamentos, medindo 60m de comprimento por 2,5m de largura. A melhoria vai servir para que o motorista saia da via principal quando for realizar o giro à direita, dando fluidez ao tráfego de quem segue em frente. Serão incorporadas à avenida seis faixas de desaceleração em sete cruzamentos no sentido centro/bairro e em dez cruzamentos no sentido bairro/centro.  

Serão acrescentadas mais duas faixas de tráfego na Epitácio Pessoa, uma para cada sentido de circulação, no trecho que vai do entroncamento da Avenida Ruy Carneiro até a Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, compreendendo uma extensão de aproximadamente dois quilômetros. Essa intervenção será possível a partir da redução do canteiro central em dois metros em ambos os lados.

Ampliação da Beira Rio – A Avenida Beira-Rio terá sua via alargada para aumentar a capacidade de circulação dos veículos e melhorar a operação do transporte público. Será implantada mais uma faixa de rolamento por sentido de via no trecho compreendido entre o cruzamento da Rua Corálio Soares de Oliveira (próximo a 1ª Igreja Batista) e a Avenida Rui Barbosa. Este trecho tem aproximadamente 1,75 km e passará a contar com três faixas de tráfego por sentido, tendo cada uma 3m de largura, o que aumentará em 50 por cento a capacidade da via para circulação de veículos. Para que isso seja possível, a calçada de passeio será reduzida em dois metros, sobrando ainda outros três metros para a circulação de pedestre.

PAC da Mobilidade - Essas intervenções de curto prazo do programa Caminho Livre fazem parte da preparação das vias para receber as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade que prevê melhoria do transporte público.

As obras do PAC da mobilidade começam quando a proposta apresentada pela PMJP for aprovada pelo Ministério das Cidades. Esse plano também contempla o corredor da Epitácio Pessoa com faixas exclusivas e prioritárias para o transporte público junto ao canteiro central, destinação de duas faixas para o tráfego misto e construção de estações de parada de ônibus.

Informações do paraiba.com.br

READ MORE - João Pessoa: Autorizada licitação para ampliação nas avenidas Epitácio e Beira-Rio

Usuários do metrô de Brasília vão ganhar novo cartão para adquirir passagens

Os usuários do metrô vão ganhar mais uma opção na hora de adquirir as passagens. No próximo mês, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) vai lançar o Cartão Flex. Com a novidade, o usuário pode abastecer o cartão sem necessidade de cadastro, facilitando o embarque sem filas para a compra do bilhete. O cartão estará disponível nas bilheterias a partir do dia 5 de setembro, mas só passa a funcionar uma semana depois, no dia 12. A recarga dos cartões será ilimitada e os créditos terão validade de 90 dias.

Com a implementação do cartão, os bilhetes unitários, que não tinham validade, passam a ter prazo de três dias para o uso durante a semana. Os comprados no fim de semana terão apenas um dia para serem utulizados. Se o usuário compra um bilhete em um dia útil, no valor de R$ 3, e tenta utilizá-lo no fim de semana, perde R$ 1. Outra situação é a compra do bilhete no fim de semana, no valor de R$ 2, que não pode ser utilizado durante a semana. Segundo a assessoria do Metrô-DF, com o novo cartão, não haverá mais esse tipo de transtorno.

De acordo com o diretor Financeiro e Comercial do Metrô-DF, Nilson Martorelli, o Cartão Flex chega para facilitar a vida do usuário. "O novo cartão pode ser recarregado sempre e será uma opção para quem utiliza o transporte esporadicamente, devido à facilidade e por não haver a necessidade de cadastro", comentou. "Além do passageiro, a segurança é também do Metrô-DF, porque envolve o erário público", completou. Segundo Martorelli, os passageiros começam a retirar os cartões no dia 5 de setembro e têm uma semana para se adaptar e tirar dúvidas, pois o cartão começa a funcionar somente no dia 12.
 


READ MORE - Usuários do metrô de Brasília vão ganhar novo cartão para adquirir passagens

Recife terá novas ciclovias previstas no projeto de mobilidade

Quando o trânsito do futuro chegar para o Grande Recife, com seus novos corredores, terminais integrados e o ramal que completa a ligação do centro da capital pernambucana ao município de São Lourenço da Mata, sede dos jogos da Copa do Mundo de 2014, a Região Metropolitana dará novos passos - ainda que pequenos - nos projetos de mobilidade para ciclistas. Serão implantados 37 novos quilômetros de ciclovias e outros 11 já existentes no trajeto serão revitalizados.

O trecho contemplado está dentro do projeto de mobilidade para a cidade, que será uma das sedes do mundial de futebol daqui a três anos. A abertura para licitação das obras foi divulgada no último dia 10, mas a questão das ciclovias não ganhou destaque. "Mobilidade para ciclistas nunca foi e nem tão cedo será prioridade do governo, até porque sabemos que a fabricação de automóveis é o grande motor da economia", critica o biólogo Paulo Lima, que usa bicicleta como meio de deslocamento todos os dias.

A princípio, as ciclovias não terão ligação entre si. Haverá 6,3 km de faixa exclusiva para bicicletas ao longo de todo o Ramal Cidade da Copa, que tem início no Terminal de Integração de Camaragibe e segue pela BR-408 até a arena em São Lourenço da Mata, Região Metropolitana. Por enquanto, o trecho entre a integração de Camaragibe e o centro do Recife (Corredor Leste-Oeste) não prevê ciclovia. De acordo com a Secretaria das Cidades, é uma etapa que poderá ser acrescida no futuro.

"Esse projeto é a parcela que tem que ficar pronta até a Copa. Haverão outros detalhes a serem implantados posteriormente e que estão sendo avaliados pela Secretaria das Cidades", explicou o secretário executivo de Relações Institucionais da Secopa Gilberto Pimentel. A BR 101 também terá 30,7 km de ciclovia e a já existente no corredor Norte-Sul (compreendido entre o Terminal Integrado de Igarassu até o Recife, seguindo até o Tacaruna, com bifurcação para Joana Bezerra, via Agamenon Magalhães e para o Centro do Recife, via Cruz Cabugá) terá seus 11 km revitalizados. Além das ciclovias, os novos Terminais Integrados de Passageiros cujas obras já estão em andamento (ao todo 10, além dos TIs do Barro e da Joana Bezerra, que serão reformado) também contarão com bicicletários.

"O problema é que as ciclovias do Recife estão sendo pensadas mais como forma de lazer do que para o deslocamento real da população", opina novamente o biólogo. "A ciclovia de Boa Viagem, por exemplo, é super importante, muita gente utiliza, mas ela não vai dar em lugar nenhum, chega um momento que você volta a cair na via dos carros e aí começa todo o problema, porque os motoristas também não são educados no sentido de respeitar o ciclista", diz Paulo.

De acordo com o secretário executivo de Mobilidade Urbana da Secretaria das Cidades, Flávio Figuerêdo, já existem projetos e discussões entre o órgão e o Instituto Pelópidas Silveira - órgão da Prefeitura do Recife - para a conexão entre essas ciclovias. O prazo para que elas sejam executadas, porém, não está definido. "Isto já está sendo pensado. Nós temos uma gerência de ciclovias dentro da Secretaria das Cidades e ela é responsável justamente pelo estudo dessa questão e articulações com as prefeituras e outros órgãos no sentido de estimular e favorecer a mobilidade por bicicletas dentro das cidades. Temos projetos de incentivo aos bicicletários nas escolas e em terminais integrados, entre outros. Estamos caminhando", afirmou.

Segundo dados do Plano Diretor de Circulação da Cidade do Recife (2000), 21% dos deslocamentos urbanos são realizados por bicicletas. Atualmente, a capital conta com 20 km de malha cicloviária construída. De acordo com o arquiteto e coordenador de Mobilidade do Instituto Pelópidas Silveira, Antônio Machado, um dos objetivos do município é chegar aos 390 km de ciclovias em um prazo de vinte anos. "Esta já é uma questão pensada por nós dentro do Plano de Mobilidade para o Recife, que já está na Câmara", explicou.

O Progama de Aceleração do Crecimento - Mobilidade (PAC Mobilidade): incentivo do Governo Federal para melhorar a mobilidade urbana nas grandes cidades brasileiras prevê o investimento de R$ 2 bilhões em Pernambuco. Esses recursos serão aplicados, entre outras áreas, na revitalização da Avenida Norte e implantação de 8,9 km de ciclovias. Todo o corredor será contemplado e a expectativa é de que a verba seja liberada em setembro.

Ao todo, o PAC MOB está destinando R$ 18 bilhões para as cidades do país com mais de 700 mil habitantes. Para serem contemplados com o benefício, os municípios ou estados participantes tiveram que apresentar seus projetos para seleção. No caso do Recife, o projeto foi elaborado pelas Secretarias das Cidades e Transportes, em parceria com as prefeituras de Recife e Olinda. Dentro desse plano estão o projeto de navegabilidade dos rios da capital e Região Metropolitana, além das reformas nas Avenidas perimetrais e revitalização da Avenida Norte.

Informações do NE 10




READ MORE - Recife terá novas ciclovias previstas no projeto de mobilidade

Apenas 18% dos transportes executivos permanecem atuando em Manaus

Apenas 18% dos micro-ônibus do transporte Executivo que estão circulando atualmente em Manaus poderão permanecer atuando na capital, ou seja, 50 dos 266 veículos. Isso segundo o superintendente municipal de Trânsito e Transportes, Marcos Cavalcante, que em audiência pública realizada na tarde de ontem, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), apresentou aos trabalhadores uma proposta de licitar 50 permissões para linhas especiais de turismo, com trajetos limitados a aeroportos e hotéis.

A proposta, no entanto, não agradou a categoria, que exige o cumprimento da Lei Municipal nº 1.361, de 21 de julho de 2009 - criada pelo próprio Amazonino Mendes -, que tornou legal o “Serviço de Transporte Urbano de Passageiros, tipo Especial, modalidade Executivo”, estipulando a frota da categoria em 10% da frota de ônibus convencionais, que hoje é de 1,3 mil. Para o presidente da Federação das Cooperativas de Transporte Executivo de Manaus, Equias Subrinho, as interpretações jurídicas que a prefeitura e os cooperados têm do texto da Lei nº 1.361/09 são incompatíveis, por isso o impasse permanece.

Enquanto o presidente da SMTU alega que o texto da lei dá ao prefeito o direito de licitar concessões a micro-ônibus do sistema Executivo em número correspondente a “até 10%” da frota dos convencionais, Subrinho afirma que esse percentual deve ser, obrigatoriamente, de 10%, nem mais, nem menos.

“O impasse continua, mas nos próximos dias vamos nos reunir novamente com a SMTU e o prefeito para buscar um acordo. Se a prefeitura insistir em extinguir os Executivos à revelia da lei que legaliza nossa categoria, vamos recorrer à Justiça”, avisou Subrinho. Propostas Em um longo discurso em uma CMM lotada de cooperados e representantes de comunidades atendidas pelos micro-ônibus Executivos, Marcos Cavalcante deu duas opções aos trabalhadores da categoria.

Uma delas é a licitação de 50 concessões para linhas de turismo, e a outra proposta foi a de que os cooperados aluguem seus micro-ônibus para as empresas do transporte convencional, que deverão transformar os veículos em micro-ônibus do sistema Transporta, voltados para o transporte de usuários portadores de deficiências. Atualmente, a frota convencional conta com 12 Transporta, mas segundo Cavalcante, a meta é chegar a 90 veículos. “Temos 55 carros 2011 que podem ser reformados e adaptados com os custos pagos pelas empresas”.

O problema, segundo os cooperados, é o preço de referência para o aluguel, de R$ 7,2 mil, que, segundo os trabalhadores, mal paga as prestações dos veículos. Cavalcante voltou a afirmar que os Executivos são uma ameaça ao lucro das empresas do transporte convencional, que perdem 2,4 milhões de passageiros para a categoria todos os meses.


Postado por Bruno Kelly
Informações: A Critica

READ MORE - Apenas 18% dos transportes executivos permanecem atuando em Manaus

Cidade de Osasco ganha mais 10 ônibus novos

O prefeito de Osasco, Emidio de Souza, acompanhado do presidente da CMTO (Companhia Municipal de Transporte de Osasco), Valdir Roque, entregou para a cidade mais 10 ônibus novos para a frota que atende a população da cidade.

Os veículos são da Viação Urubupungá, que atende, com a renovação da frota, exigência estabelecida pela prefeitura no contrato de concessão do serviço. A entrega aconteceu na manhã de sexta-feira, dia 19 de agosto.

A frota foi apresentada pelo diretor administrativo da empresa, Luiz Augusto Saraiva. Os modernos veículos, com mecânica Volkswagem e modelo 17230-EOD, possuem motor eletrônico de 230 cv, mais câmbio automático. A carroceria Caio, modelo Apache Vip, garante total conforto aos usuários, além  de acessibilidade, incluindo dispositivo que facilita o embarque de passageiros portadores de necessidades especiais, assentos reservados para obesos, e área exclusiva para cadeirantes e deficientes visuais acompanhados de cão guia.

Durante o evento, o prefeito Emidio destacou que as empresas e a Prefeitura mantêm o compromisso de renovação da frota visando o conforto e a segurança dos passageiros. “Manter a frota renovada, em ordem e com acessibilidade para embarque faz parte do nosso contrato com as empresas, que vêem cumprindo. Com isso, a idade media é de menos de cinco anos, o que é muito bom para a cidade”, disse.   

Já Valdir Roque informou que até 2014 todos os ônibus deverão ter equipamentos de acessibilidade e destacou os avanços no setor. “Neste ano já entregamos 30 novos ônibus. Foram 20 em março, com a Viação Osasco, e hoje mais 10 da Urubupungá. Contamos com uma frota de quase 250 ônibus, dos quais 50% já possuem equipados de acessibilidade. Estamos sempre trabalhando para dar mais conforto aos usuários”, relatou.



Fonte: Prefeitura de Osasco


READ MORE - Cidade de Osasco ganha mais 10 ônibus novos

Em Curitiba, Sindicato dos Motoristas farão prostesto contra Lei que regulamenta horários nas linhas

O Sindicato dos motoristas e cobradores nas empresas de transporte de passageiros de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) estão convocando os motoristas e cobradores para uma passeata em repudio à lei municipal 1356, que regulamenta o transporte coletivo. A lei estabelece a cobrança de multas aos motoristas e cobradores, devido ao atraso para concluir a linha.

Segundo o Sindimoc, os motoristas são pressionados a cumprir determinados horários estabelecidos previamente pelas emrpesas de ônibus. Muitas vezes, horários impossíveis de cumprir. "A pressão é muito grande. o trânsito fica pior a cada dia e tem outros fatores que influenciam também. E essas multas estão acabando com o salário da categoria. Variam de R$ 30 até R$ 1 mil. É um absurdo", disse o presidente do Sindimoc, Anderson Teixeira, em entrevista ao vivo no Jornal da Banda B, nesta terça-feira.

Segundo o sindicato da categoria, a aplicação da multa fica a critério do fiscal da Urbs. "Convocamos toda a classe. Vamos fazer uma passeata pacifica, saindo do sindicato até a prefeitura, para mostrar toda a nossa indignação ao prefeito. Vamos entregar também o nosso protesto para que a prefeitura tenha o conhecimento”,

“Temos que pedir também mais segurança, aos motoristas e cobradores, quando estiverem trabalhando. O sindicato também é contra a dupla função, o motorista não tem como dirigir e cobrar ao mesmo tempo, sem contar que ele ainda tem a preocupação com os horários”, afirmou.

A passeata acontece no dia 31 de agosto, e sai da frente do Sindimoc, na rua Tibagi, a partir das 14h, e segue até a Prefeitura Municipal, no bairro Centro Cívico. Não há previsão de paralisação das linhas de Curitiba e região em razão do protesto.



READ MORE - Em Curitiba, Sindicato dos Motoristas farão prostesto contra Lei que regulamenta horários nas linhas

Terminal da Parangaba recebe mutirão de organização de filas


O Terminal da Parangaba está passando por um mutirão de organização de filas nesta semana. A ação acontece até sexta-feira, 26, entre 5h e 9 horas. O objetivo, segundo a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), é conscientizar os passageiros a se respeitarem durante o embarque nos coletivos.

Ainda segundo a Etufor, 60 agentes operacionais do órgão continuam de prontidão nas plataformas do terminal para garantir a segurança dos usuários, priorizando a entrada de idosos, pessoas com crianças de colo, gestantes e deficientes nos ônibus.
 
Redação O POVO Online


READ MORE - Terminal da Parangaba recebe mutirão de organização de filas

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960