Em João Pessoa, Novos ônibus articulados que sevirão para o sistema BRT na cidade começam a circular na segunda-feira

sábado, 9 de julho de 2011

Dos 24 novos ônibus zero quilômetro que entram em circulação na próxima semana, cinco veículos são do modelo articulado (tipo sanfona). Estes ônibus já se ajustam ao futuro modelo de operação que está sendo proposto pela Prefeitura da capital o chamado BRT- Bus Rapid Transit. A frota de João Pessoa já dispõe de três ônibus neste modelo, sendo dois da Transnacional e um da Reunidas. Dos cinco novos articulados que começam a circular a partir de segunda-feira (11), quatro são da empresa Transnacional e um da Reunidas. Em agosto, mais dois ônibus articulados entram em operação através da empresa São Jorge, totalizando 10 veículos deste modelo à disposição da população.

Os articulados são ônibus com maior capacidade de passageiros, já que têm maior espaço interno, equivalente a quase o tamanho de dois ônibus convencionais. No sistema de BRT’s, esses ônibus ganham o reforço de faixas exclusivas, o que assegura mais agilidade no deslocamento do transporte coletivo e, consequentemente, viagens mais rápidas.

O diretor da Transnacional e Reunidas, Alberto Pereira, explica que a aquisição de mais ônibus articulados representa o apoio das empresas para contribuir com a implantação do sistema de BRT na cidade. “Sabemos que o sistema de BRT é um modelo de transporte coletivo de média capacidade e que só funciona em sua plenitude se as linhas forem operadas com ônibus articulados ou bi-articulados, por isso, já começamos a dar a nossa contribuição para que o sistema de transporte da capital disponha destes veículos diferenciados quando o novo modelo de gestão do transporte e trânsito da cidade começar a ser implantado”, reforça Alberto.
Foto: Josivandro Avelar
BRT’s executados e em planejamento no BrasilA primeira cidade brasileira a implantar um sistema de BRT foi Curitiba. Em São Paulo, o primeiro sistema BRT implantado com sucesso foi o Corredor Metropolitano São Mateus - Jabaquara, inaugurado em 1988. Anos depois , a Prefeitura, na gestão do prefeito Celso Pitta, implantou um projeto de sistema BRT sob o nome de "Fura-Fila" , rebatizado por Marta Suplicy por "Paulistão" e por José Serra de "Corredor Expresso Parque D. Pedro - Cidade Tiradentes", ou somente "Expresso Tiradentes". Em Goiânia o BRT foi criado ligando a cidade de Leste a Oeste, e implantado na década de 70. Em Uberlândia implantou-se um sistema integrado de transporte cujo eixo é um BRT e é operado pelo chamado Sistema Integrado de Transporte em Uberlândia-SIT. Além de João Pessoa, há projetos de implantação de BRT nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande (MS), Salvador, Recife, Niterói (RJ), Porto Alegre, Belém e em Palmas (TO).

Fonte: Paraíba em Notícia

Share |
READ MORE - Em João Pessoa, Novos ônibus articulados que sevirão para o sistema BRT na cidade começam a circular na segunda-feira

Em Fortaleza, Motoristas de ônibus ameaçam entrar em greve a qualquer momento por tempo indeterminado

Desde ontem, sexta-feira, motoristas, cobradores e fiscais do transporte público de Fortaleza ameaçam entrar em greve a qualquer momento por tempo indeterminado.

Com o adiamento da reunião de conciliação entre Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado (Sintro) e Sindiônibus para a próxima quarta-feira, às 8 da manhã, a categoria argumenta que a possibilidade de paralisação das atividades pode ser tomada a qualquer momento, mesmo sem a realização do encontro com os empresários do setor.

A rodada de negociação aconteceria na Superintendência Regional do Trabalho no Ceará (SRT-CE), mas foi adiada para o próximo dia 15.

De acordo com Antônio Oliveira, um dos diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado (Sintro), o encontro foi adiado por problemas de saúde de um dos mediadores.
Estado de greve
Em estado de greve desde o último sábado, os motoristas do transporte coletivo de Fortaleza reivindicam reajuste salarial de 25%, cesta básica, vale alimentação e plano de saúde.

A direção do sindicato pretende visitar todos os terminais de integração de Fortaleza e distribuir uma carta aberta aos passageiros, onde explicam os motivos de uma possível paralisação, com o objetivo de conseguir o apoio deles. No final da tarde de ontem, o entra e sai de ônibus no Terminal do Papicu transcorreu normalmente.
 


READ MORE - Em Fortaleza, Motoristas de ônibus ameaçam entrar em greve a qualquer momento por tempo indeterminado

Cidades-sede que não tiverem projeto de mobilidade até o fim do ano ficarão fora da Copa

O ministro do Esporte, Orlando Silva, reuniu nesta quinta-feira (7) representantes das cidades-sede da Copa do Mundo para cobrar agilidade nas obras de transporte urbano. Quem não tiver contrato assinado até o fim deste ano poderá ser excluído do mundial.

O ministro fez um “forte alerta” quanto à necessidade de se cumprir o prazo estipulado pela presidente da República Dilma Rousseff. O limite para a contratação das obras de mobilidade urbana é dezembro de 2011. Além disso, um cronograma de execução dos projetos deverá ser apresentado até o fim de 2013.

- As obras de mobilidade urbana que não estiverem com contratos assinados até dezembro desse ano poderão ser excluídas do projeto da Copa do mundo de 2014.

Segundo o ministro, os projetos que não conseguirem cumprir o prazo não serão descartados, mas deixarão de ser prioritários para o governo.

- Os projeto que ultrapassarem esse prazo entrarão em outra programação. Deixarão de ser projetos da Copa e entrarão na rotina de debate com o governo federal.

Esse não é o primeiro puxão de orelha que as cidades-sede levam do ministro Orlando Silva. Em reuniões anteriores, ele vem cobrando mais agilidade na reforma ou construção de estádios.

Nenhum dos estádios das 12 cidades-sede está pronto. Os casos mais preocupantes são de São Paulo, cuja arena ainda está na fase de terraplanagem, e de Natal, que ainda não começou a obra.

- Nós comunicamos detalhadamente nossas preocupações para os responsáveis nos Estados e nos municípios porque o prazo é muito curto.

Em abril, o próprio presidente da Fifa, Joseph Blatter, fez um alerta sobre os problemas nos preparativos para o mundial e chegou a dizer que o Brasil está mais atrasado que a África do Sul, sede do torneio em 2010.

As cidades-sede, porém, acreditam que a Fifa está “exagerando”, segundo relatou o ministro.

- As cidades vão apresentar suas demandas para a Fifa de modo que haja um equilíbrio na relações. Por vezes as cidades acreditam que a Fifa está exagerando em um tema ou em outro então eles querem compactuar com a Fifa o relacionamento da preparação do mundial.

Na reunião, os representantes comemoraram a aprovação pelo Congresso Nacional do RDC (Regime Diferenciado de Contratações), modalidade de contratação que vai acelerar o processo de licitação de obras e serviços destinados ao mundial.

- Eles ficaram satisfeitos com o RDC, que pode criar uma oportunidade de simplificar ritos, acelerar as contratações e se comprometeram a cumprir esses prazos.

Fonte: R7.com

READ MORE - Cidades-sede que não tiverem projeto de mobilidade até o fim do ano ficarão fora da Copa

Sinduscon apoia projeto do metrô curitibano

O projeto do metrô de Curitiba tem o apoio dos empresários da construção civil do Paraná. O suporte às obras da primeira linha do metrô foi manifestado ao prefeito Luciano Ducci em reunião na noite desta terça-feira (5) na sede do Sinduscon-PR (Sindicato da Indústria da Construção Civil no Paraná). “Curitiba tem o melhor e mais adiantado projeto e também temos pouquíssimos casos para desapropriação de terrenos. Tudo isso nos coloca em vantagem em relação às demais cidades que disputam recursos do governo federal. Temos, pela primeira vez uma possibilidade concreta de ter metrô funcionando em Curitiba”, disse Luciano Ducci.

No encontro, o prefeito detalhou a primeira fase da Linha Azul, que liga a CIC ao centro da cidade, e fez um panorama das obras prioritárias de sua gestão. “A cidade merece ver um projeto como esse sair do papel, e pode contar conosco no que for preciso para ver o metrô de Curitiba acontecer”, afirmou o presidente do Sinduscon, Normando Antônio Baú.

O governo federal deve anunciar em 26 agosto os projetos aptos a receber os recursos do PAC da Mobilidade das Grandes Cidades, no qual está inscrito o metrô curitibano.

Primeira fase - Com 14,2 quilômetros de extensão, e 13 estações, desde a CIC-Sul a Rua das Flores, a primeira fase do metrô curitibano, chamada Linha Azul, está orçada em R$ 2,25 bilhões. A frota terá 18 trens, compostos de cinco carros cada, com capacidade para 1450 passageiros. Cada trem tem capacidade equivale a um ônibus biarticulado.

“No mesmo trecho, o atual sistema público integrado transporta hoje cerca de 400 mil passageiros por dia. O metrô terá condições de transportar 700 mil pessoas por dia num sistema rápido, seguro, não poluente e com menos ruído”, observou o presidente do Ippuc, Cléver Almeida.

Norte-Sul - O custo total do metrô curitibano é estimado em R$ 3,25 bilhões para 22,4 quilômetros em toda a sua extensão, desde o Terminal CIC Sul (no cruzamento do Contorno Sul com a BR 116) ao Terminal Santa Cândida, no Norte da cidade. Serão 21 estações para veículos compostos por cinco carros e capacidade para 1.450 passageiros.

A única desapropriação prevista será para a construção do complexo CIC-Sul, perto do contorno sul, perto da estação. No local ficará o pátio de manobra dos trens, as salas de controle e também áreas de manutenção.

O trajeto do metrô será por baixo da canaleta do ônibus expresso que liga o Sul ao Norte da cidade. E este é o grande diferencial do projeto de Curitiba, pois a canaleta desativada e transformada num grande corredor para pedestres e numa ciclovia, tendo ainda outro modal de transporte. “Vamos devolver essa área para as pessoas, não para os carros”, completou Almeida.

Linha Verde Norte - Na audiência que contou com a participação de secretários municipais, o prefeito afirmou que em 20 dias devem começar as obras da Linha Verde Norte, entre o bairro Jardim Botânico e a avenida Victor Ferreira do Amaral. Os recursos para essa obra foram liberados pela Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

Outro trecho da Linha Verde Sul, entre a churrascaria Gaúcha e a rua Isaac Ferreira da Cruz foi licitada no mês passado. Foi a primeira licitação do PC da Copa. O trecho terá 1,7 quilômetro. “Também estamos negociando com o Ministério das Cidades recursos para chegar com a Linha Verde até o Atuba, finalizando em Curitiba esse novo eixo de transporte”, disse Luciano Ducci.
Os vereadores Jonny Stika, Serginho do Posto e Professor Galdino também participaram da audiência no Sinduscon.

Metrô de Curitiba em números

Extensão: terá 22 km (3 Km em via elevada e 19 Km subterrâneos)
Ligação: do Terminal CIC Sul ao Terminal Santa Cândida
Estações: 21 estações, espaçadas em média a uma distância de 1 quilômetro
Itinerário: A partir da BR, será sob a Rua André Ferreira Barbosa, numa extensão de 2Km até a Av. Winston Churchill, e por ela, sob a canaleta do ônibus expresso, até o Terminal Capão Raso; sempre sob a via, seguirá pela Av. República Argentina e Av. Sete de Setembro, até a Praça Eufrásio Correia. A partir da Praça, seguirá pela Rua Barão do Rio Branco e Riachuelo até a Av. João Gualberto e Av. Paraná, até o Terminal Santa Cândida.
Investimentos: Total: R 3,25 bilhões
Primeira fase - R$ 2,25 bilhões (do Pinheirinho a Rua das Flores / 13 estações, 14,2 Km). 

Fonte: Prefeitura de Curitiba

READ MORE - Sinduscon apoia projeto do metrô curitibano

Metrô do Rio de Janeiro estará de roupa nova

Durante o mês de Julho quatro vagões do Metrô Rio que são destinados às mulheres estarão de roupa nova. Os franqueados de uma empresa de cosméticos no Rio de Janeiro investiram na ação, que inclui a envelopagem dos vagões com imagens dos novos produtos de Cuide-se Bem. A atividade também inclui a distribuição, em cinco estações, de amostras de produtos aos usuários do Metrô, que somam um contingente de mais de 645 mil pessoas/dia.



READ MORE - Metrô do Rio de Janeiro estará de roupa nova

No Rio, Menos ônibus no Leblon e em Ipanema, a partir de 20 de agosto

O número de ônibus no Leblon e em Ipanema terá que ser reduzido em 10% a partir do dia 20 de agosto, quando será implantado o sistema de corredores expressos (BRS) nas avenidas Ataulfo de Paiva e Visconde de Pirajá. A decisão será anunciada pelo secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão.

A circulação de ônibus nos dois bairros já havia sofrido uma diminuição de até 25% com o início do BRS de Copacabana. Outra novidade é o começo da operação, no novo corredor, de ônibus mais confortáveis, de piso baixo e motor traseiro.

Cartão amarelo
Os consórcios que operam ônibus no Rio — Transcarioca, Intersul, Santa Cruz e Internorte — foram autuados pela prefeitura. Não cumpriram prazos para instalar câmeras de vídeo e aparelhos de GPS e deixaram de adaptar terminais para deficientes.



READ MORE - No Rio, Menos ônibus no Leblon e em Ipanema, a partir de 20 de agosto

Ônibus de Ribeirão Preto terão sinalização eletrônica para deficientes visuais

Sistema já foi aprovado em Catanduva e Jaú
Os ônibus de Ribeirão terão sinalização eletrônica para deficientes visuais. A medida, proposta pela vereadora Silva Resende (PSDB), foi aprovada na sessão da Câmara desta quinta-feira (7). A próxima licitação para o transporte urbano coletivo deve adotar o sistema.

Vai ser implantado o dispositivo eletrônico “DPS 2000”, desenvolvido pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Esse sistema permite que pessoas com deficiência visual solicitem o embarque ao ônibus sem a ajuda de terceiros.

A identificação é possível devido a um aparelho receptor instalado no ônibus. O deficiente visual vai ter um transmissor, onde deve gravar o código da linha que precisa pegar. Assim, o transmissor emite ondas de baixa frequência e o motorista recebe um sinal luminoso e sonoro indicando que deve parar. Quando o ônibus chega ao ponto, o passageiro ouve uma gravação com o número da linha.



READ MORE - Ônibus de Ribeirão Preto terão sinalização eletrônica para deficientes visuais

Em Porto Velho, Funcionários das empresas de transporte coletivo paralisam 100% dos ônibus

Representantes dos funcionários das empresas de transporte coletivo urbano da capital realizaram uma reunião às 11h00 desta sexta-feira (8) na sede da SEMTRAM (Secretaria Municipal de Trânsito), onde definiram a paralisação dos 180 ônibus coletivos de Porto Velho.
De acordo com o vice-presidente do SITETUPERON (Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Urbano de Rondônia), Edilson Pereira da Silva, uma das principais causas da paralisação geral deflagrada nesta sexta-feira foi o não comparecimento dos empresários do transporte coletivo na mesa de reunião que aconteceria esta manhã. Segundo Edilson apenas o corpo jurídico compareceu ao local.
“Os funcionários das empresas de transporte coletivo da capital exigem a presença dos empresários para que possamos negociar as melhorias salariais da categoria de forma urgente”, afirmou Edilson Pereira.
Enquanto isso, o transporte coletivo ficará paralisado em sua totalidade. Uma nova reunião foi marcada para hoje às 15h00, apenas um posicionamento favorável as reivindicações dos trabalhadores poderá dar fim ao movimento grevista.

READ MORE - Em Porto Velho, Funcionários das empresas de transporte coletivo paralisam 100% dos ônibus

Em Criciúma, Ônibus Expressinho circulará pelo centro de 20 em 20 minutos com tarifa à R$ 1

O Expressinho, nova opção de transporte coletivo de Criciúma, foi lançado oficialmente na manhã desta sexta-feira. Ele circulará de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, pelas ruas centrais da cidade. O custo da tarifa é de R$ 1, mas hoje as viagens serão gratuitas.
O ônibus executivo vai passar pelas ruas do Anel Viário Central, das faixas azuis, e também percorrerá as vias próximas ao Hospital São José, que são Hercílio Luz, Felipe Schmidt, Antônio De Luca, João Cechinel, Coronel Pedro Benedet, retornando ao Anel Viário Central.
Esse percurso leva de 20 a 23 minutos. O veículo vai circular durante todo o dia, levando usuários do Hospital São José ao Colégio Michel e vice-versa. Quem desejar percorrer um trajeto mais curto, também pode pegar o ônibus próximo ao Camelódromo e ir até o Banco HSBC. Todos os principais pontos centrais da cidade serão percorridos pelo novo meio de transporte.
De acordo com o presidente da ASTC (Autarquia de Segurança, Trânsito e Transporte de Criciúma), Mauro Sônego, o projeto trará outra experiência positiva para a cidade. “A tirar pelo rotativo, pelas novas sinalizações indicativas e pelo curso de mecânica para mulheres, esta com certeza será uma iniciativa que facilitará a vida dos criciumenses. O Expressinho dará mais mobilidade urbana à cidade”, comenta.
Mais economia, menos trânsito 
Mobilidade urbana e economia. Esses são dois objetivos traçados pelo Governo para o novo projeto, que pretende desafogar o trânsito no centro de Criciúma. “Estamos fazendo tudo para facilitar a vida do cidadão, dando melhor qualidade de vida a todos. Com o Expressinho, as pessoas poderão se deslocar de um local a outro com mais agilidade e facilidade”, destaca o prefeito Clésio Salvaro.
A meta é incutir a ideia à sociedade. “Tudo é uma questão cultural. As pessoas têm que começar a usar e perceber os benefícios, só assim vão conseguir avaliar melhor esta nova opção”, diz Salvaro. Os cartões de transporte podem ser usados para o pagamento da tarifa. Durante 12 meses, o Expressinho transitará em caráter experimental por Criciúma.



READ MORE - Em Criciúma, Ônibus Expressinho circulará pelo centro de 20 em 20 minutos com tarifa à R$ 1

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960