Prefeitura de Sorocaba aumenta o número de ônibus aos domingos

sexta-feira, 10 de junho de 2011

A partir do próximo domingo (12) mais 11 linhas de ônibus serão incluídas no programa de melhoria de atendimento aos domingos da Secretaria de Transportes. Essa medida vem sendo implantada gradativamente e foi iniciada no último domingo (5) com seis linhas, e continua no próximo domingo (19) com outras três linhas, totalizando 20 linhas beneficiadas. Em alguns itinerários a redução do tempo de espera no ponto para o usuário chega a cair em média 50%.

Com mais ônibus na linha, o intervalo entre os coletivos ficam menores, agilizando o fluxo de passageiros. Essa melhoria foi embasada em informações precisas fornecidas pelo sistema de monitoramento da frota, ou GPS, que se transformou numa importante ferramenta para a modernização e aprimoramento do transporte coletivo da cidade.

O GPS também foi fundamental para a detecção precisa dos itinerários que necessitam de mais ônibus nos horários de pico. Desta maneira, dentro dos próximos dias a Setransp deverá disponibilizar 15 ônibus em algumas linhas de maior demanda, de manhã e à tarde, nos dias da semana. Com isso o usuário terá maior oferta de assentos nos coletivos nestes períodos.

Linhas que receberão melhorias no próximo domingo (12)947 – Parque Industrial – Terminal Hortolândia via Terminal Eloy Chaves
953 – Terminal Colonia – Terminal Central via Jardim Tamoio
720 – Jardim São Camilo – Vila Maringá via Terminais Central e Rami
986 – Residencial Anchieta – Terminal Vila Arens via Terminal Rami
571 – Jardim Tulipas – Terminal Hortolândia
552 – Cidade Nova – Terminal Colônia
554 – Jardim Carpas – Jardim do Lírio – Terminal Colônia
941 4 – Eloy Chaves – Terminal Vila Arens
941 B – Eloy Chaves – Vila Cristo via Terminal Vila Arens
541 – Medeiros – Terminal Eloy Chaves
751 – Ivoturucaia – Terminal Vila Arens via Terminal Colônia


Fonte: Rede Bom Dia

READ MORE - Prefeitura de Sorocaba aumenta o número de ônibus aos domingos

Greve de ônibus é cancelada em Ribeirão Preto

Metade dos motoristas de ônibus urbanos de Ribeirão Preto já aceitou o reajuste de 9,5% proposto pelas empresas permissionárias do transporte público e cancelaram a greve prevista para segunda-feira (13). A decisão foi tomada em assembleia realizada no Sindicato dos Empregados de Empresas de Transporte Urbano (Seeturp), na manhã desta sexta-feira (10) e deve ser confirmada em outra reunião com o restante dos trabalhadores nesta tarde.
Se o acordo for firmado, os motoristas terão um reajuste de R$ 114,22 no atual piso de R$ 1.202,39, chegando a um salário de R$ 1.316,61. O ticket alimentação também será reajustado em 17%, passando de R$ 340 para R$ 400.
O reajuste é o maior entre as cidades da região, em Araraquara, a categoria recebeu 8,16%, em Jaboticabal, Porto Ferreira e Pirassununga 8% e Campinas 9%. Na Capital, os motoristas também fecharam em 8%.
Para o vice-presidente do Seeturp, Alcídes Lopes de Souza Filho a união da categoria ajudou nas negociações. “O esforço foi muito grande, foi uma negociação difícil, mas as dificuldades das condições de trabalho e do trânsito de Ribeirão Preto fizeram com que os motoristas ficassem muito unidos”, afirmou.


Fonte: EPTV

READ MORE - Greve de ônibus é cancelada em Ribeirão Preto

Fortaleza: 1º trem VLT entra em fase de teste 2ª feira

Passados oito meses desde que foi exposto publicamente na Estação João Felipe, no Centro de Fortaleza, o primeiro dos seis VLTs (veículos leves sobre trilhos), que irá operar na linha Oeste, que interliga Fortaleza a Caucaia, entra, finalmente, em fase de testes, na próxima segunda-feira. Com quatro carros e capacidade para transportar até 766 pessoas por viagem, o novo trem deveria estar circulando, desde o mês passado, mas ainda não tem data para começar a operar, comercialmente.

"Esperamos liberá-lo para operação assistida em julho próximo", sinaliza o presidente do Metrofor, Rômulo Fortes. A operação assistida consiste em colocar o trem para rodar com passageiros, gratuitamente, por três ou quatro horas, por dia, por cerca de quatro meses, para que sejam feitos os ajustes finais e para que a população tenha os primeiros contatos com a nova composição ferroviária.
Passagem a R$ 1,00
De acordo com Fortes, outras três composições também já estão prontas e serão ajustadas à medida em que o primeiro trem for sendo testado. Conforme disse, o quinto trem, do total de seis, está sendo concluído na fábrica da empresa Bom Sinal, em Barbalha, no Cariri.

Na fase de testes, os novos VLTs irão circular entre as estações João Felipe e Álvaro Weine, gratuitamente. Quando entrarem em operação comercial, os trens percorrerão 19 quilômetros, interligando dez estações, entre Fortaleza e Caucaia, ao preço de R$ 1,00, a inteira, e R$ 0,50, a meia passagem.

Os VLTs são alto propulsores, ou seja, operam com motores a diesel próprios, possuem duas cabines - uma em cada ponta - e têm comprimento de 74,2 metros e 2,86 metros de largura. Eles custaram ao contribuinte cerca de R$ 60 milhões.

Metrô por trens
De acordo com Fortes, esses recursos são parte dos R$ 80 milhões liberados pela União e pelo governo do Estado, para aquisição dos seis VLTs e recuperação de 13 carros de passageiros e quatro locomotivas que irão operar na linha Oeste. Neste ramal estava previsto para operar um metrô de superfície, projeto que foi "substituído" pela União, por trens reformados.

Totalmente recuperados, com design novo, ar condicionado e nova estrutura interna, com sistemas elétricos e pneumáticos novos, os 18 trens Pdiner e as quatro locomotivas retornam aos trilhos também na próxima segunda-feira, a partir das 9 horas. As novas composições serão entregues pelo governador Cid Gomes. No dia 20, ele dará início aos testes dos dois primeiros trens que irão circular na linha Sul do Metrofor.


READ MORE - Fortaleza: 1º trem VLT entra em fase de teste 2ª feira

Em Cuiabá, Desapropriação com VLT será 80% menor que o BRT

Estudos da viabilidade do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) apresentados ontem em São Paulo ao governador Silval Barbosa (PMDB) mostram que a área a ser desapropriada para sua construção chega a ser 80% menor que a do BRT (Bus Rapid Transit).

Em reunião que durou cerca de quatro horas, técnicos fizeram explicação sobre a viabilidade do VLT ao governador, ao presidente da Agecopa, Eder Moraes, ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP), e ao deputado Sérgio Ricardo (PP). “Sabemos que para o BRT teremos 1.300 desapropriações. Apesar de não termos o número exato de imóveis que precisariam ser desapropriados com o VLT, deu para perceber que o número é infinitamente menor, chegando a 80%”, disse Riva.

Conforme o deputado Riva, o que está sendo analisado agora é o preço do VLT, porque prazo hábil para a construção existe, sendo de 24 meses. Apesar da longa reunião, o deputado afirmou que ainda não se pode falar em valor porque existe a questão tributária. Obras da Copa podem recebem isenção que vão desonerar consideravelmente os custos.

Além disso, detalhes que fazem a diferença no custo não foram definidos, como o tamanho do vagão do VLT. “É um sistema complexo, que merece atenção, por isso não podemos sair falando em valores antes de ter certeza sobre a questão”, explicou Riva.

No entanto, quando se começou a discussão da troca do projeto de BRT (espécie de corredor exclusivo para ônibus articulados), a previsão era de que o VLT custasse o dobro do valor. Para o projeto do BRT, o governo já tem reservados R$ 450 milhões. Uma das vantagens do VLT seria o menor número de desapropriações, que vai evitar custos e brigas jurídicas com os proprietários.

Nesta semana, técnicos que fizeram o estudo estarão em Cuiabá para dar continuidade aos trabalhos. E dentro de uma semana o governador deve anunciar a escolha entre VLT e BRT.

Até o ano passado a Agecopa tinha como projeto a implantação do BRT. Este ano, no entanto, começaram as discussões pelo VLT, defendido principalmente pelo deputado Riva. O novo modal debatido, embora mais caro, é mais moderno, mais rápido e tem maior tempo útil de vida, segundo o parlamentar.

No começo do mês passado o governador, o presidente da Agecopa e uma comitiva de deputados chegaram a ir a Portugal conhecer o sistema VLT e conversar com empresários do ramo. Embora a questão não esteja fechada, o próprio presidente da Agecopa manifesta que tem preferência pelo VLT.

Fonte: Diário de Cuiabá

READ MORE - Em Cuiabá, Desapropriação com VLT será 80% menor que o BRT

Em Criciúma, Passagem de ônibus vai custar R$ 2,55 à partir de segunda

O transporte coletivo de Criciúma tem nova tarifa. A partir da próxima segunda-feira, o usuário que for utilizar o sistema integrado terá que desembolsar R$ 2,54. Esse é o novo valor estabelecido pelo prefeito Clésio Salvaro através de decreto assinado hoje. Comunicado foi feito através de nota oficial. Reajuste representa um aumento de 24 centavos sobre o valor praticado hoje, que é de R$ 2,30.

O valor faz referência ao custo para o usuário que tem o chamado bilhete eletrônico, conhecida passagem com o uso de cartão. Já para quem faz a compra avulsa do bilhete o reajuste será ainda maior. Valor salta de R$ 2,50 para R$ 2,80. Novos valores foram decretados justamente no dia em que o Movimento dos Usuários do Transporte Urbano de Criciúma, MUTUC, deu início a uma panfletagem condenando o aumento.


READ MORE - Em Criciúma, Passagem de ônibus vai custar R$ 2,55 à partir de segunda

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960