No Recife, Fortes chuvas deixam a cidade parada mais uma vez

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Aconteceu o que muitos não queriam, mais um dia de chuva na cidade deixou a cidade totalmente parada, no fim da manhã ficou impossível se locomover pelas ruas da cidade, por onde se trafegava, havia grandes engarrafamentos devido as fortes chuvas as ruas e avenidas totalmentes alagadas, Motoristas e Passageiros de ônibus ficaram mais de 4 horas parados em engarrafamentos.

De acordo com o Instituto de Meteorologia de Pernambuco (Inmet), o acumulado do mês de abril já chega a 439,9 mm. A marca já está acima do esperado para todo o mês, que é 325,7 mm. A tendência é que continue chovendo na cidade até o próximo domingo, com temperaturas oscilando entre 23º e 30º ao longo da semana.

Os alagamentos e engarrafamentos em diversos pontos da cidade deixaram a cidade caótica - às 15h desta quarta, havia mais de 60 quilômetros de congestionamento, o que é alto para a cidade, no horário. Pela manhã, chegar ao trabalho foi uma missão impossível. Alguns pais deixaram de levar os filhos para a aula.


Fonte: Meu Transporte

READ MORE - No Recife, Fortes chuvas deixam a cidade parada mais uma vez

Prefeitura de Belo Horizonte começa a implantar novas ciclovias na cidade

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTRANS, inicia as obras do Pedala BH, programa de incentivo ao uso da bicicleta que irá implantar seis novas ciclovias na cidade em 2011. No sábado, 16/4, foi lançada uma campanha publicitária com informações sobre os trechos de ciclovias que serão implantadas neste ano. A campanha Novas Ciclovias em BH será veiculada em TVs, rádios e jornais locais. Confira o vídeo da campanha no final do texto.

PEDALA BH

O programa PEDALA BH tem como objetivo promover o uso da bicicleta na Capital, criando facilidades para quem optar por esse meio de transporte. Para isso, o programa propõe ações que abrangem, desde a definição e implantação de rotas cicloviárias e estacionamentos para bicicletas, até campanhas de educação e de
segurança no trânsito.

Como veículo de transporte, os usuários poderão, por exemplo, utilizar a bicicleta em seu primeiro deslocamento até uma estação de integração, onde poderão deixá-la com segurança em um bicicletário, utilizando, em seguida, o ônibus ou o metrô para completar a sua viagem.

Em Belo Horizonte existem atualmente 22 km de ciclovias, localizadas nas avenidas Tereza Cristina, dos Andradas, Saramenha, Deputado Álvaro Camargo, Vilarinho e na Orla da Lagoa da Pampulha. A população ciclista conta também com paraciclos e bicicletários localizados na Savassi, na Rua Pernambuco; na regional Pampulha, em frente ao Parque Guanabara; na Região Hospitalar, próximo ao Restaurante Popular; e nas estações BHBUS.

A rede cicloviária já planejada para Belo Horizonte é de cerca de 365 km e, para maior comodidade dos ciclistas, serão instalados mais paraciclos e bicicletários para o estacionamento de bicicletas em vários locais da cidade. Para o ano de 2011, está prevista a implantação de mais seis rotas cicloviárias: Rota Savassi, Rota Avenida Américo Vespúcio (entre avenidas Antônio Carlos e Carlos Luz), Rota Nordeste (ligação da ciclovia da Avenida Saramenha à Estação São Gabriel pela Avenida Risoleta Neves), Rota Norte (ligação da ciclovia da Avenida Vilarinho à futura Estação Pampulha), Rota Leste (liga a Região Leste à rota da Savassi pela Avenida dos Andradas) e Rota Estação Barreiro. A implantação das ciclovias na Avenida Américo Vespúcio e na Avenida Risoleta Neves já começou.

Clique para ampliar
CICLOVIA SAVASSI

Na quinta-feira, dia 14/4, teve início a implantação da Ciclovia Savassi, que começa na Rua Professor Moraes, no cruzamento com a Rua Antônio de Albuquerque, segue pela Avenida Bernardo Monteiro, Avenida Carandaí, Rua Piauí e Avenida do Contorno, quando irá se conectar com a Ciclovia Andradas, próximo ao Centro de Especialidades Médicas. A pista exclusiva para ciclistas na Savassi terá 2,4m de largura, está sendo recapeada e será segregada da pista de automóveis por separador. Ela terá mão dupla e será pintada de vermelho nas interseções.

Foi realizada reunião com a comunidade no dia 12/4, no Colégio Sagrado Coração de Jesus, para apresentação do projeto da Ciclovia Savassi e dos impactos da obra nas vias. Compareceram representantes da CDL, lojistas, moradores e associações de ciclistas. A BHTRANS distribuiu folhetos informativos na região.

ALTERAÇÕES NO TRÂNSITO

Para a construção dos 2,8 km da ciclovia serão realizadas algumas intervenções na Rua Professor Moraes, Avenida Bernardo Monteiro e Rua Piauí, atendendo solicitação da comunidade.

Faixas de tecido serão afixadas para orientação aos condutores. Agentes da Unidade Integrada de Trânsito (BHTRANS e PMMG) irão monitorar o trânsito na região.

Confira as alterações:

Rua Professor Moraes
- A área de Carga e Descarga, entre as ruas Antônio de Albuquerque e Tomé de Souza, passará para a Rua Tomé de Souza, entre as ruas Professor Moraes e Rio Grande do Norte.
- A área reservada para Veículos Credenciados, entre as ruas Tomé de Souza e dos Inconfidentes, irá passar para o lado direito da Rua Professor Moraes.
- A área reservada para Motocicletas, entre a Avenida Getúlio Vargas e a Rua Cláudio Manoel, irá passar para o lado direito da Rua Professor Moraes.
- A área de estacionamento de 10 minutos com pisca-alerta, entre a Avenida Getúlio Vargas e a Rua Cláudio Manoel, passará para a Rua Cláudio Manoel, entre as ruas Professor Moraes e Rio Grande do Norte.
- A área de Carga e Descarga, entre a Avenida Getúlio Vargas e a Rua Cláudio Manoel, irá para o lado direito da Rua Professor Moraes.
- Os usuários do estacionamento Rotativo poderão usar as vagas disponíveis nas ruas transversais.

Avenida Bernardo Monteiro
- o estacionamento, no sentido Avenida Brasil/ Avenida Afonso Pena, deixará de ser 45° e passará a ser paralelo.

Rua Piauí
- As faixas de rolamento e de estacionamento, atualmente bastante largas, irão ficar um pouco mais estreitas para criar espaço para a ciclovia.


A BHTRANS reconhece os benefícios do uso da bicicleta como meio de transporte para a cidade e para os cidadãos. Além de desafogar o trânsito, a bicicleta não polui, promove a melhoria da saúde de quem pedala, é um veículo de baixo custo de aquisição e de manutenção, é silencioso e flexível em seus deslocamentos.

Fonte: BHTrans


READ MORE - Prefeitura de Belo Horizonte começa a implantar novas ciclovias na cidade

Licitação do Trem Bala Brasileiro não está agradando aos grupos chineses

As empresas chinesas hesitam em participar da licitação do Trem de Alta Velocidade (TAV), o trem-bala brasileiro, porque as condições estabelecidas pelo governo são muito "duras" e alguns trechos da obra apresentam dificuldades para sua execução, afirmou o vice-ministro do Comércio da China, Wang Chao, responsável pelo relacionamento com Brasil.

Na visita que realizou ao País na semana passada, a presidente Dilma Rousseff ressaltou a importância que o Brasil atribui à participação dos chineses na concorrência e o tema entrou no comunicado conjunto assinado por ela e seu anfitrião, o presidente chinês Hu Jintao.

O tema foi tratado em uma frase, segundo a qual a "parte brasileira acolhe positivamente o interesse de empresas chinesas em participar do processo de licitação referente ao trem de alta velocidade brasileiro".

Na interpretação de um diplomata que participou da negociação do texto, isso significa que a porta para a presença chinesa na disputa não foi totalmente fechada. Mas isso exigirá a persuasão das empresas do país ou a mudança em algumas das regras estabelecidas.

"A China quer conhecer melhor as condições do lado brasileiro", observou Wang em entrevista por escrito concedida na segunda-feira, dia em que a presidente brasileira chegou a Pequim para sua primeira visita oficial à China. Nela o vice-ministro também falou da necessidade de compreensão do processo pelo qual a escolha do vencedor será realizada.

A licitação para escolha do vencedor estava marcada para novembro e foi adiada por ausência de interessados - só os coreanos manifestaram disposição de apresentar proposta. A data para realização do leilão já mudou duas vezes e agora está marcada para julho.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



READ MORE - Licitação do Trem Bala Brasileiro não está agradando aos grupos chineses

Em Curitiba, Vereadores aprovam projeto que acaba com dupla função de motoristas

A dupla função exercida por alguns motoristas do transporte coletivo em Curitiba, que também atuam como cobradores, pode estar com os dias contados. Foi aprovado por unanimidade durante a sessão plenária desta terça-feira (19), em primeira votação,  projeto de lei proibindo que motoristas sejam responsáveis pela condução do veículo e também pela cobrança de passagens. Nesta quarta-feira (20), o documento será votado em segundo turno e, se aprovado, segue para sanção do prefeito Luciano Ducci.

O objetivo, de acordo com o autor do projeto, vereador Denilson Pires (DEM), é prevenir acidentes e proteger a saúde do trabalhador. “É absolutamente incompatível obrigar o condutor a efetuar a cobrança de passagens ao mesmo tempo em que precisa cumprir horário neste trânsito mais arriscado a  cada dia”, avaliou durante a defesa da proposta na tribuna, lembrando que os prazos de viagem impostos pela Urbs, que gerencia o setor na cidade, são rigorosos. “Se ocorrem atrasos, os motoristas são penalizados”, acrescentou.
Baseado em estatísticas, ele afirmou que os condutores de veículos são detentores dos maiores índices de doenças do coração e psicossomáticas, decorrentes do estresse. “Tudo isso é provocado pela tensão permanente de um condutor que deve, ao mesmo tempo, estar atento à complexidade do trânsito, aos horários a cumprir, além de, na ausência do cobrador, ter que dar total atenção aos passageiros que necessitam de informações, num quadro desumano.”
Denilson Pires, que já foi cobrador, motorista e presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores nas Empresas de Transporte de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), enfatizou que “há anos estamos lutando para acabar com essa injustiça. Só quem está na boleia no dia a dia sabe como é difícil assumir duas atribuições, correndo contra o tempo e com risco de perder o emprego.”
Em caso de descumprimento da norma, a empresa infratora receberá advertência escrita e terá prazo de 30 dias para a apresentação de defesa. Após recorrido este período ou indeferido o recurso,  será aplicada multa de R$ 10 mil a cada reincidência, podendo até ser cassada a permissão da empresa.
Debate

Os vereadores registraram apoio à iniciativa, enfatizando que a dupla função é ilegal e um desrespeito ao trabalhador. “Se a categoria transporta pessoas, merece respeito e remuneração compatível à responsabilidade a ela atribuída”, considerou Zé Maria (PPS). A geração de novos empregos decorrente da sanção da lei, foi ressaltada pelo vereador Aldemir Manfron (PP), que também registrou voto favorável à iniciativa. Pastor Valdemir (PRB) comentou sobre cidades que remuneram pela dupla atribuição,  lembrando que “Curitiba paga somente cerca de 10% a mais”.

Na opinião do vereador Algaci Tulio (PMDB), o problema está na postura dos empresários, que, visando maiores lucros, desconsideram a qualidade do serviço prestado e do trabalho do motorista. “Pior do que a empresa estabelecer o acumulo de função, não dando tempo hábil para exercê-la, é a Urbs aceitar essa situação”, afirmou o parlamentar, acrescentando que a empresa precisa acompanhar o desenvolvimento da cidade. Ele informou que o acréscimo no salário do motorista que também exerce a função de cobrador é de apenas R$ 0,70 por hora. “No final do mês, terá apenas R$ 100 a mais que os outros da mesma categoria.” Noemia Rocha, também do PMDB, concordou com Algaci, afirmando que esta situação é imposta para aumentar os ganhos dos empresários.

A dúvida registrada pelo vereador Serginho do Posto (PSDB) foi com relação à Justiça do Trabalho, uma vez que “o Código Brasileiro de Trânsito não diz que é proibido um motorista do transporte coletivo também cobrar a tarifa”, ressaltando, porém, seu apoio à proposta.
Na opinião do vereador Jair Cézar (PSDB), a medida já deveria ter sido contemplada. Segundo o parlamentar, a dupla função já era exercida há mais de 50 anos. Emerson Prado (PSDB) registrou apoio à medida, ressaltando o alto índice de acidentes envolvendo ônibus em 2011. Tito Zeglin (PDT) apontou necessidades da categoria, entre elas a construção de banheiros públicos. Os vereadores Juliano Borghetti (PP), Julião Sobota (PSC), Professora Josete (PT), Jairo Marcelino (PDT), Francisco Garcêz (PSDB), Pedro Paulo (PT), Julieta Reis (DEM) e Paulo Frote (PSDB) também contribuíram com o debate e registraram voto favorável nos apartes.


READ MORE - Em Curitiba, Vereadores aprovam projeto que acaba com dupla função de motoristas

Em São Paulo, Estação Pinheiros será inaugurada dia 16 de maio

A Estação Pinheiros, ligada à Linha 4 - Amarela de metrô e à Linha 9 - Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) da capital paulista, será inaugurada dia 16 de maio, informou hoje o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes. Entretanto, a integração com a CPTM só ficará pronta no dia 30 de junho.
A Linha 4 possui apenas três estações até agora: Faria Lima, Paulista e Butantã - esta, inaugurada em março de 2011. Por enquanto, elas funcionam somente no horário das 8h às 15h. A previsão é, ainda este ano, concluir a primeira fase do traçado e abrir as Estações Luz e República.
Até 2014 o governo pretende fazer terminar a segunda fase da Linha Amarela, com a implantação de mais cinco estações: Fradique Coutinho, Oscar Freire, Higienópolis-Mackenzie, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia. Uma terceira fase, com paradas no Jardim Jussara e Taboão da Serra, está em fase licitatória e não tem previsão de término.
O projeto da Linha Amarela começou em 2001 e, na época, a estimativa era concluir as obras até 2006. Em 2007, já atrasada, a construção sofreu um acidente, com a abertura de uma cratera de 80 metros que matou sete pessoas. O Via Amarela, consórcio responsável pela construção e formado por CBPO, OAS, Alstom e Queiroz Galvão, atribuiu o problema ao excesso de chuvas.

READ MORE - Em São Paulo, Estação Pinheiros será inaugurada dia 16 de maio

Macaé testa ônibus maiores para reduzir problemas com o transporte público

O transporte público de Macaé deve ganhar reforço para diminuir o problema do transporte coletivo. Os veículos que estão sendo testados transportam quase o dobro de passageiros.
O coletivo começou a ser testado entre o bairro Lagomar e o Parque de Tubos, uma das linhas com maior demanda. O coletivo é uma versão alternativa ao ônibus comum e também àquele articulado, que circula em grandes cidades brasileiras. Macaé é o primeiro município do estado do Rio a testar esse veículo.

Fonte: in360


READ MORE - Macaé testa ônibus maiores para reduzir problemas com o transporte público

Em Blumenau, Corredor de ônibus da Avenida Martin Luther será ativado domingo

A partir deste domingo, dia 24, a Avenida Martin Luther, no bairro Victor Konder, passa a contar com o corredor preferencial para ônibus. A partir das 0h de domingo, a faixa da direita será de circulação dos ônibus, exceto nos pontos de intersecção.
Os motoristas que trafegam pela via devem ficar atentos. Até o dia 24 de maio, a Guarda Municipal de Trânsito estará nos principais pontos para orientar os motoristas. Após a data, será proibido circular na faixa do corredor, sob a pena de ser multado, obedecendo ao artigo 184 do Código de Trânsito Brasileiro.
Assim como já acontece na Rua 7 de Setembro, o corredor de ônibus será uma via dedicada à circulação do transporte público rodoviário para aumentar a fluidez no tráfego e privilegiar o modal coletivo.



READ MORE - Em Blumenau, Corredor de ônibus da Avenida Martin Luther será ativado domingo

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960