Em Curitiba, O Maior ônibus do mundo, o Ligeirão azul começa a circular neste sábado

sábado, 16 de abril de 2011

Os novos biarticulados – os maiores ônibus do mundo – entrarão em circulação na linha Ligeirão Boqueirão às 7h20 deste sábado. Serão dez ônibus de 28 metros de extensão, com capacidade para 250 passageiros, que vão substituir os dez ônibus articulados vermelhos, de 18 metros de extensão e capacidade para 170 passageiros. Outros 14 biarticulados de cor azul vão substituir os articulados vermelhos da linha Pinheirinho-Carlos Gomes, na Linha Verde, até o início de maio.


“Os novos ônibus biarticulados, movidos exclusivamente por biocombustível, inauguram um novo ciclo na história do transporte público curitibano", diz o prefeito Luciano Ducci. "O transporte coletivo de Curitiba entra, como os novos Ligeirões, na terceira fase do Sistema de Ônibus Expresso, inaugurado em 1974”, diz o presidente da Urbs, Marcos Isfer.


O Ligeirão Boqueirão transporta por dia 25 mil passageiros. Tem como pontos de chegada e saída o terminal Boqueirão e a estação tubo Praça Carlos Gomes fazendo apenas quatro paradas no trajeto de 10,3 quilômetros: nos terminais Hauer e Carmo e nas estações UTFPR (antigo Cefet) e, até o fim do recadastramento eleitoral, também na estação TRE.


A parada do Ligeirão na estação TRE foi definida pela Urbs e pela Prefeitura como uma forma de colaborar com os curitibanos e com a Justiça Eleitoral no recadastramento. As paradas são as mesmas, na ida e na volta ,e a viagem do Ligeirão, em horário de pico, leva 20 minutos. O Expresso Boqueirão, biarticulado vermelho, faz 19 paradas, aí incluídos os pontos de chegada e saída, fazendo a viagem em 35 minutos.


A entrada em operação dos novos ônibus biarticulados amplia em 45% a oferta de lugares na linha Ligeirão. Outro diferencial é que os novos biarticulados azuis vão operar com biocombustível a 100%, ou seja, sem mistura de óleo diesel ou qualquer outro óleo mineral. Até aqui, seis ônibus da Linha Pinheirinho-Carlos Gomes (Linha Verde) circulam com bio 100. Este número passará agora para 24 ônibus e, até o fim de 2012, para 140 ônibus.


Nos horários de pico, a cada 4,5 minutos sai um Ligeirão do Terminal Boqueirão e outro da Praça Carlos Gomes. Fora do pico, a freqüência média é de 10 minutos. A freqüência do Expresso Boqueirão é de, em média, oito minutos no horário normal e também  a cada 4,5 minutos nos horários de pico.

READ MORE - Em Curitiba, O Maior ônibus do mundo, o Ligeirão azul começa a circular neste sábado

Após 11 anos do início das obras, metrô de Salvador não funciona

Cercado de denúncias de superfaturamento e desvio de dinheiro, o metrô de Salvador ainda não funciona, 11 anos depois do início das obras.
Falta de planejamento financeiro, erros até nos estudos do subsolo. Foi o que concluiu a investigação do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea).

Segundo o Crea, só depois da obra iniciada descobriram que o traçado do metrô é sobre um canal da rede de esgotos que se estende por toda uma avenida. Por isso, mais de quatro quilômetros da linha foram construídos a 12 metros do chão. O custo ficou, pelo menos, 20% mais caro.

Seis trens foram comprados em 2008, na época da campanha política das eleições para prefeito. Como não havia nem pátio de manobra, durante quase dois anos, os 24 vagões foram guardados num galpão particular. O custo mensal do aluguel? R$ 80 mil.
O repasse de verbas foi bloqueado por ordem do TCU, o Tribunal de Contas da União. Há denúncias de superfaturamento e desvio de dinheiro.

“Nós acertamos com o TCU que nós vamos botar um marco zero nessa obra. O que foi gasto daqui pra lá é problema deles, de quem gastou. Agora nós vamos pra frente”, informa o secretário municipal, João Leão.

A previsão inicial de conclusão da obra era de 40 meses e um custo total de R$ 325 milhões. Lá se vão 11 anos, cerca de R$ 700 milhões já foram gastos e os moradores de Salvador ainda não receberam nem a metade do menor metrô do Brasil.
Para colocar em funcionamento os seis quilômetros do metrô, a prefeitura quer mais R$ 86 milhões. Calcula-se que no trecho, 80 mil pessoas sejam transportadas por dia – 3% da população da terceira maior cidade do país.

“Precisamos botar isso pra rodar. Nós não podemos deixar esse grande investimento do povo de Salvador paralisado do jeito que está", fala Leão.


Fonte: Jornal da Globo




READ MORE - Após 11 anos do início das obras, metrô de Salvador não funciona

Transporte Público de São José dos Campos opera 100% integrado

Desde a implantação ha sete anos, finalmente, o transporte público passa a ser integrado em São José dos Campos. Já quem usa as vans, ainda vai ter que esperar para economizar a passagem. Cerca de 250 mil pessoas, 40% da população, circulam de ônibus pelas ruas da cidade todos os dias.

Com a integração, esses passageiros podem cruzar São José em mais de um ônibus, pagando uma só tarifa de R$ 2,80. Mas, atenção: a integração só pode ser feita em até duas horas e para um único sentido. Diferentemente de cidades como a capital, onde é possível seguir em qualquer direção, desde que não ultrapasse quatro horas.

Nesta manhã, não houve problemas. Até, porque 43 linhas já eram integradas. Atualmente, outras 33 passaram a fazer parte do sistema. Os passageiros lamentam que as vans não estejam incluídas.

O presidente do Sindicato do Transporte Alternativo explica que antes da adesão ao sistema falta ter uma referência. Já para o Sindicato dos Motoristas e cobradores, os ônibus também devem ser adequados.

A integração em São José dos Campos começou em 2004. Atualmente, três empresas operam a frota de 392 veículos. O sistema integrado é eletrônico e só pode ser feito com cartão.

Atraso

A medida (integração total) ocorre após sete anos do seu início (apenas algumas linhas ofereciam integração). Parte dessa demora foi causada pela novela da licitação do transporte público. A cidade foi dividida em três partes, a serem operadas por três empresas. Em 19 de julho de 2008 entraram em operação a Julio Simões (lote 3) e a Expresso Maringá (lote 2). A vencedora do lote 1, Transmil não cumpriu com o pagamento da outorga onerosa, e foi desclassificada.

Em outubro de 2009 foi reaberto o processo licitatório para preencher a vaga em aberto do lote 1. Em fevereiro deste ano, finalmente uma empresa assumiu o lote, a Saens Peña. Com o transporte operando completamente, agora foi possível terminar a integração.

Frota

A cidade tem uma frota de 392 carros nas cores laranja, azul e verde. Mensalmente são realizadas cerca de 6,5 milhões de viagens. A estimativa é de que 100 mil pessoas utilizem o transporte por dia. Idosos e cadeirantes são isentos de pagar a passagem, que aos domingos têm preço diferenciado. Cada viagem inicial custa atualmente R$ 2,80.

Como adquirir o cartão

A Integração das linhas é exclusivamente para quem utiliza a bilhetagem eletrônica. O pagamento da tarifa em vale transporte em papel ou em dinheiro não permite a Integração. O cartão deve ser adquirido no Consórcio São José Passes.

Informações pelo telefone: 0800-7727730 ou na Avenida Rui Barbosa, 15, no centro.

Fonte: VNews




READ MORE - Transporte Público de São José dos Campos opera 100% integrado

Fortaleza aguarda VLT e metrô; enquanto isso, o trânsito só piora

Apenas em 2010, foram licenciados no município de Fortaleza 86.227 novos veículos, segundo dados do Detran-CE. O aumento no número de veículos na capital cearense já provoca engarrafamentos e acidentes de trânsito, e faz com que a cada dia seja mais estressante deslocar-se em suas ruas, seja de carro ou de ônibus.


Fonte: Portal 2014

“O pior é que, como o transporte público não funciona, não temos como abrir mão do carro”, desabafou ao Portal 2014 o advogado Victor Fontenele, enquanto buscava paciência para suportar o congestionamento matinal da avenida Engenheiro Santana Júnior, uma das principais da cidade.

A garantia da mobilidade é exigência da Fifa para as cidades que queiram sediar os jogos de 2014. Em Fortaleza, as principais obras de mobilidade urbana previstas para os próximos anos são: a conclusão do Metrofor (que está em execução, devendo operar já no final deste ano), a construção do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) - ambas sob responsabilidade do governo do estado - e a ampliação de cinco avenidas: Dedé Brasil, Alberto Craveiro, Paulino Rocha, Raul Barbosa e Almirante Henrique Saboya, conhecida como Via Expressa - a cargo da prefeitura.

VLT Mucuripe/ParangabaNa Via Expressa o governo atuará junto com a prefeitura, se responsabilizando pela implantação do VLT, que ligará o bairro do Mucuripe à estação da Parangaba. Originalmente, a Matriz de Responsabilidades indicava o início das obras para janeiro de 2011 e conclusão em junho de 2013. Mas, em comum acordo, governo do estado e Fifa reajustaram este cronograma, informa a assessoria de imprensa do Metrofor. A data prevista de início das obras foi redefinida para outubro de 2011 e a conclusão da obra para maio de 2013. Em maio próximo, deve ser iniciado o processo de licitação do VLT.  

Outro desafio é a implantação do sistema Bus Rapid Transit (BRT), corredores exclusivos de ônibus nas avenidas Alberto Craveiro, Raul Barbosa, Dedé Brasil e Paulino Rocha, previstos para dezembro de 2012. A ampliação dessas vias, que permitirá a instalação do BRT, envolve recursos da ordem de R$ 260 milhões; só com desapropriações, os gastos previsto são de quase R$ 50 milhões.

“As obras já começaram, com a elaboração do projeto executivo para alargamento da via. Para prosseguir, aguardamos a liberação dos recursos pela Caixa Econômica Federal”, informou o secretário municipal de Projetos Especiais, Geraldo Accioly, acrescentando: “Agora partiremos para a obra física, que deve começar em julho deste ano”. Já o executivo de Finanças da prefeitura, Alexandre Cialdini, acredita que a CEF libere os recursos solicitados para esta e outras obras de mobilidade urbana, considerando que houve aumento no volume de investimentos da prefeitura, de 2009 para 2010. 

Trânsito para além da CopaMesmo antes da conclusão das obras de mobilidade, diferentes setores vem buscando saídas para o problema do trânsito em Fortaleza. Em setembro, o Instituto Brasileiro de Defesa da Cidadania (Ibradec) realizará na cidade o 1º Fórum de Valorização da Vida no Trânsito - Fortran, que apresentará ao poder público alternativas possíveis de serem adotadas para a capital cearense. “Dados oficiais dão conta de que morrem mais pessoas no trânsito do que nas guerras”, alertou o presidente do Ibraced, Maxwell Ribeiro. “Temos a obrigação de encontrar soluções para este problema”, enfatizou.

Participam ainda do Fortran a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) e o Detran-CE. “Queremos discutir o trânsito de Fortaleza para além da Copa do Mundo, pois precisamos encontrar uma solução definitiva para este problema”, conclamou Ribeiro.

Também o setor de eventos mostra preocupação com o problema. Antes, durante e depois da Copa este mercado estará bastante aquecido em Fortaleza, avalia o empresário de eventos Roslavo Brilhante. Então, para não comprometer a qualidade deste trabalho, aconselha, "é fundamental um trânsito que flua com agilidade". “Hoje estamos correndo contra o tempo para não haver nenhum atraso no que planejamos para o período da Copa. Então, é preciso que as autoridades entendam o problema e encontrem rapidamente soluções para que este importante mercado não seja prejudicado”, alertou.
READ MORE - Fortaleza aguarda VLT e metrô; enquanto isso, o trânsito só piora

No Recife, Efetivo da CTTU ganha mais 50 agentes de trânsito

Av. Dois Rios no Ibura
A partir desta sexta-feira (15), a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) contará com o incremento de mais 50 agentes em seu efetivo para realizar o monitoramento do tráfego no Recife. Com este acréscimo, o número total de servidores responsáveis pelo gerenciamento do trânsito da Cidade sobe para 350.

Para dar início ao trabalho nas ruas, a nova equipe passou por um curso de formação. O novo grupo de agentes efetivado na CTTU ficará disposto principalmente na Avenida Agamenon Magalhães e nas suas mais importantes saídas, como a Conselheiro Rosa e Silva e a Rua Joaquim Nabuco. A intenção do órgão é fazer com que a principal ligação entre Recife e Olinda e entre o Centro e os bairros da Capital possa fluir com mais velocidade. Para isso, os agentes vão atuar evitando que os motoristas fechem os cruzamentos e agilizando o tráfego de uma via, mesmo que o semáforo esteja na fase vermelha.

Além dessa medida, um novo concurso público para agentes foi autorizado pelo prefeito João da Costa no início deste ano. Os detalhes do edital estão sendo elaborados pela Secretaria de Serviços Públicos e serão publicados no Diário Oficial do Município.

Fonte: NE10




READ MORE - No Recife, Efetivo da CTTU ganha mais 50 agentes de trânsito

Tarifa de ônibus em Criciúma vai ter aumento em Maio

Até o final de maio o valor das passagens dos ônibus municipais de Criciúma deve aumentar. O pedido de reajuste foi protocolado hoje à tarde pela Associação Criciumense de Transporte Urbano (ACTU) e entregue à Autarquia de Segurança, Trânsito e Transporte de Criciúma (ASTC). O valor do aumento ainda não foi divulgado.
“Faremos os cálculos de qual deverá ser o valor do reajuste com base nos dados apresentados pela ACTU”, explica o presidente da ASTC, Mauro Sônego. O calculo será apresentado ao comitê gestor que aprova, ou não, o reajuste.
Entretanto, é provável que o valor da tarifa cresça. “É inevitável que aconteça o aumento de um percentual considerável porque não há reajuste há quase dois anos”, afirma Sônego. O valor do reajuste deve ser divulgado em duas semanas
A justificativa das empresas que fazem o transporte público é de que todos os custos aumentaram. “Estamos com um sistema desequilibrado. Investimos na frota e os custos aumentaram em todos os setores”, diz o presidente da ACTU, Davi Tiscoski.

Fonte: A Tribuna




READ MORE - Tarifa de ônibus em Criciúma vai ter aumento em Maio

A cabalística promessa de 522 km de ciclovias em São Paulo para 2012

Que na cidade de São Paulo não faltam promessas e estudos de ciclovias ninguém duvida. Que de uns tempos para cá a palavra “ciclovia” vem sendo repetida como um mantra por projetistas, urbanistas, arquitetos, secretários e até pelo prefeito, isso também ninguém duvida. Mas dizer que a cidade tem, de forma documentada, no mínimo, 522 km de ciclovias  projetadas para aparecerem como mágica em 2012...sim, se eu não soubesse,  nem eu acreditaria.
O Planos Regionais Estratégicos das 31 subprefeituras têm juntos, 367 km de ciclovias ou ciclorotas planejados no Plano Diretor Estratégico para serem todos entregues em 2012.
O Plano de Ciclovias anunciado pela Secretaria Municipal de Transporte em 2009,  beneficiará os bairros Grajaú, Jardim Brasil e Jardim Helena, com o total de 55 km,  inicialmente prometidos para 2010, foi  replanejado para o fim de 2012.
Embora o Secretário Eduardo Jorge tenha afirmado que sua meta era de 1000 km de ciclovias até 2020, ele anunciou em 2008, 100 km de ciclovias para 2009, logo depois,  anunciou os mesmos 100 km, com algumas alterações de locais, para entrarem no Plano de Metas /Agenda 2012 do município, tudo prometido para ser entregue, adivinha quando?  Isso mesmo, 2012.
Coincidência? Existe uma força oculta trabalhando nos bastidores para  surpreender a população e ao acordarmos em 2013 termos a disposição 522 km de ciclovias na cidade? As profecias que aparecem em todos os planos e projetos para bicicleta vão mesmo se realizar? 2012 é o ano da bike?
Ciclista, vá tomar banho de chuva, porque o banho de água fria que vamos tomar do planejamento cicloviário da cidade é mais gelado.
Todo o ano escrevo artigos e falo a mesma coisa, o executivo não faz previsões no orçamento da cidade de valores suficientes para execução destes projetos. Ano após ano, os projetos vão se acumulando, as reivindicações aumentando,  mas na hora de empenhar os fundos no orçamento da cidade para a bicicleta, o dinheiro não aparece.
Eu sempre ouço, “mas bilhões para o túnel da Roberto Marinho tem, milhões para pontes “estragadas” tem,  incentivos para indústria imobiliária tem,  milhões para os automóveis tem...” e por aí vai. Mas não é somente a bicicleta que é prejudicada nessa falta de empenho com a qualidade de vida, pedestres e o transporte público também é deixado de lado, mas isso é pano para outra manga.
Até quando viveremos de esperança, promessas e ocultismo das ações ?

(Chico Macena - vereador de São Paulo)


READ MORE - A cabalística promessa de 522 km de ciclovias em São Paulo para 2012

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960