Metrô de São Paulo vai divulgar avisos em inglês e espanhol

terça-feira, 29 de março de 2011

O Metrô começou a gravar versões em inglês e espanhol dos alertas divulgados nos trens em operação. O serviço será oferecido em todas as estações que já contam com a circulação de composições com mensagens pré-gravadas, a maioria na Linha 2-Verde.

Segundo a companhia, está em fase final a gravação das mensagens mais utilizadas, como a indicação da próxima estação. O Metrô informa que a medida é parte da renovação das placas de sinalização em toda rede.

Hoje, segundo a empresa, a maioria das estações da Linha 1-Azul já possui placas de sinalização em inglês. A meta é levar o modelo de informação bilíngue para todas as linhas.


Fonte:  eBand

READ MORE - Metrô de São Paulo vai divulgar avisos em inglês e espanhol

Transporte coletivo de BH tem reforço de mais 50 ônibus novos

O transporte coletivo de Belo Horizonte ganhou ontem o reforço de 50 novos ônibus. Segundo a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), a novidade representa cerca de mil novas viagens por dia. Cerca de 60% das 310 linhas da cidade foram contempladas. O objetivo da empresa é evitar atrasos e superlotação.
A linha de ônibus 9250, que faz o trajeto entre as regiões Leste e Oeste de Belo Horizonte, e é a que recebe mais reclamações dos passageiros, recebeu o reforço de 15 viagens a mais, no sentido Nova Cintra, e oito em direção ao bairro Caetano Furquim.

Fonte: O Tempo
READ MORE - Transporte coletivo de BH tem reforço de mais 50 ônibus novos

No Dist. Federal, Linha executiva entre aeroporto e Plano Piloto terá tarifa de R$ 8

A Secretaria de Transportes exibiu ontem os oitos ônibus que vão fazer a linha entre o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek e o centro de Brasília. Os carros são no estilo executivo e têm bagageiro, rampa para portadores de necessidades especiais e ar-condicionado. O intervalo entre as viagens será de 20 minutos, mas esse tempo que pode ser alterado dependendo de um estudo de viabilidade financeira.

Em Belo Horizonte (MG), onde a advogada Maria José Silva de Andrade mora, o aeroporto fica a uma hora do centro da cidade. Ela nem pensa duas vezes na hora de escolher o meio de transporte para chegar ao aeroporto. “Pego ônibus. Lá tem dois tipos inclusive: tem o executivo, que custa R$ 18, e tem o mais simples, que sai por R$ 13. É muito bom, tomara que se instale aqui”, conta.

Demorou um ano do início do processo de compra dos ônibus executivos do aeroporto até eles estarem prontinhos para circular. O primeiro carro, com imagens dos cartões postais da cidade, chegou no final do ano passado, mas estava em desacordo com a lei por ser todo coberto de adesivos. A TCB mandou suspender a colocação do adesivo nos outros carros, que acabaram chegando no mês passado. De lá para cá, a fábrica ainda teve que colocar equipamentos que estavam faltando.

Agora, a TCB diz que falta pouco para eles começarem a rodar, no fim de abril, mas sem nenhum estudo sobre a rentabilidade da linha. “A readequação de tarifa a gente vai tentar evitar, quem sabe espaçando o horário de atendimento ou até mesmo um perfil de ônibus que atenda melhor”, explica o presidente da empresa, Carlos Alberto Koch.

O trajeto todo vai ser feito em uma 1h20. O ônibus vai sair do aeroporto, passar pelo eixinho Sul, Rodoviária do Plano Piloto, Setor Hoteleiro Norte, Setor Hoteleiro Sul e Aeroporto.

Fácil Foi publicado ontem no Diário Oficial o decreto transferindo da empresa Fácil para o DFTrans a gestão da bilhetagem eletrônica. Para o passageiro nada muda. “Num primeiro momento será nomeado um gestor publico e nessa fase transitória até a licitação, trabalharemos com os mesmos contatos pela Fácil para que não haja interrupção”, explica diretor do DFTrans, Antônio Campanella.

E a partir daí outras mudanças vão vir, como bilhete único, monitoramento dos ônibus por GPS e uma câmara de compensação, para equilibrar o caixa das linhas deficitárias. É o que espera os passageiros que vivem tendo problemas.

“Quando você vai recarregar seu cartão eles dizem que está faltando documentação, que não está disponível no momento. Você anda três, quatro, cinco dias e até meses para poder recarregar”, conta a empregada doméstica Josineide Andrade.


READ MORE - No Dist. Federal, Linha executiva entre aeroporto e Plano Piloto terá tarifa de R$ 8

Curitiba lança hoje o maior ônibus do mundo:‘Ligeirão’

Festejando os 318 anos de fundação de Curitiba, começará a circular hoje na capital paranaense o “Ligeirão”, a nova frota de ônibus articulados com linhas de viagens mais rápidas, eficazes e seguras.
É o maior modelo de ônibus do mundo: cada carro possui 28 metros de comprimento, 2,75 metros de largura e tem capacidade para transportar 270 passageiros, substituindo os ônibus articulados com capacidade para 170 passageiros: esses biarticulados representam um aumento de 45% na oferta de lugares nas linhas.
Com a nova frota, a rede poderá transportar 53 mil pessoas por dia. Outra novidade: o “Ligeirão” é movido exclusivamente a biocombustível à base de soja e não polui o meio ambiente.
No sistema “Ligeirão”, o ônibus faz menor número de paradas e conta com tecnologia que permite a abertura dos semáforos, o que lhe garante prioridade no cruzamento. Sensores avisam o semáforo da passagem do ônibus dentro de determinado tempo, de forma a que, ao chegar ao cruzamento, o sinal esteja aberto para o transporte. O “Ligeirão” é produzido pela Volvo do Brasil.


Fonte: Ilustrado

READ MORE - Curitiba lança hoje o maior ônibus do mundo:‘Ligeirão’

Ônibus de São Paulo são sujos pelos próprios usuários

Por dia, cerca de nove milhões de pessoas usam o transporte coletivo na cidade de São Paulo, porém a falta de educação de parte dos usuários chama atenção ao entrarmos dentro dos ônibus, são embalagens de confeitos, pipocas, salgadinhos, latas de refrigerantes e até coco, o incrível é que muitos dos 15 mil ônibus hoje da cidade de são Paulo possuem lixeiras tanto na entrada como na saída.
Algumas dicas:
Leve a embalagem dentro da bolsa.
Jamais jogue chiclete dentro dos ônibus.
Não riscar os bancos.
Sempre levar uma sacolinha para jogar o lixo.

Fonte: G1.com.br


READ MORE - Ônibus de São Paulo são sujos pelos próprios usuários

Linha Verde do Metrô paulistano chega à superlotação

Enquanto a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) inaugura hoje a Estação Butantã da Linha 4 - Amarela em um prédio moderno, amplo, que lembra um shopping, passageiros da Linha 2 - Verde têm cada vez menos conforto e se espremem nos trens. A linha que serve a Avenida Paulista já tem 6,5 passageiros de pé por metro quadrado em horário de pico, superando o nível máximo de desconforto adotado internacionalmente, de 6.
 
Trata-se da última entre as três mais movimentadas linhas metroviárias da cidade a superar esse limite, considerando ainda a 1 - Azul e a 3 - Vermelha. Esta, a pior, já apresenta em alguns momentos uma demanda superior a 10 passageiros por metro quadrado.
 
O novo nível de desconforto da Linha Verde foi confirmado pelo Metrô à reportagem na última semana e retrata uma piora influenciada pela inauguração no ano passado das Estações Vila Prudente, Sacomã e Tamanduateí. Além de atender esses bairros, elas facilitaram o acesso ao sistema de pessoas vindas do ABC de trem ou ônibus.
 
Em 2009, antes das novas estações, eram 4,9 passageiros por metro, o que significava um certo conforto para os usuários e fazia da linha uma exceção. Em 2010, após a inauguração das estações, esse índice subiu 25%, para 5,9. No dia 19 de março, o horário de funcionamento da Vila Prudente foi estendido. Era das 8 às 17 horas e agora vai das 4h40 às 21 horas, pegando integralmente os horários de pico da manhã e da tarde.
 
A expectativa agora fica por conta da influência que as novas estações da Linha Amarela poderão trazer para a Linha Verde, uma vez que elas se encontram na Avenida Paulista e permitem baldeação. Milhares de usuários novos podem ser jogados na linha.
 
Segundo a companhia, não é possível falar que a Linha Verde ficará sobrecarregada porque a nova demanda terá sentido oposto à atual. De manhã, por exemplo, quando o pico se concentra no sentido Vila Madalena, os usuários vindos da Linha Amarela trafegarão sobretudo no sentido Vila Prudente.

O Metrô informou que está em instalação na Linha Verde o CBTC, sistema que permite reduzir o intervalo entre composições, ampliando a capacidade de transporte. A expectativa é de aumentar a oferta de lugares. O sistema também funcionará nas linhas Azul e Vermelha até 2014. A companhia alega ainda que se preparou para a ampliação de uso da Linha Verde com a compra de 16 trens, já entregues.


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

READ MORE - Linha Verde do Metrô paulistano chega à superlotação

Transporte público no Estado do Rio receberá R$ 30 bilhões até 2016

Até as Olimpíadas de 2016, o setor de transportes públicos no Estado do Rio de Janeiro receberá R$ 30 bilhões para desenvolvimento, segundo o anúncio do secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, nesta segunda-feira (28), no debate Cidades Sustentáveis e Sistemas Inteligentes de Transportes, organizado pelo Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Rio.  

A região metropolitana do Rio é o principal foco desses investimentos, para a compra de 234 novos veículos para os passageiros da SuperVia (empresa responsável pelos trens da cidade) e do Metrô Rio.

De acordo com a secretaria de transportes, a região metropolitana tem mais de 11 milhões de habitantes, que realizam 19 milhões de viagens por dia. Em 2011, 30 novos trens vão chegar da China, e até 2016 serão mais 90 vagões.


Fonte: R7.com
READ MORE - Transporte público no Estado do Rio receberá R$ 30 bilhões até 2016

Linha do Metrô de Porto Alegre irá da Borges de Medeiros à sede da Fiergs

O prefeito José Fortunati apresentou hoje, 28, o projeto e o cadastramento da proposta do Metrô de Porto Alegre no Programa de Aceleração do Crescimento II (PAC) da Mobilidade Urbana das Grandes Cidades. Orçado em R$ 2,4 bilhões, o projeto deve ser executado com recursos do PAC. O Governo federal disponibiliza R$18 milhões para as obras de mobilidade urbana.

A contrapartida do Governo do Estado é a isenção do ICMS para os trens e para a obra de construção dos túneis. O traçado da fase 1 do Metrô vai da avenida Borges de Medeiros (extensão rua da Praia) até a Avenida Assis Brasil, com extensão de 14,88 quilômetros. O Metrô será subterrâneo, do tipo Cut and Cover, onde se utiliza o método de construção de túneis rasos com abertura das trincheiras. Ele passará por baixo dos corredores de ônibus da Farrapos e da Assis Brasil até o Terminal Triângulo, depois seguirá a partir de uma elevada até a sede da Fiergs.

O gerenciamento do projeto será da prefeitura e a operação será por concessão. A passagem do Metrô será igual a do ônibus urbano. O projeto será integrado com o sistema de transporte coletivo da cidade, com o pagamento de uma única passagem. "Essa modelagem que estamos apresentando foi desenvolvida com muita cautela. Trabalhamos em parceria com Curitiba e Belo Horizonte.

O projeto contempla estudos técnicos de acordo com os parâmetros exigidos pelo Ministério das Cidades. Apostamos que nossa proposta esteja incluída entre as obras do PAC de Mobilidade Urbana, garantindo o início da construção do Metrô a partir do final de 2012", destacou Fortunati.

O representante do Governo do Estado, secretário de Planejamento João Motta,
entregou ao prefeito um documento de apoio ao metrô manifestando o compromisso do Estado em conceder as isenções fiscais para a execução do Metrô, além de solicitar algumas diretrizes como a preferência por contratação de empresas gaúchas para a concessão, integração da região metropolitana e a participação do Estado nos licenciamentos ambientais.

Modelagem financeira - O projeto total tem custo estimado em R$ 2,4 bilhões.
Com as isenções fiscais estaduais e municipais, o valor reduz para R$ 2,2 bilhões. A prefeitura solicitará R$1, 58 bilhão do Orçamento da União. A contraprestação da prefeitura será de R$ 300 milhões, na fase de operação do projeto, dividida em 15 anos. Além disso, no valor total estão inseridos R$ 323 milhões, que serão financiados pelo futuro concessionário.

O cadastramento da proposta deve ser feito até 3 de abril no site do Ministério das Cidades. A seleção dos projetos contemplados no PAC será anunciada dia 12 de junho. As propostas selecionadas têm até oito meses para a apresentação do projeto básico.

Implantação da 2ª fase - Na apresentação, o prefeito detalhou o traçado para a implantação da futura fase 2 do Metrô, que vai da avenida Borges de Medeiros até a avenida Bento Gonçalves (extensão Antônio de Carvalho), com extensão de 10,92 quilômetros.


READ MORE - Linha do Metrô de Porto Alegre irá da Borges de Medeiros à sede da Fiergs

Estação Butantã tem linha direta para USP

Inaugurada a estação Butantã da linha 4-amarela do Metrô paulistano trará algumas mudanças ao sistema de ônibus da região.

Assim que a estação entrou em operação, a SPTrans, responsável pelo transporte municipal, colocou em circulação duas linhas de ônibus ligando o terminal urbano anexo à nova estação.

A primeira, chamada Butantã-USP, fará a ligação entre o metrô e a Cidade Universitária. A segunda, batizada de Butantã-Luz, circulará pelo corredor da avenida Rebouças com destino à estação da Luz.

A operação da nova linha será provisória. Segundo a SPTrans, essa linha só funcionará até que a estação Luz da linha 4 seja inaugurada -a previsão é para o segundo semestre.

TUDO PAGO

Em outubro do ano passado, cogitou-se a criação de uma linha circular, gratuita para alunos e funcionários, que ligaria o campus ao metrô Butantã, ao largo da Batata e à estação Hebraica-Rebouças da CPTM.

Segundo a assessoria de imprensa da USP, no entanto, o projeto de gratuidade não foi possível devido ao custo operacional da linha. O trajeto da nova linha Butantã-USP terá uma extensão de 16 km e percorrerá os principais pontos campus.

Segundo estimativa da SPTrans, a linha será atendida por sete veículos, com intervalo inicial entre ônibus próximo a seis minutos. Os circulares gratuitos e gerenciados pela USP continuarão seu trajeto normal, assim como as atuais linhas regulares da SPTrans que trafegam pelo campus.

A despeito da incerteza das datas de inauguração das novas estações da linha 4, que já foram adiadas diversas vezes por causa de atrasos nas obras, o Metrô afirma que o cronograma de operações para primeiro semestre será mantido.



READ MORE - Estação Butantã tem linha direta para USP

Em João Pessoa, frota de veículos cresce quatro vezes mais que população

A frota de veículos de João Pessoa cresce quatro vezes mais que a população da cidade, conforme declaração do superintendente de Transportes e Trânsito da Prefeitura municipal, Nilton Pereira de Andrade. As estimativas foram baseadas em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que apontam taxa de crescimento da população da Capital de 2% ao ano, enquanto a frota de veículos aumenta no ritmo de 8%.

“Essa é uma realidade que não muda de repente e que vem se agravando principalmente nos últimos cinco anos”, frisa Nilton Pereira. Seguindo a proporção, a cada bebê que nasce em João Pessoa, quatro carros entram em circulação. Enquanto em 2005 o número de veículos licenciados por dia era de 30, em 2010 o registro chegou a 93 por dia.

O superintendente diz que o problema vai além da questão de trânsito, pois envolve várias esferas. Para ele, a solução para essa desproporção seria um investimento pesado dos municípios, com o suporte federal, em políticas de valorização do transporte público. A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) está elaborando um plano de reestruturação desse sistema e apresentará propostas – dentro do programa federal "PAC Mobilidade Urbana" – para melhorar o sistema de transporte público da Região Metropolitana de João Pessoa, a fim de aprimorá-lo ao ponto de as pessoas deixarem seus carros em casa e optarem por uma alternativa mais benéfica ao trânsito e ao planeta.

“O problema é que a classe média só quer andar de carro, porque o transporte público não é bom. Então vamos imprimir qualidade para que os coletivos atraiam o usuário”, apontou Nilton. O plano de valorização prevê a instalação de corredores e programação semafórica exclusivos para os ônibus. O sistema de transporte público será integrado ao de bicicletas.

Fonte: NE10

READ MORE - Em João Pessoa, frota de veículos cresce quatro vezes mais que população

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960