Rio de Janeiro: Transporte coletivo: melhor opção para chegar amanhã ao Centro

quinta-feira, 3 de março de 2011

A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) e a CET-Rio recomendam ao carioca que procure deixar o carro na garagem e faça a opção pelo transporte coletivo - ônibus, metrô, trens e barcas - ou mesmo o táxi para chegar, amanhã, sexta- feira, na área central da cidade. Nesta sexta-feira, último dia útil que precede o Carnaval, o Centro sofrerá o impacto da abertura oficial do evento, com o desfile das escolas mirins na Passarela Professor Darcy Ribeiro ( Sambódromo). Serão dezenas de interdições de trechos de vias, como a Avenida Presidente Vargas, Rua Marquês de Sapucaí, alças de acesso à Avenida 31 de Março e as ligações que envolvem a Avenida Salvador de Sá, Rua Frei Caneca, entre outros trechos importantes.

Além disso, esse quadro será inflado pelos motoristas que vão deixar o Rio, a partir de amanhã, trafegando por eixos viários de grande porte que cruzam o Centro. A concessionária Ponte S/A estima que, de hoje até sábado, cerca de 300 mil veículos passarão pela ponte em direção à Niterói e Região dos Lagos.

Diante desse cenário, ampliado ainda pela presença de blocos carnavalescos que ocuparão ruas da região, a Secretaria indica o ônibus como uma das alternativas mais viáveis para chegar ao Centro. Hoje, um terço das 900 linhas do sistema municipal de transporte coletivo, passa pelo Centro da cidade, principalmente pelas avenidas Presidente Vargas, Rio Branco e Rua do Riachuelo.

- Antes de sair de casa, é recomendável fazer o planejamento do melhor trajeto para chegar ao seu destino e evitar, ao máximo, a utilização de automóvel particular. A melhor opção para quem vai trabalhar nesta sexta-feira e também para os foliões é usar os transportes públicos (metrô, trem, ônibus, táxis e transporte complementar regulamentado) - recomendou Alexandre Sansão, secretário municipal de Transportes.

Quem for de carro deverá estar atento e estacionar seus veículos apenas nos locais permitidos e exigir o tíquete ao operador de estacionamento. A SMTR alerta aos portadores dos cartões de “trânsito livre” que eles não dão direito a estacionamento. Apenas permitem acesso a áreas bloqueadas. Os motoristas que moram nas proximidades do Sambódromo deverão portar comprovante de residência (conta de luz, gás, telefone) para que possam transitar pelos bloqueios sem qualquer inconveniente.

As interdições programadas pela CET-Rio começam no primeiro minuto desta sexta-feira, dia 4, com o fechamento da Marquês de Sapucai até término do desfile das escolas de samba mirins e limpeza das pistas. A partir das 13h, e até o final do desfile, a Avenida Presidente Vargas estará interditada junto às edificações, sentido Candelária, entre o acesso à pista central, após a ruas Carmo Neto e Santana.

Outra interdição importante, às 13h30, será a da Rua Benedito Hipólito, trecho entre a Carmo Neto e o Sambódromo. A partir das 16h30m, trechos da Av. Salvador de Sá, Frei Caneca, entre outras, estarão interditadas ao tráfego.

Veja algumas recomendações para fugir das interdições:

Veículos que vem da Praça da Praça da Banderia ou da Tijuca com destino ao Centro pela Rua Afonso Cavalcanti, devem seguir pela Rua Carmo Neto, Rua Heitor Carilho, Rua Frei Caneca, Túnel Martim de Sá de Avenida Henrique Valadares.

Quem vem do Centro com destino à Tijuca pela Rua Visconde do Rio Branco, deve seguir pela Praça da República e Av. Presidente Vargas. Os que vierem da Av. Mem de Sá com destino à Tijuca devem seguir pela Rua de Santana e Av. Presidente Vargas.

Quem vem da Zona Sul pelo Túnel Rebouças pode acessar o Centro pela Rua Afonso Cavalcanti ou seguir direto até a Praça da Bandeira.


Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro

READ MORE - Rio de Janeiro: Transporte coletivo: melhor opção para chegar amanhã ao Centro

São Paulo terá esquema especial de transportes neste carnaval

O transporte coletivo na cidade de São Paulo terá esquema especial durante os dias de carnaval, de acordo com a Secretaria dos Transportes Metropolitanos. O Metrô inicia amanhã operação para atender os usuários que vão deixar a capital paulista pelos terminais rodoviários do Tietê, Jabaquara e Barra Funda. A companhia vai reforçar a oferta de viagens no período da noite nas Linhas 1 - Azul (Jabaquara - Tucuruvi) e 3 - Vermelha (Corinthians/Itaquera - Palmeiras/Barra Funda). Para a Linha 1 foram programadas dez viagens a mais, e para a Linha 3 o acréscimo será de oito viagens.



No sábado e no domingo, a oferta de viagens será igual a de um final de semana típico. Já na segunda-feira, a frota de trens em circulação será igual à oferta de um sábado. Na terça-feira, o número de composições em operação será semelhante ao que é ofertado aos domingos.


Na quarta-feira, para atender os usuários que retornam à cidade, o início da operação nas Linhas 1 e 3 será antecipado para as 4 horas. Na Linha 2 - Verde (Vila Prudente - Vila Madalena), com exceção das estações Vila Prudente e Tamanduateí, que operam das 8 horas às 17 horas, todas as demais estações iniciam a operação às 4h30.


Na Linha 5 - Lilás (Capão Redondo - Largo Treze), a operação das estações terá início no horário habitual, às 4h40. Foram programadas para esse dia, com a antecipação do serviço, 28 viagens a mais para os usuários da Linha 1 e 16 viagens extras para os passageiros da Linha 3.


CPTM


Durante o carnaval, a circulação de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) será feita normalmente no sábado e domingo, nos horários habituais para esses dias. Na segunda-feira, quando geralmente é registrada queda na demanda de usuários, os trens circularão com horários de sábado e, na terça-feira - feriado de Carnaval -, a circulação de trens será equivalente a de um domingo.

Já na quarta-feira, os trens irão circular normalmente com os mesmos horários de um dia útil. Devido à queda habitual na demanda nos feriados, a empresa também realizará manutenções programadas em alguns trechos de suas linhas, do sábado à terça-feira.


EMTU


Para facilitar a ida dos foliões ao sambódromo, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) colocou à disposição duas linhas gratuitas de micro-ônibus ligando as estações do Metrô e da CPTM ao local do evento. Serão 35 veículos da Reserva Técnica Operacional saindo da estação Portuguesa/Tietê (Metrô) e outros 15 da estação Palmeiras - Barra Funda (Metrô/CPTM).


Para utilizar o serviço, os usuários devem retirar as senhas distribuídas pelos agentes da CPTM e do Metrô que estarão nas linhas de bloqueio, antes da saída das estações. O passe dará direito ao embarque no micro-ônibus na ida e na volta. Assim, é importante guardá-lo para apresentar ao agente na volta para casa.


Amanhã e no sábado, na ida para o sambódromo, a linha especial funcionará das 17 horas à 1 hora da manhã. Na volta, a partir da manhã de sábado e de domingo, a operação será das 5 horas às 9 horas. Esse mesmo esquema se repetirá para os desfiles do Grupo de Acesso, no domingo, da União das Escolas de Samba Paulistanas (UESP), na segunda-feira, e ainda para o Desfile das Campeãs, no dia 11, sexta-feira.


Na Estação Portuguesa/Tietê, o embarque da Ponte Orca do Carnaval será na Rua Marechal Odilio Denys e o desembarque, no Anhembi, será no Portão 1 (entrada do Pavilhão de Exposição). Na Estação Palmeiras/Barra Funda, os passageiros vão embarcar no Terminal Turístico Norte (Plataforma 8), dentro da área do Metrô.


Alteração


Haverá alteração no número de viagens da frota de ônibus metropolitanos da Grande São Paulo durante o carnaval. No sábado e domingo, o número de viagens seguirá a redução normal dos demais fins de semana. Na segunda-feira, a operação será semelhante aos sábados e, na terça-feira, a redução será equivalente a dos domingos e feriados. Na quarta-feira, haverá reforço das viagens das 10 horas às 12 horas, visando a atender o horário de entrada dos trabalhadores nas empresas.


As linhas que circulam no Corredor Metropolitano ABD (São Mateus - Jabaquara) vão cumprir programação horária diferenciada, adequadas ao comportamento da demanda. Informações detalhadas podem ser obtidas pelo telefone 0800 724 05 55 (Ouvidoria da EMTU/SP), que funciona de segunda a sexta-feira, inclusive feriados, das 7 horas às 19 horas.


Os serviços da Ponte Orca que ligam a Estação Vila Madalena (Metrô) à Cidade Universitária (CPTM) e as estações Tamanduateí (CPTM) e Sacomã (Metrô) funcionarão normalmente na segunda-feira e não vão operar na terça-feira. Na quarta-feira, o horário será normal nas duas operações gerenciadas e fiscalizadas pela EMTU/SP: das 6 horas às 22h30 no trecho Vila Madalena - Cidade Universitária; das 4h40 às 8h30 e das 17h30 às 21 horas no trecho Sacomã - Tamanduateí.


 
Fonte: Estadão

READ MORE - São Paulo terá esquema especial de transportes neste carnaval

Siemens atualiza trens em São Paulo e Recife

A Siemens trabalha na modernização de 25 trens da Linha 1-Azul do Metrô de São Paulo, junto com a Alstom, e de 10 trens da Série 4400 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Além disso, a empresa - um dos maiores conglomerados em negócios diversos - viu que era hora de investir em modernização de 25 trens do Metrô de Recife (PE), e realizou obras nesse sentido que, ao todo, envolveu 100 carros totalmente reformados.

Segundo a empresa, o serviço contou com a instalação de sistema de ar-condicionado, novo interior e pintura externa. Também foram feitos os serviços de revisão dos equipamentos e reforços estruturais, que possibilitaram a instalação do ar-condicionado.

Forte no ramo de transporte ferroviário, e uma das empresas que pode se interessar inclusive pelo Trem de Alta Velocidade (TAV) no futuro, a Simens tem entre os trabalhos desenvolvidos a manutenção do Metrô de Brasília, a sinalização das linhas de Metrô do Rio de Janeiro e o fornecimento de soluções ao Metrô paulista e a CPTM, em material rodante, sinalização e eletrificação.

Participantes da disputa pelo Prêmio Revista Ferroviária 2011, a empresa é forte competidora e concorre com a CAF e a Alstom na categoria Melhor Indústria de Equipamentos de Passageiros. Sobre a indicação ao Prêmio da Revista, Paulo Alvarenga, diretor da Siemens Mobility diz: "Estamos honrados em participar deste importante reconhecimento no setor ferroviário, prova do compromisso da Siemens com o setor metroferroviário".

Fonte: DCI

READ MORE - Siemens atualiza trens em São Paulo e Recife

Projeto do metrô de Curitiba é apresentado a entidades de classe

A primeira etapa do projeto do metrô de Curitiba foi apresentada a entidades de classe da capital, na manhã desta quarta-feira (2). Com 14,2 quilômetros de extensão - do CIC-Sul, próximo a Central de Abastecimento do Paraná (Ceasa), ao calçadão da Rua das XV de Novembro, no centro de Curitiba -, o metro terá 13 estações construídas.

Participaram da reunião representantes do Secovi, IEP, Crea, Associação Comercial do Paraná, Fecomercio, Fiep, Sinduscon e Asbea. O objetivo do encontro era que os representantes das entidades conheçam melhor o projeto, para avaliarem o impacto que deve ter no urbanismo e economia do trajeto envolvido.

A prefeitura vai apresentar o projeto, com custo de R$ 2,25 bilhões, ao Ministério das Cidades, para garantir o financiamento a fundo perdido por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade, no Ministério das Cidades.

A capital disputa os R$ 6 bilhões a fundo perdido em recursos com outras 8 capitais com mais de três milhões de habitantes, que integram o chamado “MOB 1”: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Recife, Fortaleza e Salvador. Além disso, existem outros R$ 12 bilhões de financiamento federal. O anúncio de que projetos terão direito a verba acontece em 12 de junho. Até 3 de abril, as ideias devem ser protocoladas no Ministério das Cidades.

Preocupação
As opiniões dos representantes das entidades da sociedade civil que participaram da reunião se assemelham: há uma boa expectativa em relação ao projeto, mas é preciso analisá-lo com mais cuidado. Uma das preocupações diz respeito a integração com outros modais de transporte, que deve ser muito bem articulada para funcionar efetivamente. Além disso, há a preocupação com o comércio instalado ao longo das canaletas, que não pode ser prejudicado com o projeto.

Canaletas
O espaço das canaletas do expresso deve sofrer intensa readequação urbana. A intenção é fazer com que o espaço ocupado hoje pelas canaletas seja “devolvido à comunidade”, segundo o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). Há a intenção de se construir ciclovias e um calçadão e de se instalar equipamentos de playground e quiosques.


READ MORE - Projeto do metrô de Curitiba é apresentado a entidades de classe

Metrô Rio tem trajeto definido na Linha 4 que ligará a estação da Praça General Osório, em Ipanema, a outras seis novas estações: Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema; Jardim de Alah, entre Ipanema e Leblon; Antero de Quental, no Leblon; Gávea; São Conrado; e Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca.

A Linha 4 do Metrô, que ligará a Zona Sul à Barra da Tijuca, terá seis estações de Ipanema ao destino final, passando por Leblon, Gávea e São Conrado. Com a extensão, o metrô terá capacidade para transportar mais 230 mil passageiros diariamente. A previsão é que as obras sejam concluídas em 2015.

De acordo como projeto da Secretaria Estadual de Transportes, a Linha 4 ligará as estações General Osório, em Ipanema, e Jardim Oceânico, na Barra. Na Praça Nossa Senhora da Paz (Ipanema), o acesso será pelas ruas Barão da Torre e Visconde de Pirajá. Na estação Jardim de Alah (entre Ipanema e Leblon), as entradas ocorrem pela Avenida Borges de Medeiros e Ataulfo de Paiva com Afrânio de Melo Franco. Já na estação Antero de Quental (Leblon), o acesso se dá pelas ruas Bartolomeu Mitre e General Urquiza.

Na Gávea, a estação ficará no entorno da PUC, mas as entradas ainda não foram definidas. Os dois acessos de São Conrado ficarão no início do bairro, próximo à Rocinha. No Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, haverá acesso de cada lado da Avenida Armando Lombardi, altura do shopping Barra Point.





Video: RJTV
READ MORE - Metrô Rio tem trajeto definido na Linha 4 que ligará a estação da Praça General Osório, em Ipanema, a outras seis novas estações: Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema; Jardim de Alah, entre Ipanema e Leblon; Antero de Quental, no Leblon; Gávea; São Conrado; e Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca.

Especialistas internacionais discutem sobre redes BRT na America Latina durante TRB

O 90º Encontro Anual do TRB (Transportation Research Board), maior evento de pesquisa e em transporte do mundo, reuniu mais de 10 mil participantes em Washington DC, Estados Unidos. Convidado pelo comitê de transportes dos países em desenvolvimento (ABE90) para coordenar a sessão que tratou dos avanços tecnológicos dos sistemas BRT (Bus Rapid Transit), o diretor-presidente do CTS-Brasil, Luis Antonio Lindau, discorreu sobre a evolução do sistema no mundo e a importância da América Latina neste processo. “Hoje existem 4.335 km de corredores de ônibus e BRT nos cinco continentes", informou, e chamou atenção para o muito que ainda é preciso ampliar a oferta de transporte coletivo. "Em torno de 65% da demanda mundial de sistemas ônibus em corredores e BRT se concentram em 32 cidades latino-americanas”, explica.
Lindau comentou ainda sobre os desafios normalmente encontrados na implantação dos sistemas, como as limitações na oferta de veículos, carência de técnicos com larga experiência no projeto de sistemas BRT e os orçamentos extremamente apertados. “ SIBRT tem grande potencial para transformar o cenário do transporte urbano, através do trabalho conjunto das agências de transporte das grandes cidades da America Latina para a criação das melhores práticas de gestão e operação, para a integração e estandarização dos equipamentos desses sistemas com a consequente redução de custos de produção e implantação”, afirmou. Produto da união de 14 agências gestoras de sistemas de transporte de seis países latino-americanos, a Associação Latino-Americana de Sistemas Integrados e BRT (SIBRT) foi constituída em abril de 2010, em Curitiba, com o apoio da Rede EMBARQ .

Fonte: CTS Brasil

READ MORE - Especialistas internacionais discutem sobre redes BRT na America Latina durante TRB

Ônibus é mais econômico que moto, revela estudo

Nos cálculos da Associação Nacional de Transporte Público (ANTP), o ônibus ainda é mais econômico do que a moto. O cálculo envolve fatores como a ocupação de espaço no trânsito, poluição por passageiro, custo por quilômetro rodado, impostos e taxas e até custo por acidentes. Embora ganhem com vantagem em relação ao espaço viário (espaço do veículo e de circulação somados), com apenas 8m² contra 21m² requeridos por um automóvel e 54m² por um ônibus, as motos perdem em outros quesitos.

De acordo com dados coletados pela ANTP em de março de 2010, são levados em consideração o custo social, que mistura as despesas de acidentes de trânsito e emissões de poluentes, além de impostos, taxas, manutenção e depreciação. Que se somam também às passagens no caso de ônibus, combustível para as motos e para os carros, e despesa com estacionamento.

As motos perdem para ônibus: são R$ 2,37 gastos com o coletivo para se rodar sete quilômetros em cidades, valor que sobe para R$ 3,45 sobre duas rodas. Ainda assim, é mais barato do que o carro, que sai por R$ 5,55 com gasolina e R$ 5,83 com etanol. O trânsito também agradece: um único ônibus tira até 70 carros da rua.
Do Estado de Minas

Fonte: Estado de Minas

READ MORE - Ônibus é mais econômico que moto, revela estudo

Porto Alegre: Projeto apresentado há três anos para criação ciclovias na Capital não saiu do papel

O Plano Diretor Cicloviário Integrado da Capital ainda não atendeu promessas feitas há três anos. Ao ser apresentado pela prefeitura, em maio de 2008, veio acompanhado do compromisso de que 18 quilômetros de ciclovias seriam entregues até o ano seguinte, mas até agora Porto Alegre soma menos da metade dessa extensão em faixas exclusivas, e menos de 2% de todos os trechos considerados adequados para receber bicicletas na cidade.

A implantação de vias para ciclistas é considerada um recurso eficiente para reduzir a disputa por espaço e o risco de acidentes entre automóveis, rápidos e pesados, e bicicletas, mais lentas e frágeis. Curitiba, por exemplo, conta com 120 quilômetros de ciclovias, e o Rio de janeiro, 160 quilômetros. Importantes cidades europeias ostentam malhas ainda mais abrangentes, como os 400 quilômetros espalhados por Amsterdã, na Holanda.

Em Porto Alegre, há apenas oito quilômetros onde os ciclistas podem pedalar sem a ameaça constante da passagem de veículos (a prefeitura chegou a divulgar no começo da semana que eram nove quilômetros, mas o dado foi revisado ontem). São 4,8 quilômetros na Restinga, dois quilômetros na Diário de Notícias e 1,2 quilômetro em Ipanema. Isso não chega nem à metade do que foi prometido pela prefeitura em 2008.

O estudo, aprovado um ano depois pela Câmara de Vereadores, identificou 495 quilômetros de ruas e avenidas porto-alegrenses onde podem ser construídas ciclovias. Como o cumprimento desse objetivo deve levar vários anos, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) estabeleceu como meta implantar até o ano seguinte os primeiros 18 quilômetros.

 
Fonte: Zero Hora

READ MORE - Porto Alegre: Projeto apresentado há três anos para criação ciclovias na Capital não saiu do papel

Salvador: Trânsito muda na cidade nos dias de festa

Os foliões que irão curtir a festa momesca devem ficar atentos às mudanças no trânsito na cidade, que será totalmente modificado durante os sete dias de festa. Além da proibição de tráfego e estacionamento de veículos nos circuitos do Carnaval, determinados pela Superintendência de Trânsito e Transporte (Transalvador), linhas de ônibus funcionarão em esquema especial. Assim como, serão instalados estacionamentos em vários pontos do circuito. Durante o período carnavalesco, o Elevador Lacerda estará funcionando interruptamente e gratuito. 

Quem for curtir o Carnaval de carro não poderá estacionar em diversos locais, assim como ficará proibido a circulação de veículos em três localidades, nas avenidas Sete de Setembro, no circuito Osmar (Campo Grande), Oceânica e Adhemar de Barros, no circuito Dodô (Barra-Ondina) e no Pelourinho. Quem optar por deixar o carro em casa, poderá contar com 13 pontos de táxis, que estarão circulando cobrando bandeira 2.

As alterações no trânsito começam desde quinta-feira (03) até quarta-feira de cinzas (09). No circuito Barra / Ondina (Dodô) será proibido estacionar a partir da meia- noite  do dia 03, vias: Av. 7 de Setembro (trecho compreendido entre a Rua Raul Drumond e o Largo do Farol da Barra), Largo do Farol da Barra, Av. Oceânica, Rua N (Via Marginal à Av. Oceânica), Av. Adhemar de Barros.
Na Avenida Centenário estará proibido o tráfego de veículos a partir da interseção com a Via Marginal que dá acesso ao Shopping Barra. Sentido único de tráfego nas ruas Professor Lemos de Brito, Morro do Gavazza (trecho compreendido entre a Rua Afonso Celso e a Rua César Zama), em direção à Rua César Zama.
Assim como será proibido o tráfego veículos a partir da meia-noite do dia 03, na Avenida 7 de Setembro, trecho compreendido entre a Rua Raul Drumond e o Largo do Farol da Barra. Ao longo das vias dos circuitos  serão instalados vários estacionamentos com 2.941 vagas. Para estacionar na Orla, por exemplo, o valor será de R$ 5 e R$ 10, em áreas especiais.

Além dos circuitos tradicionais, outras regiões que fazem parte do projeto Carnaval nos Bairros, também sofrerão alterações, como Periperi, Itapuã, Liberdade, Pau da Lima, Tancredo Neves, Cajazeiras X e Plataforma. As pessoas que residem nas áreas interditadas, mediante comprovação de endereço, como contas de água, energia elétrica, telefone, entre outras, terão acesso aos locais.

Caminhos alternativos

Para controlar o acesso de veículos ao longo dos três circuitos, a Transalvador irá implantar 87 barreiras, fixas e móveis, em várias avenidas, como a Ademar de Barros, na Rua Senta A. Pua, Rua Travessa Baependi, Avenida Anita Garibaldi (entrada), várias ruas da Avenida Oceânica e Centenário, entre outras.
Quem for para à Barra, Jardim Apipema, Morro do Gato e Sabino Silva, de carro terá como alternativa as Av. Centenário, via marginal, Rua Augusto Frederico Schmidt, Praça do Jardim Brasil, Rua Maceió, Rua Recife, Rua Marquês de Caravelas, Rua Miguel Bournier, Av. Centenário e Rua Professor Sabino Silva.

Para atender à demanda, a prefeitura montou esquema especial de transporte público. De sábado a terça-feira de Carnaval, as estações Pirajá e Mussurunga vão funcionar de 4h até a 1h da madrugada. As linhas da Estação da Lapa, Campo Grande e Barra irão operar com frota máxima. Assim como as linhas das Estações Pirajá e Mussurunga. A linha especial E107- Estação da Lapa - Barra irá operar durante 24 horas. As linhas de horário que atendem ao CAB serão desativadas.

Durante os sete dias de Carnaval, o Elevador Lacerda terá acesso gratuito. Já os planos inclinados sofrerão alterações, os da Gonçalves e Pilar não estarão funcionando desde a sexta-feira (4) e só retornam na Quarta-feira de Cinzas, dia 9. Já  o da Liberdade-Calçada irá operar das 6h até meia-noite e a partir de sexta-feira, dia 4, terá acesso gratuito.

Fonte: Tribuna da Bahia

READ MORE - Salvador: Trânsito muda na cidade nos dias de festa

Em Natal, Linhas de ônibus e opcional terão itinerários modificados na sábado

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana informa que devido ao Ensaio Geral que acontece neste sábado (26) na Redinha a Semob vai modificar o itinerário de duas linhas de ônibus e opcional.

Sendo assim, a partir das 14 horas de amanhã, as linhas de ônibus: 13 - Redinha/Petrópolis e 08 - Redinha/Mirassol terão desvio ao chegar e sair do terminal. O acesso ao terminal será pela estrada de barro após a rotatória da Avenida João Medeiros Filho (Ponte N. Navarro).

Já as linhas de opcional: 309 - Redinha/Centro via Alecrim e 310 - Redinha/Mirassol também terão desvio para chegar ao terminal devendo trafegar na Avenida João Medeiros Filho na ida e volta ao terminal.

Fonte: Tribuna do Norte

READ MORE - Em Natal, Linhas de ônibus e opcional terão itinerários modificados na sábado

Recife: Mudanças de linhas para o carnaval, confira:

O Grande Recife Consórcio de Transportes divulgou, na manhã desta quarta-feira (2), o esquema de carnaval para as 572 linhas que terão seu itinerário modificado. Além disso, 158 linhas serão reforçadas, com um total de 269 veículos extras na Região Metropolitana do Recife (RMR). A divulgação já começou com a distribuição de panfletos e colagem de cartazes em ônibus e locais públicos. Cinco linhas foram criadas para alimentar os pólos de folia, inclusive a Circular do Galo, que irá funcionar no próximo sábado (5).
O Circular do Galo sairá do Terminal do Cais de Santa Rita e atenderá às avenidas Mário Melo e Cruz Cabugá, das 7h às 18h. A Circular do Frevo sai da estação Recife e passa pelo Recife Antigo e Olinda, de domingo (6) a terça-feira (8), das 9h às 4h do dia seguinte. Até as 23h, haverá integração com o metrô. A passagem custa R$ 2.

A linha Shopping Recife/Olinda sai da parada 2 do estacionamento do shopping. No sábado, o horário vai dos 12h às 5h da manhã seguinte, e de domingo a terça, das 10h às 5h do dia seguinte. A Circular Olinda sai da avenida Tiradentes, próximo ao Terminal de Rio Doce, de sábado a terça, das 8h às 22h30. As tarifas custam R$ 2. A quinta linha é Shopping Tacaruna/Olinda, que sai do estacionamento do shopping e leva os foliões para a praça 12 de Março, de sábado a terça, das 9h às 2h do dia seguinte. A passagem será R$ 1,30.
No total, 50 linhas serão reforçadas por conta do desfile do Galo da Madrugada. Serão 107 ônibus extras na RMR. As modificações afetam cerca de 900 mil pessoas. As mudanças no trânsito já começaram desde a montagem das arquibancadas em fevereiro e irão se intensificar na próxima sexta-feira (4).

Com a interdição da avenida Dantas Barreto e outras ruas próximas, muitas linhas que passam pela avenida Conde da Boa Vista nos dois sentidos (Subúrbio/Centro e Centro/Subúrbio) terão as paradas do retorno desativadas. Para pegar o ônibus com segurança, foram instaladas paradas provisórias identificadas com faixas laterais coloridas. Painéis foram colocados para informar a população da localização das paradas: na própria avenida Dantas Barreto, na praça Maciel Pinheiro (próximo ao posto de carregamento do VEM) e no Parque 13 de Maio, próximo ao hospital do Exército.
O Grande Recife também tem parceria com a Secretaria de Defesa Social, a fim de diminuir a depredação dos ônibus na Região Metropolitana. No fim de semana dos dias 19 e 20 de fevereiro, quando houve a prévia das Virgens de Verdade em Olinda, foram depredados 174 veículos. No último fim de semana (dias 26 e 27 de fevereiro), o número caiu para 25. Estão sendo mapeados os pontos de risco, para que nesses locais o policiamento seja reforçado.

Check out this SlideShare Presentation:
Fonte: JC Online
READ MORE - Recife: Mudanças de linhas para o carnaval, confira:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960