BusTV e TVO anunciam aumento no número de monitores na Grande São Paulo.

sábado, 22 de janeiro de 2011


Band vai entrar com tudo no segmento, serão instalados TV's em 4.400 ônibus em 2011 
 A movimentação das empresas de mídia digital out of home é grande, bem como as novidades em tecnologia e negócios para 2011. Um detalhe que desperta atenção é a chegada de grandes grupos de mídia ao setor, com a aquisição de empresas especializadas. É uma mídia que cresce e veio para ficar, como afirmam os empresários. Este ano um dos alvos é a expansão da TV nos ônibus urbanos, mas o negócio avança por toda parte, com monitores instalados em milhares de pontos de venda, como supermercados, academias de ginástica, elevadores, lojas de conveniência e até embutidos em bombas de gasolina de postos de combustíveis, uma das últimas novidades da Elemidia. O que falta mais? “Ainda sofremos barreira comercial, pois há empresas que têm dificuldade de sair da mídia tradicional, por mais que o resultado seja comprovado”, conta Fábio Simões, sócio e diretor comercial da BusTV, que tem monitores instalados em 500 ônibus da capital paulista, além de em outras 13 cidades brasileiras, somando 3 mil ônibus.

Segundo Simões, a BusTV vai expandir para o interior de São Paulo, com mais 300/500 ônibus por ano, e tem planos de chegar a outros países da América Latina. Mas a capital paulista é o foco. “São Paulo é o foco principal. Hoje temos uma audiência de 12 milhões de pessoas na cidade por mês”, pontua. O executivo conta que em 2010 a BusTV teve faturamento 105% maior em relação a 2009. Este ano a meta é crescer entre 30% e 40%. Uma das novidades é a parceria em conteúdo com a TV Record.

Em 2010, a mídia digital out of home faturou R$ 160 milhões, um crescimento de 70% em relação ao ano anterior, segundo dados da ABDOH (Associação Brasileira de Mídia Digital Out of Home). Este ano a previsão é de um faturamento de R$ 240 milhões, um avanço de 50%. Para a ABDOH, o crescimento é justificado principalmente pela entrada de grandes grupos de mídia.

“A justificativa do crescimento é muito em função da entrada de grandes grupos de mídia neste segmento. O Grupo Bandeirantes foi o primeiro, ano passado a Abril adquiriu a Elemidia, que foi muito importante, o Grupo Algar entrou no Triângulo Mineiro e os Diários Associados em Brasília. O que se percebe é que grupos tradicionais de outras mídias não só em São Paulo, mas em outros estados brasileiros, estão fazendo aquisições e investimento no segmento”, observa Fábio Ribeiro, presidente da ABDOH e  diretor de conteúdo da Band Outernet, braço de mídia digital out of home do Grupo Bandeirantes de Televisão e que reúne as empresas TVO (mídia em ônibus), TV Minuto (metrô) e Nextmídia (estação rodoviária).

Ônibus

A mídia em ônibus é a que tem a maior penetração entre todos os canais out of home no Brasil e atinge essencialmente a classe C. Estudo do Ipsos Marplan mostrou que a penetração dos monitores em ônibus, na Grande São Paulo, é de 34%; atrás estão supermercados com 31%, metrô 28% e shoppings, 20%. Outro dado interessante é que 90% dos passageiros afirmam que a viagem ficou mais agradável com os monitores de TV dentro do ônibus, apontou pesquisa Datafolha com 353 entrevistas, encomendada pela BusTV. O mesmo estudo indica que mais da metade dos entrevistados (56%) se lembra da propaganda exibida, espontaneamente. “Acho que isso acontece pelo tempo de retenção do passageiro no ônibus, em média duas horas por dia. É uma mídia fantástica”, diz Fábio Simões.

Este ano a Band vai entrar com tudo no segmento. Fábio Ribeiro comenta que hoje a frota da TVO é pequena, com 440 ônibus em São Paulo, mas que a empresa começa a virada este ano, com a instalação de monitores em 4.400 ônibus. “Vamos começar instalação de 4.400 ônibus, alcançando 50% da frota de ônibus que circula na cidade pela SPTrans. Vamos ter uma audiência estimada em 3,5 milhões por dia. Estávamos limitados, aguardando nova portaria da SPTrans que regulamenta a mídia TV em ônibus, que saiu este mês. Os monitores estavam instalados em cima de uma portaria antiga. Agora foi regulamentada tanto questão de tecnologia e remuneração da SPTrans, que recebe parte da receita dos donos dos ônibus. No ano passado, chegamos a subsidiar campanhas de anunciantes, porque acreditávamos no produto. Até o ano passado, a regulamentação só permitia exibição de campanhas que fossem veiculadas nos 30 dias do mês. Agora posso veicular um anúncio de dois dias. Isso nos torna muito mais competitivos”, explica Ribeiro.

Eduardo Rosemback, diretor de marketing da Elemidia, comemora. “Este mercado está bom como um todo, vem crescendo ano após ano. 2010 foi um ótimo ano para a Elemidia, entramos no segmento de bares e restaurantes com a compra da CineBoteco e no final do ano veio a grande notícia, que foi a aquisição da empresa pelo Grupo Abril. Fechamos 2010 com faturamento 60% maior. Para este ano,  a aposta é crescer entre 50% e 60”, finaliza.

Fonte: Propmark
READ MORE - BusTV e TVO anunciam aumento no número de monitores na Grande São Paulo.

Linha 4-Amarela do Metro de São Paulo, terá uma hora a mais em sua operação

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos informa que a partir do próximo dia 24 (segunda-feira), a Concessionária ViaQuatro, da Linha 4-Amarela do Metrô, passará a operar o trecho Faria Lima-Paulista das 8h às 15h, de segunda a sexta-feira (inclusive feriados), ampliando em uma hora o início de seu funcionamento.

Essa é a primeira ampliação do horário de funcionamento da nova linha desde a sua inauguração. A iniciativa visa atender a grande demanda de usuários que tem como destino a Avenida Paulista ou região de Pinheiros no início do horário comercial.

Inauguradas em 25 de maio de 2010, as estações Paulista e Faria Lima – as primeiras em operação na linha 4-Amarela – permanecem funcionando em horário diferenciado devido ao processo de testes das novas tecnologias incorporadas por essa nova linha.

A expectativa da Concessionária ViaQuatro é que após a entrega de mais duas novas estações, Butantã e Pinheiros, seja possível estender gradualmente o período de funcionamento. Assim, a Linha Amarela poderá operar no mesmo horário normal como restante da rede - de das 4h40 à meia-noite. A entrega para estas estações está prevista para o primeiro semestre deste ano.

Com o acréscimo de uma hora de operação, na estação Consolação, a previsão é que haja um aumento de 1.500 passageiros, provenientes da transferência gratuita na estação Paulista.

No primeiro dia do novo horário, o Metrô informará os usuários sobre a ampliação do serviço por meio de cartazes nas estações e pelo sistema de comunicação sonora, além do apoio de agentes de estação no local. Em casos de dúvidas os usuários podem ligar na Central de Informações do Metrô, no telefone 0800-7707722 ou na Central da ViaQuatro, no telefone: 0800-7707100.

Por dentro da Linha 4-Amarela

Desde a abertura das duas primeiras estações em operação – Paulista e Faria Lima, a Linha 4 já transportou cerca de 2 milhões de usuários. Quando completa a nova linha funcionará com 12,8 km de extensão, ligando a região da Luz, no centro da cidade, a Vila Sônia. Com 11 estações, passando pelas regiões da Luz, Consolação, Pinheiros e Butantã.

Fonte: Metrô SP
READ MORE - Linha 4-Amarela do Metro de São Paulo, terá uma hora a mais em sua operação

Em Belém, Operação retira ônibus irregular de circulação

Operação de fiscalização realizada em Belém tentou flagrar a emissão escessiva de gás carbônico por ônibus urbanos que estão em circulação. No terminal de passageiros da Universidade Federal do Pará (UFPA), apenas um veículo foi obrigado a retornar para a garagem por estar em situação irregular.
A operação reuniu agentes da Delegacia de Meio Ambiente (Dema), da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e da Companhia de Transportes de Belém (Ctbel). Segundo a delegada Michele Dantas, o objetivo do trabalho foi inibir a circulação de ônibus que estão com níveis de emissão de poluentes acima do permitido por lei.
No terminal de passageiros da UFPA, foram vistoriados oito veículos. O de placas JUW-2947, que pertence à empresa Via Loc e faz a linha Marituba/UFPA foi o único flagrado em desacordo com as normas. O perito Paulo Alves explicou que o ônibus atingiu o nível 2 na escala de Ringelman, adotada pela legislação para se medir a emissão poluentes no trânsito.
Conforme o perito, o nível atingido pelo ônibus não é alto, mas a frequente emissão de poluentes potencializa os males à saúde. Ele revelou que o problema é corrigido facilmente através da regulagem da bomba injetora do veículo, providência que a empresa não adotou e, por isso, será multada em pelo menos R$ 500,00.
Segundo a delegada, a empresa foi autuada e responderá administrativamente à Sema e penalmente à Dema. Os representantes terão dez dias para contestar a autuação.

Fonte: O Liberal
READ MORE - Em Belém, Operação retira ônibus irregular de circulação

Em Campinas, Ciclofaixa funciona a partir deste domingo

A ciclofaixa de 18 quilômetros que interliga o Largo do Rosário, no Centro de Campinas, e a Lagoa do Taquaral, será inaugurada neste domingo (21) e vai funcionar das 7h às 13h. Ao longo da Avenida Francisco Glicério, no trecho entre o Largo do Rosário até o Largo do Pará, a secretaria de Esportes e Lazer vai desenvolver atividades recreativas para as pessoas que circularem pelo local.
Veja o percurso no vídeo ao lado
Os primeiros domingos de funcionamento do espaço serão acompanhados por 70 agentes da Mobilidade Urbana da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), para orientar motoristas e ciclistas. A operação da ciclofaixa também contará com o apoio da Guarda Municipal (GM) com 25 novas bicicletas e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
O trajeto é formado por grandes retas, que privilegiam o uso da bicicleta. A faixa está sinalizada em vermelho nas ruas. A Empresa municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) informou que, na maior parte do percurso, os ciclistas deverão circular à esquerda, junto ao canteiro central das vias. A ciclofaixa será protegia por 2,7 mil cones e 400 cavaletes ao longo do trecho de 18 Km.
A faixa funcionará exclusivamente aos domingos e feriados. Os primeiros domingos de funcionamento do espaço serão acompanhados por 70 agentes da Mobilidade Urbana da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), para orientar motoristas e ciclistas. A operação da ciclofaixa também contará com o apoio da Guarda Municipal (GM) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O trânsito de veículos, pontos de táxi e ônibus serão alterados para garantir a segurança dos ciclistas.

Transporte
A implantação da Ciclofaixa “Campinas-Cidadania em movimento”, vai alterar as linhas de ônibus na Avenida Francisco Glicério.
Aos domingos e feriados, entre 7h e 13h, as linhas 2.65, 2.71, 3.63, 3.64,3.68,3.81,3.83,3.85,3.91 e 3.97 terão seus pontos de parada alterados para a pista interna da Avenida Senador Saraiva, perto do cruzamento com a Rua Treze de Maio.
Igreja e Táxi
A Ciclofaixa também vai alterar a circulação de carros e estacionamento na Avenida Francisco Glicério, pra vagas de farmácia, hotéis, pontos de táxi e à Catedral Metropolitana.A Emdec informou que cartazes na Catedral informam que o acesso ao tempo católico será feito exclusivamente pelas ruas José Paulino e Costa Aguiar.
Em relação aos pontos de táxi, três deles terão mudanças na operação aos domingos. O ponto da Avenida Francisco Glicério que será remanejado para a Rua Conceição ( no trecho entre a Avenida Francisco Glicério e Rua Barão de Jaguara); o ponto do Largo do Pará, que vai ser levado para a Avenida Aquidaban, próximo à Banca de Jornal; e o ponto da Avenida Doutor Campos Salles, próximo ao Palácio da Justiça, de onde os taxistas deverão sair no contra-fluxo por conta do fechamento da Glicério.Durante o horário de funcionamento da Ciclofaixa, será proibido o estacionamento de carros na Avenida Francisco Glicério, mesmo em vagas de farmácia, hotéis e outras, no trecho entre a Rua General Osório até a Avenida Aquidaban.
Pontos da Ciclofaixa- Av. Francisco Glicério X Av. Dr. Campos Salles - Palácio da Justiça
- Av. Francisco Glicério C Rua Conceição (em frente à Catedral Metropolitana)
- Av. Francisco Glicério X Av. Dr. Moraes Salles
- Av. Francisco Glicério X Largo do Pará
- Av. Dr. Moraes Salles sobre o Viaduto São Paulo (conhecido como Laurão)
- Av. José de Souza Campos X Rua Coronel Silva Telles (próximo ao Carrefour bairro)
- Av. José de Souza Campos X Av. Orosimbo Maia
- Av. Júlio Prestes (Balão do Bela Vista)
- Praça Arautos da Paz
- Rodovia Heitor Penteado (portão 07)
Dicas de Segurança
Ao usar o espaço da ciclofaixa, algumas regras devem ser seguidas para ampliar a segurança de todos que compartilham esse espaço (outros ciclistas, pedestres e também motoristas).
Confira as principais orientações para os ciclistas:
 
Fonte: EPTV Campinas
READ MORE - Em Campinas, Ciclofaixa funciona a partir deste domingo

São Paulo: Cerca de 1,5 milhão de veículos devem deixar a capital no feriado

Entre os dias 21 e 26 de janeiro de 2011, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implanta a Operação Estrada para o feriado prolongado do aniversário da cidade de São Paulo. Estima-se que aproximadamente 1,5 milhão de veículos deixem a capital em direção ao litoral e ao interior do Estado.
A Operação Estrada, que visa o monitoramento da saída e do retorno à capital, será operacionalizada nos principais horários previstos para os veículos se dirigirem às estradas. A operação saída, será implantada nesta sexta-feira (21/01), no período da tarde, e no sábado (22/01), nos períodos da manhã e da tarde. A operação de retorno a capital começará na terça-feira (25/01), nos períodos da manhã e da tarde, e encerrada na quarta-feira (26/01), no período da manhã.
A CET vai monitorar o trânsito especialmente nos acessos e chegadas das rodovias, com o objetivo de garantir a fluidez e a segurança de motoristas e pedestres. A Engenharia de Campo da CET colocará guinchos em pontos estratégicos nos principais corredores de tráfego da cidade e nas proximidades das rodovias para agilizar eventuais remoções.
Rodízio
A Secretaria Municipal de Transportes informa que a Operação Horário de Pico (rodízio municipal de veículos) estará suspensa para os veículos de passeio nos dias 24 e 25 de janeiro, em razão do feriado. Porém, no mesmo período, continuam valendo normalmente o rodízio para veículos pesados, assim como a Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões.
Terminais rodoviários
Os agentes e técnicos da CET também estarão monitorando e operacionalizando o trânsito no entorno dos terminais rodoviários do Tietê, da Barra Funda e do Jabaquara, para garantir maior fluidez do tráfego e acessibilidade aos usuários e passageiros.

Rotas alternativas
Os motoristas que utilizam as rodovias próximas da Capital, em especial os que conduzem veículos de carga, devem evitar acessar o sistema viário da Cidade, especialmente a Marginal do Rio Tietê no dia 21 de janeiro.
Os motoristas oriundos da região Norte do País que acessam as rodovias Presidente Dutra, Fernão Dias e Ayrton Senna, com destino ao Sul, devem utilizar a Rodovia D. Pedro e o Rodoanel Governador Mário Covas.
Já os motoristas oriundos da região Sul que acessam as rodovias Régis Bittencourt, Raposo Tavares, Castello Branco e o sistema Anhanguera-Bandeirantes também devem utilizar o Rodoanel Governador Mario Covas e a Rodovia D. Pedro.  Para informações de trânsito, ligue 1188 – Fale com a CET. Atende 24 horas por dia para informações sobre trânsito, ocorrências, remoções, reclamações e sugestões.

Transporte
No dia 24, o Sistema de Transporte Coletivo utilizará 70% de sua frota e, no dia 25, colocará em circulação 50% da frota.

Metrô
No sábado (22), domingo (23) e segunda-feira (24), a circulação de trens ocorrerá sem alterações. Já na terça-feira (25), feriado, a operação será feita como em um domingo típico, adequada ao número de usuários em feriados.
Na quarta-feira (26), o Metrô antecipa a operação comercial das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha para atender os usuários que retornarão à cidade. As linhas 1 e 3 começarão a operar às 4h e a Linha 2 às 4h30. A Linha 5-Lilás iniciará a operação no horário habitual, ou seja, às 4h40.

READ MORE - São Paulo: Cerca de 1,5 milhão de veículos devem deixar a capital no feriado

Passagem de ônibus de São José dos Campos vai custar R$ 2,80

A partir do dia 30 de janeiro a tarifa da passagem dos ônibus urbanos em São José passará de R$ 2,50 para R$ 2,80, um reajuste de 12%. O percentual equivale à inflação (IGPM – Índice Geral de Preços do Mercado) no período de julho de 2009 a dezembro de 2010.

O último aumento ocorreu há um ano e seis meses. O cálculo das tarifas segue a fórmula estipulada no edital de licitação e no contrato de concessão do serviço. A tarifa diferenciada de domingo também terá um aumento de R$ 0,30, passando de R$ 2 para R$ 2,30.

READ MORE - Passagem de ônibus de São José dos Campos vai custar R$ 2,80

Em Natal, Setur tem 120 dias para instalar GPS

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn) terá 120 dias para instalar o sistema de GPS em toda frota de ônibus natalense. O prazo foi estipulado pela Prefeitura de Natal como contrapartida para liberar o aumento no valor da passagem, que hoje já passa de R$ 2,00 para R$ 2,20.

O Diário Oficial do Município (DOM) dessa sexta-feira, trouxe a publicação referente ao aumento da passagem, que vinha sendo discutido há algum tempo entre a Prefeitura e o Seturn. Segundo o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Marcos Antônio, o valor da tarifa subiu R$ 0,20 sob a condição do sindicato realizar algumas mudanças no serviço. "O GPS permite o controle dos dados operacionais, como itinerário. O prazo para serem instalados é de 120 dias", informou. O secretário disse ainda que os empresário de ônibus incluirão na frota mais 24 novos veículos. De acordo com ele, as áreas com demanda reprimida, por exemplo, o bairro Planalto, receberão novos ônibus.

Há dois meses, o aumento de R$ 0,30 seria publicado no DOM na ausência da prefeita Micarla de Sousa. Quando voltou a Natal, a chefe do executivo declarou que o reajuste só aconteceria mediante a melhoria dos serviços, entre as quais a ampliação do tempo do Passe Livre, programa que dá direito ao passageiro usar o NatalCard em dois ônibus dentro de uma hora. Com a mudança, esse período passaria a ser de 1h30. Além disso, ela cobrou a integração entre os sistemas de transporte coletivo e alternativo, com objetivo de dar direito de escolha ao usuário.

Reação

O secretário de Mobilidade Urbana adiantou que não haverá aumento no tempo do Passe Livre. "Está faltando apenas a orientação para o usuário", declarou Marcos Antônio. Ele acredita que a integração não é feita em uma hora somente quando o usuário passa por algum imprevisto. A visão de Renata Nunes, moradora do bairro Santarém, é bem diferente. "Tem dias que o ônibus está lotado de um jeito que não consigo passar pela roleta. Quando vejo já perdi o tempo da integração", reclama a usuária. Para ela, esse aumento é "absurdo", principalmente, diante dos problemas de segurança enfrentado pelos ônibus.

Por ter acompanhando as discussões do assunto na mídia, Ana Carmem Nascimento, não foi pega de surpresa com o aumento da passagem, mas reclama da valor. "Não tem sentido essa passagem de ônibus aumentar, é abusivo, se contarmos apenas com o simples fato de que Natal é pequena, sendo possível ir de uma ponta a outra da cidade em pouco tempo", aponta.

No final da tarde de ontem, surgiu um movimento no site de relacionamento Twitter, onde os usuários enfaizam a seguinte frase: #eunãopossopagar2e20. As empresas de ônibus pediram desde outubro de 2010, um acréscimo de R$ 0.34 no valor da tarifa, sendo autorizado pela Prefeitura apenas R$ 0.20. A nova tarifa está embasada por um detalhado estudo realizado pelo setor técnico Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (Semob).

Novos preços

Normal: R$ 2.20
Estudante: R$ 1.10

Tarifa Social: R$ 1,10

Linha Norte Fácil: R$ 1,60

READ MORE - Em Natal, Setur tem 120 dias para instalar GPS

Transporte coletivo do Rio começa a ganhar forma ‘olímpica’

As mudanças no transporte coletivo no Rio, que fazem parte da preparação da cidade para os Jogos Olímpicos de 2016, começam este ano, segundo anunciou a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor). Câmeras de vídeo serão instaladas nos ônibus em maio.

“As imagens estarão ligadas ao centro de operações Rio, da prefeitura”, divulgou a relações-públicas da federação, Suzy Balloussier, acrescentando que a Fetranspor também pretende instalar banheiros nos pontos finais de cada linha.  Segundo Suzy, as ações são integradas com a implantação do BRS, faixas especiais que serão implantadas nas zonas sul e norte.  As duas faixas da direita serão corredores exclusivos para ônibus.

Copacabana será o primeiro bairro a receber a novidade. A congestionada avenida Nossa Senhora de Copacabana vai ganhar a faixa especial no dia 19 de fevereiro. De acordo com o plano de metas da Fetranspor, o embarque e o desembarque em ônibus só serão permitidos na faixa da direita. Os carros apenas poderão trafegar nas faixas da direita para ter acesso às garagens.

Outra rua importante e bastante tumultuada de Copacabana, a Barata Ribeiro, terá BRS em março. Botafogo e Jardim Botânico também serão beneficiados com a faixa exclusiva ainda no primeiro semestre, mas sem data certa.

No segundo semestre,  o sistema será implantado em cinco importantes vias da zona norte: Marechal Rondon, Vinte e Oito de Setembro, Radial Oeste, Teodoro da Silva e Vinte e Quatro de Maio. Os veículos que circularem indevidamente nas faixas preferenciais serão multados. Para identificalos, a prefeitura vai instala radares para verificar as placas. O esperado é que a velocidade passe de 13 km/h para 24 km/h nas vias especiais.

Com a implantação do BRS, a frota deverá ser reduzida, mas a Fetranspor alega que isso são afetará o transporte.

Fonte: eBand
READ MORE - Transporte coletivo do Rio começa a ganhar forma ‘olímpica’

Paulistanos desaprovam preço de transporte público e soluções para áreas de risco, diz pesquisa Ibope

A tarifa do transporte público e as soluções para áreas de risco na capital paulista são motivos de insatisfação para a maioria dos 1.512 moradores de São Paulo ouvidos em pesquisa Ibope encomendada pela ONG Movimento Nossa São Paulo.
O preço das passagens, que incomodava 76% dos entrevistados em 2009, passou a ser desaprovado por 80% no levantamento feito entre os dias 29 de novembro e 12 de dezembro de 2010. No final do ano passado, pouco depois do período das entrevistas, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) anunciou o aumento da passagem de ônibus de R$ 2,70 para R$ 3.
E a desaprovação não abrange apenas o custo da passagem. Segundo a pesquisa, que avalia a qualidade de vida do paulistano, os entrevistados se disseram muito insatisfeitos em quase todos os quesitos referentes ao transporte público na capital.
A restrição aos ônibus fretados, o tempo de espera nos pontos de coletivos e a pontualidade do serviço desagrada a cerca de 70% dos entrevistados em todas as áreas da cidade.

O tamanho da rede do metrô foi o item melhor avaliado: 21% dos entrevistados se disseram muito satisfeitos e 40% deram nota entre seis e oito, em escala que varia de um (muito insatisfeito) a dez (muito satisfeito). Apesar disso, 39% afirmaram estar muito insatisfeitos com a extensão das linhas.

Medo de alagamentos

Em meio à temporada de chuvas em São Paulo, quando até quarta-feira (19) 24 pessoas haviam morrido desde dezembro passado em todo o Estado, as soluções criadas para quem vive em área de risco foram desaprovadas pela maioria dos entrevistados (74%). Entretanto, o total de entrevistados insatisfeitos caiu de 78%, em 2009, para 74% no último levantamento. Apenas 5% dos entrevistados classificaram o item como muito satisfatório.
Segundo o levantamento, 23% se disseram com medo de alagamentos. Em comparação ao ano passado, no entanto, quando foi registrado 28%, o número caiu.
Ainda quanto à questão habitacional, políticas que permitem compra de casa própria, reurbanização de favelas e ofertas de planos de moradia para todas as faixas salariais também são alvo de insatisfação para a maioria dos 1.512 entrevistados.

O percentual de moradores da cidade que classificam a administração municipal como ótima ou boa caiu de 28% para 27%. Aumentou de 46% para 51% o total de entrevistados que a considera regular, e diminuiu de 26% para 21% os que avaliam o trabalho da prefeitura como ruim ou péssimo (1% não soube ou preferiu não responder).

Qualidade de vida
O total de moradores de São Paulo insatisfeitos com a capital paulista diminuiu entre 2009 e 2010, mas ainda assim, a maioria dos entrevistados quer deixar a cidade.

Honestidade dos governantes está entre os aspectos que registram maior nível de insatisfação, com nota de 2,7 em uma escala de um a dez, seguido por punição à corrupção e transparência dos gastos e investimentos públicos, ambos com nota 3.

Para a maior parte dos entrevistados (47%), a qualidade de vida em São Paulo melhorou em 2010; 44% avaliaram o ano como estável e, para 9%, a qualidade de vida piorou no último ano.

Na divisão por subprefeituras, a região de Capela do Socorro e Cidade Ademar, ambas na zona sul, é a mais insatisfeita com a qualidade de vida - seus moradores deram a menor nota (4,5) em uma escala de um a dez.
O bairro de Pinheiros, na zona oeste, foi o melhor avaliado, com nota 6,2. Ao todo, 12 regiões foram classificadas dentro do maior grau de satisfação.

Fonte: R7.com
READ MORE - Paulistanos desaprovam preço de transporte público e soluções para áreas de risco, diz pesquisa Ibope

Em Goiânia, Projeto prevê fiscalização contra mau uso do transporte coletivo

Uso indevido de cartões do transporte coletivo (Sit-PASS), embarque pela porta traseira, desembarque pela porta dianteira, pular ou passar por baixo da catraca. Atitudes como estas serão fiscalizadas por agentes autorizados da Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC). O projeto é uma iniciativa piloto da RMTC e pretende evitar a prática de ações de má utilização do transporte coletivo. A ação terá início a partir de amanhã, sábado, 22. Até o mês de abril de 2011, fiscais estarão presentes em linhas das três regiões da RMTC (Leste, Oeste e Sul). “A seleção das linhas integrantes desta primeira etapa foi feita com base no resultado da pesquisa sobre o mau uso do transporte coletivo, a qual apontou considerável índice de irregularidades”, explica o diretor do Consórcio Rmtc, Leomar Avelino.
Após a mensuração dos resultados iniciais, a ideia é que o projeto se torne permanente, de maneira a evitar irregularidades na utilização do serviço. Por ano, segundo pesquisa feita no 1º semestre de 2010 em todas as linhas e terminais da Rede – incluindo o Eixo Anhanguera –, estima-se que ocorram, em média, 9,3 milhões atitudes de mau uso do transporte coletivo. Dentre as principais, estão o uso impróprio dos cartões Sit-PASS e ações dentro dos veículos, como embarque ou desembarque indevidos.
Ainda considerando o mesmo período, ações irregulares causam prejuízos da ordem de mais de R$15 milhões ao setor. O diretor ressalta que a principal consequência é que o montante poderia ser revertido em benefícios aos clientes por meio da melhoria da qualidade do serviço. “Além disso, é necessário buscarmos a divisão equânime dos custos entre todos que utilizam o serviço. O valor não pode ficar somente a cargo de alguns, enquanto outros deixam de contribuir”, completa. 
Como será feito
Os ônibus fiscalizados contarão com a presença de agentes autorizados, identificados com crachá. O trabalho terá foco na orientação ao cliente. No caso de embarque pela porta traseira, será solicitado o reembarque pela porta dianteira. Quanto aos cartões Sit-PASS, caso seja evidenciado sua utilização por outra pessoa que não àquela identificada como proprietária, o mesmo será retido e o cliente orientado a dirigir-se à agência do SETRANSP (Localizada na Rua 4, Edifício Parthenon Center, no Centro) para regularizar sua situação.

Fonte: RMTC
READ MORE - Em Goiânia, Projeto prevê fiscalização contra mau uso do transporte coletivo

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960