Salvador: Estudantes param trânsito contra aumento de tarifa de ônibus

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Mais de 200 estudantes foram às ruas nesta segunda-feira, 3, para protestar contra o aumento da passagem de ônibus, que entrou em vigor no dia 2 de janeiro, a estimativa é da Polícia Militar (PM). Com muito barulho e entoando gritos de guerra como “Estudantes na rua, a luta continua” e “Um, dois, três, quatro, cinco mil, abaixo esta tarifa, que é a vergonha do Brasil”, o Movimento Exu Tranca Rua - SSA ou Revolta do Buzu 2011, paralisaram as vias de acesso à Estação Iguatemi, onde promoveram o passe livre da população.
Por volta das 19h40 os estudantes encerraram o movimento do dia e seguiram para a Universidade Salvador (Unifacs), onde se reuniram para fazer um balanço do ato desta segunda. O encontro serviu também para organizar as atividades da manifestação que farão às 10h, desta terça, 4, na Estação da Lapa, quando prometem promover o passe livre no embarque da população.
A manifestação dos estudantes teve início por volta das 15h40 quando eles saíram em passeata, munidos de apitos, nariz de palhaço, cartazes e faixas, da Rótula do Abacaxi, até a Estação Iguatemi. Ao chegar no local, os manifestantes fizeram um ato. Sentados na rua, descreveram todos os pontos que estão sendo reivindicados e pediram o apoio da população.
“A população entendeu e apoiou o nosso movimento, e os motoristas colaboraram abrindo as portas dianteiras para o embarque da população. Hoje foi tudo perfeito”, avaliou o estudante Vinícios Ribeiro, um dos integrantes do Movimento Exu Tranca Ruas-SSA / Revolta do Buzu 2011.
De acordo com a Superintendência de Trânsito e Transportes do Salvador (Transalvador), viaturas da polícia acompanharam a manifestação para evitar que houvesse danos ao patrimônio. Não houve registros de confusão e o movimento seguiu com tranquilidade.
Segundo a Transalvador, durante a passeata dos estudantes, o trânsito no local foi interditado, e nenhum veículo conseguia passar. Já no início da noite as principais vias de acesso estavam liberadas, havendo bloqueio apenas na via exclusiva de ônibus. Segundo o órgão, alguns ônibus foram desviados para a rodoviária, na tentativa de diminuir o congestionamento que se formou na via.
Durante a tarde, a Transalvador registrou congestionamentos na Avenida Antônio Carlos Magalhães, sentido Rótula do Abacaxi, Avenida Bonocô, sentido Centro, e Rótula do Abacaxi, em direção ao Iguatemi. Os motoristas que passaram pelo Iguatemi, sentido Avenida Tancredo Neves, não encontraram dificuldades para trafegar.
O movimento estudantil surgiu após o anúncio do aumento da tarifa das passagens de R$2,30 para R$2,50 e ganhou força na internet por meio dos sites de relacionamentos Orkut e Twitter. Somente no Orkut, a comunidade que leva o nome do movimento tem mais de três mil membros. Já no Twitter, o assunto mais comentado pelos soteropolitanos nesta segunda-feira, é #revoltadobuzu. Outros termos que se referem ao movimento também ganharam destaque no microbrog como #revoltabuzu2011, em quarto lugar, e #abacaxi, em sexto.
O Exu Tranca Ruas – SSA / Revolta do Buzu 2011, é uma reedição do movimento estudantil realizado no ano de 2003, quando estudantes protagonizaram diversas manifestações na cidade, em protesto ao aumento da tarifa.
Durante a manhã desta segunda, estudantes fizeram uma plenária no Colégio Central, com a participação de integrantes de entidades estudantis, grêmios, diretórios e centros acadêmicos, entre outros estudantes. Na plenária, foi informado que uma carta pública está sendo elaborada para ser encaminhada ao prefeito e à população de Salvador. A previsão é que a carta seja enviada nesta terça.

Objetivos – Na pauta de reivindicações dos estudantes estão o aumento e regulamentação dos postos de recarga do SalvadorCard; aumento da frota de ônibus (inclusive no ‘pernoitão’); facultatividade da recarga antecipada; fim da taxa de revalidação do SalvadorCard; reforma das Estações de Transbordo e da Lapa; melhoria do Sistema de Integração. Além da reativação do Conselho Municipal do Transporte, com participação paritária da sociedade civil; inclusão dos estudantes da Educação Profissional e Educação à Distância ao uso do SalvadorCard; inauguração do metrô e ampliação do percurso; adesão de todos os ônibus, inclusive os seletivos, ao sistema de meia passagem; regulamentação das passagens metropolitanas; fim das cotas diárias de meia-passagem; congelamento da tarifa e passe-livre.

Fonte: A Tarde

2 comentários:

Anônimo disse...

e um absurdo o transporte de salvador horários indefinidos desorganizado,ônibus sujos , sem segurança, com funcionário mal educados,não vejo motivos para aumento,o único estado com valor mas alto e salvador e ainda com um curto espaço de tempo e funcionamento precisamos de mas ônibus e com distancias maiores.
cadê a palavra do governador joão henrique

ane disse...

precisamo de mas ônibus em salvador, principalmente nas periferias de salvador, sou moradora do barrio de santa cruz o ônibus de barroquinha via brotas passa de 2 em 2 horas e um sufoco.cadê as autoridades

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960