Linhas de ônibus do Rio ganham telas com as notícias do GLOBO

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

As notícias do jornal O GLOBO chegam este mês aos passageiros de 150 ônibus de 14 linhas do consórcio Intersul. As telas foram instaladas nos coletivos, exibindo reportagens que deixam os leitores em dia com sua cidade, com o Brasil e o mundo. O sucesso já pôde ser comprovado. Estudante de design, Miguel Leite, de 19 anos, gostou da concepção do projeto noticioso.
- O design dos monitores ficou leve, facilitando a leitura - disse ele.
As notícias são apresentadas em textos curtos para facilitar a leitura dentro do ônibus. Segundo Ana Lucia Selvatici, coordenadora da área de Novos Negócios, a linguagem é própria.
- Somos os únicos com conteúdo atualizado ao longo de todo o dia - afirma.
Tudo foi feito criteriosamente. O Ibope Inteligência, uma empresa do Ibope, realizou pesquisa na qual foram ouvidas 600 pessoas, 300 da Zona Sul e 300 da Zona Norte, que utilizam ônibus pelo menos três vezes por semana.
Uma das questões era relativa ao design. Foram mostrados quatro tipos, e o que mais agradou aos entrevistados foi o que tinha figuras geométricas.
- Eles preferiram o design mais original - diz Marcelo Casé, responsável pelo desenho do site junto com Richard Vignais.
A bancária Anaile Cardoso leu com atenção as notícias.
- A ideia é muito boa. E faz o tempo de viagem passar bem mais rápido - atestou ela, que ressaltou o fato de o conteúdo dos monitores ter espaço para o horóscopo.
Na pesquisa do Ibope, as pessoas destacaram ainda como positivo o fato de o design não recorrer a muitas animações, no intuito de facilitar a leitura das notícias.
Foram testados também o tempo de leitura (15 segundos) e as diferentes distâncias entre o monitor e as pessoas dentro do ônibus.
A previsão é que, até o fim de 2011, sejam 500 ônibus com as notícias em tempo real.
O GLOBO tem uma parceria com a Onbus para implantação da nova mídia nos ônibus. Segundo Kleber Hollinger, sócio da Onbus, foram investidos R$ 3 milhões na operacionalização.
- É uma tecnologia inédita no Brasil, e a Infoglobo representa uma parceria de qualidade - afirma.
Uma das metas futuras é incorporar o uso do georreferenciamento para prover informações relativas ao local em que o ônibus está passando no momento.
- Será a segmentação total - prevê Kleber Hollinger.
Ana Lucia completa:
- Para isso, precisamos que as empresas instalem GPS nos ônibus, o que não deverá demorar muito pra acontecer, em função de uma exigência da própria prefeitura.
O objetivo do projeto é expandir o serviço para outros locais, como aeroportos, farmácias e outros ambientes nos quais se pode ler uma notícia. Cada local vai exigir adaptações pontuais.
Anunciantes têm opções para falar com clientes
A expectativa é que o novo produto, chamado Geomídia, chegue a três milhões de passageiros por mês.
- O projeto Geomídia reforça a meta de deixar o leitor com acesso cada vez mais facilitado ao conteúdo do GLOBO, que já conta com site, celular, iPad, Kindle e redes sociais. Além disso, oferece aos nossos anunciantes alternativas para falar com seus clientes de forma georreferenciada - afirma Carla Esteves, gerente geral de Novos Negocios da Infoglobo.

Fonte: O Globo
READ MORE - Linhas de ônibus do Rio ganham telas com as notícias do GLOBO

ABCD ganha 1° ônibus a hidrogênio do estado

O primeiro ônibus intermunicipal movido a hidrogênio do Estado de São Paulo iniciou, nesta quinta-feira (16/12), testes com passageiros no Corredor Metropolitano ABD, entre São Mateus e Jabaquara. Os passageiros de Santo André, São Bernardo e Diadema que utilizam as linhas dos trólebus poderão experimentar a nova tecnologia de transporte ambiental. Ainda não existe um cronograma, mas a expectativa da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) é que o veículo circule alternadamente em todos os trechos do corredor. Os testes seguem até o final de 2011.

O gerente de desenvolvimento e planejamento da EMTU, Ivan Regina, informou que o ônibus funcionará de segunda a sexta-feira, ficando fora dos horários de pico. “É importante frisar que somos o quinto País do mundo a deter essa tecnologia e que no momento trata-se apenas de um protótipo. Se fosse fácil, outros países já teriam dominado”, destacou. No primeiro dia de operação (16/12) não foi cobrada passagem. Nos demais dias, a tarifa será de R$ 2,65.

Para Regina, a principal vantagem do ônibus movido a hidrogênio é a não-emissão de material particulado ou de gases de efeito estufa. “O veículo é zero em poluição. A única coisa que sai do cano de escapamento é água”. O computador de bordo garante o funcionamento do ônibus mesmo quando há falhas no subsistema, além de verificar as condições de segurança e acionar dispositivos para estabilização do veículo. Se a tecnologia der certo, o objetivo é que se possa substituir o atual transporte coletivo.

Durante os testes, os pesquisadores irão analisar o consumo de hidrogênio em condições normais de operação, temperatura, entre outros elementos. “Esse veículo já rodou mais de 6 mil km em testes, mas agora queremos obter dados reais  de operação. O ônibus estará totalmente  instrumentado, de maneira que possamos colher mais informações”, disse. A motorista da Metra, Andrea Maria Fazolin, está lisonjeada por ser a primeira mulher a dirigir o veículo. “Fizemos treinamento teórico e prático. No dia-a-dia é como se estivesse dirigindo qualquer ônibus, porém este é mais silencioso”, garantiu.

Mais três veículos movidos a hidrogênio estão em fase de aquisição e estão previsto para 2012. “Esse primeiro não é ideal, ainda estamos pesquisando. Os próximos já serão mais comerciais”, explicou Regina. Outra justificativa dada pelo funcionário da EMTU para a demora da aquisição dos outros veículos a hidrogênio é o fato de no momento, a indústria brasileira ainda não fabricar as peças dos novos ônibus. “Vamos fazer uma nacionalização progressiva. A meta é, em médio prazo, tornar o Brasil líder nesse tipo de tecnologia. Queremos fazer melhor e mais barato”, garantiu.

Fonte: TV abcd
READ MORE - ABCD ganha 1° ônibus a hidrogênio do estado

Corredor de ônibus será reforçado na próxima semana em São José dos Campos

A partir desta quarta-feira (22), a Prefeitura de São José dos Campos aumentará a oferta de horários e itinerários do transporte coletivo para quem mora na região sul do município. A intenção é reforçar um dos principais corredores de ônibus da cidade com uma linha integrada, que permite ao usuário pagar apenas uma só passagem no deslocamento para qualquer outra região da cidade. A medida favorece uma população de cerca de 80 mil pessoas.

O corredor sul será reforçado com mais seis novos veículos da empresa Expresso Maringá que cumprirão nos dias úteis 56 novos horários no sentido bairro e 77 horários no sentido centro. A saída do centro será no Terminal Urbano Central (TUC – Rodoviária Velha), e no bairro será na Rua Maria de Lourdes M. Assis, no Campo dos Alemães.

Aos sábados, serão 35 partidas no sentido bairro e 45 no sentido centro; no domingo, 21 no sentido centro e 29 no sentido bairro. A nova linha terá a seguinte identificação no painel frontal dos carros: 330 - Campos dos Alemães/TUC.

Os veículos são zero quilômetro, têm 15 metros de comprimento e capacidade para 100 passageiros. Um dos principais diferenciais destes ônibus é o piso rebaixado, que melhora a acessibilidade dos usuários porque fica colocado praticamente ao nível da calçada. Outra característica é o conforto para quem viaja, pois os carros são equipados com câmbio automático.

Os painéis frontal, traseiro e lateral em LED (Diodo Emissor de Luz) na cor branca também facilitam a visualização pelos passageiros. Cinco ventiladores no teto possibilitam uma melhor circulação de ar. A suspensão diferenciada desses carros permite que o motorista rebaixe o piso facilitando o transporte das pessoas com mobilidade reduzida.

Fonte: Prefeitura de São José dos Campos
READ MORE - Corredor de ônibus será reforçado na próxima semana em São José dos Campos

Prefeitura lança edital de licitação para o transporte coletivo de Manaus

O aviso da abertura da concorrência pública para concessão da exploração de linhas de transporte coletivo urbano por ônibus na cidade de Manaus foi publicado nesta quinta feira (16) no Diário Oficial do Município. O início do processo de seleção das empresas interessadas em participar da licitaçã ocorrerá no dia 4 de fevereiro.

O Edital completo da concorrência pode ser adquirido na Assessoria Jurídica da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), na rua Recife, s/n, Terminal Rodoviário Huascar Angelim, de segunda a sexta, das 8 às 14 horas. A concorrência é nacional e aberta à participação de empresas de todo o Brasil.

Após o encerramento de todo o processo licitatório, a meta da Prefeitura de Manaus é colocar mais de oitocentos ônibus novos em circulação até o segundo semestre de 2011. O projeto da licitação recomenda que a concessão do novo sistema de transporte convencional se constituirá de dez lotes de linhas, sendo a operação de cada lote, rota, local, trecho e horário, dentro de cada área de abrangência, definidas por determinação do poder concedente. (VB)

Fonte: Portalamazonia
READ MORE - Prefeitura lança edital de licitação para o transporte coletivo de Manaus

Recife terá esquema especial para os concursos da UFPE e da UFRPE

Para atender a demanda de usuários que irão realizar os concursos da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) nesse domingo (19/12), o Grande Recife Consórcio de Transporte, preparou um esquema especial. A programação terá inicio às 7h e se estenderá até as 13h. Ao todo cinco linhas estão inclusas na operação, com modificações no itinerário e reforço de frota.

Cinco linhas estão envolvidas na operação, são elas : 303- Curado II/Caxangá(323), 202- Barro/Macaxeira/Várzea, 432- CDU/Várzea, 522- Dois Irmãos/Rui Barbosa e 920 – Rio Doce/CDU. Em um domingo normal, essas linhas circulam ao todo com 34 veículos, realizando 301 viagens. Excepcionalmente neste domingo de provas, as linhas estarão circulando com 44 veículos, realizando 351 viagens. No total 10 veículos extras e 50 viagens a mais. Essas linhas realizarão 351 viagens durante todo o dia, atendendo aos campus da UFPE e da UFRPE.

Além do reforço, a partir das 7h, as linhas 303- Curado II/Caxangá e 920- Rio Doce/CDU, que normalmente não atende ao interior das universidades aos domingos, irão realizar este itinerário provisório em caráter especial.

Os usuários podem obter mais informações sobre a programação especial entrando em contato com a Central de Atendimento ao Cliente através do telefone 0800.081.01.58 ou pelo site www.grandrerecife.pe.gov.br. A Central de Atendimento do Grande Recife funciona todos os dias, incluindo finais de semana e feriados, das 7h às 19h.

Linhas com reforço de viagens:

303- Curado II/Caxangá
202- Barro/Macaxeira/Várzea
432: CDU/Várzea
522: Dois Irmãos/Rui Barbosa
920: Rio Doce/CDU

Linhas com itinerários alterados:

303- Curado II/Caxangá
920: Rio Doce/CDU

Fonte: CGRT
READ MORE - Recife terá esquema especial para os concursos da UFPE e da UFRPE

No Rio, tarifa de ônibus intermunicipais passa para R$ 2,50 em janeiro

A tarifa de ônibus intermunicipais no Rio de Janeiro passará de R$ 2,35 para R$ 2,50. O Departamento de Transportes (Detro) estabeleceu data-base anual para o reajuste das tarifas nos ônibus intermunicipais, fixada para o mês de janeiro. Assim, o Detro autorizou que, a partir de 2 de janeiro próximo, seja aplicado o índice de 5,63% na revisão tarifária dos trajetos intermunicipais. O percentual concedido foi menor do que o solicitado pela Fetranspor, representante das empresas de ônibus, que pleiteava índice de 9,42%. Como forma de não onerar o orçamento do trabalhador fluminense, o governador Sérgio Cabral decidiu manter em R$ 4,40 o valor do Bilhete Único Intermunicipal para 2011.
“A definição de uma data-base para a aplicação de reajuste tarifário, atendendo à orientação do Ministério Público feita pelo promotor Rodrigo Terra, é uma grande conquista para os passageiros, pois, antigamente, não era rara a concessão de vários aumentos ao longo de um mesmo ano. Isso agora não acontece mais. Ao contrário, a revisão é anual, e a população tem que ser avisada com antecedência de, no mínimo, 10 dias antes dos novos valores começarem a ser praticados. Sendo que, neste ano, estamos publicando as novas tarifas 18 dias antes de o reajuste entrar em vigor”, afirma Rogério Onofre, presidente do Detro.
Para cálculo do percentual, de acordo com a portaria 975 do Detro, publicada em dezembro de 2009, é usada a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), no período imediatamente anterior de 12 meses, ou seja, entre 30 de novembro e 1º de dezembro. Este é o menor índice de reajuste dos preços, se comparado com o INPC de 6,08% e o IGP-M, de 10,27 calculados para este mesmo período. Os valores das novas tarifas estão publicados na edição desta quarta-feira (15/12) do Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro e estarão também disponíveis no site do Detro.
“Os empresários devem estar conscientes de que o tempo do lucro pelo lucro chegou ao fim. A melhor tarifa não é aquela de maior valor, mas a que a população pode pagar. Com o ordenamento do transporte complementar, com a integração de modais e com o Bilhete Único, há a garantia da saúde financeira das empresas e a população não deve pagar além do justo. Ainda mais agora, quando a sensibilidade do governador Sérgio Cabral fez com que ele decidisse pelo não-reajuste da tarifa de R$ 4,40 do Bilhete Único. Este é um incentivo a mais para que um maior número de pessoas queira aderir ao sistema”, afirma Rogério Onofre, presidente do Detro.
O aviso sobre o valor das novas tarifas deverá ser afixado em ônibus, guichês e pontos de vendas pelas empresas. O Vale Transporte continua sendo aceito com o valor antigo até 30 dias após o reajuste entrar em vigor, ou seja, até 02 de fevereiro de 2011.

Fonte: Agência Rio
READ MORE - No Rio, tarifa de ônibus intermunicipais passa para R$ 2,50 em janeiro

Em Pelotas, Greve de ônibus continua por tempo indeterminado

Em assembleia no sindicato, motoristas e cobradores do transporte coletivo de Pelotas decidiram manter a greve que começou às zero hora de quarta-feira (15) por tempo indeterminado. Os trabalhadores recusaram a proposta de aumento salarial de 5,39% mais 50% de repasse do índice que for concedido pela Prefeitura no próximo aumento das passagens.
A categoria irá entregar ao prefeito Antônio Adolfo Fetter um documento em que pede a revogação do reajuste de 6,82% na tarifa autorizado pelo Executivo Municipal, que entrou em vigor no último domingo (12) e elevou o preço das passagens de ônibus em Pelotas de R$ 2,20 para R$ 2,35.
Segundo o presidente do sindicato dos trabalhadores rodoviários, Eder Blank, a categoria voltará ao trabalho imediatamente caso o prefeito publique a revogação.

Fonte: ClicRBS
READ MORE - Em Pelotas, Greve de ônibus continua por tempo indeterminado

Tarifa de ônibus vai subir em janeiro em Joinville

A Prefeitura de Joinville vai definir até o final do ano o aumento das tarifas que será concedido para as empresas Gidion e Transtusa, concessionárias do transporte coletivo da cidade. Os novos valores passarão a valer a partir de janeiro. Nesta quinta-feira, o Executivo informou, por meio do microblog Twitter, que concederá um percentual de reajuste, conforme havia ficado acordado em abril deste ano. Mas o valor ainda não foi definido.

Na semana passada, as duas empresas protocolaram um pedido de reajuste de R$ 0,48 centavos ou 25,2%. Com isso, a passagem passaria a custar R$ 2,88.

A Secretária de Infraestrutura estuda a planilha com as informações do custo do sistema e pretende, no começo da semana que vem, apresentar sua sugestão de valor ao prefeito.

Atualmente, a tarifa simples custa R$ 2,30 e a embarcada, R$ 2,70.
— Ainda não temos um valor definido. Devemos nos reunir antes do Natal. Mas sabemos que vai haver um reajuste. Foi o que ficou acordado com as empresas, comenta Ariel Pizzolati, secretário da Infraestrutura.

O aumento passará a valer a partir de janeiro do ano que vem. Há uma sinalização de que o novo custo da passagem deve ficar entre R$ 2,55 a R$ 2,70. O último reajuste foi concedido há um ano e oito meses, já na gestão Carlito.

O histórico dos reajustes no governo Carlito Merss
- Em 2009, as empresas pediram reajuste de 17% com a base na planilha de custos do transporte coletivo.
- O prefeito Carlito Merss concedeu reajuste de 12,2%.
- Com isso, a passagem que custava R$ 2,05 passou a custar R$ 2,30.
- Em abril deste ano, Gidion e Transtusa protocolaram pedido de reajuste
- Em maio, o prefeito Carlito Merss (PT) se recusou a conceder o aumento.
- Ali ficou acertado que janeiro seria o período que o prefeito daria o reajuste.
- Em 11 de setembro, "AN" noticiou o pedido de 25,2% no aumento das tarifas pedido pelas empresas de ônibus.
- A Prefeitura ainda não marcou reunião, mas há tratativas para que o assunto seja tratado antes do Natal. 


READ MORE - Tarifa de ônibus vai subir em janeiro em Joinville

Vestibulandos terão ônibus extras para provas da UFSC em Florianópolis

Os vestibulandos que tentarão uma vaga na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a partir do próximo domingo, terão mais opções de horários de ônibus para chegarem aos locais de prova em Florianópolis. A Secretaria de Transportes, Mobilidade e Terminais da Capital determinou a colocação de veículos extras para atender aos estudantes nos três dias do exame.

Todas as linhas que circulam pelos bairros com locais de prova terão horários ampliados com saídas dos terminais da cidade. Os ônibus extras não têm horários fixos, mas devem partir sempre que alcançarem a capacidade máxima de passageiros.

As provas do vestibular da UFSC serão realizadas nos dias 19, 20 e 21 de dezembro. Neste ano, foram 34.910 candidatos inscritos.

READ MORE - Vestibulandos terão ônibus extras para provas da UFSC em Florianópolis

Prefeitura de São Paulo estuda tarifa de ônibus a R$ 3 em 2011

A Secretaria Municipal dos Transportes quer que a tarifa de ônibus seja de R$ 3 em 2011. O estudo foi encaminhado ao prefeito Gilberto Kassab (DEM) no início deste mês. Quem está analisando o caso é a Secretaria de Planejamento.
A tarifa de ônibus na cidade de São Paulo hoje é de R$ 2,70. Kassab deve autorizar um reajuste, ainda indefinido, para começar a valer a partir de janeiro, mas ainda não há data para sair a decisão.
Os cálculos estão sendo feitos pela Secretaria de Planejamento com base no Orçamento, aprovado ontem na Câmara Municipal, mas ainda não sancionado por Kassab.
Para saber o valor da tarifa é preciso calcular quanto a prefeitura terá em recursos para transferir às empresas de ônibus, na forma de subsídio. A proposta orçamentária elaborada pela prefeitura apontava para uma tarifa de R$ 2,90, com subsídio de R$ 600 milhões, mesmo valor que está sendo repassado às empresas neste ano.
Porém, a Câmara aumentou a verba para R$ 743 milhões. Com isso, é possível que o aumento da tarifa seja menor que o previsto originalmente.

READ MORE - Prefeitura de São Paulo estuda tarifa de ônibus a R$ 3 em 2011

Lei garante implantação de placas para cegos em terminais rodoviários

É de autoria do deputado estadual Maurício Picarelli (PMDB) a lei 3.300, de 7 de dezembro de 2006, que dispõe sobre a instalação de placas em braille contendo a relação das linhas de ônibus e seus itinerários nos terminais rodoviários do estado.

De acordo com Picarelli, o benefício garante a acessibilidade de informações relativas ao transporte coletivo e privilegia as pessoas que não enxergam, mas que lutam diariamente para aprender a sobreviver. “É uma maneira de os cegos se sentirem como as pessoas que saem de casa e sabem sua localização, sem dependerem de perguntas a pessoas desconhecidas, que muitas vezes não estão prontas a ajudar”.

Pela lei do deputado, as placas devem ser instaladas nos terminais rodoviários, contendo a relação das linhas de ônibus e seus respectivos itinerários. Cabe ao governo julgar necessária a adoção das providências para a execução da lei.

Difícil situação - Os deficientes visuais têm enfrentado muitos desafios no sistema de transporte coletivo, principalmente em Campo Grande. Eles alegam que deve haver garantia ao direito exclusivo na parte da frente do ônibus.

Em contato com o deputado Picarelli, muitos cegos disseram que algumas empresas retiraram os bancos exclusivos, após reunião com entidades representativas dos deficientes visuais, visando garantir a esses usuários o poder de orientar-se, pedindo informações ao motorista e cobrador do coletivo.

No entanto, neste ano houve nova mudança e os adesivos afixados com os dizeres “exclusivo para deficiente visual desacompanhado” foram trocados por outro que estende o benefício a idosos e gestantes. Os deficientes visuais alegam que fica um acúmulo de pessoas na parte da frente.

“É necessário que o Poder Executivo reveja a política do transporte público urbano, não somente na aquisição de veículos adaptados, mas na construção de uma cidade que garante comodidade a todos os usuários, principalmente aos deficientes visuais”, conclui o peemedebista.

READ MORE - Lei garante implantação de placas para cegos em terminais rodoviários

Belo Horizonte começa a testar o ônibus rápido

Especialista acredita que o sistema BRT não evitará que trânsito de BH se assemelhe ao de São Paulo em 5 anos

 
A BHTrans começou nesta quinta-feira (16) a testar os modelos de veículos para implantar, em Belo Horizonte, o Sistema de Transporte Rápido por Ônibus (BRT). Para o professor e chefe do Departamento de Engenharia de Transporte da Faculdade de Engenharia da UFMG, Nilson Nunes, o BRT é uma saída “paliativa” para melhorar o transporte coletivo na capital. Ele prevê que daqui a cinco anos a cidade terá um trânsito parecido com o de São Paulo, caso não haja a construção de outras linhas do metrô na cidade.

“O metrô é imprescindível, mas o BRT surge como uma boa alternativa. Não é gambiarra, não”, responde o diretor de Planejamento da BHTrans, Célio Freitas. Nesta quinta-feira (16), durante exposição dos dois primeiros veículos testados - ao todo serão seis modelos de fábricas diferentes -, Nunes informou que até fevereiro do ano que vem a BHTrans terá escolhido a marca dos 500 ônibus que serão comprados por quatro concessionárias.

Os novos ônibus vão circular em três dos principais corredores de trânsito da capital - avenidas Antônio Carlos/Pedro I, Cristiano Machado e Presidente Carlos Luz /Pedro II. Nos dois primeiros corredores, as obras necessárias para implantação do sistema devem ficar prontas em 2012. No corredor Presidente Carlos Luz/Pedro II, a estreia está prevista para 2013.

As obras e compra de equipamentos de informática para monitorar o trânsito vão custar R$ 1,23 bilhão e fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a Copa de 2014, financiado pela Caixa (CEF).

As obras incluem a duplicação da Avenida Pedro I, que começa no primeiro semestre do ano que vem, e construção de quatro viadutos - da UFMG e dos Complexos do Vilarinho e da Lagoinha (serão construídos dois naquela região). Além de outras intervenções para adaptação nas avenidas que vão receber o novo sistema.

Nunes garante que o usuário não pagará mais pelo sistema. “Todos os nossos estudos apontam para a manutenção da tarifa vigente”. Outra vantagem listada pelo diretor da BHTrans é o tempo de viagem. No deslocamento de ponta a ponta, sem parar em nenhuma estação, a redução do tempo estimada é de 50%. Com as paradas, a redução é de 30%.

O BRT prevê a implantação de 60 estações de transferências nos três corredores de circulação, que vão desembocar na área central, nas avenidas Amazonas, Paraná e Santos Dumont.

O professor da UFMG também vê problemas de operacionalização do sistema nesses corredores. Ele justificou que nessas avenidas, além dos ônibus municipais, também circulam os intermunicipais, de responsabilidade gerencial do Governo do estado. “Prefeitura e governo estadual ainda não conversaram sobre o assunto”. Freitas diz que a “intenção” da BHTrans é que nas pistas exclusivas dessas avenidas só circulem ônibus do BRT.

READ MORE - Belo Horizonte começa a testar o ônibus rápido

Em São Carlos, Passagem do transporte coletivo vai custar R$ 2,45

A tarifa do transporte coletivo em São Carlos vai ser reajustada em 6,5% a partir do dia 26 deste mês. A passagem que hoje custa R$ 2,30 vai passar para R$ 2,45.

De acordo com o Diário Oficial do município, os créditos eletrônicos gravados em bilhetes, comercializados até a data da publicação do decreto, deverão ser aceitos pela empresa Athenas Paulista sem acréscimo de qualquer valor.

Também foi definido que os créditos comercializados até o dia 24 de dezembro de 2010, deverão ser aceitos pela empresa até o dia 2 de janeiro de 2011 sem acréscimo de qualquer valor.


READ MORE - Em São Carlos, Passagem do transporte coletivo vai custar R$ 2,45

Fim da greve dos ônibus em Pelotas continua indefinida

A audiência conciliatória entre patrões e empregados do transporte coletivo em Pelotas ainda não chegou ao fim no Tribunal Regional do Trabalho, em Porto Alegre. Com isso ainda não se sabe qual será o destino da greve dos ônibus que já dura mais de 40 horas.
A expectativa é que a audiência coloque fim à greve, ou garanta, pelo menos, a retomada dos serviços com 30% da frota, atendendo a legislação federal que estipula o mínimo de funcionamento dos serviços considerados essenciais em caso de paralisação da categoria.
As empresas querem a retomada de 60% do transporte durante os horários de pico, entre 6h e 8h30min e das 17h às 19h30min, e 30% no restante do tempo. Mas, o impasse salarial perdura: os rodoviários pedem 9% de aumento, vale-alimentação também no 13º e plano de saúde.

Reflexos
A greve já provocou reflexos em diversos setores. Trabalhadores precisaram apelar para caronas em lotações improvisadas em carros particulares, bem mais caras que o transporte coletivo.
No comércio, lojistas acreditam que o movimento tenha caído 30%. Além disso, moradores reclamam que serviços como o atendimento em postos de saúde foram afetados.

Fonte: ClicRBS
READ MORE - Fim da greve dos ônibus em Pelotas continua indefinida

Setut estuda impacto na tarifa com sistema de integração do transporte coletivo de Teresina

A implantação do sistema de integração do transporte coletivo de Teresina passa por um estudo minucioso dos órgãos competentes. O cuidado não é à toa. Com a mudança o impacto na tarifa será inevitável. No entanto, o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina (SETUT), Herbert Miura, garantiu ontem (15), durante café da manhã com a imprensa, que a meta é que o novo sistema não afete a tarifa.
Atualmente, o usuário do transporte coletivo de Teresina desembolsa em cada passagem R$ 1,90. De acordo com ele, o grande impasse hoje para impedir reajustes da tarifa é a falta de subsídios públicos. “Em grandes capitais há um subsídio do poder público. Na prática se um estudante paga meia, o município paga a outra meia e isso não incide no bolso de quem paga inteira. Porque o sistema de transporte tem um custo. Se houvesse esse subsídio a passagem seria apenas de R$ 1,40”, disse o presidente do Setut.
Herbert Miura pontua que 14% dos usuários de transporte coletivo na capital não pagam a tarifa. São deficientes, policiais militares e civis, oficiais de justiça e idosos. Nos cálculos feitos pelos empresários de ônibus esse percentual representa 900 mil passagens mensais que deixam de ser recolhidas. A estimativa é que 7 milhões de passagens são recolhidas em Teresina todos os meses.
O sistema de integração está previsto para ser implantado no próximo ano. Serão instalados oito terminais de integração: no balão da avenida dos Expedicionários, Buenos Aires, Matadouro, Santa Isabel, Piçarreira, Dirceu, Bela Vista e Parque Piauí.
Em Teresina, já circulam 20 ônibus padronizados. De acordo com a Prefeitura, é o início do processo de integração do SITT (Sistema de Transporte de Teresina). A previsão é que em até cinco anos toda a frota estará padronizada para atender o Plano Diretor de Trânsito, sendo esta a primeira etapa do processo de integração do transporte coletivo.
A cidade tem atualmente uma frota de aproximadamente 570 ônibus urbanos que integram o Sistema de Transporte Coletivo na capital. Juntas elas operam em 87 linhas nos vários bairros de Teresina transportando uma média de 7 milhões de passageiros por mês, segundo dados do Setut.

Metrô subterrâneo é opção viável
Uma ideia ousada foi apresentada pelo SETUT para a cidade de Teresina. Os dirigentes da entidade propõem a implantação do Bus Rapid Transport (BRT), um corredor subterrâneo de 10 quilômetros de metrô. É possível transportar diariamente 150 mil pessoas.
Segundo o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina (SETUT), Herbert Miura, é necessário um investimento de R$ 201 milhões e o tempo mínimo de implantação é de 10 anos. “Esse é um modelo considerado como opção mais viável para o transporte coletivo por ter baixo custo de implantação e necessita de um período muito menor entre o projeto e a operacionalização”, acrescentou.
O BRT se baseia em três ações: pagamento da tarifa antecipado, embarque e desembarque rápidos e vias exclusivas para ônibus. 

READ MORE - Setut estuda impacto na tarifa com sistema de integração do transporte coletivo de Teresina

Grande Vitória: Nova linha do Seletivo circula desde o dia 13 de dezembro

No dia 13 de dezembro, o bairro Barcelona, na Serra, ganhou uma linha exclusiva do Serviço Seletivo, programada pela Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV), a partir de pesquisa realizada pelo Consórcio Serra, operador do serviço.

A linha 1807 (Barcelona / Bento Ferreira via Colina de Laranjeiras) realiza 28 viagens nos dias úteis, com uma frota de seis ônibus e intervalos de 20 minutos nos horários de pico. Aos sábados, quatro ônibus cumprem 22 viagens, com 30 minutos de intervalos entre elas.

O ponto final da nova linha é o mesmo da linha 807 do Transcol, em Barcelona. Além de vias internas do bairro, integram o itinerário a Rodovia Norte Sul, avenida Civit, Rodovia BR101 Norte, avenidas Fernando Ferrari, Nossa Senhora da Penha, Alaor Queiroz Araújo e dra. Odete Braga Furtado, além das avenidas Américo Buaiz, Nossa Senhora dos Navegantes, Beira Mar e Joubert de Barros. As viagens se encerram no Hospital da Polícia Militar (HPM).

Com a novidade, os moradores de Barcelona, que utilizavam a linha 1804 (Serra Dourada III / Rodoviária via Barcelona) ganharam mais conforto, uma vez que agora têm a opção de embarcar em viagens iniciadas no próprio bairro. A partir da criação da linha 1807, a linha 1804 teve alteração de itinerário, deixando de realizar o trajeto entre a Avenida Região Nordeste e o ponto final da linha 807.

Fonte: CETURB-GV
READ MORE - Grande Vitória: Nova linha do Seletivo circula desde o dia 13 de dezembro

Secretaria de Planejamento recebe Estudos preliminares para a ponte Salvador-Itaparica

A Ponte Salvador-Itaparica já pode deixar de ser um sonho. Foram entregues nesta sexta-feira (10), na Secretaria do Planejamento (Seplan), os estudos preliminares de viabilidade técnica, ambiental, econômico-financeira e jurídica para a estruturação de projeto de construção e concessão do Sistema Viário Oeste, que também inclui a ponde de ligação entre a capital baiana e a Ilha de Itaparica.
 
As propostas foram entregues pelos consórcios Planos Engenharia/Queiroz Galvão/CS Participações e Odebrecht/OAS/Camargo Corrêa, que atenderam à Proposta de Manifestação de Interesse (PMI), publicada pela Seplan no início do ano. 
 
O próximo passo para a estruturação do projeto é a avaliação dos estudos pelo Grupo de Trabalho Executivo (GTE), que é coordenado pela Seplan e composto por representantes de diversas secretarias de governo. Com o auxílio de uma consultoria especializada, o Grupo irá avaliar e selecionar os estudos, projetos, levantamentos, pesquisas e outros tipos de investigação a serem utilizados, parcial ou integralmente, para a estruturação do projeto final de construção e concessão do Sistema Viário Oeste. 
 
Na opinião do secretário do Planejamento, Antônio Alberto Valença, o Vetor Oeste é um projeto que abarca três frentes de desenvolvimento. “A primeira vem a solucionar um sério gargalo logístico, criando uma nova conexão do complexo portuário da Baia de Todos os Santos com as BRs 101, 116 e 242, encurtando a distância entre 100 e 200 quilômetros para os fluxos que vierem do sul e do oeste”, destacou Valença. 
 
Ainda segundo o secretário, o Sistema também permitirá a retomada do desenvolvimento de uma região deprimida economicamente, que é o Recôncavo Baiano e a Ilha de Itaparica. “Por fim, o projeto criará um novo eixo de expansão metropolitano, diminuindo a pressão sobre as áreas urbanas de Salvador e do Litoral Norte”, concluiu o titular da pasta do Planejamento. 
 
Alem da ponte, o Sistema Viário Oeste engloba a duplicação da BA-001 na Ilha de Itaparica, a duplicação da Ponte do Funil e a duplicação das BA´s 001 e 046 entre Nazaré e Santo Antônio de Jesus (entroncamento com a BR-101).
 
READ MORE - Secretaria de Planejamento recebe Estudos preliminares para a ponte Salvador-Itaparica

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960