DF: Rodoviários da Cootarde em greve deixam 04 linhas prejudicadas

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Sem acordo, 50 ônibus da Cooperativa de Transportes Alternativos do Recanto das Emas (Cootarde), que fazem as linhas de Santa Maria, Samambaia e Gama para o Plano Piloto e Paranoá estão parados nesta quarta-feira (15/12). A paralisação dos funcionários da empresa teve início às 6h de terça-feira (14/12) e é motivada por um atraso na parcela do pagamento do 13º salário.

De acordo com o presidente da Cootarde, Augusto Maia, no último dia 10, os 220 funcionários receberam a primeira parcela do 13º. Ele admitiu o atraso no pagamento. No entanto, Augusto garantiu que foi feita uma reunião ontem com o sindicato para tentar uma negociação. "Oferecemos o pagamento na sexta-feira (17/12), mas eles não aceitaram. Mas vamos tentar resolver essa situação. O problema é que temos uma receita inferior.", afirma o presidente.

Enquanto a categoria permanece em greve, pelo menos 15 mil pessoas têm a rotina modificada. Para reduzir os prejuízos, o presidente da Cootarde afirmou que o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFtrans) disponibilizou ônibus da Viplan que fazem uma linha paralela na região. "A população não é prejudicada, de uma forma ou de outra, eles têm o serviço das linhas da Viplan", ressalta Augusto.

A assessoria de imprensa do DFTrans confirma a informação, mas não soube dizer quantos coletivos foram disponibilizados. Os ônibus da Viplan que já faziam uma linha de concorrência em Santa Maria, Samambaia e Gama reforçam as linhas e receberam orientação de cumprir o mesmo horário para atender a população.
 
READ MORE - DF: Rodoviários da Cootarde em greve deixam 04 linhas prejudicadas

Greve deixa 100 mil pessoas sem ônibus em Pelotas

A cidade de Pelotas está sem transporte coletivo nesta manhã. Os motoristas e cobradores de ônibus começaram na madrugada greve por melhores salários. Os coletivos permanecem nas garagens, onde há piquetes dos grevistas.

Cem mil pessoas usam diariamente o transporte coletivo na cidade. O presidente do Sindicato dos Rodoviários de Pelotas, Eder Ricardo Blank, diz que os ônibus só atendem as áreas rurais.

Os moradores da cidades estão indo para o trabalho de táxi, mototáxi, bicicleta e a pé. Os rodoviários pedem reajuste salarial de 9% e plano de saúde.

Fonte: Zero Hora
READ MORE - Greve deixa 100 mil pessoas sem ônibus em Pelotas

Aumento da Tarifa em São Paulo preocupa população

No final do mês de Setembro, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, afirmou em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, que a prefeitura pretende aumentar a tarifa de ônibus dos atuais R$2,70 para R$2,90, ainda em Dezembro. Um reajuste de 7,4% que estaria cerca de 3 pontos percentuais acima da inflação projetada para o período. Além do aumento na tarifa, desde então, Kassab anunciou um aumento no subsídio dado às empresas de transporte coletivo, valor que em Novembro desse ano chegou a R$600 milhões.
O Movimento Passe Livre de São Paulo(MPL-SP) afirma que ?qualquer aumento de passagem é absurdo. Todos os aumentos diminuem a nossa possibilidade de circulação na cidade, nos impedem de ir à escola, ao posto de saúde, aos parques e centros culturais, de visitar nossos amigos. Aumento de tarifa significa excluir mais pessoas do sistema de transporte coletivo. Sistema no qual a própria existência de tarifa impede que mais de 37 milhões de pessoas o utilizem?.
?Impedir este aumento e mudar a forma que o transporte é organizado depende de nós, usuários e usuárias. Em São Paulo todos sabem que o aumento é um absurdo (...), mas é necessário que esta insatisfação individual transforme-se em mobilização coletiva, como a população de Florianópolis e Vitória que se organizou, mobilizou e barrou o aumento?.
Para denunciar o provável aumento e impedir que ele ocorra, o MPL?SP chama uma manifestação essa quinta-feira, 16/12, com concentração a partir das 16h na Pç do Ciclista (esquina da Av Paulista com a R daConsolação).
Em seguida, dia 13/01, haverá um novo protesto com concentração no Teatro Municipal a partir das 17h.

Fonte: CMI Brasil
READ MORE - Aumento da Tarifa em São Paulo preocupa população

Curitiba: Tarifa de ônibus deve aumentar em 2011

A partir da manhã desta quarta-feira(15) o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) começa realizar assembleias em 22 pontos de concentração de trabalhadores, como garagens e áreas administrativas das empresas de transporte coletivo da capital. Depois de conversar com a categoria, os dirigentes do Sindimoc devem apresentar formalmente a pauta de reivindicações ao Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) no início de janeiro do ano que vem. A negociação é importante porque é um dos fatores de peso na decisão de aumentar ou não o preço da passagem de ônibus da Rede Integrada de Transporte (RIT), que vale para Curitiba e outras 13 cidades metropolitanas.
O último reajuste ocorreu no dia 12 de janeiro de 2009, quando a passagem aumentou 15,7%, passando de R$ 1,90 para R$ 2,20. Na época, a tarifa estava congelada há cinco anos em R$ 1,90. Existe expectativa que haja aumento em janeiro do ano que vem, já que no ano passado não houve nenhum reajuste e o preço da tarifa atual está defasado para equilibrar a arrecadação do sistema em relação as despesas.

O vice-presidente do Sindimoc, Dino César, explicou que a primeira reunião de negociação deve acontecer após o dia 3 de janeiro, quando o sindicato realiza a última assembleia com os trabalhadores. Após isso, será fechada a pauta de reivindicações e apresentada ao sindicato patronal. “Inicialmente, queremos manter a data-base no dia 1.º de fevereiro e conseguir o reajuste referente a inflação mais um aumento real”, adiantou o Dino César, sem precisar o quanto a categoria pretende pedir de valorização do salário, já que isso depende da realização das assembleias.

READ MORE - Curitiba: Tarifa de ônibus deve aumentar em 2011

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960