Prefeitura adia início de operação de novos ônibus

terça-feira, 26 de outubro de 2010

A prefeitura decidiu adiar para o próximo dia 6 de novembro a entrada em circulação dos primeiros ônibus com as cores dos consórcios que venceram a licitação organizada pela Secretaria municipal de Transportes para reorganizar o sistema e implantar o bilhete único. Inicialmente, a previsão era que isso acontecesse a partir da próxima semana.
Oficialmente, a decisão foi tomada para que haja uma coincidência de datas da entrada em operação dos bilhete único com o novo padrão. A razão, porém, seria outra: as empresas ainda têm dúvidas sobre as tonalidades que devem ser adotadas e ainda discutem o tema com a prefeitura.
Nesta quarta-feira, a prefeitura publica no Diário Oficial do Município as regras para implantação do novo padrão visual dos consórcios que venceram a licitação para operar as novas linhas de ônibus na cidade. A substituição das cores tradicionais das empresas pelos novos modelos será feita em cerca de um ano. A cada mês, pelo menos 7,5% da frota terão que adotar o novo visual. Isso equivale a cerca de 700 carros por mês.

READ MORE - Prefeitura adia início de operação de novos ônibus

Manaus: Usuários receberão horários dos ônibus por celular e internet

Os usuários do sistema do transporte coletivo de Manaus serão informados pelo celular, por meio de mensagem de texto, ou pela internet, sobre o tempo exato que cada linha de ônibus vai passar por determinado ponto de ônibus.
O serviço foi prometido na manhã desta segunda-feira pelo superintendente municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Marcos Cavalcante, e deve entrar em funcionamento em abril de 2012 quando o Sistema Integrado de Gestão Inteligente de Transporte estiver em funcionamento.
O sistema será semelhante ao Centro de Controle Operacional (CCO) que está sendo implantado pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) para monitorar o trânsito da cidade, e ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).
A licitação do sistema de gestão deve ocorrer até o fim do próximo mês. Além de informar a localização e o tempo de viagem, todos os ônibus serão monitorados por câmeras. O superintendente do SMTU também espera aumentar o controle operacional e o sistema de arrecadação.
“Com o controle da arrecadação vamos saber os custos do serviço como manutenção e combustível, e a quantidade de passagens de estudantes e gratuitas. Assuntos que hoje são controlados pelo Sinetram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas)”, disse. Ele lembrou que são essas questões que determinam o valor da passagem. “Será o sistema inteligente que vai determinar o valor da passagem”.
Segundo Cavalcante, faz 12 anos que a Prefeitura perdeu o controle sobre as informações técnicas sobre o transporte público da capital. “Estamos dependendo da boa vontade do Sinetram e isso desmoraliza o órgão público responsável pelo transporte”, completou.
O assessor jurídico do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram), Fernando Borges, disse que a entidade nunca se negou a prestar informações. “A declaração não procede”, frisou. Ele disse que “o conhecimento do Sinetram sobre o sistema inteligente é superficial” e que não poderia avaliá-lo.
Nesta segunda-feira, 200 pesquisadores começaram a percorrer os cinco terminais de integração e as linhas de ônibus da cidade, verificando fluxo de passageiros e questões relacionadas à frota. O estudo vai apontar a necessidade, ou não, de criação de novas linhas, aumento da quantidade de veículos para cada uma delas, mudanças no sistema alternativo e executivo e os valores das tarifas.

Licitação
Cavalcante anunciou que o edital que prevê a contratação de novas empresas de transporte será publicado até 30 de novembro e que o contrato com a empresa vencedora deverá ser assinado em janeiro do próximo ano.
Até junho, 900 novos ônibus estarão circulando. “Manaus terá a frota mais nova do pais com idade média de 1,4 ano”, disse. A empresa vencedora deverá investir 5,3 bilhões e vai explorar o serviço por dez anos.

Fonte: D24 am
READ MORE - Manaus: Usuários receberão horários dos ônibus por celular e internet

Prefeitura do Rio vai instalar radares para fiscalizar corredores de ônibus em Copacabana

A circulação nos dois primeiros corredores exclusivos de ônibus que a prefeitura implantará em janeiro em Copacabana será controlada por radares, anunciou, nesta sexta-feira, o prefeito Eduardo Paes. Automóveis, táxis, vans e veículos de carga e descarga só poderão usar as seletivas até a primeira rua que dê mão à direita. Durante reunião com técnicos da Secretaria municipal de Transportes e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), o secretário Alexandre Sansão bateu o martelo sobre medidas operacionais para a implementação desses corredores. Segundo Sansão, deixarão de passar na Avenida Nossa Senhora de Copacabana e na Rua Barata Ribeiro 120 ônibus, em média, por hora. Ou seja, uma redução de 30% na quantidade dos coletivos (400/hora) que trafegam pelas duas principais vias do bairro.
- Com a diminuição dos coletivos em Copacabana, pretendemos melhorar o desempenho dos ônibus. Nossa estimativa é que a velocidade deles, que hoje é de menos de 15km/h, passe a 20, 25km/h - prevê Sansão.
Além da delimitação de duas faixas - de um total de quatro - para ônibus, o projeto de criação dos corredores também reorganiza e sinaliza os pontos. A exemplo das estações do metrô, eles ganharão nomes - de uma rua, uma praça ou um local importante próximo - e cores, para facilitar a identificação pelo passageiro. Serão criados três grupos de linhas, cada um deles com uma cor, que estará nos veículos e nos pontos.
- A distância entre um ponto e outro será de cem metros. Mas cada grupo de linhas terá pontos de 300 em 300 metros - explica Sansão.

Fonte: O Globo
READ MORE - Prefeitura do Rio vai instalar radares para fiscalizar corredores de ônibus em Copacabana

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960