Ônibus elétricos começam a circular pelas ruas de SP, Curitiba e Rio

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Uma novidade nas ruas de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Ônibus elétricos começam a circular pelas capitais paulista, fluminense e paranaense. Os veículos com a nova tecnologia, bem menos barulhenta, já são usados na Inglaterra, na Suíça e no Canadá. Os motores elétricos lançam menos gases tóxicos no ambiente.
Em Curitiba, o modelo está sendo testado em uma das linhas mais longas e movimentadas da cidade. Depois, o ônibus será testado em São Paulo e no Rio de Janeiro. O coletivo funciona com dois motores: um a diesel, que é utilizado sempre que o veículo estiver em movimento, e outro motor, elétrico, que funciona nas freadas e arrancadas. O passageiro percebe a diferença entre um motor e outro. Quando acionado, o elétrico parece até que o veículo está desligado.
Segundo o fabricante, como o motor a diesel só é acionado quando o veículo ultrapassar dos 20km/h, a economia pode chegar a 35%. Uma pesquisa mostra que a maior parte dos ônibus convencionais passam a maior parte do tempo parados no trânsito, lançando gases poluentes. Por isso, o uso do motor elétrico nas freadas não é por acaso, já que a emissão de gases poluentes é cerca de 90% menor, porque o motor elétrico não solta fumaça.


Fonte: O Globo
READ MORE - Ônibus elétricos começam a circular pelas ruas de SP, Curitiba e Rio

São Paulo testa ônibus que polui até 90% menos do que veículo com motor a diesel comum

Foi apresentado nesta terça-feira um protótipo de ônibus híbrido que será testado até o início de novembro nas ruas de São Paulo. O sistema pode diminuir as emissões de poluentes de 80% a 90% em relação a motores a diesel comuns e reduz o consumo de combustível em até 35%.
O ônibus tem dois motores, um elétrico e um a diesel. O motor elétrico é utilizado para dar partida no veículo e acelerá-lo até uma velocidade de aproximadamente 20 km/h. Ele também gera energia durante as freagens. Já o motor a diesel funciona em velocidades mais altas.
Quando o veículo está parado, o motor a diesel fica desligado e não há emissões de poluentes. Estudos da Volvo --fabricante do protótipo-- dizem que o tempo que o veículo fica parado pode chegar a metade do tempo total de operação do ônibus.
O novo ônibus ficará em testes em São Paulo por 15 dias a partir de domingo (24), na linha Cidade Universitária-Aclimação. Neste período, seu desempenho será comparado com o de quatro ônibus comuns que fazem o mesmo trajeto. Depois o ônibus segue para Rio de Janeiro e volta para São Paulo para um teste mais longo em março de 2011. Só então a prefeitura decide se vai comprar os veículos.
No evento de apresentação do ônibus, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, assinou convênio com a ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos) para o projeto Transporte Sustentável e Qualidade de Ar, que visa reduzir as emissões de gases de efeito estufa nos meios de transportes.

READ MORE - São Paulo testa ônibus que polui até 90% menos do que veículo com motor a diesel comum

São Paulo: Metrô assina contrato de prolongamento da linha Lilás

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) assinou nesta manhã os contratos de construção do prolongamento da Linha 5-Lilás, que vai do Capão Redondo até o Largo 13, em Santo Amaro, zona sul de São Paulo.
Por isso, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai interditar a Avenida Adolfo Pinheiro, no trecho entre o Largo 13 de Maio e a Rua Conde de Itu, a partir das 7 horas de domingo. A interdição deve durar 60 dias.
A CET informou que os veículos que seguem pela avenida, no sentido centro, serão desviados para a pista no sentido bairro. Já para os motoristas que seguem no sentido bairro, a opção é a Rua Doutor Antonio Bento e a Avenida Mário Lopes Leão.

Segundo o Metrô, os novos contratos vão possibilitar as construções de novas estações e estender a Linha da Estação Adolfo Pinheiro, já em construção, para a Chácara Klabin. Neste percurso, a linha terá duas integrações, com outras duas estações do metrô, a Santa Cruz, da Linha Azul, e Chácara Klabin, da Linha Verde. Os obras devem estar prontas em 2014, segundo o Metrô.

Fonte: Estadão
READ MORE - São Paulo: Metrô assina contrato de prolongamento da linha Lilás

Greve dos funcionários do metrô de Brasília prejudica 500 mil passageiros

A greve do metrô de Brasília prejudicou pelo menos 500 mil passageiros nesta terça-feira. Essa é a segunda vez no ano que os funcionários do metrô entram em greve. No começo do dia, seis trens circularam; às 8h, mais dois entraram em operação. Apenas 30% dos condutores de trens trabalham nesta quarta. Os metroviários querem aumento do efetivo, redução da carga horária dos pilotos de 40 para 30 horas semanais e um plano de carreira. O coordenador do comando de greve, Anderson Oliveira, disse que após três rodadas de negociação nesta quarta, não houve acordo.
Em Samambaia, a espera por um trem chegou a uma hora. Passageiros reclamam do empurra-empurra e da demora. Na estação da Praça do Relógio,em Taguatinga, os seguranças avisavam os passageiros sobre a greve dos metroviários. Na bilheteria, cartazes informavam que o tempo de espera chegava a 40 minutos. Normalmente, no início da manhã, o intervalo entre os trens é de dez minutos. Em Samambaia, o cartaz avisava que a espera era ainda maior, chegando a uma hora ou mais.
Além da espera maior, os trens passavam lotados.
- Aqui não está cabendo mais ninguém. O povo veio se machucando porque eles não respeitam, empurram mesmo. Eu machuquei minha mão tentando entrar - conta uma passageira.
De repente, um homem tenta impedir o fechamento das portas do trem para ver se mais alguém consegue entrar. Com elas abertas, o trem não pode partir.
Preocupadas com o atraso, as pessoas reclamam.
- É o caos. Nós temos as vias principais da cidade em obras e o principal meio de transporte em massa em greve. Fica difícil chegar no trabalho - diz um homem.
Na Ceilândia, muita gente optou pelo ônibus, o que deixou as paradas cheias. O DFTrans colocou 240 carros extras para circular em Taguatinga, Ceilândia, Águas Claras, Samambaia e Guará.
A direção do metrô prometeu que até o dia 25, todos os aprovados em concurso com nome em cadastro de reserva para os cargos de agente de estação e de piloto serão convocados. Disse também que, a partir de primeiro de novembro, em caráter experimental, pretende limitar a jornada de pilotos a 30 horas semanais, sem redução de salário.

READ MORE - Greve dos funcionários do metrô de Brasília prejudica 500 mil passageiros

Recife: Sufoco para o Transporte Público na Av. Mascarenhas de Moraes, falta corredores de ônibus e ciclovias

Sufuco, essa é a palavra que se encaixa para os usuários do transporte público do recife, e quando se fala na Av. Mascarenhas de Moraes, da pra se ver literalmente como o transporte público não tem prioridade ainda nos grandes corredores da cidade do Recife, é um verdadeiro caos o que esta avenida está passando todos os dias com engarrafamentos e falta de prioridade aos ônibus, são cidadãos que viajam em pé nos coletivos tendo que passar um verdadeiro sufoco ao vê ao lado do ônibus carros com apenas o condutor num desrespeito ao cidadão e claro inviabilizando a via, é um absurdo vermos um ônibus levar mais de 80 passageiros disputando o mesmo espaço com três automóveis levando 03 pessoas, é a contramão da mobilidade urbana.


Falta Agentes da CTTU

E mais um fator agravante, não é encontrado nesta via nenhum agente de trânsito da CTTU órgão que fiscaliza o trânsito no Recife, O Motorista de ônibus Fábio disse que é impossível chegar ao destino no horário programado, ‘’ chego 20 a 30 minutos atrasado devido a este engarrafamento ‘’, disse.

Quatro faixas e nenhuma preferencial aos ônibus

Como falado anteriormente, esta avenida tem 04 faixas por sentido e nenhuma preferencial para o transporete coletivo, o que deixa claro a falta de prioridade aos ônibus e consequentemente a mobilidade urbana, será que é tão difícil criar faixas exclusivas para os ônibus? concerteza que não, na verdade é que os usuários cidadãos e trabalhadores da cidade do Recife estão ouvindo muitas falácias dos políticos de nossa cidade, porém nada é colocado em prática na verdade, pois de fato eles não andam de ônibus.

Falta de ciclovias

E não para por aí, o número de ciclistas que transitam por esta avenida só não e maior devido a falta de ciclovias, muitos se arriscam em meio aos carros para irem trabalhar, e a situação parece que vai continuar, pois o que de fato vale hoje na cidade é priorizar os carros que transportam nada mais além que seus donos

Sem Projetos

E os usuários terão que se acostumar com este problema, é que o Consócio Grande Recife  e a prefeitura do Recife não tem projetos nem planos de viabilizar um corredor exclusivo para ônibus nesta tão importante via, segundo o Consórcio Grande Recife de Transportes é que estão em construção e planejamento terminais de integração do Metrô Sul, aonde muitas linhas deixarão de passar por esta via, porém até que tudo isso seja colocado em prática, os usuários terão que passar por este sufoco.
Clayton Leal - Blog Meu Transporte 
READ MORE - Recife: Sufoco para o Transporte Público na Av. Mascarenhas de Moraes, falta corredores de ônibus e ciclovias

Em Vitória, Usuário de ônibus da capital já pode saber horário que coletivo passará no ponto

A partir desta quarta-feira (20), o usuário do transporte público coletivo de Vitória poderá controlar através da internet e de telas indicativas o horário em que o ônibus vai passar em cada ponto. A novidade é denominada Ponto Vitória, e o município será a primeira capital brasileira a adotar o serviço em tempo real.

A consulta, pela internet, poderá ser feita de qualquer lugar e a qualquer hora, com dados do sistema de monitoramento da frota que compões o serviço municipal de tranposrte coletivo. A previsão dos horários é obtida por meio de GPS instalado em todos os veículos das linhas municipais. A iniciativa do sistema é da secretaria de Transporte e Infraestrutura Urbana (Setran).

De acordo com o secretário Fábio Damasceno, uma das maiores vantagens é a segurança e programação da viagem. "Tem linhas com intervalo de saída de uma para outra com oito minutos, outras com menos demanda de 30 minutos. A partir do sistema você vai programar a viagem, ficando menos tempo nos pontos. Além da segurança, uma vez que você fica menos exposto. Melhora o conforto e confiabilidade do sistema", explica o secretário da Setran.

Além do acompanhamento pela web, também será possível o controle através de polos geradores de tráficos, como existe em aeroportos. São televisosres instalados em pontos de maior movimento, com o horário de chegada e saída de cada ônibus. Por enquanto, apenas no ponto em frente a Prefeitura de Vitória é possível encontrar a tela. No futuro estima-se a instação nos pontos de maior fluxo de usuários e veículos, como shopping e rodoviária.

Como funciona?

Inicialmente o usuário precisará identificar o ponto de parada de seu interesse. Para isso existe opções de consulta pelo número de identificação do ponto, pelo bairro, nome da rua ou até mesmo por uma referência. A partir da seleção do ponto de ônibus, o sistema exibirá os tempos estimados de passagem dos próximos ônibus pela parada selecionada. www.vitoria.es.gov.br/pontovitoria.

As estimativas de tempo de espera têm alto grau de acerto. De acordo com o secretário, o sistema está redondo, mas poderá gerar atrasos (margem de erro) de dois a três minutos. A previsão correta dos horários de ônibus pelo serviço Ponto Vitória poderá sofrer interferência e apresentar falhas em virtude de alterações repentinas nas condições de fluidez do trânsito. Por exemplo, acidentes, início de obras nas vias públicas, desvio e aumento anormal do fluxo de veículos.

Fonte: ES Hoje
READ MORE - Em Vitória, Usuário de ônibus da capital já pode saber horário que coletivo passará no ponto

Transporte rodoviário terá licitação em 2011

Depois de 21 anos de promulgação da Constituição Federal, que exige a licitação para a prestação de serviços públicos, o Depar­tamento de Estradas de Rodagem (DER) publica hoje o edital de concorrência para a elaboração do Plano Diretor do Transporte Coletivo Rodoviário Inter­municipal de Passageiros do Paraná. O estudo, cujo investimento previsto é de R$ 3,7 mi­­lhões, deve delinear o edital de licitação do transporte intermunicipal a ser lançado no fim do ano que vem.

“São 12 meses para execução, em função da sazonalidade do período de férias que existe no final do ano, do Natal, do carnaval e das férias escolares de julho”, explica o diretor-geral do DER, Milton Podolak Junior. O plano a ser contratado envolve estatísticas, estudos econômicos por microrregião, levantamentos demográficos de fluxo de pessoas, análises de infraestrutura e otimização de traçados das linhas.
Na prática, serão colocados entrevistadores nas rodoviárias, postos da polícia rodoviária e nos próprios ônibus para colher amostras estatísticas dos passageiros e os seus destinos. A ideia é fazer cálculos de ocupação dos ônibus em todos os horários. Outra etapa é a contagem do tráfego nas estradas, o tempo de viagem dos ônibus e levantamento das condições geográficas e de engenharia das rodovias. As linhas fazem o trajeto entre as cidades paranaenses.

De acordo com o DER, não era possível fazer a licitação sem o devido estudo prévio e baseado apenas em dados empíricos. Segundo o órgão, o Plano Diretor atenderá às necessidades dos usuários para os próximos 15 anos. Para Podoloak, o estudo deve ser o diferencial para que a licitação do transporte realmente se traduza em melhoria efetiva para o usuário.
A licitação para o Plano Diretor deve ser finalizada em 8 de dezembro. Segundo Podolak, a intenção é assinar contratos e ordem de serviço até o fim deste ano. Com isso, segundo o diretor do DER, o processo não deve sofrer interrupção com a mudança de governo. Atualmente, 49 empresas de transporte intermunicipal de passageiros atuam no Paraná, operando 2.480 veículos e transportando anualmente 61 milhões de passageiros. O sistema funciona há 40 anos sem nunca ter passado por um processo de concorrência pública.
 
Fonte: Gazeta do Povo
READ MORE - Transporte rodoviário terá licitação em 2011

Manaus terá programa de controle da qualidade do transporte coletivo

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) assinou contrato com a Associação Nacional de Transporte Publico (ANTP) com o objetivo de implantar em Manaus um programa de qualidade nos serviços de transporte coletivo.
A assinatura do compromisso ocorreu na manhã desta quarta-feira (20), num momento em que a prefeitura estuda lançar novo edital de licitação para a contratação de empresas interessadas em explorar a modalidade do serviço na capital.
De acordo com o superintendente da SMTU, Marcos Cavalcante, a adesão ao programa vai funcionar também como um incentivo às empresas interessadas em apresentarem propostas voltadas para a excelência na prestação de serviço a população.
Marcos Cavalcante disse ainda que participar do Premio ANTP de Qualidade é uma forma de melhorar as expectativas do transporte para 2014, quando Manaus será sede da Copa e promover uma otimização da administração pública de transporte.
Alexandre Rezende, presidente do Premio ANTP de Qualidade, disse que o Premio representará para Manaus melhorias sensíveis a partir de 2011. Os índices começarão a ser analisados e no final do ano, Manaus poderá formular novas políticas de qualidade para otimizar cada vez mais o sistema.

Fonte: D24 am
READ MORE - Manaus terá programa de controle da qualidade do transporte coletivo

Com greve dos metroviários, apenas seis trens circulam esta manhã

Como decidido em assembleia na noite desta terça-feira (19/10), os metroviários paralisaram as atividades nesta quarta-feira (20/10). De acordo com o sindicato da categoria (SindMetrô-DF), apenas seis dos 20 trens – 30% da frota como previsto em lei – estão em circulação esta manhã, o que aumenta o tempo de espera nas estações – em dias normais, os usuários precisam aguardar cerca de 10 minutos pelo transporte, mas hoje essa demora varia de 20 a até 1h. Os metroviários vão se reunir com representantes da Secretaria de Governo do Distrito Federal às 15h de hoje no Palácio do Buriti para decidirem sobre o futuro da paralisação.

De acordo como o coordenador geral do SindMetrô, Israel Almeida Pereira, a expectativa é que o movimento, rotineiramente de 160 mil passageiros, diminua mais de 50%. De acordo com seguranças das estações, já no início da manhã era possível notar uma considerável diminuição do movimento, já que muita gente já sabia da paralisação.

Para minimizar os efeitos da greve, o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) colocou um reforço de 240 ônibus em Ceilândia, Taguatinga, Águas Claras, Samambaia e Guará. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, os veículos extras foram realocados de outras regiões para atender a demanda excedente, de acordo com um planejamento operacional.

Reivindicações
Os metroviários pedem a redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais. A categoria também exige a convocação dos cerca de 200 aprovados em concurso público cuja validade expira no dia 25 deste mês.

Israel destaca que as negociações haviam avançado na última sexta-feira (15/10), mas retocederam na segunda (18/10). “Por isso optamos por dar início à grevel, por tempo indeterminado”, afirma.

Em nota à imprensa, o Metrô-DF contradiz o sindicato da categoria e afirma que há avanços no processo de negociação com os metroviários. Para a direção do transporte, a greve é inoportuna e irresponsável.

Confira a nota na íntegra
Considerando os avanços no processo de negociação e o claro compromisso desta Empresa com a missão de sanar divergências nas relações de trabalho, entendemos ser irresponsável e totalmente inoportuna a paralisação das atividades metroviárias, provocada pelo SindMetrô-DF.

Tal atitude representa prejuízo incalculável à população do Distrito Federal e encerra o diálogo entre a Empresa e os metroviários. Com a decisão de dar início à greve, ficam retiradas as propostas efetuadas à categoria, cabendo exclusivamente à Justiça do Trabalho a decisão sobre a legalidade do movimento.

Até o momento, o Sindicato dos Metroviários do DF vinha obtendo, por parte da Direção do Metrô-DF, uma demonstração inequívoca do propósito de manter aberto o diálogo. Tanto é assim que, dentro dos limites orçamentários e legais impostos pelo momento atual, a Companhia propôs à categoria, depois de discutir exaustivamente o assunto:

- Convocação até o próximo dia 25 de todos os aprovados que constam no cadastro reserva para os cargos de Agente de Estação e de Piloto, em que pese já ter convocado três vezes o número de vagas disponíveis no edital;
- Implantação da jornada de 30 horas para os pilotos, em caráter experimental, durante 90 dias, contados a partir de 1º de novembro, sem redução salarial;
- Aguardar a decisão definitiva do Tribunal Superior do Trabalho acerca do processo relativo ao retorno dos metroviários às bilheterias.
 
READ MORE - Com greve dos metroviários, apenas seis trens circulam esta manhã

Rio de Janeiro: Ônibus terão letreiros com números maiores

A partir do dia 30, passageiros poderão conferir a nova roupagem dos ônibus municipais que vão operar as linhas vencedoras da licitação. Cada consórcio terá uma cor (azul, verde, amarelo ou vermelho) de acordo com a área de atuação. Como várias linhas terão a mesma identificação, o letreiro com o número do ônibus será ampliado para não confundir o usuário.

A mudança foi publicada ontem no Diário Oficial do Município. O Consórcio A Intersul (Baixada de Jacarepaguá, Barra da Tijuca e Recreio) será amarelo, o B Internorte (Zona Oeste), verde, o C Transcarioca (Zona Sul e Grande Tijuca), azul, e o D Santa-Cruz (Zona Norte) vermelho. Os adesivos e a pintura serão instalados na traseira, frente, laterais e capota. Junto ao número da ordem, virá a letra de identificação.

As empresas têm um ano para se adequar à norma. No dia 30, quando começa a valer o Bilhete Único Municipal, cerca de 250 ônibus estarão nos novos moldes. A frota nova já virá com a pintura.

Já os veículos do Sistema de Transporte Público Local, vans em licitação, terão que informar na parte dianteira o número de assentos reservados à gratuidade.

Também ontem foi anunciado que a Transoeste, corredor exclusivo para ônibus BRT que ligaria Barra da Tijuca a Santa Cruz, será ampliada, e o custo da obra vai subir em R$ 100 milhões. No novo projeto, o trajeto será estendido de Santa Cruz a Campo Grande. No outro extremo, o corredor irá até o Jardim Oceânico.

Fonte: O Dia Online
READ MORE - Rio de Janeiro: Ônibus terão letreiros com números maiores

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960