Transporte público em São Paulo terá esquema especial para o feriado

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

O transporte público metropolitano de São Paulo - que inclui Metrô, CPTM e EMTU - terá esquema especial de operação durante o feriado prolongado, de 9 a 12 de outubro. Veja abaixo as principais alterações.

Metrô. Na sexta-feira, 8, o Metrô reforçará a oferta de viagens no período da noite nas linhas 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi) e 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera-Palmeiras/Barra Funda). Já no fim de semana, a oferta de viagens será semelhante à de um final de semana comum. Na segunda-feira, 11, véspera do feriado, a frota em circulação também será igual à de um típico dia útil. Na terça-feira, 12, em razão do feriado, a frota de trens em operação será igual à que circula em um domingo típico.
Na quarta-feira, 13, o Metrô antecipará a operação comercial das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha. As linhas 1 e 3 começarão a atender às 4 horas; e a Linha 2-Verde, às 4h30. A Linha 5- Lilás abrirá as estações no horário habitual, ou seja, às 4h40. Devido à antecipação da operação comercial, serão oferecidas mais viagens aos usuários. A Linha 5-Lilás manterá a sua oferta usual.

Linha 4-Amarela. A circulação dos trens da Linha 4-Amarela de Metrô vai operar normalmente na segunda e terça-feira.
A linha, que opera entre a região das avenidas Paulista e Faria Lima com trens supermodernos, seguirá o horário atual de funcionamento, das 9 horas às 15 horas na segunda, 11, e terça-feira, 12.
A concessionária ViaQuatro, responsável pela operação e manutenção da nova linha, reitera que nos finais de semana (sábados e domingos) as estações continuam fechadas.

Exposição Largo da Batata. Quem resolver utilizar a Linha 4-Amarela neste feriado poderá visitar a exposição "Largo da Batata: uma breve história". Os painéis ficam expostos até 15 de outubro na Estação Faria Lima. A iniciativa é do SESC Pinheiros e da empresa Gestão Arqueológica Consultoria em Patrimônio Cultural, em parceria com a ViaQuatro.

CPTM. A CPTM promoverá intervenções de manutenção e obras de melhoria do sistema, modificando os intervalos em suas linhas. Os trabalhos são programados para esse período para minimizar os impactos na operação, uma vez que nesses dias há uma significativa queda na demanda de usuários:

Linha 7-Rubi (Luz-Jundiaí)
Na terça-feira, 12, das 8 horas às 19 horas, por conta de serviços de substituição de trilhos na região da Estação Vila Clarice, os trens circularão com maiores intervalos.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes - Itapevi)
De sábado, 9, após às 22 horas e até as 3h30 da segunda-feira, 11, serão realizadas obras de modernização da Estação Carapicuíba e intervenções na via permanente e na rede aérea de alimentação elétrica. Nesse horário, haverá aumento dos intervalos entre os trens.

EMTU. As linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU/SP, na Região Metropolitana de São Paulo, circularão com programação normal de dia útil no próximo dia 11 de outubro, véspera do feriado. No dia do feriado, 12 de outubro, haverá redução de 50% nas viagens oferecidas, como ocorre aos domingos.

Fonte: Estadão

Share |
READ MORE - Transporte público em São Paulo terá esquema especial para o feriado

Dilson Peixoto será o novo presidente da Divisão da América Latina da UITP

O secretário das Cidades e presidente do Grande Recife Consórcio de Transportes, Dilson Peixoto, foi eleito, por unanimidade, ontem, para assumir a presidência da Divisão da América Latina da União Internacional de Transporte Público (UITP). O mandato terá início em abril de 2011, seguindo até julho de 2013.

A eleição aconteceu em Bogotá (Colômbia), durante a 8ª Assembléia da Divisão América Latina da UITP, que acontece em paralelo ao Seminário Tecnologia em Transporte Público: desafios para os operadores, as autoridades e as industrias.

Desde junho de 2009, Dilson ocupava o cargo de vice-presidente da Divisão América Latina da UITP. Agora, como presidente, tem pela frente o desafio de promover a troca de experiências comuns no transporte público no continente, além de reforçar a voz e a participação da América Latina no desenvolvimento de projetos e ações da área de transporte público a nível mundial, nos comitês internacionais.

De acordo com o secretário geral da UITP, Hans Rat, a escolha de Dilson para comandar a Divisão da América Latina foi muito bem recebida por todos os membros e traduz. “O Grande Recife Consórcio de Transporte é um membro ativo da UITP e tem contribuído fortemente para a discussão da melhoria do transporte público na América Latina. Dilson é um gestor competente, que tem assumido uma postura moderna e positiva frente aos desafios do setor. Temos certeza de que sua chegada á presidência trará bons resultados”, destacou.

Fonte: CGRT
Share |
READ MORE - Dilson Peixoto será o novo presidente da Divisão da América Latina da UITP

Ceturb-GV e GVBus apresentam ônibus para Corredores Exclusivos

Nesta segunda-feira (11), a Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV) e as empresas do Sistema Transcol colocam em operação oito ônibus que chegaram de fábrica com as adaptações necessárias para trafegarem nos corredores exclusivos para o transporte coletivo, ou BRT, projeto que está sendo implantado pelo Governo, por meio da Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Públicas (Setop).
Os novos veículos, seis convencionais e dois articulados, esses últimos popularmente conhecidos como minhocões, foram apresentados na tarde desta sexta-feira (08), pela diretora-presidente da Ceturb-GV, Denise Cadete, e pela presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus), Simone Chieppe Moura, em entrevista coletiva que contou com a participação da subsecretária de Mobilidade Urbana da Setop, Luciene Becacici.

Segundo Luciene Becacici, a chegada dos novos ônibus foi um avanço no projeto BRT Grande Vitória. O BRT Grande Vitória avança mais a cada dia. Já estamos com obras, na Serra e em Vila Velha, que contemplam espaço para a via exclusiva. A aquisição destes ônibus, com portas também do lado esquerdo, é mais um passo em direção à implantação do sistema e mostra que governo e empresas estão, cada vez mais, estreitando a parceria que já existe.
O diferencial desses primeiros ônibus é o fato de possuírem portas instaladas ao lado esquerdo da carroceria. Isso porque as faixas segregadas para os coletivos ficarão à esquerda das pistas de rolamento e as estações de embarque, localizadas ao longo dos canteiros centrais das vias.
A diretora presidente da Ceturb-GV, Denise Cadete, explicou que o pagamento de tarifa será efetuado fora dos veículos, na estações, possibilitando aos usuários embarcarem sem subir degraus, uma vez que as portas à esquerda se abrirão na altura do corredor interno dos ônibus, que ficará no mesmo nível do piso das estações. A definição desse modelo agiliza a operação e oferece mais conforto, principalmente a cadeirantes e demais pessoas com mobilidade reduzida, completou Denise.
Até a inauguração dos primeiros corredores, os ônibus circularão com as portas à esquerda vedadas e com assentos instalados no espaço em frente, que não precisará ser utilizado para circulação de pessoas em um primeiro momento e será aproveitado para possibilitar viagens de mais passageiros sentados.
Os ônibus passarão a abrir as portas à esquerda quando trafegarem pelos corredores exclusivos, mas quando passarem por trechos sem faixas especiais, serão utilizadas as portas à direita, com embarque pela dianteira, pagamento de tarifa e passagem pela roleta, e desembarque pelas portas do meio e traseira.

Dimensões dos ônibus basearão projetos das estações de embarque
Seis veículos convencionais da empresa Metropolitana, com capacidade para transportar, em média, 80 passageiros cada, possuem duas portas à esquerda e três à direita. Dois ônibus articulados da operadora Unimar, que transportam, em média 140 usuários, têm seis portas, três de cada lado.
Para definir as dimensões e as distâncias entre as portas, técnicos da Ceturb-GV, do GVBus e das empresas operadoras do Sistema Transcol se reuniram em Vitória com projetistas de encarroçadoras de ônibus de todo o Brasil. O objetivo foi buscar as melhores soluções para a fabricação dos veículos, de acordo com as indicações da Setop sobre como deverá ser o BRT na Grande Vitória faixas à esquerda, com estações de embarque nos canteiros centrais, pagamento de tarifa fora do veículo e embarque no nível do corredor do ônibus.
A partir das definições das larguras das portas, distâncias entre elas e altura do chão ao piso do ônibus é que serão iniciados os projetos detalhados das estações de embarque.

Sobre o BRT
Hoje, o mundo desenvolvido prioriza o transporte coletivo urbano que, a exemplo da Grande Vitória (que inclui, neste caso, as cidades de Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica), é responsável por 70% das viagens realizadas todos os dias.
Por isso, dando continuidade ao Programa Estadual de Mobilidade Urbana, no qual já foram investidos mais de R$ 800 milhões, o Governo do Estado, em parceria com as prefeituras municipais, se propõe a realizar uma ampla modernização no transporte coletivo urbano, implantando na região metropolitana, o sistema mundialmente conhecido como BRT.
Mais que um corredor exclusivo para ônibus, o BRT é um sistema de elevada capacidade de transporte, operando com veículos modernos e prestando serviços de alta qualidade, com rapidez, pontualidade, conforto e eficiência operacional.
É um sistema inteligente que agrega a rapidez e a pontualidade dos metrôs à flexibilidade e economia dos sistemas de ônibus tradicionais. Com 52 quilômetros de extensão na Grande Vitória, o trecho prioritário percorrerá as vias onde há o maior volume de congestionamentos e por onde circulam as linhas troncais, que interligam os dez terminais urbanos (Jacaraípe, Laranjeiras, Carapina, Jardim América, Itacibá, Campo Grande, São Torquato, Ibes, Vila Velha e Itaparica).

Fonte: Governo do Espiríto Santo

Share |
READ MORE - Ceturb-GV e GVBus apresentam ônibus para Corredores Exclusivos

Obras de mobilidade urbana em Natal devem começar em dezembro

A prefeitura de Natal deve iniciar em até 60 dias a execução de três das 11 obras de mobilidade urbana voltadas à Copa de 2014 na capital potiguar. Com custo estimado em R$ 142 milhões, as intervenções iniciais devem ser concluídas até dezembro de 2012.

A principal obra é a implantação do corredor estrutural oeste (BR-226), que liga o bairro de Igapó (zona norte) ao Estádio das Dunas (zona centro-sul). Também integra o pacote a construção do complexo viário da Urbana, ligando as zonas oeste e sudeste.

O terceiro grupo de intervenções inclui a instalação de sinalização, a construção de calçadas acessíveis e a implantação de plataformas de embarque e desembarque de ônibus.

“Em um mês devemos conhecer a empresa que vai elaborar todo o projeto e, até o fim do ano, deveremos conhecer a empresa que executará a obra”, disse a secretária municipal adjunta de planejamento das obras da Copa, Francini Goldoni.

A prefeitura de Natal lançou o edital do primeiro lote de obras em 20 de agosto. A licitação da segunda fase deve sair até o final do ano.

O segundo eixo de obras compreende intervenções em vias da zona sul e do centro de Natal, mais próximos do Estádio das Dunas, palco da Copa na cidade.

“Com estas obras, Natal vai ganhar uma nova opção de tráfego para o Estádio das Dunas, UFRN (Universidade Federal do Rio grande do Norte) e (praia de) Ponta Negra”, afirmou o secretário municipal de Obras Públicas e Infraestrutura, Demétrio Torres.

Sustentável

De acordo com a prefeita Micarla de Souza, os contratos das obras de mobilidade vão contar com cláusulas sociais e de desenvolvimento sustentável, como o uso de asfalto ecológico, feito a partir do reaproveitamento de materiais.

“Só será contratada empresa nacional e a prefeitura vai indicar algum tipo de obra na área de educação ou cultura, em que a empresa vencedora da concorrência terá que exercer a responsabilidade social realizando projetos no setor indicado”, disse Micarla.

PAC

As 16 obras de mobilidade urbana em Natal integram o “PAC da Mobilidade Urbana”. Criado pelo governo federal, o programa investirá R$ 11,48 bilhões em projetos que conectem aeroportos, setor hoteleiro e estádios das doze sedes do Mundial. A taxa nominal de juros das operações de empréstimo é de 6% anuais, com prazo de amortização de 20 anos.

O FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) investirá R$ 7,68 bilhões por meio da Caixa Econômica Federal. O restante corresponde a contrapartidas municipais e estaduais.

Natal obteve fatia de R$ 386 milhões. A prefeitura colocará outros R$ 33 milhões nos 11 projetos de sua competência.

Fonte: Nominuto.com

Share |
READ MORE - Obras de mobilidade urbana em Natal devem começar em dezembro

Grande Vitória: Quatro novas linhas e mais 133 viagens nos dias úteis

Moradores de 10 bairros de Cariacica serão diretamente beneficiados com o início de operação de quatro novas linhas do Sistema Transcol, que realizarão, ao todo, mais 133 viagens nos dias úteis e contribuirão para desafogar outras linhas que circulam pelas Rodovias José Sette e BR-101 (Contorno).

Os serviços foram programados pela Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV) e representam novas opções de deslocamento para os bairros Vila Progresso, Nova Rosa da Penha, Porto Belo, Nova Esperança, Alice Coutinho, Areinha, Santa Helena, Andorinhas, Santa Luzia e Porto Belo II.

Moradores dos bairros Vila Progresso, Nova Rosa da Penha, Porto Belo e Nova Esperança ganharão duas novas ligações pela Rodovia do Contorno – uma para Cariacica e outra para Serra, por meio das linhas 793 (Vila Progresso / Terminal Campo Grande via Nova Esperança) e 598 (Vila Progresso / Terminal Carapina via Nova Esperança).

Além de beneficiar diretamente os moradores desses bairros, as duas novas linhas que circularão pelo Contorno da BR-101 poderão ser utilizadas por moradores de bairros que ficam às margens da Rodovia e que pegam ônibus nos pontos localizados ao longo do eixo viário.

Os bairros Santa Luzia e Porto Belo II vão ganhar ligação direta com o Terminal Itacibá, por meio da linha 794; e moradores de Alice Coutinho, Areinha, Santa Helena, Andorinhas serão beneficiados com a linha 795 (Alice Coutinho / Terminal Itacibá).

As duas linhas também serão opções para moradores de outros bairros que utilizam as paradas de ônibus ao longo da Rodovia José Sette para embarque e desembarque.

Novas linhas:

598 – Vila Progresso / Terminal Carapina via Nova Esperança
- Frota: 05 ônibus
- 29 viagens nos dias úteis
- Circulará também aos sábados, domingos e feriados
- Atenderá diretamente: Vila Progresso, Nova Rosa da Penha, Porto Belo e Nova Esperança.
- Atenderá indiretamente, pela passagem na BR-101 Contorno Sentido Serra, a área Industrial ao longo da Rodovia e os seguintes bairros da Serra localizados no entorno do Terminal Carapina: Boa Vista, André Carloni e Manoel Plaza.

793 – Vila Progresso / Terminal Campo Grande via Nova Esperança
- Frota: 04 ônibus
- 39 viagens nos dias úteis
- Circulará também aos sábados, domingos e feriados
- Atenderá diretamente: Vila Progresso, Nova Rosa da Penha, Porto Belo e Nova Esperança.
- Atenderá indiretamente, pela passagem na BR-101 Contorno sentido Cariacica: Tabajara, Santana, Nova Valverde, Nova Brasília, Santa Cecília, Vila Independência, Ceasa, Vila Capixaba, Vila Palestina.

794 – Santa Luzia / Terminal Itacibá
- Frota: 02 ônibus
- 31 viagens nos dias úteis
- Circulará também aos sábados, domingos e feriados
- Atenderá diretamente: Santa Luzia, Porto Belo II.
- Atenderá Indiretamente, pela passagem pela Rodovia José Sette: Planeta, Vista Alegre, São Carlos, Tabajara, Vila Graúna, Santana, Tucum, Itacibá.

795 – Alice Coutinho / Terminal Itacibá
- Frota: 03 ônibus
- 34 viagens nos dias úteis
- Circulará também aos sábados, domingos e feriados
- Atenderá diretamente: Alice Coutinho, Areinha, Santa Helena, Andorinhas.
- Atenderá Indiretamente, pela passagem pela Rodovia José Sette: Nova República, Cariacica Sede, Morro Novo, Parque de Cariacica, Santa Luzia, Porto Belo II, Planeta, Vista Alegre, São Carlos, Tabajara, Vila Graúna, Santana, Tucum, Itacibá.
- A criação dessas quatro linhas vai contribuir para desafogar outras linhas que passam pelos eixos Contorno e José Sette.

Fonte: Ceturb-GV

Share |
READ MORE - Grande Vitória: Quatro novas linhas e mais 133 viagens nos dias úteis

Projeto fixa jornada de 6 horas para motorista de ônibus

A Câmara analisa o Projeto de Lei 7512/10, da deputada Thelma de Oliveira (PSDB-MT), que estabelece as condições de trabalho dos motoristas de transporte coletivo. A proposta altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT - Decreto-Lei 5.742/43).

Pela proposta, a jornada do motorista de transporte coletivo ficará definida em seis horas diárias, não podendo ultrapassar 36 horas semanais. O texto obriga as empresas a instalar nos veículos equipamentos eletrônicos ou mecânicos para controle da jornada, tais como dispositivo de monitoramento via satélite, ficha ou tacógrafo (equipamento que registra velocidade, tempo de uso e distância percorrida).

O texto define motorista como o empregado condutor de veículo de transporte coletivo com capacidade para mais de 20 passageiros, ainda que, em virtude de adaptações para maior comodidade, transporte número menor.

Periculosidade

A proposta inclui o exercício da profissão de motorista de transporte coletivo entre as que são consideradas atividades ou operações perigosas. O trabalho em condições de periculosidade assegura ao empregado um adicional de 30% sobre o salário, sem os acréscimos resultantes de gratificações, prêmios ou participações nos lucros da empresa.

"Conduzir por longas horas um veículo de transporte coletivo em nossas vias, com o trânsito cada vez mais problemático e com a ameaça de alguma violência, acaba por ser uma grande fonte de estresse, hipertensão, cardiopatias e de outras doenças", argumenta a autora.

Atualmente, a CLT considera como perigosas apenas as atividades que, por sua natureza ou métodos de trabalho, impliquem contato permanente com inflamáveis ou explosivos em condições de risco acentuado.

Atestado de saúde
O projeto também estabelece que o motorista deverá apresentar à autoridade de trânsito ou do trabalho, sempre que solicitado, atestado médico que comprove as condições de saúde física ou mental, com validade máxima de seis meses. Esse atestado deve ser fornecido pelo empregador, com parecer clínico de profissional formado em Psicologia.
Fonte: DCI

Share |
READ MORE - Projeto fixa jornada de 6 horas para motorista de ônibus

Curitiba: Novo sistema para recarga do cartão transporte passa a funcionar

Os usuários do transporte coletivo de Curitiba e região metropolitana contam agora com um novo sistema para a recarga do cartão transporte. A tecnologia implantada pela Urbanização de Curitiba (Urbs) amplia de 100 para cerca de 2.000 os postos de carga de créditos das passagens. Além das estações tubo e terminais, todos os ônibus que fazem parte do sistema da Rede Integrada de Transporte (RIT) contam com carregadores do cartão.
Os cartões transporte feitos após 16 de agosto podem ser carregados diretamente nos ônibus depois da compra dos créditos feita pela internet, no site da Urbs, ou após o depósito como vale transporte pelas empresas. Os créditos são carregados automaticamente quando o passageiro encosta o cartão no equipamento de embarque do ônibus.
Já os cartões feitos antes do dia 16 de agosto precisam ser convertidos para a nova tecnologia. As conversões são feitas nos postos de venda e atendimento da Urbs, na Rodoferroviária e nas Ruas da Cidadania Carmo, Pinheirinho, Fazendinha, Boa Vista e Matriz.
A Urbs informou que 40 conversores estão sendo instalados nos terminais da RIT. Nestes equipamentos, a conversão é automática, basta inserir o cartão transporte no equipamento e aguardar o término do processo, que dura em torno de um minuto. Fiscais do transporte coletivo também estão realizando atendimentos para a conversão a partir de equipamentos portáteis.
Ainda segundo a Urbs, os cartões não convertidos continuam funcionando normalmente. Depois de comprar os créditos pela internet, o cidadão efetua a recarga em um dos 94 equipamentos instalados na cidade. Os antigos carregadores só serão desativados quando todos os cartões forem convertidos. Os novos cartões não funcionam nos carregadores antigos.
A carga dos cartões é validada cerca de dois dias depois dos bancos confirmarem o pagamento dos créditos. As compras de créditos pela internet representam 72% das transações da Urbs para cartões transporte. Até agora, cerca de 103 mil cartões foram emitidos ou convertidos dentro do novo sistema, dos quais 40 mil são novos e 63 mil, convertidos.
O novo sistema também deve agilizar o bloqueio de cartões roubados ou perdidos. Basta o passageiro telefonar para 156 e pedir o bloqueio, ou se dirigir a um dos postos da Urbs, na Rodoferroviária e nas Ruas da Cidadania Carmo, Pinheirinho, Fazendinha, Boa Vista e Matriz que no máximo em 24 horas o cartão será bloqueado.


Fonte: Gazeta do Povo

Share |
READ MORE - Curitiba: Novo sistema para recarga do cartão transporte passa a funcionar

Em Guarulhos, Prefeitura realiza curso de capacitação para transporte de deficientes

A Coordenadoria para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, em parceria com a Secretaria de Transportes e Trânsito (STT), está realizando curso de capacitação “Acessibilidade no Transporte de Pessoas” para os permissionários do sistema de transporte coletivo de Guarulhos.
Num primeiro momento, estão sendo chamados os profissionais do sistema de lotação (perueiros), e em seguida, os motoristas e cobradores das empresas de ônibus. O curso está sendo realizado na sede da Escola Pública de Trânsito, no Parque Municipal Júlio Fracalanza, na Vila Augusta.
O objetivo da capacitação é fornecer aos condutores, cobradores e fiscais de transporte coletivo, todas as informações necessárias para um melhor entendimento das necessidades dos passageiros portadores de algum tipo de deficiência ou com mobilidade reduzida na cidade. A implantação da nova rede de transportes no município prevê que todos os veículos do sistema sejam acessíveis.
Desde o início das atividades, já passaram pelo curso de excelência no transporte de pessoas mais de 400 profissionais do ramo. A estimativa da Prefeitura é de que cerca de 1.200 funcionários do sistema de lotação municipal participem do programa de formação.
Segundo Firmino Manoel da Silva, responsável pela Coordenadoria para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, a participação dos profissionais de transporte coletivo na capacitação trará grandes benefícios à sociedade. “A inclusão no transporte coletivo é, antes de tudo, um direito de todos, principalmente daqueles que durante muito tempo tiveram seus acessos restritos a alguns locais da cidade”, disse Firmino.

Fonte: Guarulhos Notícias

Share |
READ MORE - Em Guarulhos, Prefeitura realiza curso de capacitação para transporte de deficientes

Vale Verde contará com maior freqüência na linha do transporte coletivo

A partir desta sexta-feira, dia 8, a Linha 10, Vale Verde–Centro, passará a contar com um intervalo de tempo entre os veículos entre 25 e 35 minutos entre as 6h30 e 19h30 dos dias úteis, aumentando de 28 para 44 viagens ao dia. Atualmente, o tempo de espera desta linha é de uma hora. A medida foi tomada após análise das equipes técnicas da Companhia Municipal de Trânsito (CMT) e da Viação Trans Líder, empresa concessionária do transporte coletivo em Cubatão.
De acordo com o superintendente da CMT, Silvano Lacerda, a medida foi tomada após estudos em cima do número de usuários da Linha 10. “Com isto, conseguimos atender um anseio dos moradores do Vale Verde, que é um dos bairros da Cidade mais afastados do Centro”. O itinerário da Linha 10 não sofrerá modificação.
 
Vila Esperança – Já a Linha 2, Vila Esperança–Centro, sofrerá adequações nos horários de partida, procurando, principalmente, melhorar o atendimento aos estudantes do bairro nas entradas e saídas das escolas. As mudanças serão aplicadas a partir da próxima quarta-feira, dia 13. O bairro passará a ter 83 viagens por dia.
Além disso, os atendimentos da manhã, ligando o bairro diretamente ao Pólo Industrial, serão mantidos. Além da Vila Esperança, Jardim Nova República e bairros Cota contam com este tipo de atendimento pela manhã.
Silvano Lacerda esclarece que a equipe técnica da CMT vem estudando constantemente todas as linhas que compõem o transporte na Cidade. “É função da CMT fiscalizar e apontar as mudanças que beneficiarão os usuários do transporte coletivo na cidade”, afirma o superintendente.

Fonte: Prefeitura de Cubatão

Share |
READ MORE - Vale Verde contará com maior freqüência na linha do transporte coletivo

Maringá: Bilhetes de papel da TCCC serão substituídos por cartões

A partir deste domingo (10), os bilhetes de papel dos ônibus da empresa Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC) não serão mais vendidos no terminal urbano. Quem quiser adquirir uma passagem avulsa, deverá comprar um cartão, semelhante ao que é utilizado atualmente, que conterá créditos em uma quantidade específica.
"Venderemos cartões com uma, duas, e até dez passagens. Assim que os créditos acaberem, o usuário deverá comprar outro cartão no terminal urbano, pois eles não serão renováveis", explica o assessor executivo da TCCC, Francisco Vasconcelos.
De acordo com Vasconcelos, os bilhetes de papel ainda serão aceitos nos ônibus até o dia 31 de dezembro deste ano. "Quem tiver este tipo de passagem poderá utilizá-lo normalmente até o fim do ano", ressalta.
A intenção da empresa é fazer com que os ônibus circulem com uma quantidade mínima de dinheiro no caixa. "Assim evitamos assaltos e aumentos a segurança dos nossos clientes", afirma o executivo.
Segundo Vasconcelos, cerca de 5% dos usuários da empresa utilizam os bilhetes de papel. A empresa deseja, com esta mudança, aumentar o número de passageiros que usam o cartão de recarga.
"Atualmente são mais de 120 mil bilhetes de papel por mês. É um número pequeno perto dos cartões de recarga, que representam mais de 2, 5 milhões de passagens por mês", ressalta o executivo.
A TCCC sugere aos cliente que adquiram os cartões personalizados. "Sabemos que muitos ainda preferem o bilhete avulso, mas queremos aumentar o número de usuários com cartões de recarga, pois estes são mais seguros e dão vários benefícios aos clientes, como desconto de 10% fora dos horários de pico, além da integração entre as linhas", ressalta.
A TCCC afirma que não haverá impacto no valor das passagens com a mudança dos bilhetes de papel para os cartões.

Fonte: O Diário

Share |
READ MORE - Maringá: Bilhetes de papel da TCCC serão substituídos por cartões

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960