Por que os ônibus de SP ainda causam tantas reclamações?

quarta-feira, 8 de setembro de 2010


Eles são lentos, desconfortáveis, lotados. Algumas vezes, sujos. Muitas vezes atrasados. Na maioria das vezes, muito criticados. Os ônibus de São Paulo são a ponta mais visível da dificuldade de coordenar o transporte público de uma megalópole - um problema que afeta a vida de 6 milhões de paulistanos por dia. Problema esse, diga-se, histórico. No governo Marta Suplicy, um projeto foi desenvolvido para dar prioridade ao ônibus dentro do sistema viário. Os ônibus circulariam nas principais avenidas em corredores exclusivos, separados do resto do trânsito e livres dos congestionamentos. Eles ainda seriam monitorados por GPS para assegurar a pontualidade. Todo o sistema da região metropolitana seria integrado com o metrô e trens pelo bilhete único, o que permitiria mais viagens com uma única tarifa

Na prática, muito deixou de ser feito. Hoje, andar de carro ainda é extremamente mais rápido do que de ônibus. A média de velocidade nos tais corredores exclusivos é quase a mesma que uma pessoa correndo. Com tanta ineficiência, milhares de ex-usuários do serviço preferiram comprar seus carros e motos, o que aumentou os congestionamentos nas ruas e o risco de acidentes. Para entender melhor a dimensão de tantos entraves, o Estado conversou com dez especialistas do Brasil e de outros países para apontar os gargalos e as boas ideias que já foram adotadas por outras metrópoles. Das deficiências dos corredores até a falta de organização do setor, entenda o que está errado e o que é possível fazer para atenuar o problema.

Fonte: Estadão

READ MORE - Por que os ônibus de SP ainda causam tantas reclamações?

Corredor de ônibus é mais barato e rápido que VLT


Um estudo desenvolvido para a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) aponta que um corredor para circulação exclusiva de ônibus com alta capacidade de transporte, em linhas expressas que receberiam passageiros de outros pontos das cidades cortadas por essa faixa especial, custaria em torno de 70% menos do que a introdução de um Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e ficaria pronto na metade do tempo.

O levantamento 'Avaliação Comparativa das Modalidades de Transporte Público Urbano', desenvolvido pelo escritório Jaime Lerner Arquitetos Associados, menciona a implantação, em Curitiba (PR), do BRT (sigla em inglês para Transporte Rápido por Ônibus), que está em operação até hoje e é tido como referência internacional positiva em sistemas coletivos.

Consultor da Organização das Nações Unidas (ONU) para Urbanismo, Lerner governou o Paraná de 1995 a 99 e foi prefeito de Curitiba por três vezes.

O estudo menciona vantagens do BRT na comparação com o VLT, a peça chave do planejado Sistema Integrado de Transporte (SIM), previsto para ser implantado na Baixada Santista. Entre elas, economia de recursos, tempo menor para execução das obras e velocidade maior.

Fonte: A Tribuna.

READ MORE - Corredor de ônibus é mais barato e rápido que VLT

Metrô de SP erra e usuários se decepcionam na Vila Prudente


O Metrô de São Paulo publicou em seu site uma nota informando ao público que a nova estação Vila Prudente estaria aberta tanto no dia 6, quanto no dia 7 de setembro, no entanto, os usuários que decidiram usar o serviço neste feriado de independência encontraram a estação fechada.

Segundo a assessoria de imprensa da organização, a informação foi publicada por um engano da equipe responsável pelo site. Por meio de nota, o Metrô esclarece que a nova estação ainda está em "operação assistida" e funciona apenas de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 16h, exceto feriados.

Veja abaixo o texto que informava erroneamente sobre o funcionamento na Vila Prudente e a nota do Metrô na íntegra:

"Quem não for viajar e quiser aproveitar os dias de folga para conhecer a nova Estação Vila Prudente, na Linha 2-Verde (Vila Madalena-Vila Prudente), podendo realizar o passeio inclusive nesta segunda e terça-feira, das 9h30 às 16h00."


Nota à Imprensa

O Metrô esclarece que a informação relativa ao não funcionamento da Estação Vila Prudente no feriado do Dia da Independência (7 de setembro) recebeu destaque na página principal da Companhia.

Por um engano da equipe responsável pelo site, o texto publicado na seção "Notícias" informava que a Estação, ainda em operação assistida, funcionaria. Em Vila Prudente, a operação assistida acontece de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 16h, exceto feriados.

O Metrô lamenta o ocorrido e pede desculpas a quem tentou visitar a nova estação nesta terça-feira.
A informação incorreta foi retirada do site.

Fonte: Abril.com

READ MORE - Metrô de SP erra e usuários se decepcionam na Vila Prudente

Greves prejudicam transporte na França e em Londres


O transporte público foi paralisado nesta terça-feira (07/09) na França, enquanto os londrinos enfrentam uma circulação menor de trens no metrô, em virtude de greves convocadas contra as recentes medidas de austeridade fiscal adotadas pelos governos francês e britânico.

Na França, os sindicatos desafiaram o impopular presidente Nicolas Sarkozy com a convocação de uma greve geral contra os planos do governo de ampliar a idade mínima para aposentadoria de 60 anos para 62 anos. A greve paralisava os serviços de transporte ferroviário, aviões, ônibus e metrô. Postos dos correios e diversas escolas também não abriram hoje.

Do outro lado do Canal da Mancha, milhares de pessoas tiveram dificuldades para chegar ao trabalho, em razão da greve dos trabalhadores do metrô londrino, que reduziu o volume de circulação de trens no sistema. Esta é a primeira de uma série de greves de 24 horas convocadas para esse outono em Londres. Os metroviários protestam contra a eliminação de 800 postos de trabalho.

As manifestações ocorrem ao mesmo tempo em que ministros das Finanças da União Europeia promovem em Bruxelas (Bélgica) uma reunião sobre a crise de endividamento dos países europeus, que alarmou os mercados financeiros neste ano. Os ministros das Finanças estão cada vez mais perto de chegar a um acordo sobre a aplicação de sanções mais duras a países que violarem as regras orçamentárias da União Europeia.

Os ministros também discutem uma supervisão mais minuciosa do nível total de endividamento nacional e não só dos déficits anuais. Mas os governos europeus ainda estão divididos sobre questões tributárias para o sistema financeiro e a criação de um imposto para transações financeiras, de acordo com informações dadas por autoridades e ministros das Finanças hoje ao final do encontro mensal.

Na França, a greve coincide com o início do debate no Parlamento do plano para reforma das aposentadorias, que tem o objetivo de zerar as perdas do sistema até 2018. O governo insiste que a reforma é essencial, pois as pessoas estão vivendo mais agora e conclamou os franceses a mostrar "seu valor", enquanto tenta paulatinamente reduzir a enorme dívida nacional.

Os sindicatos afirmaram que o governo ataca uma das conquistas sociais mais apreciadas na França, mesmo sendo o limite de 62 anos ainda o mais baixo em toda a Europa. A Alemanha, por exemplo, elevou de 65 anos para 67 anos o limite mínimo para aposentadorias.

As centrais sindicais francesas esperam mobilizar dois milhões de pessoas em mais de 200 manifestações programadas para o dia, em um momento em que a taxa de aprovação de Sarkozy está ao redor de 30%. Uma manifestação semelhante realizada em 24 de junho conseguiu a adesão de quase 800 mil pessoas.

Nesta manhã, a estatal de energia Electricité de France (EDF) observou que "em um momento" a produção de energia caiu 7.712 MW em razão da greve no país. Segundo a empresa, a redução foi momentânea e não comprometeu o fornecimento de energia. A Confédération Générale du Travail, poderosa central sindical do país, por sua vez, informou que a greve levou a uma redução de 5.000 MW na produção de energia. A mesma confederação informou que as refinarias da gigante petrolífera Total estavam todas em greve hoje. Um porta-voz da Total confirmou que havia uma mobilização "relativamente significativa" de grevistas.

As autoridades de avião civil pediram para que as companhias aéreas reduzissem em um quarto o número de voos nos aeroportos do país. Apenas dois de cada cinco trens de velocidade rápida circulavam, enquanto a paralisação diminuiu o fluxo de trens nas linhas subterrâneas e de superfície.

O ministro do Trabalho da França, Eric Woertg, disse que o governo continuará defendendo a reforma sem se importar com a onda de protestos, que deve terminar na noite de hoje.

fonte: Agência Estado

READ MORE - Greves prejudicam transporte na França e em Londres

Cuiabá: SMTU informa adequações nas linhas de ônibus


A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte Urbano de Cuiabá informa que, para melhor atender a população usuária do transporte coletivo, a partir do dia 13 de setembro próximo haverá mudanças em algumas linhas:

As linhas 309 – Residencial Picolli (1º de Março)/Centro e 412 – Planalto/Centro, serão extintas e, em substituição, entrará em operação a linha 350 1º de Março (Res. Picolli)/Centro via terminal do CPA III/Planalto. A linha será operada com 15 carros, incluindo 2 micros, com um tempo estimado de 10 minutos de espera no pico.

A linha 350 fará o retorno sentido bairro saindo da Praça Maria Taquara. A medida visa eliminar a sobreposição de linhas em um mesmo corredor, racionalizando o sistema com ganhos ao usuário.

Na mesma data, entrará em operação a linha 340 – Altos da Glória/Chopão (via terminal CPA I/ Morada do Ouro-frente), com 8 carros e tempo de espera estimado de 15 quinze minutos na faixa horária das 5h às 20h. Tal medida fará com que os moradores do Altos da Glória e proximidades não precisem fazer o trasbordo no terminal do CPA I. A linha 340 torna-se mais uma opção para os moradores do CPA para a região do Chopão.

Com a finalidade de melhor servir a região das instituições de ensino superior na avenida Beira Rio, a linha 313 deixará de retornar no Senai/Porto e terá seu itinerário prolongado até a UNIC em todas as viagens programadas.

Por fim, a linha 315 que possui seu início no terminal do CPA I, passará para o terminal do CPA III, porém continuando a passar no CPA I. A medida visa beneficiar os moradores da região, que não precisarão deslocar-se para outro bairro para ter acesso ao transporte coletivo.

Fonte: Gazeta Digital

READ MORE - Cuiabá: SMTU informa adequações nas linhas de ônibus

Ônibus volta a R$ 2,00 em Palmas por mais 45 dias


Pela segunda vez o reajuste de 10% no valor da tarifa de transporte coletivo urbano de Palmas foi adiado no dia em que o novo preço começou a ser cobrado. A suspensão do preço de R$ 2,20 e a volta dos R$ 2,00 por passagem foram anunciadas no final da tarde de ontem pela prefeitura. Hoje, a passagem de ônibus volta aos R$ 2,00, devendo subir para R$ 2,20 somente em 45 dias a contar de ontem.

A decisão do prefeito Raul Filho veio logo após o presidente da Câmara de Vereadores de Palmas, Wanderlei Barbosa (PSB), acompanhado do vereador José Hermes Damaso (PDT), protocolar ofício na prefeitura solicitando a prorrogação da vigência do reajuste. Assinaram o documenta os membros da Mesa Diretora da Câmara, que também é composta por Divina Márcia (PDT).Uma das justificativas apresentadas por Barbosa é o fato de a prefeitura não ter realizado as melhorias previstas no sistema de transporte coletivo urbano da Capital, citando a conclusão e ampliação das estações de ônibus, implantação de novas linhas, melhorias nas condições de acessibilidade e uma nova cobertura nas estações da Avenida Theotônio Segurado.

“Acreditamos que para haver um aumento é preciso investir na qualidade do transporte também. Nós estamos aqui representando a sociedade”, frisou Barbosa. Segundo o vereador, as manifestações de categorias como dos professores municipais, que ameaçam paralisação, e as cobranças públicas de revisão do valor da tarifa, tornam o momento impróprio para elevar o preço da passagem de ônibus.

“Nós estamos sensíveis às demandas apresentadas pela Mesa Diretora da Câmara Municipal e, se há a possibilidade de oferecer um melhor serviço de transporte de passageiros aos usuários de nosso sistema nós estamos prontos para trabalhar em conjunto com a Câmara Municipal e com o Seturb”, declarou o prefeito Raul Filho, em nota enviada pela assessoria de imprensa da prefeitura, que não fixou data para o início das obras de melhorias nas estações de ônibus.
Entenda
A nova tarifa de R$ 2,20 chegou a ser cobrada por um dia, no mês de junho, após o anúncio do reajuste, feito no dia 6 de junho. O Ministério Público Estadual (MPE), entretanto, pediu à Justiça que o reajuste entrasse em vigor somente 90 dias após o anúncio, ou seja, 6 de setembro, o que foi acatado pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Palmas, voltando a tarifa de R$ 2,00, que novamente foi mantida, por mais 45 dias, a contar de ontem.

Fonte: Jornal do Tocantins

READ MORE - Ônibus volta a R$ 2,00 em Palmas por mais 45 dias

Praça Tiradentes deixa de ser ponto final de nove linhas de ônibus no Rio


A partir desta quarta-feira (8), os passageiros que costumam embarcar ou desembarcar na Praça Tiradentes, no Centro do Rio, terão que se dirigir a um novo ponto final. O local fica na Praça da República, lado ímpar da pista junto ao Campo de Santana, entre a Avenida Presidente Vargas e a Rua Visconde do Rio Branco, no mesmo bairro.

Por determinação da Secretaria municipal de Transportes, nove linhas de ônibus foram transferidas para o novo ponto final: 284 (Praça da República-Praça Seca), 391 (Praça da República-Padre Miguel), 372 e 373 (Pavuna-Praça da República), 313 (Penha-Praça da República), 334, 335 e 343 (Cordovil-Praça da República) e 355 (Praça da República-Madureira).

A mudança faz parte de um projeto de revitalização da área histórica da cidade.

Fonte: G1.com

READ MORE - Praça Tiradentes deixa de ser ponto final de nove linhas de ônibus no Rio

Transporte público de Sapucaia do Sul terá bilhetagem eletrônica


A Cidade vai implantar o sistema da bilhetagem eletrônica no sistema de transporte urbano. O secretário municipal de Segurança e Trânsito, Ivan Braz, juntamente com a diretora de tráfego, Adriana Muller, do chefe do serviço de fiscalização de transportes, Neudir Cardoso da Silva e do gerente financeiro da empresa Real Rodovias, Wilson Garcia dos Santos, visitaram as instalações do consórcio gestor TEU, em Porto Alegre. Na oportunidade, o gerente operacional do TEU, Fernando Lindner, apresentou à comitiva sapucaiense as vantagens e benefícios do sistema de bilhetagem eletrônica, bem como todos os setores da empresa, desde a criação até a entrega do cartão à população.
Conforme Braz, a intenção com a visita foi de conhecer o consórcio a fim de dar início a uma campanha informativa que prepare a comunidade do município para as novas mudanças. O novo sistema de vale transporte será implementado gradativamente na cidade até janeiro de 2011. Segundo o gerente financeiro da Real Rodovias, Wilson Garcia dos Santos, um evento preparatório para o uso correto do novo sistema deverá acontecer em Sapucaia na segunda quinzena de setembro. Durante o evento, serão apresentados à comunidade os 14 novos veículos adquiridos pela empresa já equipados com validadores eletrônicos instalados junto às roletas.

Fonte: Jornal Correio de Notícias

READ MORE - Transporte público de Sapucaia do Sul terá bilhetagem eletrônica

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960