Metrô de SP instala redutores de vão de plataformas nas estações

sexta-feira, 20 de agosto de 2010


Para tentar evitar a ocorrência de acidentes e aumentar a segurança dos passageiros, principalmente das crianças e dos idosos, o Metrô de São Paulo começou a instalar nesta semana redutores de vão nas plataformas das estações Sé, da linha 1-Azul, e Corinthians-Itaquera, na linha 3- Vermelha. Feito de poliuretano de cor amarela, os redutores medem aproximadamente cinco centímetros de largura.

O vão existente entre os trens alinhados e a área de embarque é maior nas estações construídas em trechos de curvas, como na São Bento, na linha 1 -Azul. Geralmente, passageiros desatentos ou com mobilidade reduzida inserem os pés no espaço, acidentalmente e podem se ferir. Esse tipo de acidente já foi registrado, mas sem gravidade, de acordo com a assessoria de imprensa do órgão. Não foi informado o número de acidentes ocorridos nos últimos meses.

Até ontem, o novo equipamento só estava no sentido Jabaquara da estação Sé, mas o metrô promete colocar os redutores nas quatro plataformas existentes na estação. Para os passageiros que passam rapidamente pelo local, o novo item de segurança passou despercebido.

Acompanhada pelo filho de 7 anos, a operadora de telemarketing Sheila Rodrigues Ventura, 29, que vinha da estação Palmeiras-Barra Funda, diz que a criança quase se machucou ao desembarcar na Sé. "Na hora em que a gente foi sair do trem, empurraram e ele quase caiu no buraco". Ela lamenta a falta de respeito dos passageiros.

O desrespeito dos passageiros que utilizam o transporte também foi o principal motivo do ferimento de um usuário. "Outro dia, estava aquele empurra-empurra, uma pessoa pisou falso e caiu no buraco", conta o vendedor Josué Araújo Filho, 50. "Agora, isso poderá ser evitado".

Com carrinhos cheios de roupas, a vendedora Sônia Regina de Alcântara, veio de Mongaguá (no litoral de São Paulo) para fazer compras na região do Brás (no centro de São Paulo). Para voltar para casa, ela enfrentou dificuldades para entrar com a mercadoria no vagão. "Isso vai melhorar muito para todos nós. Já vi tanto sapato caindo na linha. Já que colocaram o equipamento aqui [na Sé], poderiam colocar em todas as estações também."

Com 93 anos, a aposentada Maria da Silva, disse que conhece várias pessoas que já se machucaram no vão do metrô, mas diz que nunca teve problemas, pois sempre ficou atenta. "Se tivesse algo para ficar mais próximo seria melhor para qualquer pessoa, independente da idade", diz.

O Metrô diz estudar a colocação do dispositivo em outras estações. A instituição não divulgou o valor gasto com os equipamentos.

READ MORE - Metrô de SP instala redutores de vão de plataformas nas estações

São Paulo: Governador diz que melhora dos trens leva até dois anos


No dia em que o transporte por trilhos sofreu dois problemas em São Paulo --nos trens e no metrô--, o governador Alberto Goldman (PSDB) afirmou que as falhas nos trens da CPTM serão resolvidas em até dois anos.

A afirmação contraria o que o Metrô tem dito: que o plano de expansão da rede estará concluído até o final deste ano --ou, no máximo, no começo de 2011.
Goldman disse que os dois sistemas (trens e metrô) estão passando por renovação e que os sistemas de comunicação e controle eletrônico serão modernizados, para reduzir o número de falhas.

"Estamos transformando o sistema da CPTM em um metrô de superfície. Em mais um ano, mais dois anos, vamos ter, paulatinamente, um sistema de 240 km de metrô e trens de superfície para atender a população", afirmou.

Em resposta à Folha em março, o Metrô afirmou: "Podemos assegurar que o ponto central do plano de expansão será atingido. Até o final de 2010 a extensão das linhas com qualidade de metrô será quadruplicada, chegando a 240 km (sendo 78 km no metrô e 162 km na CPTM)".

Fonte: Folha Online
READ MORE - São Paulo: Governador diz que melhora dos trens leva até dois anos

Pesquisa confirma: superlotação e espera são as maiores queixas nos ônibus de Recife


Superlotação e tempo de espera são o maior problema do sistema de transporte público de passageiros na Região Metropolitana do Recife. A resposta é um dos pontos em comum entre a pesquisa realizada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte em outubro de 2009 e uma outra anunciada na última quinta-feira (19) pelo Sindicato das Empresas de Ônibus de Transportes e Passageiros (Urbana).

A diretora em exercício do Grande Recife, Taciana Ferreira (foto), falou sobre como o Consórcio pretende melhorar o serviço e a importância da denúncia de problemas por parte dos usuários. "Verificamos que tempo elevado de espera resulta na regularidade da linha. Temos 367 linhas, das quais, cerca de 40% têm intervalo entre cinco e dez minutos no horário de pico. É uma oferta boa, mas enfrentamos congestionamentos diários e não temos nas vias prioridade para o transporte público", explica. Ela diz que o Grande Recife tem investido nos corredores, previstos para ser concluídos em 2012 e resultarão em quase 63 km de vias exclusivas para o transporte público, garantindo rapidez, velocidade e qualidade no serviço.

Do total de entrevistados na pesquisa do Consórcio, 44,3% preferem pagar mais caro por um serviço melhor, enquanto 55,15% não concordariam. Entre os que concordam, 46,12% exigem o aumento da frota em circulação e 47,01% pedem maior renovação na frota. 49,61% querem veículos mais confortáveis e 46,11% gostariam de ter maior regularidade nos horários. 45,84% desejariam um tempo de espera menor nos terminais e paradas. Para 40,84% dos usuários, é preciso mais informações operacionais nos veículos. Por fim, 42,5% querem ampliação do terinamento de motoristas e cobradores.

ATENDIMENTO
Taciana Ferreira também falou sobre questões ligadas ao mau atendimento dos operadores (motoristas e cobradores). As queixas dos usuários dizem respeito, principalmente, aos finais de semana, quando a fiscalização é menor: “é natural que, com a redução de serviço no final de semana, nossa fiscalização também diminua. Realizamos concurso público, ampliando o quadro de agentes na fiscalização, para que esse setor seja suprido. No caso de reclamações específicas, como comportamento inapropriado de motoristas, é preciso fazer a reclamação pelo 0800.081.0158. Com isso atuamos especificamente, focando na reclamação”.

“A ideia é melhorar o atendimento ao usuário através dos operadores com capacitação, com melhores informações do usuário sobre o serviço, seus direitos, quando pode reclamar. Os operadores são capacitados pelas empresas e isso está sendo acompanhado pelo Consórcio”, afirma Taciana.

A diretora disse que informações sobre itinerários é um dos pontos que se espera melhorar. Existe, em algumas linhas, segundo ela, informação sobre o trajeto dos veículos e o serviço será ampliado com a utilização de tecnologia.

“Está em fase de licitação o Centro de Controle de Operação. Com ele nós vamos mapear todos os itinerários, disponibilizando essas informações através de telas LCD nos terminais de integração, ampliando informações no site para os usuários terem acesso. A partir do momento que massificamos a informação sobre o transporte público para o usuário, ele ajuda a melhorar o serviço”, concluiu.

Fonte: pe360graus.com

READ MORE - Pesquisa confirma: superlotação e espera são as maiores queixas nos ônibus de Recife

Salvador: Transporte de qualidade e a implantação de sistemas de corredores exclusivos para ônibus


Transporte de qualidade e a implantação de sistemas de corredores exclusivos para ônibus, também na capital baiana, foram temas do Seminário Nacional NTU 2010 com o tema “Transporte de Qualidade para uma Vida Melhor”, realizado esta semana pela Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) em Brasília, na capital federal. O objetivo do encontro foi apresentar formas de modernização do transporte público através de uma política de mobilidade inteligente.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps) Horácio Brasil, também esteve no evento destacando a inclusão de Salvador no projeto Bus Rapid Transit (BRT), que teve início há 20 anos em Curitiba. O projeto já está em desenvolvimento e a parte licitatória deverá ser realizada em breve. A primeira fase deverá ligar o aeroporto ao Centro da cidade com a Lapa e Avenida Vasco da Gama.

De acordo com o superintendente da NTU, Marcos Bicalho dos Santos a capital baiana tem todas as condições para implantar o sistema. “É um projeto que pode durar uma média de dois a três anos. Depende muito das facilitatórias”, disse. Ainda segundo ele, o sistema deverá ficar pronto em meados de 2013, para a Copa das Confederações.

“Estamos com uma participação muito ativa de toda a parte interessada para a implantação do BRT. Temos a motivação também por parte dos gestores, afinal será uma reformulação na rede de transporte”, acrescentou ele, explicando os benefícios do projeto para toda a comunidade.

Segundo ele, a NTU vai acompanhar de perto o desenvolvimento do projeto, não apenas da capital baiana, mas em todas as cidades que estão desenvolvendo o sistema. “O acompanhamento do andamento é para que seja garantida a excelência”. Conforme ele, outras cidades que também têm projetos do BRT são Vitória e Goiânia. “O objetivo é termos transporte de qualidade para toda a população”.

Durante o evento foram abordados ainda a relação urbana, social, turística e econômica do transporte nos municípios. Com um transporte de qualidade e com um valor accessível para os usuários, diminuindo ainda o tempo de espera nos pontos de ônibus que atualmente é de 18 minutos para cerca de três a sete minutos. Integrando as linhas também a tecnologias avançadas, através de uma iniciativa público-privada.

Um dos destaques do seminário foi o Transmilênio, transporte coletivo de Bogotá, na Colômbia, que se destacou pos questões relacionadas à qualidade de vida, rapidez e valores baixos. “Atualmente temos 84 quilômetros de sistema em operação e o Transmilênio está em sua terceira fase, com a construção de mais 32 quilômetros de corredores. Além disso, são 107 estações, banheiros públicos, estacionamento para bicicletas e um centro de controle, entre outros”, disse o representante do governo de Bogotá Arturo Fernando Rojas.

O transporte de qualidade é apenas um dos desafios das cidades brasileiras para a realização da Copa de 2014. Especialistas da área de transporte não apenas do Brasil, mas de outros países, expuseram e debateram durante o evento.

O destaque foi para a mobilidade urbana que merece reforço e precisa de melhorias o quanto antes.


READ MORE - Salvador: Transporte de qualidade e a implantação de sistemas de corredores exclusivos para ônibus

Juiz de Fora: Nove linhas de ônibus alteram embarque e desembarque


A partir de amanhã as linhas 313 Sandira e 420 Linhares vão ter o embarque e desembarque invertidos. Na segunda-feira as linhas 304 Caeté e 538 Morada do Serro também mudam o fluxo de passageiros.

Já na terça-feira será a vez das linhas 106 Parque Independência,308 Retiro, 429 Linhares, 710 Novo Triunfo e 711 Barreira circularem com a mudança. A previsão da Settra é de que até o final deste mês 25% dos coletivos já estejam com a roleta invertida. É importante que todos os usuários fiquem atentos às sinalizações na frente e nas laterais dos ônibus indicando a inversão do fluxo de passageiros.

READ MORE - Juiz de Fora: Nove linhas de ônibus alteram embarque e desembarque

Começa o monitoramento do transporte coletivo de Campinas


Aparelhos instalados em alguns pontos de ônibus de Campinas fiscalizam se os coletivos estão cumprindo o horário ou se ele está atrasado.

O sistema ainda está em fase de teste e além de ajudar na fiscalização da Emdec, ele promete melhorar o transporte público, como ajudará na fiscalização da EMDEC. Os detalhes você confere na reportagem de Ana Paula Palazi.



Fonte: TVB
READ MORE - Começa o monitoramento do transporte coletivo de Campinas

Novos ônibus do transporte coletivo urbano são entregues em Caxias do Sul


A partir de terça-feira, dia 24, os passageiros de sete linhas do transporte coletivo urbano perceberão mudanças na hora de se deslocar. Na manhã de sexta, foram entregues os 10 ônibus que iniciarão uma mudança no perfil da frota da Viação Santa Tereza (Visate).
Os novos carros serão implantados em linhas onde a demanda de passageiros é menor e não contarão com a presença de operador de sistema para cobrar a passagem. A tarefa caberá ao próprio motorista, a exemplo do que ocorre nos táxis-lotação.

A primeira linha a conferir a novidade será a L. 37 Tijuca/Nossa Senhora da Paz, com dois ônibus. Nas demais linhas, a implantação ainda não está definida.

Segundo o diretor superintendente da Visate, Fernando Ribeiro, a proposta objetiva reduzir custos operacionais, além de otimizar o tempo entre as viagens.

— Priorizamos linhas em que o fluxo de usuários é menor e em locais onde o acesso dos ônibus maiores é difícil e há dificuldade em realizar manobras devido ao estreitamento das ruas — afirma Ribeiro.

Fabricados pela Marcopolo no modelo Sênior Midi, os novos ônibus são cerca de 20% menores (aproximadamente três metros) do que os atuais. Os carros trarão a inscrição "Caxias Urbano".

De acordo com Ribeiro, todos os cobradores que atuavam nas linhas atingidas serão relocados para outros itinerários.

— Ninguém vai perder emprego com essa novidade. Eles serão transferidos, mas todas as vagas serão mantidas — garante.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Caxias do Sul, Tacimer Kulmann da Silva, diz que vai exigir que a manutenção do quadro seja garantida em documento a ser firmado em novembro, mês em que é negociado o dissídio da categoria.

— (A nova proposta) é um caminho para que se comece a dizer: "Não tem por que haver cobradores nos ônibus", como ocorre em outras cidades. Por isso é preciso deixar registrado — salienta Silva.



Fonte: Zero Hora
READ MORE - Novos ônibus do transporte coletivo urbano são entregues em Caxias do Sul

Ônibus do Rio vão circular com poesias de autores consagrados


A partir da próxima segunda-feira (23) os ônibus do município do Rio passarão a circular com poesias de autores consagrados da literatura brasileira como Castro Alves, Olavo Bilac, Gonçalves Dias, Gregório de Matos e Carlos Drummond de Andrade.

É o projeto “Circulando Cultura”, uma iniciativa entre o Rio Ônibus e a Academia Brasileira de Letras (ABL) que levará a obra desses grandes poetas para dentro dos ônibus. As poesias serão divulgadas em cartazes afixados na parte interna de 8.600 coletivos que fazem parte do sindicato Rio Ônibus.

A Academia será a responsável pela escolha das poesias. Até o momento, já foram selecionados 400 poemas.

Os textos irão alcançar 3,5 milhões de passageiros em um só dia. O projeto deverá ser estendido para todo o estado.

Fonte: G1.com

READ MORE - Ônibus do Rio vão circular com poesias de autores consagrados

Natal vai gastar R$ 141,9 milhões em obras de mobilidade urbana para a Copa


A prefeitura de Natal lançou ontem (18) a licitação para a primeira parte das obras de mobilidade urbana para a Copa 2014. De todas as obras que serão realizadas no Estado, 11 estão sob responsabilidade do governo municipal e cinco sob responsabilidade do governo do Estado. Todas as obras estão orçadas em R$ 141,9 milhões e devem ficar prontas no primeiro semestre de 2013.

O primeiro lote engloba as obras do corredor estrutural oeste (BR 226), que liga o bairro de Igapó, na zona norte de Natal, ao Estádio das Dunas (zona centro-sul da cidade); o complexo viário da Urbana, próximo à ponte de Igapó, no rio Potengi, entre os bairros Nordeste e Quintas; a reestruturação geométrica da Av. Mor Gouveia; além de sinalização, melhorias no passeio público (calçadas acessíveis) e implantação de plataformas de embarque e desembarque. Outras sete obras devem ser licitadas até o final do ano.

O corredor estrutural é apontado como a principal obra desta primeira fase, pois fará a ligação do aeroporto de São Gonçalo com o Estádio das Dunas, além de ligar a zona norte à zona sul da cidade.

As intervenções incluem, em todas as avenidas citadas, um corredor exclusivo para uso do transporte coletivo, plataformas de embarque e desembarque para usuários do transporte coletivo, ciclovias e obras para a acessibilidade.

O edital, que limita a participação na concorrência a empresas brasileiras, deverá ser publicado amanhã (20) nos Diários Oficiais do Estado e do Município e a abertura das propostas deverá acontecer no dia 27 de agosto.

A segunda fase das obras ainda está em estudo e deve ter seu edital lançado até o final de 2010.

Fonte: PINweb
READ MORE - Natal vai gastar R$ 141,9 milhões em obras de mobilidade urbana para a Copa

Prefeitura de Blumenau eleva passagem de ônibus para R$ 2,57


A partir de 4 de setembro, os blumenauenses pagarão R$ 2,57 para usar o transporte coletivo municipal. O reajuste de 11,7% foi anunciado nesta quarta-feira no início da noite pelo Seterb. O valor é o mesmo apontado por auditoria contratada pelo município. Ela levou em conta as planilhas usadas para definir o controverso reajuste de fevereiro, derrubado pela Justiça. O novo decreto, com data de 18 de agosto, estipula que aos domingos a tarifa será de R$ 1,50 e a do vermelhinho, R$ 3,20.

De acordo com o presidente do Seterb, Rudolf Clebsch, o aumento segue as determinações da sentença judicial que suspendeu o aumento anterior, de R$ 2,30 para R$ 2,55. Entre outras mudanças, foram excluídos da conta investimentos futuros em terminais e a aquisição de novos ônibus. O decreto de fevereiro, questionado por duas ações civis públicas (movidas pela Associação Catarinense de Defesa dos Direitos Constitucionais (ACDC) e pela Associação dos Moradores da Rua Coripós), foi considerado irregular pelo juiz da Vara da Fazenda Pública, Osmar Tomazoni.

Entre os motivos estavam o custo diferenciado para quem pagava em dinheiro (tarifa embarcada), a falta de um processo administrativo padrão de avaliação das planilhas e a ausência de um estudo para comprovar que o valor era compatível com a renda da população. O decreto divulgado ontem não menciona tarifa embarcada, o Seterb garante ter adotado um padrão de análise e baseado os novos valores em um estudo da Furb sobre a capacidade de pagamento do blumenauense. Clebsch afirma que a maneira como serão compensados investimentos futuros do Consórcio Siga ainda será analisada.

Troco

Sobre o troco de R$ 0,03 que a nova tarifa irá gerar, Clesbch não vê problemas, já que a maior parte dos usuários paga com cartão.

- Cerca de 80% dos usuários usam o Cartão Siga. Vamos intensificar a campanha pelo uso do cartão. Ele evita gasto de tempo dentro do ônibus - afirma o presidente da autarquia.

O presidente da ACDC, o advogado Ivan Naatz, diz que pretende analisar a auditoria que apontou o valor de R$ 2,57. Terça-feira Naatz levantou questionamentos sobre a tarifa de 2009. Ele afirmou que faria denúncia ao Ministério Público e que ingressaria com ação civil pública. A reportagem do Santa procurou o presidente do Consórcio Siga, Humberto Sackl, mas não obteve retorno das ligações.

Fonte: Jornal de Santa Catarina
READ MORE - Prefeitura de Blumenau eleva passagem de ônibus para R$ 2,57

Uberaba: Prefeitura implanta sistema de monitoramento do transporte coletivo via internet

Já está disponível na internet o sistema de monitoramento do transporte coletivo urbano que permite ao usuário se informar em tempo real a localização e horário do ônibus que pretende utilizar. O sistema também pode ser operado por telefonia móvel com tecnologia de internet implantado.
Segundo o diretor do Departamento de Operações e Fiscalização do Transporte Coletivo de Uberaba, Claudinei Nunes, o link pode ser acessado pelo site da Prefeitura, na página do transporte coletivo, www.uberaba.mg.gov.br/transportecoletivo. O serviço também pode ser acessado via telefonia móvel que tenha a tecnologia internet.
Nunes avalia que o sistema facilitará a vida do usuário, possibilitando o acesso a informações precisas, desde o posicionamento até o horário que o ônibus passará. "O sistema pela internet faz parte do programa de monitoramento do transporte público, que inclui a instalação de painéis eletrônicos, indicando o tempo de espera do ônibus desejado. Implantado há dois anos, o serviço de monitoramento do transporte coletivo tem atraído a atenção de outras cidades da região e até de outros estados. Ele possui ferramentas com acesso à extração de relatórios através de GPS, controle de velocidade, o itinerário de cada ponto dos ônibus", diz.
"Precisamos, sim, corrigir as irregularidades para melhorar o serviço e facilitar a vida dos usuários, evitando a repetição de erros e garantindo um bom serviço à população", explica o diretor que afirma que o monitoramento vem sendo feito com resultados positivos.
Claudinei ressalta que um painel já foi instalado em frente ao Centro Administrativo Municipal e mais 26 serão instalados em pontos estratégicos da cidade, como Subterminal rodoviário São Benedito (2), Praça Rui Barbosa (2), Avenida Leopoldino de Oliveira (13), Avenida Fidélis Reis (4), Avenida Nenê Sabino em frente à Uniube (1), Avenida Tutunas em frente à Fazu (1), Rua Manuel de Melo Resende em frente à Facthus (1), Avenida Dom Luis Maria de Santana em frente à Prefeitura (2) e na Praça Frei Eugênio (1).
READ MORE - Uberaba: Prefeitura implanta sistema de monitoramento do transporte coletivo via internet

Curitiba testa bagageiro interno em ônibus de linha


Um dos ônibus de transporte coletivo de Curitiba terá, durante 60 dias, um bagageiro interno com capacidade para até 50 mochilas grandes. A ideia da instalação do equipamento é, segundo a prefeitura, testar o uso dos bagageiros e a aprovação do mecanismo pela população.

O bagageiro, feito de madeira com suporte de ferro, tem cerca de 10 metros e é dividido em quatro partes. O equipamento deve acomodar bolsas, pastas e mochilas dos passageiros, a fim de melhorar a circulação dentro do ônibus.

Segundo a empresa de Urbanização de Curitiba (Urbs), a linha escolhida para o teste foi a Interbairros 2. Caso seja aprovado, o bagageiro interno será uma exigência na renovação da frota, e deverá ser instalado ainda na fábrica.

Fonte: G1.com
READ MORE - Curitiba testa bagageiro interno em ônibus de linha

Em Marília, Licitação do transporte coletivo deve ocorrer em novembro


Com a nova e questionada lei do transporte coletivo aprovada, agora a missão da administração municipal será elaborar o edital para licitação das duas empresas que devem dividir as linhas de operação da cidade.

O projeto já está na mesa do prefeito Mário Bulgareli (PDT) e deve ser sancionado entre hoje e amanhã e a previsão é de que a disputa entre as empresas interessadas ocorra em novembro.

Isso porque após a assinatura, o prefeito terá cerca de 15 dias para marcar audiência pública com a finalidade de discutir os detalhes do texto. Depois disso ficou estipulado o prazo de mais 60 dias até sua conclusão.

Tendo em vista que após a publicação do edital e realização do certame se abrem os prazos para recursos e defesas, é praticamente certo que a Circular se mantém no serviço, pelo menos, até o início de 2011.

O projeto foi alvo de duras críticas da parte dos vereadores da bancada de oposição, durante a discussão de seu conteúdo na segunda-feira. A realização de uma audiência pública após a aprovação do projeto foi motivo de ironia, já que, uma vez aprovada a lei, não resta muito o que discutir.

Wilson Damasceno (PSDB) observou que a nova lei acabou com o monopólio da Circular, mas criou o cartel do transporte público na cidade. “Não existe concorrência se colocamos duas empresas para atuarem em locais diferentes e com preços iguais estabelecidos pelo poder executivo”.

Edileuza Maria Cardoso, doméstica; “Mexeram tanto e acabou ficando praticamente na mesma, ou pior, pois ficaremos reféns dessas empresas por mais 15 anos. Acho que faltou discutir melhor antes de aprovar a lei.”

Maria José de Oliveira da Silva, dona de casa; “Agora são duas empresas para fazer o que a Circular fazia. Espero, pelo menos, que melhorem a qualidade dos ônibus, porque no preço não devemos ganhar muito.

Fonte: Jornal Diário



READ MORE - Em Marília, Licitação do transporte coletivo deve ocorrer em novembro

Porto Velho: Monopólio do transporte coletivo com dias contados


O monopólio das empresas que atuam no transporte coletivo de Porto Velho está com os dias contados. Pelo menos e o que espera o presidente da Câmara Municipal, vereador Hermínio Coelho, ao anunciar para segunda-feira, dia 23, a segunda votação e discussão do projeto, de sua autoria, que garante a inclusão de outras empresas para a prestação do serviço na Capital. “Temos que melhorar o transporte coletivo de nossa cidade. Com a entrada de outras empresas, não há duvidas de que o serviço terá qualidade e quem ganha com isso são os usuários que tanto reclamam dos ônibus”, disse Hermínio, durante coletiva à imprensa na manhã de terça-feira.

Há duas semanas, o projeto de Emenda à Lei Orgânica entrou na pauta, sendo aprovado (em primeira votação) com 15 votos favoráveis e uma ausência em plenário. A matéria prevê a licitação e a entrada de novas empresas para atender a população da Capital do Estado. Ao falar com a imprensa, Hermínio afirmou que o projeto tramita nas comissões da Câmara há mais de dois anos, por isso não pode ser comparado ao momento político.

O presidente da Câmara também explicou que o projeto não quebra contrato das empresas que já atuam no transporte coletivo da cidade e sim, abre espaço para que outras possam atuar. “Infelizmente, a população é obrigada a conviver com a má qualidade dos veículos, desrespeito aos horários, entre outras frustrações acumuladas ao longo dos últimos 20 anos. Temos que quebrar a resistência à manutenção do atual modelo de transporte coletivo em Porto Velho para melhor qualidade do serviço. Havendo concorrência, as empresas irão melhorar o serviço sem nenhuma duvida”, disse.

Hermínio ainda esclareceu ainda alguns pontos e especulações à respeito da quebra do monopólio. Segundo ele, não há risco de demissão de trabalhadores, pois as novas empresas que vão explorar o serviço irão assinar contrato onde vão se comprometer em absorver e manter a vaga desses trabalhadores. “Essa questão vem sendo utilizada por sindicatos pelegos que trabalham em prol dos patrões e se esquecem dos trabalhadores”, disparou.

Por fim, o vereador acredita que a Câmara irá colocar fim ao monopólio que já dura décadas e sempre tem colocado a população a mercê do descaso. “Iremos conseguir a quebra de um tabu que nunca ninguém tentou. Esperamos que os 16 vereadores da Câmara votem na próxima semana a favor do projeto”, disse o presidente.


READ MORE - Porto Velho: Monopólio do transporte coletivo com dias contados

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960