São Paulo: Kassab quer novo transporte público

quarta-feira, 21 de julho de 2010


O prefeito da capital, Gilberto Kassab, negou que tenha desistido da reformulação da rede de ônibus da cidade, que já havia sido encomendada ao então secretário Alexandre de Moraes. Nesta terça, durante o lançamento dos veículos que irão rodar, em fase de testes, com mistura de diesel feito com cana-de-açúcar, Kassab disse que os estudos para uma mudança na rede de ônibus já estão sendo elaborados pela Prefeitura.“Não mudou nada. Continua a determinação para que o secretário faça o aperfeiçoamento”, disse. Os rumores de que Kassab havia deixado a mudança na rede para seu sucessor começaram na sexta-feira, quando foi prorrogado por mais três anos os contratos com as cooperativas de perueiros.
“Essa medida em nada impede a readequação”, defendeu o prefeito. “O ponto chave é justamente no momento em que terminar o contrato das concessionárias de ônibus”, disse.
A capital tem oito cooperativas de perueiros, com cerca de 6 mil veículos ao todo. Os contratos são de 2003, assinados na gestão da prefeita Marta Suplicy (PT). As cooperativas operam linhas locais, que são separadas das demais, das empresas.
O que Kassab pretende é que os contratos com perueiros e empresas de ônibus terminem simultaneamente, o que levou à prorrogação. Alexandre de Moraes, porém, era favorável a antecipação do fim do contrato com as empresas.
“Nós vamos ver se existe a possibilidade e se para a cidade é bom deixar cessar os contratos ou antecipar o término”, disse.

READ MORE - São Paulo: Kassab quer novo transporte público

Cuiabá: Prefeito decreta aumento e vale-transporte custará R$ 2,50


O prefeito de Cuiabá, Chico Galindo (PTB), vai assinar nesta terça-feira (21) o decreto que estabelece o reajuste do valor da tarifa do transporte coletivo municipal que passará de R$ 2,30 para R$ 2,50, representando um reajuste de quase 9%.

O novo valor entrará em vigor a partir da 0h do dia 24 de julho (sábado).

O pedido de reajuste das tarifas foi feito em maio ao Conselho Municipal de Transporte pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano do Estado de Mato Grosso (STU) e aprovado na última sexta-feira (16).

Dessa forma, os usuários do transporte coletivo vão ter que desembolsar a mais nos próximos dias. Conforme o chefe do Executivo, a definição do aumento da tarifa do transporte obedeceu a parâmetros semelhantes à maioria das decisões da prefeitura de Cuiabá este ano.

“É de olho na Copa do Mundo de 2014 que optamos agora por um índice que nos permitirá unificar o valor e a data das tarifas em Cuiabá e Várzea Grande até lá”. Ele revelou que os estudos neste sentido já estão sendo realizados por um fórum de representantes das prefeituras das cidades, técnicos da Ager e da Agecopa.

Intermunicipal

A tarifa do transporte coletivo intermunicipal entre Cuiabá e Várzea Grande também sofreu reajuste e ficou 20 centavos mais cara, passando dos atuais R$2,20 para R$2,40.

A autorização foi concendida pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager), orgão reguladora do transporte intermunicipal, durante sessão regulatória realizada nesta quarta-feira (21).

READ MORE - Cuiabá: Prefeito decreta aumento e vale-transporte custará R$ 2,50

DF: Quase metade da verba repassada para o Passe Livre já foi gasta


Já está quase na metade a verba de R$ 3 milhões encaminhada à Fácil Transporte Integrado, gestora do programa passe livre, para a concessão do crédito para o transporte público dos estudantes do Distrito Federal. De acordo com a assessoria de imprensa da Fácil, até o final da terça-feira (20/7), já haviam sido gastos mais de R$ 1,390 milhão.

Ontem 8.990 usuários abasteceram seus cartões nos postos da gestora do benefício. Na segunda (19/7), dia em que a recarga foi retomada, 6.992 pessoas realizaram a recarga. Até por volta de 14h30 desta quarta-feira (21/7), o movimento esteve tranquilo nos postos da Fácil, segundo a assessoria da associação. Cerca de 116 mil usuários ainda precisam efetuar a recarga.

A Fácil ainda não conseguiu estimar quanto tempo deve durar o repasse, proveniente dos R$ 20 milhões de crédito extra aprovados no último dia 30, na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Por meio de sua assessoria de imprensa, a gestora do passe livre destaca que o governo sabe que o valor de R$ 3 milhões, liberado até o momento, não é suficiente para recarregar todos os cartões. Na mesma data da liberação da verba, foi aprovado o substitutivo do passe livre.

O Projeto de Lei, que ainda não tem data para ser aprovado ou vetado pelo governador Rogério Rosso, determina que o governo custei um terço do valor da passagens, e o restante fique a cargo do sistema de transporte coletivo.

Fonte: Correio Braziliense
READ MORE - DF: Quase metade da verba repassada para o Passe Livre já foi gasta

DF: Ônibus da Planeta voltam a circular, mas coletivos da Viplan permanecem parados


A Viação Planeta que paralisou as atividades, no início da manhã desta quarta-feira (21/7), voltou a circular por volta de 8h. A Viação Planalto (Viplan), que também não circulou desde cedo, permanece em greve.

A Planeta acatou a paralisação relâmpago proposta pelo Sindicato dos Rodoviários durante reunião na noite de ontem (20/7), que tinha o objetivo de anunciar uma assembleia geral no domingo (25/7), às 9h, no Conic.

De acordo com a assessoria de imprensa do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros e das Empresas de Transporte Coletivo (Setransp), os ônibus começaram a sair das garagens do Setor O, em Ceilândia, por volta das 8h.

O Sindicato dos Rodoviários prepara uma outra paralisação relâmpago nesta tarde por volta das 16h30. Segundo o presidente João Osório, a intenção é reunir a categoria em assembleia para discutir a situação.

"A Viplan continua paralisada e no decorrer do dia haverá mais paralisações", afirma. Sobre o tempo da paralisação, Osório diz que será apenas o tempo suficiente para reunir os rodoviários em assembleia.

A paralisação desta manhã foi motivada pela falta do pagamento dos 40% do adiantamento do salário e do valor da cesta básica, que deveriam ter sido depositados terça-feira (20/7) pelas empresas e estão previstos na convenção coletiva.



READ MORE - DF: Ônibus da Planeta voltam a circular, mas coletivos da Viplan permanecem parados

Rodoviários farão nova paralisação nesta quarta-feira em Brasília


O Sindicato dos Rodoviários decidiu, em assembleia realizada na noite desta terça-feira, fazer paralisações relâmpago em diversos pontos do Distrito Federal. A partir das 5h, motoristas e cobradores das empresas Viplan e Planeta, dos terminais de Samambaia e do Setor O, em Ceilândia, cruzarão os braços por pelo menos duas horas.

A paralisação foi determinada pela falta de avanço nas negociações com os empresários para o adiantamento de 40% e do valor da cesta básica, proporcional a R$ 112, que não foram depositados. O presidente do sindicato dos rodoviários, João Osório, não descarta a possibilidade de uma greve geral a partir da próxima semana. "Não temos nada a ver com o governo. Essa semana vamos fazer protestos em vários pontos até que haja uma negociação", declara.

A situação já vem complicada desde a manhã desta terça-feira, quando um grupo de rodoviários das empresas Riacho Grande, Viplan e Viação Planeta comandou uma paralisação-relâmpago e o fluxo ficou interrompido no terminal do Setor O, o maior do DF, e também no terminal da QNQ, ambos em Ceilândia, com cerca de 560 veículos sem circular.

READ MORE - Rodoviários farão nova paralisação nesta quarta-feira em Brasília

Paralisação de ônibus à vista em Londrina


Os trabalhadores do transporte coletivo de Londrina rejeitaram, em votação durante esta terça-feira (20), a proposta de reajuste salarial de 6,5% oferecida pelas empresas. Eles já haviam recusado uma série de propostas anteriores.
Uma nova reunião será feita nesta quarta-feira (21), entre representantes dos trabalhadores e das empresas, para discutir o assunto. Se não houver acordo ou avanço nas negociações, um protesto pode ser feito na quinta-feira (22).

“Os trabalhadores estão sob pressão e não suportam mais”, disse o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina (Sinttrol), João Batista da Silva. Ao todo, foram 951 votantes, dos quais 569 são contrários à proposta, 378 favoráveis e o restante optou por votar em branco ou nulo. “Esse resultado espelha um sinal vermelho para as empresas”, avaliou o sindicalista.
Desde o início das negociações, as empresas já desvincularam o reajuste ao valor da tarifa, que hoje é de R$ 2,10, por determinação judicial. Antes, as empresas dariam o reajuste salarial vinculado à volta do valor das passagens para R$ 2,25. Mesmo com a desvinculação do reajuste ao preço da tarifa, os trabalhadores rejeitaram o acordo. Eles querem um rejuste maior e garantia de que os cobradores não serão demitidos.

“Os trabalhadores não querem circular com ônibus sem cobrador, não querem dirigir nem cobrar a passagem e ter de cuidar dos cadeirantes”, afirmou Batista. Ele deve voltar a negociar com os representantes nesta quarta-feira. A reportagem não conseguiu contato com a assessoria de imprensa do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de Londrina (Metrolon).

Fonte: Portal RPC
READ MORE - Paralisação de ônibus à vista em Londrina

Motoristas de ônibus de Cuiabá são capacitados pelo Detran


Motoristas do transporte coletivo em Cuiabá estão sendo capacitados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) durante toda esta semana.

Divididos em turmas (matutino e vespertino) e com duração de 15 horas, 82 motoristas da Capital mato-grossense participam do primeiro Curso de Capacitação para Motoristas de Empresas de Transporte Coletivo de Cuiabá.

O curso oferecido pelo Detran-MT tem como objetivo despertar nos motoristas a prática da direção defensiva e comportamento cordial no trânsito. No decorrer das aulas os motoristas veem através de vídeos, fotos e textos como devem agir, além disso, recebem instruções sobre relacionamento interpessoal.

READ MORE - Motoristas de ônibus de Cuiabá são capacitados pelo Detran

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960