Em Natal, Mudanças nas paradas de ônibus deixam passageiros confusos

quarta-feira, 7 de julho de 2010


A mudança dos locais das paradas de ônibus em frente ao Via Direta e em frente ao Natal Shopping que começou hoje (7), em Natal, deixou os passageiros confusos no início desta manhã. Na avenida Senador Salgado Filho, o público que aguardava pelo ônibus afirmou em geral não ter gostado das mudanças.

Muitos passageiros afirmaram não estar sabendo das modificações, assim como muitos os motoristas. Um exemplo disso foi constatado pela reportagem da TN Online. Um ônibus passou pela parada de Mirassol, onde era o novo ponto, mas não fez a parada. O motorista acabou voltando, de ré, porque o agente da Semob apitou para que o ônibus fizesse a parada. Muitas pessoas estão se locomovendo a pé.

Linhas que param no Natal Shopping:

26- Soledade I/Ponta Negra;30- F. Camarão/Pirangi, Campus/Candelária;33- Planalto/Praia do Meio, BR-101, 37- Rocas/Cidade Satélite, Praça;44- Rocas/Cidade Satélite, Alecrim;46- Ribeira/Ponta Negra, Praça;50- Serrambi/Santa Catarina;51- Rocas/Pirangi, Praça;52- Rocas/Pirangi, Alecrim;54- Ribeira/Ponta Negra, Alecrim;55- Serrambi/Ribeira, Alecrim/Praça;65- Serrambi/Ribeira, Praça/alecrim, Quintas;73- Santarém/Ponta Negra, Itapetinga.

Linhas que param no Carrefour:

02- Gramoré/Mirassol, Campus;03- Nova natal/Campus;04- Amarante/Campus;07-Alvorada IV/Cidade Jardim;08-Redinha/Mirassol;29-Soledade II/Viaduto de Ponta Negra;60-Pajuçara/Mirassol;63-Felipe Camarão/Mirassol;72-Vale Dourado/Mirassol;77-Parque dos Coqueiros/Mirassol;79-Parque das Dunas/Mirassol. Linhas que param no Via Direta:02-Gramoré/Mirassol, Campus;03-Nova natal/Campus;04-Amarante/Campus;07-Alvorada IV/Cidade Jardim;08-Redinha/Mirassol;26-Soledade I/Ponta Negra;29-Soledade II/Viaduto de Ponta Negra;31-Felipe Camarão/Pirangi, Candelária/Campus;50-Serrambi/Santa Catarina;60-Pajuçara/Mirassol;63-Felipe Camarão/Mirassol;72-Vale Dourado/Mirassol;73- Santarém/Ponta Negra, Itapetinga;77-Parque dos Coqueiros/Mirassol;79-Parque das Dunas/Mirassol.

Linhas que param no Mirassol:

30-Felipe Camarão/Pirangi, Campus/Candelária;31-Felipe Camarão/Pirangi, Candelária/Campus;33-Planalto/Praia do Meio, BR-101;37-Rocas/Cidade Satélite, Praça;44- Rocas/Cidade Satélite, Alecrim;45-Brasília Teimosa/Campus;46-Ribeira/Ponta Negra, Praça;51-Rocas/Pirangi, Praça;52- Rocas/Pirangi, Alecrim;54-Ribeira/Ponta Negra, Alecrim;55-Serrambi/Ribeira, Alecrim/Praça;65- Serrambi/Ribeira, Praça/Alecrim, Quintas.

READ MORE - Em Natal, Mudanças nas paradas de ônibus deixam passageiros confusos

Metro do Recife está deixando de ser um transporte eficiente


Horários predeterminados, conforto, agilidade, eficiência não são mais referências ao metrô do Recife. Usuários que antes reclamavam da superlotação do metrô, agora tem outro motivo para reclamarem, é que nos últimos dias o metro de recife vem sofrendo problemas técnicos nas horas de pico deixando passageiros revoltados, eles relatam que o trem fica parado por minutos esperando autorização de viagem devido ao tão falado problema técnico.
O Blog Meu Transporte foi constatar esse problema na Terça 06/07 e o percurso que o Barro a Joana Bezerra que normalmente é feito em 12 Minutos, foi realizado em 26 minutos, ou seja, mais que o dobro, também foi possível ver trens ainda sem ar condicionado, o que vai de encontro a informação do Metrorec de que todos os trens estariam com ar condicionado, além é claro de uma superlotação absurda.
O Funcionário Público Tony Marino relata a falta de respeito para com os cidadãos, ele disse que é humilhante as pessoas terem que se expremerem para poder chegar ao trabalho. Muitas pessoas deixam de subir no trem por que não dá mais ninguém mesmo relata o trabalhador Dário Lima, ele relata que para entrar no trem tem mesmo que empurrar quem está dentro, numa verdadeira briga por espaço.

Fonte: Meu Transporte
READ MORE - Metro do Recife está deixando de ser um transporte eficiente

Ônibus a hidrogênio chegam a São Paulo e Rio de Janeiro


Ônibus movidos a hidrogênio, que têm como principal vantagem ambiental emitir somente água do escapamento, já chegaram a São Paulo e ao Rio de Janeiro. A expectativa é a de que o País utilize esses veículos na Copa do Mundo, em 2014, e na Olimpíada, em 2016. Entretanto, segundo especialistas, a popularização de carros que usam esse tipo de combustível e evitam a poluição do ar nas cidades e danos à saúde da população só deve ocorrer nas próximas décadas.
No Rio, a previsão é a de que o ônibus desenvolvido pela Coppe (pós-graduação em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro) circule neste mês na Cidade Universitária e atenda professores, alunos e funcionários. Depois, ele deve operar em uma linha da zona sul. Em São Paulo, o ônibus está em testes com peso (três toneladas de areia) em várias linhas do corredor ABD (São Mateus - Jabaquara). A intenção é que em três meses comece a andar com passageiros.
"Não existem diferenças significativas de desempenho operacional entre esse ônibus e os convencionais. A diferença se dá no aspecto da poluição ambiental, pois o ônibus movido a hidrogênio não apresenta nenhuma emissão de material particulado (mistura de poeira e fumaça) ou gases de efeito estufa", diz Ivan Carlos Regina, da gerência de planejamento da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU). Segundo ele, serão adquiridos mais três ônibus, que devem entrar em operação em 2011.
Mas o avanço tem sido lento. Ennio Peres da Silva, chefe do laboratório de hidrogênio da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), lembra que o projeto em São Paulo foi feito há dez anos e só agora está sendo concluído. "Acho que o aumento da frota vai demorar muitos anos." As montadoras, porém, estão atentas à tecnologia. Todos os grandes fabricantes já têm seus modelos tecnicamente prontos para comercialização e tentam reduzir os custos. "Isso deverá ocorrer principalmente com uma grande escala de fabricação.

" As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
READ MORE - Ônibus a hidrogênio chegam a São Paulo e Rio de Janeiro

São Paulo: Linha de ônibus terá ponto final alterado na zona sul

Visando melhorar o atendimento aos moradores da região de Santo Amaro, a partir deste sábado, dia 10 de julho, a SPTrans alterará o ponto final da linha 6043/10 Jd. Capelinha - Santo Amaro, passando a operar dentro do Terminal Santo Amaro, facilitando a integração de seus usuários com linhas que têm como destino diversos pontos de interesse, como a região central da cidade.
Para informações sobre linhas e trajetos de ônibus consulte itinerários ou ligue 156.
Linha e itinerário:
6043/10 Jd. Capelinha – Terminal Santo Amaro
Ida: normal até a Av. Maria Coelho Aguiar, acesso a, Pça. Alceu Amoroso Lima, Av. Guido Caloi, acesso a, Pte. Transamérica, Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, Rua Adele, Rua Eng. Francisco Pita Brito, Av. Padre José Maria, Terminal Santo Amaro.Volta: Terminal Santo Amaro, Av. Padre José Maria, Rua Eng. Francisco Pita Brito, Rua Adele, Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, Rua Bento Branco de Andrade Filho, acesso a, Av. João Dias, Pte. João Dias, Viad. Honestino Monteiro Guimarães, acesso a, Rua Itapaiuna, acesso a, Av. João Dias, Pça. Alceu Amoroso Lima, acesso a, Av. Maria Coelho Aguiar, Rua Geraldo Fraga de Oliveira, prosseguindo normal.

Fonte: SPTrans

READ MORE - São Paulo: Linha de ônibus terá ponto final alterado na zona sul

Foz do Iguaçu: Está suspensa a greve dos motoristas e cobradores do transporte coletivo

Fonte: Paraná TV
READ MORE - Foz do Iguaçu: Está suspensa a greve dos motoristas e cobradores do transporte coletivo

Greve do transporte coletivo é suspensa em Londrina


Motoristas e cobradores do transporte coletivo de Londrina suspenderam a paralisação que estava programada para esta quarta-feira (7). Em reunião, realizada na noite da terça-feira (6), as empresas ofereceram um reajuste salarial de 6,5%, que atende apenas em parte as reivindicações da categoria.
Com a proposta, os trabalhadores decidiram adiar a decisão de entrar em greve para a próxima terça-feira (13), quando a oferta dos empregadores será votada pela categoria. “A tendência é que a proposta seja aceita pela categoria. O índice de 6,5% foi o máximo que conseguimos sem iniciarmos uma paralisação, mas ainda está abaixo do que esperávamos”, afirmou João Batista da Silva, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina (Sinttrol).

De acordo com o sindicalista, a elevação na oferta (antes as empresas ofereciam 5,5%) só foi possível com a “mobilização da classe”, mas não pode ser avaliada como positiva. O objetivo dos trabalhadores era que o percentual chegasse aos 7%. “Com toda a mobilização, esperávamos uma explosão vulcânica, mas saiu apenas um coelho”, declarou.
Pela nova proposta apresentada pelas empresas, o reajuste salarial deixa de estar vinculado à volta do valor das passagens para R$ 2,25. Atualmente o valor é R$ 2,10, por determinação judicial. E também a proposta de extinção do cargo de cobrador, função que seria assumida pelos motoristas.
Perguntado sobre o motivo de uma semana para a tomada da decisão final, o presidente do Sinttrol afirmou que é o “tempo necessário uma decisão com os pés no chão”. “Em questões como estas, fatores psicológicos e emocionais influenciam na análise mais profunda da proposta. Por isso, demos o prazo de uma semana para que toda a categoria avalie com calma o novo índice apresentado.”

READ MORE - Greve do transporte coletivo é suspensa em Londrina

Águas Lindas terá 50 novos microônibus para o transporte público


Os moradores de Águas Lindas terão a partir desta quarta-feira (7) novo transporte circulando pela cidade. Serão 50 microônibus que entrarão no lugar das vans que atualmente fazem transporte público no local, 30 desses veículos já circulam desde hoje.
Os novos veículos serão equipados com rampas para idosos e deficientes, equipamento de navegação, que limita a velocidade, e com câmeras de segurança. Parte do dinheiro usado para comprar os microônibus foi do governo.
O preço das passagens não será alterado, permanece R$ 1,70. Os motoristas que dirigiam as vans retiradas passaram a dirigir os microônibus.

Fonte: Da redação do clicabrasilia
READ MORE - Águas Lindas terá 50 novos microônibus para o transporte público

DF: Rodoviários de duas empresas paralisaram as atividades nesta tarde


Os ônibus das empresas Grupo Amaral e São José paralisaram as atividades nesta quarta-feira (7/7). De acordo com a assessoria de imprensa do Sindicato dos Rodoviários, o motivo seria a falta do pagamento da diferença salarial acordada anteriormente com a categoria. No dia 24 de junho, os rodoviários aceitaram a proposta das empresas de reajuste de 9% em cima do salário e em benefícios.

Segundo a assessoria de imprensa do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros e das Empresas de Transporte Coletivo do Distrito Federal (Setransp-DF), os empresários já estão reunidos para discutir a situação.A paralisação prejudica moradores de diversas localidades.

Só no Grupo Amaral, quatro linhas estão integradas, Viva Brasília, Rápido Brasília, Veneza e Santo Antônio, que atuam em Sobradinho, Planaltina e Paranoá. Já a empresa São José, além de também atuar no Paranoá e Planaltina, os coletivos fazem o transporte no Plano Piloto, Samambaia, Sobradinho, São Sebastião, Recanto das Emas, Riacho Fundo e Gama.

Fonte: Correio Braziliense
READ MORE - DF: Rodoviários de duas empresas paralisaram as atividades nesta tarde

Greve de cobradores e motoristas do transporte público continua em Foz do Iguaçu

Motoristas e cobradores do transporte público de Foz do Iguaçu, no Oeste do estado, continuam a paralisação nos serviços nesta quarta-feira (7). Os ônibus na cidade circularam até às 8h30. De acordo com o Antonio Nereu Claro da Silva, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Foz do Iguaçu, as linhas voltam a circular por volta das 11 horas. Entre as 13h30 e 17 horas, os veículos ficam parados. Os ônibus voltam a atender os passageiros das 17 às 21 horas.
Em Foz do Iguaçu, 46 mil pessoas usam o transporte coletivo todos os dias. Os trabalhadores decidiram entrar em greve para cobrar uma série de reivindicações, entre elas, o aumento salarial e a redução da jornada de trabalho. Silva explica que o sindicato está negociando diretamente com as empresas responsáveis pelos veículos, mas que não houve avanços.
De acordo com o presidente do sindicato, as empresas estariam reunidas com representantes da prefeitura nesta manhã e não houve contato com os trabalhadores. A posição dos motoristas e cobradores é de endurecer a manifestação. “Já estamos pensando em mudar o sistema de paralisação, porque as empresas estão irredutíveis”, diz Silva.

Reivindicações
A categoria está descontente com os valores salariais. Segundo o Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (FozTrans), o salário dos funcionários do transporte público da cidade é um dos melhores do estado. Um motorista, entre salários e benefícios, chega a receber R$ 1.632,40. Já o cobrador, recebe R$ 1.013,80.

Fonte: Gazeta do Povo

READ MORE - Greve de cobradores e motoristas do transporte público continua em Foz do Iguaçu

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960