Presidente da AMT explica intervenções no trânsito de Goiânia

sábado, 5 de junho de 2010


Em entrevista ao programa "Cidade Urgente" da rádio 730 na manhã de hoje (04), o presidente da Agência Municipal de Trânsito, Miguel Thiago, explicou quais foram as primeiras mudanças no trânsito de Goiânia. As modificações foram anunciadas pela prefeitura da capital no início da semana e começaram a ser implantadas ontem.

O trabalho da prefeitura começou na avenida 85, na conversão a esquerda entre as avenidas T-9 e T-10, que foi fechada. Segundo Miguel Thiago, tal conversão provocava muitos estrangulamentos em horários de pico já há muito tempo. "É claro que os lojistas tinham interesse para que deixasse para fazer essa intervenção no momento em que ficasse pronto todo o projeto para o estacionamento naquela região, mas essa conversão à esquerda não foi possível esperar mais", disse o presidente da AMT.

A avenida T-63 também já está sendo alterada, na altura do Parque Anhanguera. Miguel Thiago lembra que serão várias obras, algumas serão feitas a curto prazo, outras demandarão mais tempo para serem concluídas. O presidente da AMT destacou que as intervenções estão sendo feitas de acordo com um plano inteligente, e que visa melhorar principalmente o transporte coletivo em Goiânia.

"Essas intervenções estão priorizando as artérias que tem maior fluxo de ônibus, para beneficiar a maioria da população, porque onde está a maioria da população? Dentro dos ônibus", revelou Miguel. Ele ainda reforçou que na capital já existem semáforos inteligentes, que tem o tempo diferente conforme a situação do trânsito.

"Isso já existe na t-63, na 85, em várias vias em Goiânia, ele é controlado por uma central nossa. Ele não tem mais esse tempo fixo, ele muda duas vezes por dia, e inclusive com os equipamentos de uma empresa de Curitiba que presta serviço para nós, esse semáforo pode ter até cinco tempos durante o dia", destacou.

Fonte: Rádio 730
READ MORE - Presidente da AMT explica intervenções no trânsito de Goiânia

Sorocaba: Condutores aceitam proposta e greve dos ônibus é suspensa


Os trabalhadores do transporte urbano de Sorocaba e Votorantim aprovaram a proposta patronal de reajuste salarial de 6,5%, retroativo a maio, nas duas assembleias que realizadas nesta sexta-feira (04), às 10h e 18h, na sede do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região.
A nova proposta foi apresentada na madrugada desta sexta-feira, durante reunião entre empresários e Sindicato, mediada pelo presidente da Urbes, Renato Gianolla, o diretor da Urbes, Celso Berti, e os secretários municipais Carlos Laino e Rodrigo Moreno. A reunião terminou por volta das 3h30min, na sede do Sindicato dos Rodoviários.
Os trabalhadores também aprovaram a proposta de aumento no tíquete-refeição de R$ 12,00 para R$ 13,00 e na PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de R$ 500,0/ano para R$ 600,00/ano. Além da contratação de mais 40 agentes de bordo, sendo 30 em novembro e 10 em março de 2011, e a responsabilidade das empresas pagarem salários e demais benefícios aos trabalhadores que, afastados por doença ou acidente de trabalho, forem considerados aptos a trabalhar pelo médico perito da Previdência Social e não aptos pelo médico do trabalho da empresa.
Com o reajuste, o piso salarial do motorista passa para R$ 1.946,30. O aumento salarial e demais benefícios são válidos para todos os trabalhadores das empresas Sorocaba Transporte Urbano (STU), Reunidas Paulista, Jundiá Transportes, Empresa Rosa, Auto-Ônibus São João e Votur.

READ MORE - Sorocaba: Condutores aceitam proposta e greve dos ônibus é suspensa

João Pessoa: Empresas de transporte coletivo anunciam a entrega de mais veículos novos


Depois da entrega de trinta e três novos veículos em solenidade ocorrida na Estação Cabo Branco em janeiro deste ano e dez ônibus 0 km no mês de março durante a inauguração do Terminal de Integração do Colinas do Sul, os empresários do setor de transporte coletivo de João Pessoa anunciam a incorporação de mais 19 veículos novos à frota de João Pessoa. Durante reunião com o prefeito Luciano Agra, na última segunda-feira (31), os empresários da Transnacional, Reunidas, Boa Viagem, São Jorge e Mandacaruense, além do diretor executivo da AETC, Mário Tourinho, fizeram um breve relato dos avanços do sistema, com ênfase no compromisso de renovação anual da frota e divulgaram que até a segunda quinzena de junho a frota renovada de João Pessoa chegará à marca dos 62 veículos 0 km. A meta do setor é colocar em circulação um total de 70 novos ônibus até o final do ano, em cumprimento ao compromisso de renovação que prevê a substituição anual de 10% da frota.
De acordo com o diretor-executivo da AETC-JP, Mário Tourinho, a entrega dos veículos vai além do compromisso das empresas com a renovação anual da frota firmado com a Prefeitura Municipal de João Pessoa. Para ele, o gesto também representa o envolvimento do setor com os avanços do transporte público na capital paraibana, que só na primeira semana de junho ganhou mais 11 novos veículos, sendo 05 da empresa Transnacional e 06 da Boa Viagem. “Essa entrega não é apenas uma prova de renovação de frota por parte dos diretores das empresas, mas também é a certeza de que estamos fazendo o melhor possível para melhorar, cada vez mais, os serviços prestados aos usuários de transporte da capital”, disse Mário, lembrando que na até a segunda quinzena do mês ainda serão entregues mais oito ônibus, sendo 04 da empresa Mandacaruense e 04 da Marcos da Silva, totalizando 19 novos veículos.
Para ele, o pacto de renovação da frota, que este ano prevê a substituição de 70 veículos, foi ainda mais além em 2010, visto que as empresas realizaram diversos investimentos no sistema, como por exemplo, a disponibilidade dos veículos articulados, uma novidade no sistema de transporte local. “As empresas sempre trabalharam voltadas a melhoria do atendimento aos nossos passageiros e este ano elas foram além, com a aquisição não só de novos veículos, mas também com investimento em outras iniciativas que possibilitam a melhoria da prestação de serviços, tais como, a capacitação contínua dos operadores, a compra de veículos diferenciados, a aquisição de equipamentos, a exemplo de GPS e câmeras, entre outras questões”, destacou Mário Tourinho.
Somente nos últimos cinco anos já foram colocados em circulação quase 400 veículos zero quilômetro, diminuindo a idade média da frota local para apenas 3,8 anos, o que não existe em nenhuma outra capital do país, já que a idade média da frota nacional gira em torno de 5,5 anos.

Fonte: ParaíbaNews
READ MORE - João Pessoa: Empresas de transporte coletivo anunciam a entrega de mais veículos novos

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960