Ônibus intermunicipais ficam mais caros em SP

domingo, 21 de março de 2010


As tarifas das linhas intermunicipais no Estado de São Paulo ficarão 4,19% mais caras a partir da próxima segunda-feira. Nas linhas urbanas - que utilizam vias dentro das cidades, possuem paradas em seu trajeto e utilizam catraca para cobrança - o índice aplicado será de 4,22%.
  • O reajuste vale para as linhas intermunicipais em todo o Estado, com exceção das que operam dentro das regiões metropolitanas. Até amanhã, os usuários podem comprar passagens intermunicipais ainda com os preços mais baixos. Os bilhetes para as linhas rodoviárias podem ser comprados com data em aberto e são válidos pelo período de um ano.
De acordo com a Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), "os reajustes representam a recomposição dos custos operacionais das empresas que atuam no setor e levam em conta as variações de preço de diversos itens". Entre eles, estão os gastos administrativos e os custos com pneus e autopeças.

Fonte: Estadão
READ MORE - Ônibus intermunicipais ficam mais caros em SP

Niterói ganha primeiro corredor viário com faixas exclusivas para ônibus

Os moradores de Niterói, na Região Metropolitana, ganharam neste sábado (20), um corredor viário para facilitar o trânsito na cidade. Trata-se da primeira via expressa do estado com faixas exclusivas para ônibus.
O governador Sérgio Cabral e o secretário estadual de transportes, Júlio Lopes participaram da inauguração do corredor.
Cabral enfatizou que o corredor expresso tem lugares exclusivos para que portadores de necessidades especiais, como os cadeirantes, aguardem os ônibus. Sinais sonoros também foram instalados para facilitar a travessia dos deficientes visuais.
Engarrafamentos na descida da Ponte
Logo que foram feitas as modificações no trânsito, foram registrados engarrafamentos e confusão. O tráfego lento chegou a refletir na descida da Ponte Rio-Niterói, em Niterói. Mas a prefeitura da cidade garante que as novas medidas vão melhorar a vida dos motoristas, principalmente na Zona Norte e no Centro de Niterói.
Entre as principais mudanças, foram construídas na Alameda São Boaventura, no Fonseca, dez baias para ônibus sobre o canal que fica entre as duas pistas. Com isso, as faixas da esquerda das duas pistas passam a ser exclusivas para ônibus e vans autorizadas.
Fonte: G1
READ MORE - Niterói ganha primeiro corredor viário com faixas exclusivas para ônibus

Rio: Promoção de R$ 1,50 no metrô começa na segunda-feira

A promoção tarifária para tentar reduzir o fluxo de passageiros nos horários de pico da manhã no metrô começa a valer nesta segunda-feira. Mas a redução de R$ 2,80 para R$ 1,50 não será para todos. Só terá direito ao benefício quem comprar com dinheiro vivo o bilhete nos guichês das 5h às 6h e aqueles que possuem o cartão pré-pago do Metrô Rio.
Segundo a concessionária, já foi aberta uma negociação com a Fetranspor para incluir na medida os vales-transporte eletrônicos. Para evitar confusão, o Metrô Rio criou bilhetes amarelos para vendê-los na promoção e diferenciá-los dos modelos comuns. O desconto beneficia também quem tem o cartão pré-pago e os usuários dos ônibus da empresa, nas extensões de Ipanema e Botafogo para a Gávea. As demais integrações não terão sua tarifa reduzida.
Pré-pago
Quem comprou o bilhete pré-pago, com carga para até R$ 500, deverá utilizá-lo no horário da promoção. O aparelho validador reconhecerá a passagem do cartão e descontará R$ 1,50. Após as 6h, o débito será de R$ 2,80. Atualmente, o metrô transporta 550 mil passageiros por dia. Desses, 192,5 mil (35%) viajam das 6h30m às 9h30m.
O governo estima que 5 mil pessoas deverão antecipar suas viagens para aproveitar o desconto, válido apenas em dias úteis e entre 5h e 6h. Paliativa, a promoção atenderia apenas a 2,59% do público do horário de rush matutino. O desconto é a primeira ação para atenuar os transtornos da superlotação nos vagões. Mas faltam outras.
Desde terça, corre o prazo de 30 dias da 6ª Vara de Fazenda para que o Metrô Rio resolva, aém do excesso de passageiros, as constantes panes que têm atrasado as viagens e informe os usuários sobre os imprevistos, inclusive com previsão de normalização do serviço. Ontem, a empresa afastou o operador que desviou o metrô da rota da Linha 1A.
MP não pretende parar 1A
A ação é movida pelo promotor Carlos Andresano, devido aos problemas surgidos com a operação da ligação 1A, que unifica as Linhas 1 e 2 na Central. A partir do dia 15, esses transtornos valerão uma multa diária de R$ 100 mil.
— A ação é para que eles melhorarem o serviço. Interromper a operação da Linha 1A seria muito drástico. Só iremos propor isso se houver algum acidente com vítimas — afirmou o promotor.
Na terça-feira, a Agência Reguladora de Transportes Públicos julgará o processo administrativo aberto para investigar as falhas na Sublinha 1A. Segundo o conselheiro Herval Barros, não está descartada a interdição do trecho.
— Se acharmos que devem voltar ao esquema antigo, com baldeação no Estácio, iremos decidir assim. Acho que a operação piorou muito e não deram a resposta que prometeram. Para mim, o metrô hoje está reprovado, muito abaixo da média.
READ MORE - Rio: Promoção de R$ 1,50 no metrô começa na segunda-feira

Grande Vitória: Terminal de Carapina ampliado e modernizado


O Terminal de Carapina, na Serra, vai mudar de lugar. O governo do Estado acaba de iniciar o processo de desapropriação de uma área de 46 mil metros quadrados, localizada na BR 101, em frente ao Vitória Apart Hospital, no bairro Eurico Salles, para abrigar a nova estrutura. “Havia um projeto para ampliação do Terminal de Carapina, mas ele não comportaria as necessidades dos corredores exclusivos para ônibus.

Na nova área, vai ser possível receber ônibus maiores, biarticulados (com duas “sanfonas”)”, destaca a diretora-presidente da Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV), Denise Cadete. Atualmente, o Terminal de Carapina ocupa uma área de 11 mil metros quadrados, e atende a 28 bairros, com 37 linhas de ônibus.

“O projeto do novo terminal ainda vai ser elaborado, mas vamos trabalhar para que ele tenha pelo menos 40 baias. Atualmente, há linhas diferentes ocupando a mesma baia, o que atrasa a saída dos ônibus”, aponta. Além disso, há possibilidade de o novo terminal ser integrado à estação do corredor exclusivo.

“Com o corredor exclusivo, muitas linhas não precisarão mais passar pelo terminal, mas quem precisar usá-lo vai poder ter acesso, seguro, através de uma plataforma”, explica.

Fluidez

A expectativa é de que a circulação dentro do bairro Manoel Plaza, onde hoje fica o Terminal de Carapina, melhore com sua saída, ainda sem data para ser concretizada. “O bairro está estrangulado pelo movimento dos ônibus, e a tendência era piorar.

O terreno é do governo do Estado, mas ainda não há projeto para ele, que pode até ser vendido”, afirma Denise. Outro ponto positivo do novo local é a proximidade com o Shopping Mestre Álvaro, que está sendo construído. “O novo terminal vai seguir o padrão dos inaugurados recentemente. Dos 46 mil metros quadrados disponíveis, devemos usar cerca de 30 mil, para possibilidade de mudanças no trânsito”. (Elaine Vieira)

Fonte: Gazeta online
READ MORE - Grande Vitória: Terminal de Carapina ampliado e modernizado

Uberaba: Deficiente sofre com rampas estragadas nos ônibus


Acessibilidade gera discussão e protesto de usuário do transporte urbano em Uberaba. Morador do bairro Uberaba 1, Renato Crozara estuda do outro lado da cidade e necessita do coletivo para cumprir a rotina. Mas as tarefas não estão sendo realizadas e o motivo é a ineficiência dos equipamentos acoplados aos veículos, para que o cadeirante possa usufruir do serviço com facilidade.

A informação dá conta de que as rampas dos ônibus da empresa Líder não funcionam e quem precisa chegar ao destino fica mais de 2 horas aguardando solução.

Renato Crozara questiona o número limitado de adaptações na frota da empresa Líder e a validade do adesivo que sinaliza acessibilidade. “Para que um adesivo que não condiz com a verdade? Ele está fazendo propaganda enganosa. De que adianta ter a frota adaptada se as rampas não funcionam, é só ficar aqui no ponto para constatar a situação, passa o primeiro motorista e sinaliza que está estragado, passa o próximo e comunica que tem problemas, e assim vão se passando 40 minutos, 1 hora, é um absurdo”, relatou.

De acordo com o estudante, os carros de número 6130, 6000, 8040 e 6110 fazem parte da lista de veículos que apresentam a dificuldade.

O diretor do Departamento de Operação e Fiscalização do Transporte Coletivo, Claudinei Nunes, afirmou que irá solicitar fiscalização dos carros mencionados e irá tomar providências cabíveis. O diretor da empresa Líder, André Barsan, não foi encontrado.

Fonte: Jornal da Manhã

READ MORE - Uberaba: Deficiente sofre com rampas estragadas nos ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960