Zona Norte de São Paulo passa por racionalização e modernização das linhas

sábado, 16 de janeiro de 2010


A São Paulo Transporte (SPTrans) implantou no dia 9 de janeiro de 2010, um novo modelo de organização das linhas que atendem à Zona Norte da Cidade.
A reorganização da rede de transporte municipal urbano vai tornar a gestão das linhas mais eficiente e moderna e melhorar o atendimento aos moradores da região.
O processo de racionalização do sistema prevê: - Ajustes de itinerários com redução de sobreposição de linhasEfeito: Aumento da fluidez do trânsito permitindo maior velocidade dos ônibus.

- Alteração e ajustes na localização de pontos terminais. Reorganização dos terminais Santana e BelémEfeito: Melhoria do conforto e da segurança dos passageiros
- Criação de novas linhas e serviçosEfeito: Aumentar as opções de atendimento às estações do Sistema Metroviário
- Adequação da frota às novas características das linhasEfeito: Aumento de 20% na oferta de lugares na hora/pico
- Reformulação e adequação do número de partidasEfeito: Melhoria na regularidade da operação
- Unificação de serviços para eliminar a concorrência entre os operadoresEfeito: Melhor distribuição dos serviços entre empresas e maior regularidade na freqüência do serviço
No total serão alteradas 42 linhas, principalmente na região do Tucuruvi, com demanda de 240 mil passageiros por dia e cerca de 400 veículos, beneficiando, em geral, todos os bairros envolvidos na readequação, por causa da melhora da regularidade do serviço e do aumento da oferta de lugares.
Para efeito de gestão do transporte coletivo, São Paulo está dividida em oito áreas e a Zona Norte corresponde à área 2, localizada entre a Rodovia Fernão Dias, a Av. Pres. Castelo Branco (Marginal Tietê) e Av. Inajar de Souza.
Nessa área estão incluídas seis estações do Metrô (Tucuruvi, Parada Inglesa, Jardim São Paulo, Santana, Carandiru e Portuguesa-Tietê) e dois terminais: Cachoeirinha e Casa Verde.
A área 2, que atinge os distritos de Tremembé, Jaçanã, Tucuruvi, Vila Medeiros, Vila Maria, Vila Guilherme, Vila Nova Cachoeirinha, Mandaqui, Limão, Casa Verde e Santana, opera com 1.732 veículos, distribuídos em 182 linhas de ônibus, transportando uma média de 1,15 milhão de passageiros por dia.
Preocupada com o bem estar dos passageiros a SPTrans comunicou as mudanças nos jornais de bairro, no Jornal do Ônibus (informativo afixado nos veículos da frota municipal) e no site www.sptrans.com.br, além reuniões dos técnicos da SPTrans com os líderes de todas as comunidades envolvidas nesta reorganização.
"Com as mudanças, a SPTrans vai aumentar a velocidade dos veículos e diminuir o tempo de espera dos passageiros, com um maior número de partidas e principalmente com mais lugares nos ônibus, já que as linhas mais movimentadas receberão veículos maiores e até articulados, ampliando a capacidade de atendimento na região", comentou o secretário municipal de Transportes e presidente da SPTrans Alexandre de Moraes.
As novas medidas estão sendo implantadas em duas fases: a primeira começou neste último final de semana (9 de janeiro de 2010), beneficiando cerca de 140 mil passageiros; e a segunda será implantada no dia 23 de janeiro, atingindo aproximadamente 100 mil usuários.


Reorganização da Área 2 - 1ª Fase - a partir do dia 9 de janeiro de 2010


Reorganização da Área 2 - 2ª Fase - a partir do dia 23 de janeiro de 2010

READ MORE - Zona Norte de São Paulo passa por racionalização e modernização das linhas

Recifense terá horário dos ônibus pelo celular


Saber o horário de chegada e partida dos ônibus com antecedência será um dos diferenciais para tentar atrair a classe média para o sistema de transporte público. Mas não apenas isso. Uma das características dos corredores destinados ao Transporte Rápido por Ônibus (TRO), que inclui além da Avenida Norte, os corredores Norte/Sul e Leste/Oeste, será oferecer veículos com mais conforto. Isso tudo está previsto no edital de licitação a ser divulgado em fevereiro deste ano.

A outra novidade é que os usuários poderão saber dos horários antes mesmo de sair de casa. "Qualquer pessoa poderá enviar um torpedo pelo celular e receber uma informação precisa sobre determinada linha", afirmou Dílson Peixoto, presidente do Grande Recife Consórcio. Toda essa logística, que ainda parece muito futurista para o usuário comum de ônibus começará a ser testada ainda no primeiro semestre de 2010.

O projeto já previa painéis em cristal líquido nas paradas, com informações sobre as linhas e os horários de partida e chegada. Os primeiros testes serão feitos no terminal de passageiros da Avenida Caxangá.

Segundo Dílson Peixoto, já existe tecnologia para isso. Mas essa opção só poderá entrar em execução quando todos os ônibus estiverem equipados com GPS. "Vamos negociar com as operadoras para que esse serviço seja a custo zero para o usuário e para nós também", revelou. Também para facilitar a vida dos usuários, o Grande Recife pretende criar linhas alimentadoras para os corredores.

"Estudaremos alternativas junto com a Prefeitura do Recife para oferecer linhas alimentadoras que poderão ser feitas pelos microônibus, que trazem menos impacto no trânsito", ressaltou Peixoto, acrescentando que as linhas poderão transportar os usuários até os corredores sem custo a mais de passagem.

A implantação dos corredores exigirá também a modernização da frota com veículos refrigerados e equipados com GPS e displays eletrônicos. Já as paradas de ônibus devem estar no mesmo nível de qualidade. O pagamento será feito na própria estação.
READ MORE - Recifense terá horário dos ônibus pelo celular

No Rio, governo do estado divulga informações sobre bilhete único. Veja como funcionará:


O governo do estado apresentou, nesta sexta-feira, as informações sobre o bilhete único, benefício que vai ser concedido para passageiros em viagens intermunicipais de duas horas, com direito a uma baldeação (que poderá ser de linha municipal). O valor de cada tarifa será de R$ 4,40. A apresentação do projeto foi feita pelo secretário estadual da Casa Civil, Régis Fichtner, e pelo secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes. O governo elaborou uma cartilha com esclarecimentos de dúvidas sobre o bilhete único. Veja abaixo:
-A partir de quando entra em operação o bilhete único?
A partir do dia 1º de fevereiro de 2010.

-Qual será o valor da tarifa do bilhete único do Rio?
Independente do valor real da tarifa do meio de transporte escolhido, com o BU a passagem custará R$ 4,40.
-Quais meios de transportes estão incluídos no sistema?
Trem, metrô, barcas, vans legalizadas e ônibus sempre que for feita uma viagem intermunicipal. No caso dos ônibus, todos os ônibus intermunicipais urbanos (convencionais) sem e com ar condicionado aceitarão o bilhete único. Apenas os classificados como tarifa especial, os frescões, não estarão incluídos.
-Quantas vezes por dia o usuário pode utilizar o Bilhete Único?
Por dia, cada pessoa terá direito a usar o bilhete único duas vezes, num total de quatro viagens. O usuário poderá seguir e retornar do trabalho para casa, coberto pelos benefícios do Bilhete Único.
-Como funcionará o sistema?
O sistema será válido para quem utilizar até dois meios de transporte público, sendo pelo menos um deles intermunicipal, dentro do período de duas horas. O tempo de viagem só começará a ser contado após o primeiro contato entre o cartão e o equipamento eletrônico de cobrança – o validador - no primeiro embarque. Após o segundo embarque, o passageiro também passará o cartão do bilhete único no validador, mas não será computado o preço inteiro da viagem. No segundo embarque, não haverá limite de tempo para a duração da viagem.
-Como se dará a integração através do BU?
A integração poderá acontecer de duas maneiras: sendo o primeiro embarque num transporte municipal e depois um intermunicipal ou o contrário, primeiro num transporte intermunicipal seguido de um municipal.
-Qual a área de cobertura do Bilhete Único?
O bilhete único será válido apenas para embarques em meios de transportes públicos na Região Metropolitana, nos seguintes municípios: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Mangaratiba, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, Rio de Janeiro, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá. – Quaisquer outros municípios que não estejam nesta lista, não farão a integração do Bilhete Único.
-O BU pode ser usado nos finais de semana ou apenas nos dias úteis?
O bilhete único poderá ser utilizado qualquer dia da semana.
-Qual o valor do cartão?
O usuário não terá custos com o cartão, que, após o cadastro, é fornecido gratuitamente.
-Qual o valor mínimo para a primeira carga no cartão do BU?
A primeira carga terá o valor mínimo de R$ 4,40, que dá direito ao embarque em até dois modais.
-O valor de cada recarga será definido pelo usuário ou haverá uma tabela com preços mínimos e máximos de recarga?
Existem dois casos. O usuário poderá comprar cartões pré-carregados nos valores de R$ 44,00 e R$ 88,00 ou poderá carregar seu cartão com qualquer valor entre R$ 4,40 e R$ 300,00 (pós-carregado).
-Quando o preço da primeira viagem for muito mais cara que a segunda, o valor maior será descontado do saldo do BU?
O valor descontado no cartão do BU será sempre de R$ 4,40, não importando se o preço da primeira ou da segunda viagem for superior a R$ 4,40.
-Os ônibus que fazem o trajeto Baixada – Barra, também vão aceitar o BU pelo valor de R$ 4,40?
Neste caso, por se tratarem de ônibus especiais, com ar-condicionado, o governo ainda está negociando com as empresas da linha uma forma de adaptação do BU para este serviço também.
-O que é preciso para se fazer o cadastramento?
O usuário tem que fornecer nome completo e o número do CPF. O cadastramento é gratuito e o usuário receberá uma senha, que será utilizada em caso de perda do cartão ou de compra de crédito. O cartão não tem custo para o usuário, que deverá carregá-lo posteriormente.
-Como será feito o cadastramento dos beneficiários do Bilhete Único?
O cadastro pode ser feito das seguintes maneiras:
2-Ou nos pontos de cadastramentos que serão instalados a partir do dia 18 de janeiro nos seguintes locais:
- Metrô: estação Estácio
- SuperVia: estação Central do Brasil
- Barcas: Praça XV e Niterói - Terminais de ônibus: Américo Fontenelle – Central do Brasil; Mariano Procópio – Praça Mauá; Campo Grande; Nova Iguaçu; Nilópolis; Menezes Cortes – Castelo; Alcântara – São Gonçalo; Venda das Pedras – Itaboraí; João Goulart - Niterói; Jacinto Caetano – Maricá.
- Poupa Tempo: Carioca – Rua da Ajuda, 5 – subsolo -Baixada – Shopping Grande Rio
-Onde o bilhete poderá ser comprado?
O cartão do Bilhete único poderá ser adquirido em postos de vendas nos seguintes locais:
- nas 13 lojas do RioCard e rede de recarga
- nas Barcas: Estação Praça XV, Estação Araribóia
- terminais de ônibus: Américo Fontenelle – Central do Brasil; Mariano Procópio – Praça Mauá; Campo Grande; Nova Iguaçu; Nilópolis; Menezes Cortes – Castelo; Alcântara – São Gonçalo; Venda das Pedras – Itaboraí; João Goulart - Niterói; Jacinto Caetano – Maricá.
READ MORE - No Rio, governo do estado divulga informações sobre bilhete único. Veja como funcionará:

Ceturb-GV e GVBus lançam Cartão Idoso do Transcol


O Governo do Estado, por meio da Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV), e o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) lançaram, nesta terça-feira (12), o Cartão Idoso do Sistema Transcol, durante evento que reuniu a diretora-presidente da Ceturb-GV, Denise Cadete, representantes do Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) e do Conselho de Defesa da Pessoa Idosa.

A diretora-presidente Denise Cadete enfatizou que o principal benefício dos usuários será a passagem pela roleta e ocupação dos assentos traseiros dos ônibus. “O que percebemos hoje é que muitas vezes o idoso já encontra todos os bancos da área reservada ocupados e acaba viajando em pé, enquanto há bancos desocupados na área após a roleta. Agora, com o Cartão Idoso, o usuário vai poder escolher onde viajar e poderá atravessar a roleta e desembarcar pela porta traseira”, explicou.

Para a presidente da Associação dos Idosos de Cariacica (AIC), Ester Andrade Nogueira, o Cartão Idoso é uma das maiores vitórias alcançadas. “Participamos das reuniões com a Ceturb-GV para definir as ações do projeto. Estar aqui, hoje, vendo esse sonho realizado é uma honra e uma demonstração de que o idoso conseguiu ter sua dignidade reconhecida” afirmou.

O Cartão Idoso será personalizado, com nome completo e foto, para facilitar a identificação dos usuários durante o embarque e evitar fraudes. O novo cartão integra o projeto “Artistas Capixabas” e é ilustrado com a tela ‘Brasil estilizado’, de Tânia Santos.

Para obterem o Cartão Idoso, os usuários precisam ter, no mínimo, 65 anos, e se cadastrar até o dia 10 de abril no posto de Passe Livre do Terminal Campo Grande, em Cariacica, que fica aberto das 8 às 16 horas, de segunda a sexta-feira. Os documentos necessários são Carteira de Identidade, CPF e comprovante de residência.
  • Cartão ficará pronto na hora
Os cartões serão entregues no mesmo dia, prontos para uso. Com o Cartão Idoso, o usuário poderá fazer quantas viagens desejar por dia, somente havendo restrições quanto ao uso do cartão mais de uma vez na mesma viagem.

  • Calendário de recadastramento
Pessoas nascidas de janeiro a abril: 12/01/10 a 10/02/10
Pessoas nascidas de maio a agosto: 11/02/10 a 10/03/10
Pessoas nascidas de setembro a dezembro: 11/03/10 a 10/04/10
READ MORE - Ceturb-GV e GVBus lançam Cartão Idoso do Transcol

Serviço semiexpresso da EMTU/SP terá mais oito linhas ligando os municípios de Hortolândia e Sumaré a Campinas


A partir de 18/01 (segunda-feira), os usuários do transporte intermunicipal da Região Metropolitana de Campinas terão à disposição mais oito linhas de ônibus do Serviço Semiexpresso para chegar mais rápido ao seu destino.

Implantado em novembro de 2009 pela EMTU/SP, o Serviço Semiexpresso funciona de segunda a sexta-feira e tem como única parada, na Av. Lix da Cunha, a Estação de Transferência Anhanguera, em ambos os sentidos.

Desde novembro, já operam as linhas 696TRO Hortolândia (Parque do Horto) – Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira) e 659TRO – Sumaré (Jardim São Francisco) – Campinas (Botafogo) via Sumaré (Parque das Nações)

Em 18/01 começarão a operar as seguintes linhas:

- 651TRO – Hortolândia (Parque do Horto) – Campinas (Botafogo)
Saídas de Hortolândia às 5h20, 06h40 e 8h00
Saídas de Campinas às 15h40, 17h30 e 19h00
Tarifa: R$ 2,75

- 657TRO – Sumaré (Pq. Ideal) – Campinas (Botafogo)
Saídas de Sumaré às 05h20, 06h45 e 8h30
Saídas de Campinas às 07h40, 16h40, 18h00 e 19h20
Tarifa: R$ 2,75
- 636TRO – Sumaré(Rodoviária) – Campinas (Botafogo) via Sumaré (Nova Veneza)
Saídas de Sumaré às 05h00, 06h45 e 08h30
Saídas de Campinas às 05h50, 07h35 e 18h25
Tarifa: R$ 2,75

- 638TRO – Sumaré (Jd. Josão Paulo II) – Campinas (Botafogo)
Saídas de Sumaré às 06h20 e 8h30
Saídas de Campinas às 07h20, 16h40 e 18h20
Tarifa: R$ 2,75

- 700TRO – Hortolândia (Jd. Amanda II) – Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)
Saídas de Hortolândia às 05h08, 06h45 e 08h20
Saídas de Campinas às 17h00 e 18h22
Tarifa: R$ 2,60

- 701TRO – Hortolândia (Jd. Amanda I) – Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)
Saídas de Hortolândia às 05h45, 07h05, 08h55 e 16h30
Saídas de Campinas às 08h00, 09h50, 17h16 e 18h40
Tarifa: R$ 2,60

- 707TRO – Hortolândia (Jd. Nova América) - Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)
Saídas de Hortolândia às 05h02, 06h03, 07h08, 08h15, 15h12, 16h15, 17h21, 18h29 e 19h34
Saídas de Campinas às 05h32, 06h38, 07h43, 08h50, 15h42, 16h48, 17h54, 18h59 e 20h04
Tarifa: R$ 2,60

- 705TRO – Hortolândia (Jd. Rosolém) – Campinas Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)
Saídas de Hortolândia às 05h50, 07h10, 08h30, 15h10, 16h30, 17h50 e 19h10
Saídas de Campinas às 6h30, 07h50, 09h10, 15h50, 17h10, 18h30 e 19h45
Tarifa: R$ 2,60

Os usuários devem ficar atentos à placa de identificação indicando “Semiexpresso” na frente dos veículos, pois não haverá paradas intermediárias na Av. Lix da Cunha.Plano de Expansão.
A criação do Serviço Semiexpresso na Região Metropolitana de Campinas vai ao encontro das ações do Plano de Expansão do Transporte Metropolitano, no qual o Governo do Estado de São Paulo está investindo R$ 21 bilhões, proporcionando aos usuários um transporte de qualidade mais rápido e moderno.
READ MORE - Serviço semiexpresso da EMTU/SP terá mais oito linhas ligando os municípios de Hortolândia e Sumaré a Campinas

Prefeito de Campo Grande fala em congelar tarifa de transporte este ano

O prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PMDB) disse hoje que assim como os vereadores também gostaria de congelar o preço da passagem do transporte urbano da Capital, hoje em R$ 2,50 em dinheiro e R$ 2,30 no cartão. “O prefeito quer congelar também. Nenhum prefeito gosta de aumentar a tarifa de ônibus”, disse hoje ao deixar evento no Instituto Mirim.
Porém, apesar disso, esclareceu que só se decidirá sobre o assunto após avaliar as planilhas de custo. O prefeito também rebateu as críticas segundo as quais o valor cobrado em Campo Grande e exorbitante e prometeu transparência no processo que decidirá sobre as tarifas neste ano.
Em 2009, ele surpreendeu ao publicar decreto em 20 de fevereiro reajustando a passagem em 8,7% sem ter discutido o assunto com a sociedade. Neste ano, a Câmara dos Vereadores já se mobiliza e constrói um movimento pró-congelamento da tarifa.
O prefeito não quis arriscar palpite sobre a possibilidade de congelamento neste ano, pois segundo ele seria um chute e não uma afirmação responsável. “Tem quer ver os números desta conta. Não tem interpretação ou é ou não é”, disse.
Nelsinho defendeu que a discussão é antecipada pois as planilhas não estão prontas para abrir o debate. “Isso estará fechado na segunda quinzena de fevereiro”, informou.
Assim que as planilhas estiverem prontas Nelsinho publicará no site oficial da prefeitura. Além dissom chamará a sociedade para a discussão. “Vamos chamar a Câmara Técnica, o Conselho de Regulação para uma audiência aberta ao público, ao Ministério Público e à Câmara municipal”, ressaltou.
O prefeito discorda da afirmação de que Campo Grande seja a segunda cidade no ranking do transporte urbano mais caro. “Somos a sexta não a segunda. O nosso preço é de R$ 2,30 (no cartão) . Isso ninguém fala, né”, reclamou.
READ MORE - Prefeito de Campo Grande fala em congelar tarifa de transporte este ano

Prefeitura de BH espera R$ 4 bi para obras do metrô


Além da verba de R$ 1,026 bilhão do pacote de obras do chamado PAC da Copa do Mundo de 2014, anunciada em 13 de janeiro pelo Governo Federal, a Prefeitura de Belo Horizonte espera receber mais R$ 4 bilhões exclusivamente para as obras de expansão e modernização do metrô.De acordo com o vice-prefeito, Roberto Carvalho, o metrô da cidade deverá ser contemplado com investimentos do chamado PAC 2, que será anunciado em março pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo Carvalho, os projetos para a ampliação do metrô e a revitalização do Aeroporto de Confins não constavam do pacote de obras apresentado pela Prefeitura ao Governo Federal para captação de recursos no PAC da Copa de 2014. "Os projetos do metrô e de Confins não constam do PAC da Copa, anunciados na quarta-feira (13), porque há um ‘empenho político’ para que as duas demandas sejam contempladas em março."

"A alternativa colocada para a revitalização de Confins consta do plano elaborado pela Prefeitura e encaminhado ao Governo do Estado, que por sua vez encaminhou a proposta para a Infraero, responsável pela gestão do aeroporto. Para a expansão do metrô a proposta é a abertura de uma concessão, semelhante às que existem para as linhas de ônibus, com o total de recursos para as obras de modernização e ampliação vindo de Parcerias Público-Privadas (PPPs) envolvendo os Governos Federal e Estadual, além da iniciativa privada", explicou Carvalho.

"Um valor próximo a R$ 4 bilhões seria o necessário para o metrô de BH aumentar o número de trens da linha 1 (Vilarinho - Eldorado), com modernização do sistema e ampliação até o Barreiro, além da construção das linhas 2 (Barreiro-Hospitais) e 3 (Pampulha-Savassi)", explica.

Roberto Carvalho também confirma que já existe a proposta de financiamentos da ordem de R$ 1,7 bilhão, que viriam do Governo Federal, com mais R$ 400 milhões do Governo do Estado e mais R$ 1,7 bilhão da iniciativa privada."A proposta da Prefeitura de Belo Horizonte sempre foi estabelecer uma Parceria Público-Privada para o metrô. É uma proposta que o prefeito Marcio Lacerda defendeu durante todo o ano de 2009 e que agora teve como resposta o empenho político para que a demanda seja contemplada pelo PAC 2", destacou Carvalho.
READ MORE - Prefeitura de BH espera R$ 4 bi para obras do metrô

Tíquete de bilhete único do Rio vai durar apenas 2h e já causa polêmica


O sistema do bilhete único do Rio, que começa a funcionar a partir do dia 1º de fevereiro, terá o tempo máximo de duração de duas horas. Apesar do trânsito intenso enfrentado pela população do estado diariamente, a Secretaria estadual de Transporte afirma que o limite de duas horas por trajeto é suficiente para atender 98% das viagens realizadas na Região Metropolitana do Rio.
Mas, segundo o chefe da Casa Civil, Regis Fichtner, há possibilidades de adaptação. A Secretaria estadual de Transportes do Rio informou que terá um prazo de seis meses para verificar se será necessário ajustes no tempo definido.

Em São Paulo, o limite de integração é de três horas. Entretanto, em documento apresentado nesta sexta (15) para explicar a implantação do bilhete único, a Secretaria justifica que o estado vizinho começou o sistema com o limite de duas horas.
O cartão será válido apenas para quem utiliza até dois meios de transporte público, sendo que pelo menos um deles tem que ser intermunicipal.
De acordo com a Secretaria, 81% da população usuária de transporte coletivo intermunicipal realizam até uma integração em duas viagens por dia.
O valor do tíquete, independentemente dos meios de transportes utilizados no trajeto da viagem, é de R$ 4,40. Por dia, cada pessoa terá direito a usar o bilhete único apenas duas vezes, num total de quatro viagens. O objetivo é beneficiar quem mora em um município e trabalha em outro, e precisa percorrer, diariamente, longas distâncias entre a casa e o trabalho, além de usar mais de mais de um modo de transporte.

A viagem intermunicipal poderá ser tanto a primeira quanto a segunda do trecho comprado. Estão incluídos os seguintes transportes: trem, metrô, barcas, vans legalizadas e ônibus. Segundo a Secretaria, todos os ônibus intermunicipais, inclusive os que possuem ar condicionado, aceitarão o bilhete único. Apenas os classificados como tarifa especial, conhecidos como “frescões”, não estão incluídos. O bilhete abrange 20 municípios da Região Metropolitana do Rio: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Mangaratiba, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, Rio de Janeiro, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá.
Fonte: G1

READ MORE - Tíquete de bilhete único do Rio vai durar apenas 2h e já causa polêmica

Salvador: Tarifa de ônibus sofre reajuste a partir deste sábado


A tarifa de transporte coletivo na capital baiana terá reajuste de 4,18% a partir deste sábado, 16. A prefeitura municipal de Salvador decretou o aumento na edição publicada no Diário Oficial do Município (DOM), portaria n°009/2010, desta sexta-feira, 15.
O valor da passagem que custava R$ 2,20 passa para R$ 2,30 e começa a ser praticado a partir de zero hora deste sábado. Ainda de acordo com a publicação, a tarifa integrada de transporte vai passar a custar R$ 1,15 e o serviço dos transportes seletivos também serão reajustados para o valor de R$ 4,60 e R$ 6,40, a depender da linha em que atua.
O decreto também avalia a necessidade das empresas operadoras de serviço de transporte coletivo terem sua frota de ônibus 100% renovada até 2014, no intuito de facilitar o acesso de pessoas com deficiência física.
Confira os valores das novas tarifas em Salvador:
Tarifa Convencional: R$ 2,30
Tarifa integrada: R$ 1,15
Serviço Minibus: R$ 2,30
Seletivos Iguatemi-Praça da Sé, Iguatemi-Comércio, Ribeira-Pituba, Ribeira-Campo Grande, Imbuí-Praça da Sé, Boca da Mata-Pituba, Cajazeiras XI-Lapa/Barra, Fazenda Grande do Retiro-Barra, Brotas-Lapa, Fazenda Grande-Engenho Velho da Federação: R$ 4,60
Seletivos Aeroporto-Praça da Sé, Praia do Flamengo-Praça da Sé: R$ 6,40
READ MORE - Salvador: Tarifa de ônibus sofre reajuste a partir deste sábado

Uberabenses estão deixando de usar o transporte coletivo

Atraso, superlotação, falta de urbanidade. Problemas na prestação de serviço das empresas de transporte coletivo da cidade têm feito com que muitos uberabenses optem por meios de locomoção alternativos.
O professor universitário Gilberto Rodrigues do Amaral, por exemplo, deixou de andar de ônibus há quase quatro meses. “O transporte coletivo deixa muito a desejar, mas vivemos tempos em que as pessoas estão mais conscientes de seu papel ambiental”, afirma. Acrescenta que, depois de manter a bicicleta guardada por sete anos, resolveu tirá-la do armário e percorrer os cerca de dois quilômetros entre sua casa e a universidade. “Se o transporte funcionasse efetivamente, iria ser muito melhor para o meio ambiente e para o trânsito também”, completa.
Outro fator que vem contribuindo para a redução no número de passageiros nos coletivos é a facilidade para a compra do veículo próprio. Segundo o gerente de vendas de concessionária localizada na avenida Leopoldino de Oliveira, João Carlos Franco, o ano de 2009 foi um dos melhores para a venda de carros na cidade. “Se antes nossas campanhas e peças publicitárias eram voltadas para as classes A e B, hoje já ampliamos o foco, graças aos megaparcelamentos e facilidades de financiamento”, garante.
READ MORE - Uberabenses estão deixando de usar o transporte coletivo

Empresas têm prazo para aderirem à bilhetagem eletrônica do transporte coletivo de Paulínia-SP


A Administração Municipal, através da Secretaria de Transportes está implantando no município a bilhetagem eletrônica, colocando a tecnologia a serviço da população. O Cartão SEU (Sistema Eletrônico Urbano) está sendo implantado por etapas para facilitar a vida dos usuários. E está aberto o período para as empresas (indústrias, comércios e outros), cadastrarem seus funcionários no sistema de Bilhetagem Eletrônica.
O prazo vai até o dia 15 de fevereiro de 2010. Até a data prevista será comercializado os vales-transportes em papel, e a empresa Passaredo que tem a concessão do transporte urbano em Paulínia, pede aos Departamentos de Recursos Humanos, que façam seus cadastramentos, evitando tumultos de última hora, garantindo a tranqüilidade e a segurança.
O cartão SEU Empresarial será de cor amarela, é dirigido às empresas que fornecem vale-transporte aos seus funcionários, prestadores de serviços terceirizados, mão de obra temporária ou deslocamento das equipes no exercício de suas atividades como: Office Boy.
O SEU é um cartão que armazena créditos para o pagamento das passagens, é só aproximar o cartão do leitor da máquina que terá em todos os ônibus que liberará a catraca, assim como já funciona um sistema semelhante na VB Transportes. O que difere o sistema implantado em Paulínia é que o usuário poderá fazer a recarga a bordo do ônibus e não haverá necessidade de ir a um ponto de recarga.
READ MORE - Empresas têm prazo para aderirem à bilhetagem eletrônica do transporte coletivo de Paulínia-SP

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960