Curitiba: O outro lado da história, Motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba trabalham sem nenhuma estrutura

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Motoristas de ônibus de Curitiba trabalham sem nenhuma estrutura, 7% deles estão afastados por extresse ou problemas por pressão das empresas em relação aos horários, não tem nem sequer tempo para se alimentarem direito, sem falar que muitos são desrespeitados por marginais. Eles pedem mas apoio da população e reconhecimento da classe.
READ MORE - Curitiba: O outro lado da história, Motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba trabalham sem nenhuma estrutura

Quase mil pessoas já se cadastraram para o bilhete único no Rio


O bilhete começa a valer a partir de fevereiro e vai permitir que, com uma única passagem, o usuário possa utilizar durante duas horas os serviços de ônibus, barcas, trem e metrô. O governo ressaltou ainda que os ônibus com ar condicionado também farão parte do programa.

O cadastramento para o bilhete único intermunicipal pela internet começou na última segunda-feira (11). Segundo a Secretaria estadual de Transportes, a partir do dia 18 o cadastro poderá ser feito também em algumas estações de trem, das barcas, do metrô e em terminais rodoviários.
O bilhete custará R$ 4,40 e terá validade de duas horas. O cadastro pode ser feito pelo site http://www.riobilheteunico.com.br/ por novos usuários e por aqueles que já têm o RioCard Expresso e o RioCard Expresso Jovem. Já no caso do Riocard Vale-transporte, segundo a Secretaria, as empresas é que terão que cadastrar seus funcionários. No caso das vans, ainda segundo a secretaria, apenas as intermunicipais - que já foram legalizadas - estarão inseridas no sistema. Além do Rio, serão atendidos com o novo sistema municípios da Baixada Fluminense e da Região Metropolitana, como Niterói e São Gonçalo.
READ MORE - Quase mil pessoas já se cadastraram para o bilhete único no Rio

Curitiba: O outro lado da história, Motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba trabalham sem nenhuma estrutura

Motoristas de ônibus de Curitiba trabalham sem nenhuma estrutura, 7% deles estão afastados por extresse ou problemas por pressão das empresas em relação aos horários, não tem nem sequer tempo para se alimentarem direito, sem falar que muitos são desrespeitados por marginais. Eles pedem mas apoio da população e reconhecimento da classe.

READ MORE - Curitiba: O outro lado da história, Motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba trabalham sem nenhuma estrutura

Curitiba é a primeira cidade brasileira a receber o prêmio Sustainable Transport Award


O prefeito Beto Richa recebeu em Washington, na noite desta terça-feira (12), o prêmio Sustainable Transport Award 2010, pela implantação da Linha Verde. É a primeira vez que uma cidade brasileira recebe o prêmio do Institute for Transportation and Development Policy (ITDP).
“Mais que um incentivo, este reconhecimento amplia nossas responsabilidades com a construção de uma sociedade sustentável, questão que não será equacionada sem um transporte de massa caracterizado pela excelência de sua qualidade”, disse Richa em seu discurso de agradecimento, em solenidade no Hotel Hilton, no Centro da capital americana.
O Prêmio Transporte Sustentável, oferecido anualmente aos melhores projetos de transporte público do mundo, é organizado pelo ITDP, dos Estados Unidos, e por uma comissão com mais oito instituições internacionais, entre elas o Centro da ONU para Desenvolvimento Regional.
“A premiação coroa o trabalho de várias gerações de curitibanos na área de transporte urbano, trabalho que teve novo impulso, agora, com a Linha Verde”, disse Richa. “Este reconhecimento internacional comprova que Curitiba se mantém como uma referência mundial em soluções urbanas inovadoras.”
O prefeito disse que a permanente modernização do transporte coletivo continua sendo um compromisso fundamental de Curitiba, inclusive com a adoção de novas tecnologias de rodagem que ampliem as possibilidades da matriz original do sistema. “Isso sem nos afastar do conceito que associa transporte público, sustentabilidade e qualidade de vida.”
“Com a Linha Verde, Curitiba dá continuidade a uma tradição de transporte sustentável. Curitiba é um dos primeiros e melhores exemplos de transporte urbano eficiente e plano de uso de solo com foco na sustentabilidade ambiental”, disse Enrique Penalosa, presidente do Institute for Transportation and Development Policy
“A remoção da antiga rodovia BR 116 era sonho dos curitibanos e chegou a ser cogitada por planejadores urbanos visionários já nos anos 1960″, afirmou Beto Richa. “A Linha Verde virou uma realidade no desenvolvimento da cidade e no avanço do transporte público de Curitiba.”
“Os membros do comitê do prêmio ficaram impressionados com a Linha Verde, um corredor de transporte moderno, em conjunto com linhas de tráfego, ciclovias, calçadas e parque linear, formando uma avenida completa”, disse Enrique Penalosa, ex-prefeito de Bogotá e também vencedor, em 2005, do Sustainable Transport Award.
“Curitiba lançou a pedra fundamental para a inovação no transporte público. Todos reconhecem que a cidade merece a indicação para o prêmio”, disse Kathryn Phillips, especialista em políticas de transporte do Environmental Defense Fund, em Sacramento, na Califórnia.
“A indicação de três importantes cidades da América Latina (Cali, Curitiba e Guadalajara) reafirma o papel de liderança adotado por esta região para desenvolver sistemas de transportes mais limpos e mais eficientes”, disse Sergio Sanchez, diretor executivo do Clean Air Institute. “Estes exemplos devem incentivar outras cidades da América Latina e de outros lugares a continuar construindo cidades mais competitivas, ao mesmo tempo em que melhoram a qualidade do ar e reduzem a emissão de gases.”
Linha Verde: a Linha Verde é o sexto corredor de transporte de Curitiba, cuja construção teve início em 2007. Seu sistema viário foi entregue em dezembro de 2008 e o sistema de transporte público, em maio de 2009, isto tudo no primeiro trecho, de 9,4 km, do Pinheirinho ao Jardim Botânico. O projeto completo prevê 18 km ligando os bairros Pinheirinho e Atuba.
A Linha Verde foi implantada na antiga BR 116, que foi transformada em avenida e corredor de transporte. A avenida tem dez faixas de tráfego, incluindo canaletas de uso exclusivo do transporte. As pistas ao lado das canaletas são vias rápidas. As pistas ao lado das rápidas são as locais, para acesso ao comércio e aos bairros. Há duas faixas para estacionamento.
O corredor de transporte da Linha Verde permitiu a implantação de novas linhas de ônibus.
A primeira delas foi a Pinheirinho-Centro, com uma redução de 17% no tempo de viagem. Esta linha tem os primeiros ônibus da América Latina a circular apenas com biocombustível,?à base de soja que, por não ter mistura de óleo diesel, é definido pelos técnicos como B100. Anteriormente, Curitiba já havia testado misturas de 5% e 20% de combustível orgânico, os chamados B05 e B20, experiências que levaram ao projeto do B100.
READ MORE - Curitiba é a primeira cidade brasileira a receber o prêmio Sustainable Transport Award

Fetranspor colocará adesivos para identificar ônibus do Bilhete Único


A assessoria de imprensa da Fetranspor informou na tarde desta quarta-feira que irá colocar adesivos nos ônibus que estarão enquadrados no sistema de Bilhete Único para poder facilitar a identificação pelos usuários. Segundo a entidade, o benefício valerá para todos os coletivos chamados de convencionais, ou seja, urbanos com duas portas e roleta, sejam com ou sem ar-condicionado.
Ainda de acordo com a Fetranspor, o outro tipo de veículo, conhecido como rodoviário, sem roleta, com ou sem ar-condicionado, não será enquadrado no Bilhete Único desde que a concessão oferecida pelo Poder Público à empresa não tenha sido para utilização de ônibus convencionais.
A entidade enviou nota relatando que existem atualmente na frota convencional intermunicipal 3.930 coletivos sem ar-condicionado e 912 (18,9%) com o sistema de refrigeração.
Fonte: O Globo
READ MORE - Fetranspor colocará adesivos para identificar ônibus do Bilhete Único

Em Montes Claros, usuário poderá pegar até dois ônibus pagando apenas uma passagem.


Associação das empresas de transporte coletivo urbano de Montes Claros tem realizado reuniões em bairros considerados polos, objetivando informar à população as mudanças nas linhas de ônibus das duas empresas que operam o transporte coletivo na cidade, Alprino e Transmoc, previstas para acontecer a partir do próximo dia 16.
A primeira de uma série de encontros nas comunidades aconteceu na noite da última segunda-feira, no salão Caminho de Emaús, Bairro Major Prates, e contou com a presença de várias lideranças da região.

De acordo com a diretora da ATCMC, Jaqueline Camelo, serão implementadas a integração e a nova rede.
O sistema contará com 38 linhas radiais (bairro a centro) e 11 diametrais (bairro a bairro), além de duas linhas circulares, perfazendo um total de 51 linhas distribuídas para 125 lotações. Diante da mudança que ocorrerá, Jaqueline Camelo afirma que mais 125 profissionais serão contratados, entre motoristas e cobradores.
- Os interessados já podem levar os currículos à Alprino e à Transmoc, uma vez que a seleção já está sendo feita - diz.
  • Os ônibus das linhas radiais passarão por nove grandes eixos considerados corredores:
    1- Avenida João XXIII
    2- Avenida Perimetral - Avenida Minas Gerais - Bio Lopes
    3- Avenida Governador Magalhães Pinto
    4- Avenida Dulce Sarmento - Rua Coronel Coelho - Avenida Lago do Tucuruí – Alameda das Américas
    5- Avenida Neco Delfino - Avenida das Palmeiras- Avenida Coronel Luiz Maia
    6- Avenida Nossa Senhora de Fátima - Avenida São Judas - Avenida Padre Vieira - Avenida João Luiz de Almeida - Avenida Leonel Beirão
    7- Avenida Cula Mangabeira - Avenida Franscisco Gaetani
    8- Avenida Mestra Fininha - Avenida Coronel Prates
    9- Rua Santa Maria e Rua Santa Lúcia
READ MORE - Em Montes Claros, usuário poderá pegar até dois ônibus pagando apenas uma passagem.

Em Salvador, Lavagem do Bonfim muda itinerários das linhas de ônibus


A Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador/Setin) determinou alterações nos itinerários das linhas de transporte coletivo, durante o período da Festa do Senhor do Bonfim, nesta quinta-feira (14), a partir das 7h30.

As linhas provenientes do Largo do Tanque com destino ao Campo Grande, Comércio e Avenida Contorno farão o seguinte itinerário: Largo do Tanque, Liberdade, Nazaré, Joana Angélica, Politeama, Campo Grande e seguem itinerário normal.

As linhas provenientes do Campo Grande e Vale do Canela com destino Comércio e Túnel Américo Simas farão o seguinte itinerário: Campo Grande, Politeama, Piedade, Avenida Joana Angélica, Nazaré, Vale do Nazaré, Sete Portas e seguem itinerário normal. Comércio e Calçada farão o seguinte itinerário: Campo Grande, Politeama, Piedade, Avenida Joana Angélica, Nazaré, Barbalho, Liberdade, Largo do Tanque e seguem seu itinerário normal.

As linhas provenientes do Aquidabã, com destino ao Campo Grande, Comércio e Avenida Contorno farão o seguinte itinerário: Aquidabã, Vale de Nazaré, Avenida Joana Angélica, Campo da Pólvora, Piedade, Politeama, Campo Grande e seguem itinerário normal. Suburbana -

As linhas da Avenida Suburbana, Península Itapagipana e Calçada com destino ao Túnel Américo Simas e Aquidabã, farão o seguinte itinerário: Viaduto dos Motoristas, Largo do Tanque, Avenida San Martin, Largo do Retiro, Avenida Barros Reis, Sete Portas, Aquidabã e seguem itinerário normal. Campo Grande e Vale do Canela, farão o seguinte itinerário: Viaduto dos Motoristas, Largo do Tanque, Liberdade, Barbalho, Nazaré, Piedade, Politeama, Campo Grande e seguem itinerário normal.

As linhas provenientes do Aquidabã com destino à Avenida Suburbana farão o seguinte itinerário: Aquidabã, Sete Portas, Barros Reis, Avenida San Martin, Largo do Tanque, Viaduto dos Motoristas e seguem seu itinerário normal.

As linhas provenientes do Largo do Tanque com destino à Península Itapagipana farão o seguinte itinerário: Ida: Viaduto dos Motoristas, Rua Luís Régis Pacheco, Rua Bela Vista, Rua Resende Costa, Avenida Caminho de Areia e seguem itinerário normal; Volta: Avenida Caminho de Areia, Rua Machado Monteiro, Rua Araújo Bulcão, Rua do Uruguai, giro à esquerda, Rua Couceiros de Abreu, Rua Luís Régis Pacheco, Viaduto dos Motoristas, e seguem itinerário normal.

As linhas provenientes da Avenida Suburbana, com destino à Península Itapagipana farão o seguinte itinerário. Ida: Rua Luís Régis Pacheco, Rua Bela Vista, Rua Resende Costa, Avenida Caminho de Areia e seguem seu itinerário normal; Volta: Avenida Caminho de Areia, Rua Machado Monteiro, Rua Araújo Bulcão, Rua do Uruguai, gira à direita, Rua Couceiros de Abreu, Rua Régis Pacheco, Retorno Largo do Curtume, Rua Luís Maria e seguem itinerário normal. Linhas com destino final na Avenida da França, São Joaquim ou Calçada, provenientes do Largo do Tanque, farão retorno nesse mesmo Largo; provenientes do Túnel Américo Simas: farão retorno no Aquidabã. As linhas provenientes do Largo do Tanque, com destino à Liberdade deverão utilizar a Ladeira das Pedrinhas para acessar a Rua Lima e Silva.

As linhas provenientes da Rua Lima e Silva, com destino ao Largo do Tanque, deverão utilizar a Ladeira de São Cristóvão para acessar o largo.
READ MORE - Em Salvador, Lavagem do Bonfim muda itinerários das linhas de ônibus

Aracaju poderá ter passagem de ônibus mais cara do Nordeste


Em ofício datado do dia 8 de janeiro de 2010, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju – SETRANSP – apresentou à Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito – SMTT – a planilha tarifária do sistema de transporte coletivo que aponta o valor de R$ 2,26 para a passagem de ônibus em 2010.
A tarifa pretendida tem como base de cálculo, conforme determina a Lei n° 1.765 de 10 de dezembro de 1991, o valor base de dezembro de 2009, alcançando uma variação de 16,18% em relação à tarifa praticada atualmente.
A diferença em relação ao valor de R$ 2,20, divulgado de maneira informal anteriormente antes da computação total dos números, deve-se ao fato do investimento de R$ 30 milhões com a compra dos 100 ônibus novos, recentemente entregues pelas empresas do setor, e o reajuste salarial dos rodoviários, cuja data-base ocorre em março, não terem sido contemplados. Somente após os cálculos atualizados, o SETRANSP chegou ao novo valor.
O SETRANSP destaca ainda, no ofício, que grande tem sido os esforços da Frente Parlamentar, da Frente Nacional dos Prefeitos junto ao Governo Federal, no sentido de encontrar mecanismos para desonerar os custos de forma a promover o barateamento da tarifa. Porém, na prática, os resultados ainda não foram alcançados.
“No município de Aracaju e regiões metropolitanas se chegarmos hoje a uma tarifa de R$ 2,26, se deve também aos esforços feitos por essa superintendência no sentido de combater a evasão escolar, as gratuidades indevidas e também, dentro do possível, nos principais corredores liberando as vias para uma maior fluidez do transporte coletivo. Caso o contrário, a tarifa calculada nesse momento, sem sombra de dúvidas, chegaria a um valor muito maior”, frisa o documento.
Mais adiante, o ofício destaca tabela com a composição percentual da tarifa que deve contemplar os seguintes itens: óleo diesel (20,67%), óleos e lubrificantes (1,96%), rodagem (6,70%), peças e acessórios (6,40%), pessoal (40,55%), despesas administrativas (1,63%), depreciação (4,38%), remuneração (4,07%) e, por fim, impostos e taxas (13,65%).
Caso o valor seja aprovado, a tarifa do transporte público de Aracaju ultrapassará a cobrada em Salvador (R$ 2,20), atualmente a mais cara da região Nordeste.
READ MORE - Aracaju poderá ter passagem de ônibus mais cara do Nordeste

Mato Grosso receberá R$ 460 milhões do governo federal para a realização de três grandes obras em Cuiabá e Várzea Grande


Mato Grosso receberá R$ 460 milhões de reais do governo federal para a realização de três grandes obras em Cuiabá e Várzea Grande para receber a Copa do Mundo de 2014. As principais avenidas das duas maiores cidades do Estado receberão benefícios para melhorar o transporte público.

Uma pista exclusiva para ônibus ligando a avenida do CPA em Cuiabá ao aeroporto Marechal Rondon em Várzea Grande, num total de 15 quilômetros, será construída, com valor de R$ 307,7 milhões. Outra obra na rodovia Mário Andreazza, que liga Várzea Grande à Capital, também foi contemplada neste projeto de mobilidade urbana, com R$ 31 milhões.

Também será contemplada a avenida Fernando Corrêa da Costa, num trecho de 7,5 quilômetros, envolvendo o restante dos recursos, que somam R$ 460 milhões. A assinatura da Matriz de Responsabilidade aconteceu ontem, em Brasília, em cerimônia que teve a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Além do governador Blairo Maggi, também participaram do evento o prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB); o prefeito em exercício de Várzea Grande, Tião da Zaeli (PR); e o presidente da Agência da Copa (Agecopa) de Mato Grosso, Adilton Sachetti. De acordo com o secretário de Trânsito e Transportes Urbanos de Cuiabá, Edivá Alves, que participou do evento, o presidente Lula pediu que ministros e técnicos façam o máximo possível para não haver empecilhos na liberação do dinheiro e a realização das obras.

Além de Cuiabá, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo foram escolhidas para sediar o Mundial em 2014.
READ MORE - Mato Grosso receberá R$ 460 milhões do governo federal para a realização de três grandes obras em Cuiabá e Várzea Grande

Rio Branco: Proprietários das empresas de ônibus se comprometem a renovar 45% da frota até 30 de abril


A prefeitura de Rio Branco firmou ontem à tarde, 12, com os proprietários das empresas de transporte coletivo Termo de Ajustamento de Contratos (TAC). Pelo acordo os empresários se prontificam a renovar até 30 de abril 45% da frota de ônibus, o que representa 65 novos veículos circulando na cidade.
Os carros são totalmente adaptados aos portadores de necessidades especiais. Outra medida importante é a implantação do sistema de gestão de qualidade na prestação de serviços, buscando estabelecer o padrão ISO 9000 no transporte público. Entre as metas do sistema estão os cursos de requalificação para operadores existentes (motoristas, cobradores, fiscais); curso de qualificação para novos operadores e investimento tecnológico em controle de horários de passagem dos ônibus nos pontos de parada.Segundo o superintendente municipal de Transporte e Trânsito, Ricardo Torres, o termo vai garantir que a população "tenha um transporte público de qualidade e com bom atendimento." Outras medidas a serem adotadas são as campanhas educativas para o transporte, a publicação dos dados operacionais e implantação do Plano Diretor de Transporte e Trânsito (PDTT).
READ MORE - Rio Branco: Proprietários das empresas de ônibus se comprometem a renovar 45% da frota até 30 de abril

Ager e Sefaz avaliam sistema de bilhetagem eletrônica para o setor de transporte em Mato Grosso


Um sistema de bilhetagem eletrônica foi apresentado para a Agência de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso (Ager-MT) e técnicos da Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz) , nesta terça-feira (12.01). Ela é uma das tecnologias que é analisada pelo governo do Estado para ser utilizado no novo Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros.
A medida faz parte das ações que estão sendo encaminhadas pela agência enquanto aguarda a realização da audiência pública para apresentação do sistema de transporte intermunicipal à população, no próximo dia 5 de fevereiro, na Assembleia Legislativa (AL-MT), em Cuiabá. O edital de licitação está previsto para o mês de março deste ano.
Segundo a presidente da Ager-MT, Márcia Vandoni, o que se pretende é ampliar o controle da área de transporte, uma concessão pública sob a responsabilidade do órgão. “Estamos analisando a proposta de bilhetagem eletrônica porque é necessário um controle mais eficiente da demanda e do itinerário dos veículos do transporte intermunicipal por parte da agência e, da arrecadação de impostos por parte da Sefaz”, esclareceu Márcia Vandoni.
A Empresa 1, especializada em tecnologia de bilhetagem eletrônica, é de Minas Gerais e atua em 135 municípios de 18 Estados brasileiros. “Nosso sistema é como um computador de bordo que pode gerenciar e monitorar o número de passageiros, viagens e itinerários do transporte coletivo. Além de um contador de pessoas, temos um GPS acoplado ao programa que define a tarifa de cada seção no trecho da viagem”, disse Sandro Ávila, diretor comercial da empresa.
Depois de ouvir a ponderação relacionada a pontos específicos a empresa agora deverá formular uma proposta considerando as necessidades do Estado e o custo que a bilhetagem eletrônica vai representar para as empresas.
Além dos diretores da Ouvidoria e de Energia Elétrica e Saneamento, as coordenadorias de Transporte e Rodovias e de Estudos Econômicos e a Procuradoria Jurídica da Ager-MT, participaram da reunião os técnicos da área de Fiscalização, da Gerência de Informações Digitais e da Superintendência de Informações do ICMS da Sefaz. Seja qual for a metodologia adotada vai intervir diretamente na atuação dessas áreas.
READ MORE - Ager e Sefaz avaliam sistema de bilhetagem eletrônica para o setor de transporte em Mato Grosso

Empresa de ônibus mantém o valor do passe estudantil


A partir do dia 25 de janeiro (segunda-feira), os estudantes de Três Lagoas-MS poderão fazer o recadastramento para uso do passe escolar. Segundo o encarregado de tráfego da Viação Três Lagoas, Davi Tuon, durante todo ano de 2009 a empresa atendeu em média 1,2 mil alunos por dia.

O tráfego de alunos não é intenso, segundo Tuon. O número de pessoas cadastradas é maior do que dos estudantes que fazem uso com freqüência do transporte coletivo. “Não sei te dizer se o fluxo maior é no começo do mês, devido ao pagamento, ou em dias de chuva. O fato é que nos dias de pico registramos 1,2 mil. Há dias que passam 900, 800, varia bastante. Muita gente se cadastra, mas não usa o transporte coletivo diariamente”, explicou.

Questionado sobre o valor das passagens, Tuon disse que o preço continuará o mesmo. “Há um ano e meio é cobrado o mesmo valor. O estudante paga R$ 0,90 pelo passe, enquanto o cidadão paga R$ 1,80”. Sobre a possibilidade de Três Lagoas funcionar como o mesmo sistema da Capital, o encarregado explicou que são situações diferentes. “Em Campo Grande quem cobre os custos são os usuários.

A Capital registra um dos valores mais altos no transporte coletivo no País. Aqui os estudantes pagam meia, e o usuário não precisa cobrir a despesa, o valor não é diluído no passe”, informou.

Atualmente a empresa conta com 13 ônibus, que rodam nove linhas e cobrem 95% da Cidade. “No começo do ano ativamos três novas linhas. Antes eram seis. Toda Cidade tem acesso ao transporte coletivo, exceto o Alto da Boa Vista e Nova Três Lagoas”, completou.
READ MORE - Empresa de ônibus mantém o valor do passe estudantil

Curitiba: Linha Verde aprovada por especialistas de outras cidades

READ MORE - Curitiba: Linha Verde aprovada por especialistas de outras cidades

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960