Ônibus do Rio terão sistema de TV aberta

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) autorizou, em portaria publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial, a transmissão de programação da TV aberta em ônibus que fazem linhas intermunicipais em todo o estado.
A projeto vai começar nos ônibus da Viação Rio Ita, com instalação do equipamento, que vai transmitir a programação de uma grande emissora de televisão, em veículos das linhas Alcântara-Castelo e Alcântara-Botafogo, escolhidas pelo trajeto longo por pontos onde se registra congestionamentos, como a Ponte Rio-Niterói.
Segundo Marcelo Gonçalves, diretor da Rio Ita e presidente do Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio (Setrerj), este serviço pretende ser um diferencial que permitrirá que o passageiro faça sua viagem casa-trabalho-casa de uma forma mais relaxada.
No sistema, criado pela própria Rio Ita, os passageiros poderão escolher entre duas programações oferecidas no monitor - entretenimento, informação, utilidade pública, entre outras - cujo som só será ouvido por meio de fones, nos mesmos moldes dos usados em viagens aéreas. Já estão sendo feitos há cerca de 60 dias, com total sucesso.
Com o serviço, os usuários terão informações importantes ou mesmo poderão relaxar durante o percurso, aliviando, por exemplo, o estresse causado pelos congestionamentos típicos dos grandes centros -- comentou o presidente do Detro, Rogério Onofre.

READ MORE - Ônibus do Rio terão sistema de TV aberta

Tarifas de ônibus intermunicipais e da Grande BH são reajustadas nesta quarta-feira

As tarifas das linhas de ônibus intermunicipais de Minas Gerais, incluindo as linhas da região metropolitana de Belo Horizonte, sofrem reajuste de 4,5% a partir desta quarta-feira. O novo valor começa a ser cobrado às 0h. De acordo com a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas, o motivo do reajuste é cobrir a variação dos custos do transporte no decorrer nos últimos 12 meses. A tarifa mais comum no sistema passa a ser de R$ 2,90 e os preços das passagens de ônibus integradas ao metrô variam entre R$ 2,40 e R$3,65.
Na Grande BH, a tarifa mais barata será de R$ 1,85, referente ao transporte feito pelas linhas Florestal-Juatuba e Juatuba-Azurita. Já a passagem mais cara, dos ônibus que ligam Belo Horizonte à Fazenda Vargem do Lobo, em Baldim, terá o preço definido em R$ 23,40. Um dos trechos mais extensos, entre Uberlândia e Juiz de Fora, terá passagem a R$ 168,80.

Veja o novo preço das passagens com saída de Belo Horizonte para algumas cidades mineiras:
Ouro Preto: R$ 19,70;
Juiz de Fora: R$ 51,75;
Diamantina R$ 61,10;
Governador Valadares R$ 64;
Montes Claros R$ 85,50;
Uberaba R$ 95,45;
Uberlândia R$ 109,35.
READ MORE - Tarifas de ônibus intermunicipais e da Grande BH são reajustadas nesta quarta-feira

Em Natal, Prefeitura vai desapropriar terrenos para implementação do Pró-Transporte


A Prefeitura de Natal divulgou no Diário Oficial do Município na manhã de hoje (29) a despropriação dos terrenos que serão utilizados no projeto geométrico do Programa Pró-Transporte, que visa melhorar a infra-estrutura do Sistema de Transporte Coletivo para a zona norte da Capital. São, ao todo, quatro trechos que serão desapropriados na região.

O primeiro, na avenida Conselheiro Tristão, da avenida João Medeiros Filho à Rua Amaro Ienaga. Outro na mesma avenida, mas da rua Amaro Ienaga à avenida Moema Tinôco, onde a faixa de domínio intercepta, em toda largura, as propriedades de particulares.

A avenida Moema Tinôco, da Avenida Conselheiro Tristão (trecho projetado) à estrada Profª Alice Rodrigues (Estrada de Genipabu) e, desta estrada, até a avenida Tocantínea e, de lá, até à BR-101, também será desapropriado para o projeto. Os imóveis ou partes destes, que se enquadrarem nas circunstâncias definidas no artigo anterior, deverão constituir, individualmente e desde já, objeto das diligências imprescindíveis à instrução dos procedimentos indispensáveis à obtenção de suas expropriações.

O Pró-Transporte engloba a duplicação de vias, construção de ciclovias e obras d´artes correntes e especiais, pretendendo assim melhoramentos no sistema de transporte de massa e outras realizações. Estende-se ao longo das avenidas Conselheiro Tristão e Moema Tinoco, iniciando-se na Avenida João Medeiros Filho e terminando na BR-101.
READ MORE - Em Natal, Prefeitura vai desapropriar terrenos para implementação do Pró-Transporte

Inaugurado mais um terminal integrado na Grande Recife


O Governo do Estado, através da Secretaria das Cidades, inaugurou o Terminal Integrado do Cabo - José Faustino dos Santos na manhã de ontem. O terminal, que começa a operar no próximo sábado, dia 2 de janeiro, é o 3° entregue na atual gestão do governador Eduardo Campos e faz parte do projeto de expansão e mobilidade do Sistema Estrutural Integrado (SEI). A obra teve um investimento de R$ 4,1 milhões e beneficiará, por dia, cerca de 25 mil pessoas dos municípios do Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca e Jaboatão dos Guararapes. “Uma das nossas prioridades é melhorar a qualidade de vida das pessoas. Esse terminal trará mais conforto e economia aos usuários do transporte público da região”, afirmou o governador Eduardo Campos.
Com a implantação desse sistema no município, os usuários terão, além da redução de custos com o transporte, novas opções de deslocamento. A agente de saúde Creuza Aurino Xavier, de 48 anos, nota o benefício que terá com o terminal. “Na minha casa, 11 pessoas precisam de ônibus para se deslocar. Teremos uma economia de aproximadamente R$ 300 por mês. Essa integração vai possibilitar também que mais pessoas estudem no Recife ou possam arranjar emprego em outras localidades”, contou. O técnico contábil José Soares, de 58 anos, mostrava-se também entusiasmado com o novo serviço. “É um marco na história no Cabo. Há muito tempo precisávamos de um terminal integrado aqui. Se começasse a funcionar hoje, eu já iria para o Centro do Recife economizando uma passagem”, contou.
O Terminal Integrado (TI) é de responsabilidade do Grande Recife Consórcio de Transportes e será o primeiro braço do SEI no Litoral Sul do Estado. Sua implantação terá duas fases. Na primeira, dez linhas irão operar: serão oito alimentadoras, que levarão os usuários até o TI, e duas troncais, que farão a ligação do terminal com os municípios de Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes e Recife. Já na segunda fase, que está prevista para o segundo semestre de 2010, com a inauguração do Terminal de Cajueiro Seco, no total, 40 mil pessoas serão beneficiadas por dia. “Agradecemos o empenho que o governo tem tido para atender às necessidades da população cabense. Essa obra é de grande importância para todos nós”, disse o prefeito do Cabo, Lula Cabral.
As comunidades beneficiadas com esta primeira fase do Terminal do Cabo serão o Cabo (centro), Ponte dos Carvalhos, Pontezinha, Cohab, Garapu, Charneca, Pirapama e São Francisco, no Cabo de Santo Agostinho; Ipojuca (centro), Nossa Senhora do Ó, Camela, Serrambi, Porto de Galinhas e Porto de Suape, em Ipojuca.
READ MORE - Inaugurado mais um terminal integrado na Grande Recife

BH está entre as piores cidades do mundo em mobilidade


Ao imaginar a primeira capital planejada do Brasil, o engenheiro-chefe da comissão construtora de Belo Horizonte, Aarão Reis, deu atenção especial aos elementos viários da cidade, criando quarteirões padronizados e ruas largas o suficiente para comportar a circulação de veículos. Mas, a previsão era que um século depois a cidade alcançasse 100 mil habitantes. O tempo passou e com o crescimento demográfico desordenado o município ultrapassou em mais de 20 vezes a expectativa e, por consequência, o mapa desenhado centímetro por centímetro no entorno da Avenida 17 de Dezembro (nome original da Avenida do Contorno) expandiu-se sem a mesma concepção, transformando-se numa enorme "colcha de retalhos".

Cento e doze anos depois da inauguração do município, a multiplicação da frota associada a problemas estruturais tornam a mobilidade urbana o principal problema de Belo Horizonte. Mas, além do número de carros, da qualidade do transporte público e da engenharia de tráfego, a disposição de ruas e avenidas, a topografia e outros elementos influenciam tanto ou mais no trânsito. Tese da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, da Universidade de Brasília (UnB), mostra que o traçado da capital mineira é o 150º mais complicado do mundo entre 165 cidades pesquisadas.

Fonte: Uai - Minas
READ MORE - BH está entre as piores cidades do mundo em mobilidade

Rio: Prefeitura promete renovar ônibus. Até 2016


O secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, atribuiu boa parte do problema às más condições de trabalho dos motoristas e anunciou: no início de 2010, o prefeito Eduardo Paes vai baixar decreto determinando a troca de toda a frota da cidade (8.700 coletivos) por veículos modernos. Será, segundo ele, o fim dos chassis de caminhão instalados nos ônibus. O secretário disse esperar uma média de mil ônibus renovados a cada ano, até 2016.

O motor não poderá ficar na frente do ônibus. Imagine um motorista dirigindo o dia inteiro com aquele barulho do seu lado, com o motor esquentando suas pernas. Ele se estressa, e aí as coisas que não devem acontecer acontecem. Vamos implantar um novo padrão tecnológico. O câmbio, por exemplo, tem que ser automático. Não abriremos mão da troca do chassis e da suspensão. Aliado a isso, teremos os corredores expressos, que reduzirão o tempo de percurso dos coletivos, além do projeto Motorista Cidadão (convênio da RioÔnibus com a Fundação Getúlio Vargas para dar noções de civilidade no trânsito) - disse Sansão.

Aumento de tarifa não está descartado
O secretário reconheceu que a modernização da frota poderá acarretar aumento de tarifa, mas se disse otimista:
- Se você dá conforto aos usuários, com ônibus modernos, motoristas desestressados, corredores exclusivos para os coletivos, a demanda de passageiros certamente aumentará. Por isso, acredito que os novos ônibus, como existem em países desenvolvidos, atrairão muita gente que hoje vai de carro para o trabalho.
A RioÔnibus representa as 47 empresas da capital, que empregam cerca de 20 mil motoristas. O vice-presidente da entidade, Octacílio Monteiro, ponderou que as medidas da prefeitura poderão elevar o custo das passagens em até 50%.
- Em muitos países europeus o transporte é público, subsidiado. Aqui não. Quando cheguei ao Rio, em 1951, a empresa Nacional já tinha ônibus da General Motors, importados, com câmbio automático. Há dez anos tínhamos cerca de seis mil ônibus em circulação e transportávamos 110 milhões de pessoas por mês. Hoje temos 8.700 coletivos e transportamos 65 milhões de pagantes por mês e 20 milhões de usuários com passagens gratuitas - comparou.
READ MORE - Rio: Prefeitura promete renovar ônibus. Até 2016

Porto Alegre: Ônibus começam a circular com tabela horária de verão


A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) informa aos usuários de transporte coletivo que, a partir de hoje, 28, até 21 de fevereiro, domingo, a frota de ônibus da Capital opera com a tabela horária de verão. As linhas de ônibus urbanas terão sua freqüência de viagens reduzida em 10%, em razão da diminuição de usuários nos meses de férias.
READ MORE - Porto Alegre: Ônibus começam a circular com tabela horária de verão

Governo Federal investe mais em incentivo na compra de carro do que em transporte público, resultado, caos nas grandes cidades


O aumento da renda da população, associado a um crescimento desordenado nas metrópoles, pode travar ainda mais a mobilidade nas cidades. Com dinheiro no bolso e incentivos à compra de automóveis, certamente a frota nas ruas aumentará. “O carro tem um atrativo forte, não é apenas um meio de locomoção. O carro representa o sucesso profissional, é uma questão de status, de individualidade”, diz o professor Carlos Alberto Guimarães, da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Unicamp. Números do Denatran revelam esse crescimento. Até outubro de 2009, circulavam no País 58,5 milhões de veículos.

Em 1999, a frota existente era de 27,1 milhões. De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), em setembro, último mês de isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), as vendas de veículos tiveram recorde mensal, com 308.713 unidades. "Com esse estímulo dado à indústria automobilística, o número de carros cadastrados a mais por dia é da ordem de mil, apenas em São Paulo. Deste total, ¼ anda todo dia pelas ruas. Ou seja, são 250 carros a mais todo dia, em média. Se colocar esses carros em fila, em um ano, para os 600 mil veículos precisariam ser construídas 125 avenidas Paulistas. Isso para os carros parados. Andando precisaria ainda mais.

Não tem como atender essa demanda”, enfatiza Campos Filho.Culpar, porém, o crescimento do País ou a indústria automobilística pelo caos seria o mesmo que atribuir à natureza a responsabilidade pela enchente. Pensar em restringir a venda de carros seria abraçar o fracasso. Mas o aumento e o uso da frota dão a clareza da urgência em levar a população para o transporte coletivo. “Restringir a economia não seria inteligente, mas é preciso atuar na restrição do uso de automóveis e garantir um transporte de qualidade e confiável”, afirma Guimarães.
READ MORE - Governo Federal investe mais em incentivo na compra de carro do que em transporte público, resultado, caos nas grandes cidades

Aracajú: SMTT monta esquema de transporte para Réveillon


O transporte coletivo funcionará com a frota completa para oferecer uma mobilidade tranquila a todos que vão participar do Réveillon na Orla de Atalaia, realizado pela Prefeitura de Aracaju. Linhas especiais criadas somente para quem vai à festa e linhas expandidas, além das regulares, vão atender a alta demanda de fluxo de passageiros que todos os anos participa das comemorações da virada do ano.

A operação especial do Réveillon será iniciada às 18h do dia 31, e encerrada às 5h do primeiro dia de janeiro de 2010. Nesse período será mantida a frota normal dos sábados até às 18h, quando logo depois passa a vigorar a programação determinada pela Diretoria de Transporte Público da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).

O sistema de integração nos terminais funcionará normalmente até a zero hora do dia 31 e será reiniciado às 4h do dia seguinte. Apenas o Terminal Zona Sul deverá operar ininterruptamente, ou seja, em regime de plantão 24 horas.

A partir da meia noite do primeiro dia do ano, linhas especiais vão circular durante toda a madrugada para atender aqueles que se deslocam ao local da festa ou querem deixar a Orla de Atalaia.
READ MORE - Aracajú: SMTT monta esquema de transporte para Réveillon

Curitiba inicia licitação do transporte coletivo


A Urbs, Urbanização de Curitiba S/A publicou na última quarta-feira (23) em jornais de circulação nacional e estadual o aviso de licitação da operação do sistema de transporte coletivo de Curitiba. Edital e anexos estarão disponíveis no site da Urbs a partir do próximo dia 29.

A licitação será na modalidade Concorrência (005/2009) para seleção de empresas e ou consórcios de empresas para outorga de concessão para prestação e exploração dos serviços de transporte coletivo público urbano de passageiros, com ônibus no município de Curitiba. A concorrência vai combinar os critérios de melhor técnica e menor custo quilométrico, visando a menor tarifa para a Rede Integrada de Transporte (RIT).Esta é a primeira licitação do transporte coletivo da história da cidade tornada possível com a elaboração de uma nova lei e um novo regulamento do transporte coletivo que representam um salto de qualidade no sistema.

Transparência - Referência internacional em transporte coletivo, Curitiba voltou, a partir de 2005, a ser exemplo de inovações no setor. Em janeiro de 2005, enquanto outras grandes cidades aumentavam sua tarifa de ônibus urbano, o preço da passagem era congelado em Curitiba para permitir uma análise detalhada de todo o sistema, feita não apenas pela Urbs, empresa que gerencia o transporte na cidade, mas também pela comunidade.
READ MORE - Curitiba inicia licitação do transporte coletivo

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960