Prefeitura anuncia investimentos de R$ 1 bilhão no trânsito de Belo Horizonte

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009


A Prefeitura de Belo Horizonte anunciou um investimento de R$ 1 bilhão para melhorar o trânsito, na capital. Os passageiros do transporte coletivo também devem ser beneficiados. A Avenida Pedro I, uma das principais ligações da região norte à Avenida Antônio Carlos, vai até o centro. A duplicação desta via está prevista no projeto da prefeitura. O objetivo é deixar a cidade pronta para ser sede da Copa do Mundo.

Entre as principais obras está a implantação da Via 710. Que vai começar na Avenida dos Andradas, no bairro São Geraldo, depois segue por este descampado, onde está prevista a construção de novo trecho. Dali por diante a via será paralela à linha do metrô. A Rua Conceição do Pará, no bairro Santa Inês e a Rua Amaro Xisto de Queiroz, no bairro Fernão Dias, vão fazer parte do corredor, que será emendado a um viaduto na Avenida Cristiano Machado.

Além da união entre as regiões leste e nordeste e dos trechos que já existem, também está prevista a construção da Via 800, com túneis e ruas que ligam a Avenida Catalão à Via Expressa. O corta caminho vai terminar na Avenida Barão Homem de Melo.

Os passageiros do transporte público também serão beneficiados. Nas principais avenidas que ligam a região norte ao centro, está prevista a implantação de um sistema de ônibus articulados com estações chamadas de BRT. A linha 1 do metrô também vai ganhar reforço.

Outras obras também foram acertadas com o governo federal:

- Duplicação da Avenida Pedro I
- Construção da Via 210, que vai ligar a Via do Minério, no Barreiro, a Avenida Tereza Cristina
- Complemento do Bulevar Arrudas, da Avenida Barbacena até o bairro Coração Eucarístico.

A avenida Pedro I, uma das principais ligações da região norte à Avenida Antônio Carlos, que vai até o centro. A duplicação desta via que você vê agora está prevista no projeto da prefeitura. O objetivo é deixar a cidade pronta para ser sede da Copa do Mundo. O dinheiro virá de um financiamento da Caixa Econômica Federal e não inclui indenização para as desapropriações.
Fonte: Globominas
READ MORE - Prefeitura anuncia investimentos de R$ 1 bilhão no trânsito de Belo Horizonte

Passageiros reclamam das condições dos ônibus no Distrito Federal


O ônibus que tombou nesta segunda-feira, dia 14, depois que a direção quebrou, não é um caso isolado. Ele estava com o IPVA atrasado. Em várias cidades, passageiros reclamam de problemas antigos.

Na Rodoviária do Plano Piloto, ônibus com pneu careca, lanterna solta e muitas reclamações. “Muitas vezes eles quebram na ida e na volta. No tempo de chuva fica ainda pior”, conta a dona de casa Margarida Alves. “Cadê os ônibus novos? Não estão nas ruas. Tem pra circular, mas pra linha longa não”, reclama o funcionário público Raimundo Lima. Do lado de dentro, sujeira e outros problemas. “Não tem condição nenhuma, se tiver chovendo molha dentro”, diz um homem. “Está tudo quebrado, com poucas cadeiras e sujas”, fala a servente Damiana Cardoso Santos.

No terminal do Setor O, em Ceilândia, a reclamação se repete. “É o motor, a lataria, o banco, é na hora que a gente passar na roleta. Esses circularzinhos mesmo, o parafuso já soltou”, lembra a dona de casa Ana Paula Tavares. “É preciso ficar empurrando. Um dia ajudei até a empurrar um ônibus”, conta um senhor. A falta de manutenção pode ter sido a causa do acidente com um ônibus da Viação Planeta que tombou a caminho do Gama na manhã desta segunda-feira, dia 14. De acordo com a polícia, a barra de direção quebrou. Cinco pessoas ficaram feridas. “Pode ser falta de manutenção ou o próprio desgaste da peça. Coisa que o motorista não tem como ficar verificando, fica debaixo do carro. Ele pode verificar pneu, sistema elétrico, mas a barra de direção tem que ser na empresa”, avalia o soldado Jairo Pinheiro, da Polícia Militar. O ônibus que tombou estava com o IPVA atrasado.

Segundo os motoristas, essa não é uma exceção. As empresas não pagam o imposto porque tentaram se beneficiar de uma lei distrital. Só que há seis meses o Tribunal de Justiça considerou inconstitucional a isenção do IPVA para o transporte coletivo. Mesmo assim, os empresários continuam sem pagar o imposto e o governo finge que não vê. De acordo com o Detran, na semana passada dois ônibus foram apreendidos por não portar o documento de 2009. A multa é de R$ 191. O Sindicato dos Donos das Empresas disse que o IPVA dos ônibus apreendidos está sendo regularizado.


READ MORE - Passageiros reclamam das condições dos ônibus no Distrito Federal

RJ deve começar a usar bilhete único em fevereiro


A partir de fevereiro de 2010, o Rio de Janeiro deve começar a implantar o bilhete único para integrar o transporte público, informou hoje a Secretaria de Transporte e Comunicação do Estado. Inicialmente, a integração valerá para ônibus, trem, metrô e barcas apenas da região metropolitana. O valor da passagem, tempo de duração e quantas viagens o usuário poderá fazer com uma única passagem ainda não foi estabelecido.

Atualmente, a tarifa de ônibus urbano na capital é de R$ 2,35, enquanto a do metrô, trem e barca é de R$ 2,80. Segundo o governo estadual, os técnicos da Secretaria de Transportes já estudam com os operadores de transporte coletivo os detalhes técnicos do projeto, que deve ficar pronto até o fim deste mês. O governador Sérgio Cabral informou que o Estado vai subsidiar parte dos custos.

Na capital paulista, a integração dos meios de transportes urbanos e utilização do bilhete único começou em 2004 e foi sendo ampliada gradativamente. Em primeiro lugar, houve a integração entre os ônibus, depois com o metrô e, por último, com os trens metropolitanos. O bilhete único possibilita a utilização de até quatro ônibus (ou três ônibus e metrô, ou três ônibus e trem), num período de três horas.
READ MORE - RJ deve começar a usar bilhete único em fevereiro

Em Recife foi apresentado o Corredor norte-sul, um projeto futurista que custará cerca de R$300 milhões.


O Governo do Estado apresentou nesta terça-feira (15), em audiência pública no Centro de Convenções de Pernambuco, o detalhamento do projeto de construção do Corredor Norte/Sul, que fará parte do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife. Depois da conclusão do projeto básico, o Grande Recife Consórcio de Transporte dará início ao projeto executivo, além da publicação do edital de licitação prevista para janeiro de 2010.
O corredor Norte-Sul três trajetos: o primeiro deve ligar o Terminal de Integração de Igarassu ao centro do Recife, pela avenida Cruz Cabugá. O outro vai de Igarassu e segue para o Terminal de Joana Bezerra, também no Recife, pela avenida Agamenon Magalhães. Em Joana Bezerra, o passageiro pode seguir para Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes. Esse último trecho atende a Zona Sul da Região Metropolitana.
O corredor terá início na BR-101, a partir do Terminal de Integração de Igarassu, seguindo pela PE-15, Complexo Salgadinho até a bifurcação com a avenida Cruz Cabugá, centro do Recife e avenida Agamenon Magalhães, encerrando no Terminal de Joana Bezerra. O corredor irá beneficiar diretamente os municípios do Recife, Olinda, Paulista, Abreu e Lima, Jaboatão, Igarassu, Araçoiaba, Itapissuma e Itamaracá, além de possibilitar a ligação de outras cidades da RMR interligadas ao SEI.
O projeto vai contar com vias e faixas exclusivas para o tráfego dos coletivos; implantação de estações de embarque/desembarque adequadas aos padrões internacionais de mobilidade e segurança. "São 43 quilômetros de vias exclusivas para os ônibus.
Nossas expectativas são de que no começo sejam atendidos cerca de 300 mil usuários por dia. Queremos atrair o usuário pelo conforto, inclusive os usuários da classe média", comenta o presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte, Dilson Peixoto.
READ MORE - Em Recife foi apresentado o Corredor norte-sul, um projeto futurista que custará cerca de R$300 milhões.

Florianópolis: Transporte público da Capital não para até janeiro


Em reunião que terminou na tarde desta terça-feira, motoristas e cobradores de ônibus de Florianópolis definiram que não vai haver greve do transporte coletivo até o fim deste ano. A categoria deve voltar a negociar com as empresas no dia 13 de janeiro de 2010.De acordo com a assessoria de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Urbano (Sintraturb), a categoria assinou um documento em que fica determinado que o adicional pago semestralmente aos funcionários será acertado normalmente em maio de 2010.

O pagamento corria o risco de não ocorrer já que empresas e servidores deveriam se reunir para entrar em um acordo sobre a redação da cláusula que o determina. Conforme o Sintraturb, há 16 anos o adicional de 5% no salário base é pago como prêmio de assiduidade.
READ MORE - Florianópolis: Transporte público da Capital não para até janeiro

Transcarioca reorganizará linhas de ônibus


A prefeitura pretende aproveitar o Transcarioca, linha segregada de ônibus (Bus Rapid Transit, ou BRT) que ligará a Barra à Penha, para dar início a um processo de reordenamento das linhas. A empresa que vencer a licitação que a Secretaria municipal de Transportes lançará em 2010 para implantar o novo sistema com veículos articulados até 2013 também vai operar 38 novas linhas. Chamadas de alimentadoras, essas linhas, com percursos de menor extensão, serão criadas para ligar os bairros às futuras estações.
- Já está decidido que o preço da passagem será o da tarifa-padrão cobrada hoje pelos coletivos (R$ 2,20). Com uma única passagem, o usuário poderá viajar nas linhas alimentadoras e no próprio Transcarioca. O que ainda falta definir no edital é o tempo de validade para viajar com um só bilhete - disse o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão.
A implantação do Transcarioca - que até recentemente era conhecido na prefeitura como corredor T5 - provocará também a extinção de 28 linhas que fazem percursos que coincidem ou se assemelham ao novo sistema. A linha 732, por exemplo, que hoje faz o percurso Gardênia Azul-Cascadura, será substituída por uma das linha alimentadoras. O ponto final continuará em Gardênia Azul, mas o passageiro, para seguir viagem até Cascadura, terá que embarcar na estação do Transcarioca a ser criada na Taquara. Situação parecida viverão os usuários da linha 766 (Freguesia-Madureira): os coletivos irão da Freguesia apenas até o Tanque, onde haverá uma integração com o novo serviço.
A estimativa da prefeitura é que sejam gastos quase R$ 1,1 bilhão em obras e no pagamento pela desapropriação total ou parcial de 3.630 imóveis localizados no eixo do novo sistema. A previsão é que as obras sejam concluídas por etapas: Barra-Madureira (2012) e Madureira-Penha (2013). Sansão, no entanto, explica que o processo de reorganização das linhas começará antes do término das obras:
- Queremos iniciar a operação gradativa do serviço. Nada impede que, quando o trecho até a Taquara for concluído, as linhas alimentadoras já comecem a transportar passageiros sem concorrer com as existentes.

Fonte: O Globo
READ MORE - Transcarioca reorganizará linhas de ônibus

Rio inicia desapropriação para corredor de ônibus


O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), baixou um decreto no Diário Oficial de ontem para determinar o início da desapropriação dos mais de 3.600 imóveis ao longo do trajeto do Corredor Expresso Transcarioca, também chamado T5. O projeto está orçado em R$ 900 milhões e a previsão é que o trecho Barra-Madureira esteja concluído em 2012.

O T5, segundo a prefeitura, será um corredor expresso viário exclusivo para ônibus articulados que ligará a Barra da Tijuca à Penha e será implantado ao longo de vias com elevado volume de viagens por ônibus, como as avenidas Ayrton Senna, Embaixador Abelardo Bueno, Ministro Edgard Romero, Vicente de Carvalho e Brás de Pina.

O sistema T5 terá 28 quilômetros de extensão por onde circularão linhas expressas e paradoras, num total de 9 linhas. De acordo com a prefeitura, haverá redução de 51% no tempo de viagem. Hoje os passageiros gastam, em média, 96 minutos para fazer o percurso do T5. Com o corredor, serão 47 minutos. Os ônibus serão articulados com capacidade para 160 passageiros, sem catraca interna.

Serão 36 estações (seis duplas), dois terminais (Alvorada e Penha) e 13 pontos de integração. As estações duplas (com linhas expressas e paradoras) são: Autódromo, Taquara, Tanque, Praça Seca, Madureira e Vicente de Carvalho e 30 estações simples (linhas paradoras).

Os 13 pontos de integração são: Alvorada, Autódromo, Praça do Bandolim, Merck, Taquara, Tanque, Praça Seca, Madureira, Vaz Lobo, Vicente de Carvalho, Aquidauana, Praça do Carmo e Penha. De acordo com a prefeitura da capital fluminense, haverá integração físico-tarifária com os principais eixos radiais de elevada capacidade do município: Ramais Deodoro, Belford Roxo e Saracuruna (trem) e Linha 2 do metrô.
READ MORE - Rio inicia desapropriação para corredor de ônibus

São luís amanhece sem ônibus devido a greve dos rodoviários


A paralisação, por tempo indeterminado, acontece como forma de manifestação dos trabalhadores do transporte coletivo da capital contra a medida adotada pelos empresários do setor, que anunciaram um corte entre 10% e 15% de seu atual efetivo.
De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (SindRodoviários), Dorival Sousa da Silva, a classe busca uma solução para o problema do transporte coletivo em São Luís sem comprometer o serviço há muito tempo. "Os rodoviários não poderão ficar a mercê desses empresários que estão cada dia mais ricos e não solucionam nosso caso. Já houve oportunidades em que poderíamos ter parado, por causa de empresas que estão em descumprimento com a convenção coletiva de trabalho, e até descontando os valores levados em assaltos", destacou.
13º salário - O presidente do sindicato ressaltou, ainda, que algumas empresas não pagaram o 13° salário, e disse que antes de decidirem pela paralisação procuraram o Sindicato das Empresas de Transportes (SET) e a Prefeitura de São Luís, porém não chegaram a nenhuma solução. "Foi dito pelo sindicato que serão mantidas as demissões, porque as empresas não têm condições de pagar as despesas. Segundo o SET, a próxima medida será reduzir a frota. Recorremos também à Prefeitura e o prefeito pediu paciência e calma aos trabalhadores, pois ele está somente há um ano no cargo. Mas até quando a gente vai ter de esperar?", indagou Dorival da Silva.
Semana passada, o SET anunciou que 10% dos trabalhadores do sistema seriam demitidos por causa da crise financeira enfrentada pelas empresas, que há mais de cinco anos trabalham com a mesma tarifa.
O prefeito de São Luís, João Castelo, afirmou em entrevista que reconhece a queda de receita das empresas, mas descartou a possibilidade do município assumir o sistema de transporte público.
READ MORE - São luís amanhece sem ônibus devido a greve dos rodoviários

Terminais de integração de Aracajú entram em clima natalino

Começou nesta segunda-feira (14), no Terminal Zona Oeste, a sétima edição do projeto ´Canta Terminal´ promovido pela Prefeitura de Aracaju através da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). Os usuários do transporte prestigiaram as apresentações dos corais e se encantaram com a iniciativa de ter à disposição música natalina enquanto esperam o transporte coletivo. Neste dia 15, a partir das 17h, o Coral Irmãozinhos de Asssis marcará presença no Terminal Maracaju.
Durante toda a semana todos os terminais continuarão sendo contemplados com as apresentações de vários corais da cidade. Na quarta-feira, o Terminal do Centro entrará no clima natalino com as apresentações dos Corais Jovens a Mais Tempo e do grupo Progresso, às 17h. Para encerrar mais uma edição do ´Canta Terminal´, o grupo do Banese estará no Terminal D.I.A também às 17h. Toda a equipe de educação para o trânsito da SMTT estará nos locais, fazendo a distribuição de cartões de Natal.
O dia-adia das pessoas é tão corrido, muitas ainda nem pararam para pensar sobre o que representa essa época. Além da música natalina que tem por intuito estimular as pessaos a refletirem sobre o verdadeiro sentido do Natal, desde ontem distribuimos cartões natalinos e a receptividade foi a melhor possível. Nada melhor do que levar uma mensagem positiva a uma pessoa querida, através dos cartões elas poderão fazer isso, explica a coordenadora de edução para o trânsito da SMTT, Marieta Falcão.
READ MORE - Terminais de integração de Aracajú entram em clima natalino

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960