Rio: Viação São Miguel renova frota de veículos

sábado, 28 de novembro de 2009


Os usuários do transporte coletivo municipal já estão usufruindo dos novos ônibus zero quilômetro adquiridos pela Viação São Miguel, responsável pelas linhas urbanas e intermunicipais da cidade. A empresa conta com 11 coletivos dotados de três portas laterais, sendo uma delas adaptada com elevador para atender aos portadores de necessidades especiais. Os novos coletivos são mais espaçosos e contam ainda com o sistema de circulação de ar.

De acordo com Amauri Natividade, diretor-presidente da Viação São Miguel, os novos coletivos integram o cronograma da empresa no projeto de renovação da frota. A São Miguel opera com ônibus novos, com tempo de fabricação na média de 2,5 anos, o que a deixa no patamar de destaque no cenário regional. “Estamos sempre buscando atender melhor os nossos clientes, por isso investimos em treinamento e temos um cronograma de investimento na renovação da frota que hoje é uma das mais novas de todo o Sul do Estado”, afirma Amauri, ressaltando que os ônibus são equipados com chassis Volkswagen 17230, fabricados em Resende, e carrocerias Marcopolo, fabricadas em Xerém.

Nas ruas, a aceitação dos usuários justifica o investimento da empresa. Muitos passageiros têm dado preferência aos novos coletivos, que estão circulando nos itinerários das linhas 125 (Jardim Primavera-Campos Elíseos), 275 (Jardim Primavera-Paraíso) e 330 (Rodoviária-Engenheiro Passos). “Está aprovado, o conforto é muito importante, ainda mais neste período de tempo quente.

A preocupação com os deficientes também é bacana, a empresa está de parabéns. Tenho mudado meu itinerário somente para vir nesses carros grandões”, brinca a dona de casa Isoldina Paiva, 53 anos, da Cidade Alegria, ex-adepta da linha 280 (Cidade Alegria-Paraíso).
READ MORE - Rio: Viação São Miguel renova frota de veículos

Ônibus voltam a circular depois de liminar em Sorocaba

Os 29 ônibus, que cobrem 24 linhas estavam proibidos de deixar a garagem desde a manhã de terça-feira, por medida da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), que alegando falta de condições da empresa em continuar operando cassou sua permissão.
Embora o órgão estadual tivesse uma relação de empresas indicadas para a substituição das linhas, nenhuma entrou em operação por resistência do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, que exige que toda mão-de -obra da Breda Sorocaba seja absorvida pela nova empresa. A ação judicial, para a retomada das linhas rodoviárias, foi impetrada pela empresa pertencente ao Grupo “René Gomes de Souza”, que também é dono da Transportes Coletivo Sorocaba (TCS).
A liminar expedida pela juíza Simone Gomes Rodrigues Casoretti, da 9ª Vara de Fazenda Pública, determinou a retomada imediata dos serviços pela Breda Sorocaba por entender que “os usuários estão sendo prejudicados com a interrupção do serviço de transporte de passageiros, como apontado pela imprensa”.
Ainda de acordo com o parecer judicial, a retirada dos ônibus foi considerada como “atitude precipitada, porque as empresas, inicialmente escolhidas em substituição não iniciaram a prestação do serviço e até já foram substituídas por outras, indicando assim a existência de dúvidas quanto aos critérios adotados pela Artesp para a seleção das permissionárias”.
READ MORE - Ônibus voltam a circular depois de liminar em Sorocaba

Passageiros enfrentam calor e superlotação no Metrô Rio e ônibus


Apesar das reclamações e até ameaça de boicote de passageiros, que está marcada para a próxima segunda-feira, dia 30, os cariocas continuam enfrentando problemas nas estações do Metrô do Rio. E a situação pode ser vista também nos ônibus de integração expressa, como a linha 406A (Largo do Machado - Rodoviária). E o usuário que quis reclamar pelo serviço telefônico gratuito de atendimento ao cliente (0800-595-2000), disponibilizado pela Rio Ônibus através de um cartaz dentro do coletivo, informa uma mensagem eletrônica: "o serviço solicitado está temporariamente indisponível".
Usuário do Metrô Rio, o leitor João Vicente registrou, na manhã desta sexta-feira, dia 27, plataformas e trens cheios na Estação Estácio de sá - que faz a ligação das linhas 1 e 2 -, problemas enfrentados por ele e milhares de clientes, que trafegam pelas estações da Tijuca diariamente, no horário considerado de pico.
Do lado de fora, os passageiros que utilizam a integração expressa para a Rodoviária, em Laranjeiras, dizem que, apesar dos motoristas garantirem o funcionamento do ar condicionado, o equipamento parece não dar vazão à quantidade de pessoas, que se aglomeram no pouco espaço fornecido pelo pequeno corredor.
Há poucos meses, a empresa colocou uma frota de coletivos maiores, mas que ainda não suportam a quantidade de usuários que todos os dias formam filas nos pontos ao lado da Estação Largo do Machado.
READ MORE - Passageiros enfrentam calor e superlotação no Metrô Rio e ônibus

Urbs reforça linhas de ônibus para o vestibular da UFPR


A Urbs - Urbanização de Curitiba S/A colocará linhas de ônibus especiais e reforçará outras linhas para atender os candidatos que farão a prova do vestibular da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em diversos Locais da cidade, neste domingo (29).
Os candidatos devem dar atenção às linhas especiais, que funcionarão apenas durante o período do vestibular, com saídas de pontos estratégicos. São 28 endereços, oito deles novos.

Neste ano, também haverá provas nos colégios estaduais Júlia Wanderley; Presidente Lamenha Lins e Professor Júlio Mesquita; na Fundação de Estudos Sociais do Paraná; no Setor de Educação Profissional e Tecnológica da UFPR; nos campus da Cidade Universitária e João Negrão; na Uniandrade e na Universidade Tecnológica Federal do Paraná.
Os portões dos locais de aplicação das provas serão fechados às 13h30. Ao todo, 43.064 candidatos farão o vestibular. Confira os aqui os locais de provas, as linhas que atendem e os principais pontos de embarque.
READ MORE - Urbs reforça linhas de ônibus para o vestibular da UFPR

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960