Serviço ''Atende'' transporta mais de 108 mil pessoas por mês na Grande São Paulo

quinta-feira, 19 de novembro de 2009


Implantado pela SPTrans em maio de 1996 o Serviço de Atendimento Especial ou Atende, tem como objetivo transportar pessoas com deficiência física com alto grau de severidade e dependência, impossibilitados de utilizar os meios de transporte público para a realização de tratamentos médicos, estudos, trabalho e até mesmo lazer.
Em 1996 o Serviço atuava com 35 vans, atualmente, são 332 veículos adaptados que transportam um total de 6.359 passageiros, sendo 3.643 pessoas com deficiência e 2.716 acompanhantes.
Mensalmente são transportadas pelas vans do serviço 108.312 pessoas. São 61.883 passageiros com deficiência e 46.429 acompanhantes.
Rodando cerca de um milhão de quilômetros por mês, o Serviço Atende leva diariamente usuários das regiões norte, sul, leste e oeste da cidade para hospitais, escolas e empresas.
No sábado e domingo o Atende também está presente através do serviço denominado "eventos aos fins de semana" permitindo assim o acesso das pessoas com deficiência ao lazer e cultura.
Esforços e investimentos não são poupados para garantir o direito básico de ir e vir dos deficientes físicos. Para melhorar o atendimento do serviço, está prevista mais uma van adaptada que beneficiará através de uma programação pré-agendada de viagens os clientes cadastrados.
O transporte efetuado pelo Serviço Atende é gratuito. Voltado para pessoas com deficiência severa, com alto grau de de dependência. Esse tipo de transporte modifica a vida de milhares de pessoas e reflete o respeito à cidadania.
READ MORE - Serviço ''Atende'' transporta mais de 108 mil pessoas por mês na Grande São Paulo

Avanços do transporte de João Pessoa são apresentados

Os membros do Conselho de Transporte e Trânsito (CTT) da capital paraibana estiveram reunidos novamente, na manhã de ontem (17), para discutir assuntos que envolvem políticas de mobilidade urbana da capital. O encontro, realizado na sede da Superintendência de Transporte e Trânsito de João Pessoa (STTrans), foi presidido pelo diretor de Transporte da STTrans, Adalberto Araújo, que aproveitou a oportunidade para apresentar um amplo relatório elaborado pelo órgão municipal enfocando os avanços no sistema de transporte e trânsito local entre os anos de 2004 e 2009. A reunião também contou com a presença de representantes estudantis e de associações comutarias, de órgãos técnicos do município e também de dirigentes do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano do Município de João Pessoa (Sintur-JP), e do Sindicato dos Motoristas da Paraíba.
No relatório apresentado por Adalberto Araújo foram destacados itens como mobilidade, idade média da frota de ônibus, capacidade, desempenho operacional, tarifa, gratuidades e descontos no transporte coletivo urbano, além de Bilhetagem Eletrônica e das Integrações Temporal e Metropolitana, que segundo Adalberto, proporcionou os benefícios da gratuidade total ou mesmo parcial no valor da segunda passagem. Ele também destacou durante a apresentação a necessidade de construção de vias exclusivas para o transporte público.

Com relação a idade média da frota de ônibus foi destacado que, em 2004, era de quase 6 anos e, dados de outubro de 2009, apontam um decréscimo para manos de 4 anos. “Essa média será ainda menor até o final deste ano, pois no próximo mês colocaremos em circulação 16 veículos novos e todos eficientes, o que resultará em uma idade média ainda menor”, lembrou o conselheiro do Sintur-JP, empresário Alberto Pereira. Ele destacou ainda que o percentual do ônibus eficientes no sistema que em 2004 era de 1,7% e que até o momento corresponde a 9,6%, subirá ainda mais, pois passarão de 42, para 58 o número de veículos adaptados para os portadores de necessidades especiais operando na capital.

Outro ponto levantado no relatório foi o crescimento de 2004 para 2009, de 287 para 290 no total da quilometragem/dia por veículo do sistema. “Isso implica em dizer que estamos dando uma maior extensão nas linhas para melhor atender a população de cada ponto da cidade”, reforçou Adalberto. Já a respeito da tarifa no sistema, Adalberto, ainda mostrou, que em João Pessoa os reajustes aconteceram em percentuais menores que na média brasileira, o que implica em preços mais acessíveis que nas demais capitais do país.

O encontro dos conselheiros do CTT foi encerrado com a questão da necessidade de construção de vias exclusivas para o transporte público. Na ocasião, foi apontada a situação da Avenida Josefa Taveira, em Mangabeira, que tem um fluxo complicado, especialmente para ônibus devido, ao fato do avanço do comércio nas calçadas e vias de deslocamento. “Estamos estudando a melhor forma de dar mais fluidez ao trânsito daquela avenida”, finalizou Adalberto Araújo.
READ MORE - Avanços do transporte de João Pessoa são apresentados

O Ceará é o primeiro estado do Brasil a implantar o novo sistema de transporte intermunicipal.


O Ceará é o primeiro estado brasileiro a implantar um novo sistema de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros. A confirmação se deu nesta quarta-feira (18), quando o governador do Estado, Cid Gomes, assinou sete ordens de serviços que darão início à operação do novo sistema. A partir desse novo modelo, os usuários terão qualidade nos serviços prestados pelas empresas auto viárias. “Os passageiros desse sistema, que sempre foram o principal público de interesse do Governo do Estado, usufruirão de um transporte seguro, confortável e pagarão menos por esse serviço, superando toda a precariedade que existia no antigo sistema”, destacou Cid. “Para se ter ideia da nossa inovação e do benefício que esse sistema trará para a população, o Paraná quis saber como a gente implantou esse novo sistema”, reforçou Cid. O novo sistema deverá atender uma demanda mensal de aproximadamente 1,2 milhão de passageiros, abrangendo todas as regiões do Estado, exceto a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).
O novo sistema, regulamentado através de processo licitatório, com base no que determina a Constituição Federal, aumentará a circulação da frota em 380 ônibus, obrigatoriamente equipados com com ar-condicionado e até cinco anos de uso (no antigo sistema a frota era em média de sete anos). Haverá também redução média de tarifas de 14%, chegando a 19% entre Juazeiro e Crato. “Essa é uma grande vitória do Governo do Estado, que agora beneficiará diretamente a população que utiliza o sistema”, destacou o superintendente do Departamento de Trânsito do Ceará (Detran), João Pupo. Ele também lembrou que a nova operação elevará a cobertura do transporte rodoviário intermunicipal em cerca de 91 linhas, gerando empregos diretos para cerca de 1.250 pessoas.
A criação do novo sistema, que já começa a operar a partir desta quarta-feira, foi iniciada a partir de uma pesquisa de satisfação por parte dos usuários, além de fóruns regionais nos municípios polos, reuniões no Detran e audiências públicas que aprovaram o modelo de edital por unanimidade . “A partir disso e por determinação do Governador, que queria permitir a população um sistema seguro, de qualidade e com tarifas justas, vimos a necessidade de mudanças no antigo sistema”, lembrou secretário-adjunto da Seinfra, Otacílio Borges.
Em seu discurso, o vice-presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Intermunicipal e Interestadual do Ceará (Sinterônibus), Carlos Magalhães, destacou a colaboração das empresas em atender os critérios do novo sistema. “Hoje começa uma nova era no transporte rodoviário do Ceará, entendemos que essas mudanças foram necessárias e as empresas estão dispostas a cooperar com o novo sistema de serviço que será prestado em benefício a população cearense”, disse.
As sete, das oito áreas de operação, com com linhas radiais e regionais, serão operadas pelas seguintes empresas: os municípios polos de Aracati, Russas, Morada Nova e Limoeiro do Norte, pela empresa São Benedito Autovia Ltda; os municípios pólos de Baturité e Quixadá, pela empresa Fretcar Transporte, Locação e Turismo Ltda; os municípios pólos de Canindé, Crateús e Tauá, pelo Consórcio Viação Princesa dos Inhamuns/Gontijo; o município pólo de Sobral, pela Expresso Guanabara S/A; o município pólo de Iguatu, pela Empresa Guanabara S/A; os municípios pólos de Crato e Juazeiro do Norte, pela Expresso Guanabara S/A e o aglomerado urbano do Crajubar (constituído pelos municípios de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha e Missão Velha), com linhas regionais operadas pela Auto Viação Metropolitana Ltda.
A área de operação que abrange municípios como Itapipoca, Paracuru, Paraipaba, Jijoca de Jericoacoara e Cruz, e outros localizados no Litoral Oeste do Estado, ainda não teve seu julgamento finalizado, em função de ações administrativas, “mas que deverá logo ser regularizada, assim como o novo sistema de transporte rodoviário intermunicipal complementar de passageiros”, finalizou o governador.
READ MORE - O Ceará é o primeiro estado do Brasil a implantar o novo sistema de transporte intermunicipal.

Natal: Passageiros consideram valor da tarifa injusto


Para a maioria dos passageiros, o valor das passagens não é proporcional à qualidade do serviço oferecido. “Esse valor de R$2,00 é um absurdo! A gente paga tão caro para ter um serviço tão ruim. Os ônibus são cheios, alguns deles caindo os pedaços, sem contar nos motoristas que não respeitam os passageiros”, reclamou a decoradora Lindalva Dantas.

A auxiliar de enfermagem, Severina de Lima, também reclamou do valor da passagem. Ela mora em Macaíba e além da passagem intermunicipal, precisa pagar a do transporte urbano.“Não estou satisfeita! O transporte é de péssima qualidade, os ônibus não são bons e o valor da passagem é muito alto. Por dia, eu gasto R$9,20 porque pago as passagens dos ônibus de Natal também”, disse Severina.Outra reclamação dos usuários do transporte coletivo diz respeito a falta de educação dos motoristas, principalmente, com os idosos e os portadores de limitações físicas. “Eu não posso sair sozinha pela cidade e não é por cauda da minha deficiência, mas pela falta de educação dos motoristas e de adaptação dos ônibus para transportar portadores de deficiência”, disse a dona de casa Maria José de Lima (51).

Empresários rebatem críticas
O diretor do Sindicato das Empresas de Transporte Urbanos de Passageiros de Natal (Seturn), Norberto Faria, rebateu as críticas da população sobre a qualidade do transporte coletivo de Natal. Segundo ele, a frota de ônibus é suficiente para atender a população e está em processo de renovação.“De setembro de 2007 até hoje foram colocados mais de 200 novos ônibus. Até março de 2010 serão mais 100, o que deixará a frota com idade média de quatro anos, bem melhor do que muitas capitais brasileiras”, disse Norberto Faria.
Segundo ele, esses 100 novos ônibus são adaptados para transportar idosos, gestantes e pessoas com limitações físicas. Até março de 2010 Natal terá 188 ônibus adaptados representando mais de 25% da frota totalmente adaptada.Atualmente, a frota de ônibus – segundo o Seturn - tem idade de 5,2 anos e é composta por 720 veículos, mas nem todos eles circulam. Em circulação são 650 ônibus para atender uma população de cerca de 800 mil habitantes.“João Pessoa, por exemplo, possui uma frota de 500 ônibus para 700 mil habitantes. Nossa situação não é tão ruim como falam. Estamos dentro da média nacional”, disse Norberto.
Questionado sobre o tempo o passageiro espera pelo transporte coletivo – uma média de 30 minutos – Norberto Faria disse que esses atrasos são consequência do trânsito, mas que as empresas cumprem praticamente todas as viagens planejadas.
Fonte: TRIBUNA DO NORTE

READ MORE - Natal: Passageiros consideram valor da tarifa injusto

Rio: Fiscais da Secretaria Municipal de Transportes multam 12 ônibus na Pavuna


Em mais uma operação realizada em terminais de ônibus da cidade, fiscais da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) multaram nesta quarta-feira, 12 ônibus de quatro linhas com ponto final nas ruas Judite Guerra e Comendador Guerra, na Pavuna. Os veículos apresentavam várias irregularidades que contrariam o Código Disciplinar de Transportes do Município, tais como banco solto, falta de limpeza interna, extintor vencido e mau estado da carroceria.

Os fiscais aplicaram multas em três coletivos da linha 779 (Madureira-Pavuna), da empresa Pavunense; um da 793 (Magalhães Bastos - Pavuna), também da Pavunense; quatro da linha 945 (Pavuna- Cidade Universitária) e mais quatro da 945B (Pavuna-Coelho - Neto), ambas da empresa Auto Diesel.

As fiscalizações nos terminais e pontos finais de ônibus da cidade são feitas a partir de reclamações enviadas à Ouvidoria da SMTR, através do Disque-Transportes ( 2286-8010) ou pelo site:
READ MORE - Rio: Fiscais da Secretaria Municipal de Transportes multam 12 ônibus na Pavuna

Em Taubaté, entra em operação primeiro ônibus adaptado aos portadores de necessidades especiais


O prefeito Roberto Peixoto anunciou, na manhã desta quarta-feira, a entrada em operação do primeiro ônibus adaptado aos portadores de necessidades especiais, num total de cinco veículos, cumprindo as primeiras etapas do contrato de concessão do sistema.
O prefeito Roberto Peixoto informou que a partir desse momento a população poderá observar os avanços no sistema de transporte público, tendo em vista que o novo contrato estabelece uma série de exigências que serão cumpridas pela concessionária em função de um plano de metas estabelecido pela administração municipal que prevê também a ampliação dos horários e itinerários, além da implantação de um sistema moderno de monitoramento através de G.P.S.
Segundo informou o prefeito Roberto Peixoto, “trata-se do primeiro passo para atingir as metas estabelecidas pelo governo no sentido de atender aos anseios da população que utiliza o sistema de transporte de Taubaté e já solicitei ao Departamento de Trânsito que o ônibus entre em circulação imediatamente”.
O Departamento de Trânsito informou que o ônibus deverá ser apresentado para a população nesta quinta-feira na Praça Dom Epaminondas, a partir das 9h30, e na sexta-feira entrará em operação na linha Gurilândia – Santa Tereza.
O Departamento de Trânsito informou também que a partir da pesquisa de origem-destino a ser efetuada com brevidade, a administração deverá apontar quais linhas serão operadas com os novos ônibus adaptados, tendo em vista a aquisição, por parte de concessionária, de mais quatro veículos.
READ MORE - Em Taubaté, entra em operação primeiro ônibus adaptado aos portadores de necessidades especiais

Ministério Público quer redução da tarifa do transporte público de Natal

Os promotores do Consumidor e da Pessoa Portadora de Deficiência entraram com uma ação na 1ª vara cível na manhã desta terça-feira (17) pedindo a redução da tarifa de ônibus do transporte público de Natal. A ação solicita que o preço da passagem caia de R$ 2 para R$ 1,85, valor cobrado antes do último reajuste.O aumento foi concedido mediante termo de ajustamento de conduta (TAC) assinado pelo Ministério Público e o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Natal (Seturn) e os concessionários do sistema de transporte coletivo, que foi descumprido.
A ação também responsabiliza o Secretário de Mobilidade Urbana, Kelps Lima, por improbidade administrativa e falsidade ideológica.Segundo os promotores, nos anos de 2007 e 2008, as empresas se comprometeram a instalar na capital 20 micro-ônibus adaptados ao sistema PRAE para fazer atendimento porta a porta dos usuários portadores de deficiência ou que fazem tratamentos médicos como hemodiálise. As empresas disponibilizaram 10 micro-ônibus no ano passado e não entregaram os outros 10 no prazo estabelecido, que venceu em 4 de setembro de 2009.Pelo TAC, se não cumprirem o prazo, as empresas terão que pagar multa de 1 milhão de reais, além de reduzir o valor da tarifa de R$ 2,00 para R$ 1,85, até que entreguem os micro-ônibus dentro das condições do acordo.
Os promotores de justiça José Augusto Peres (Consumidor) e Iádya Gama Maio (Pessoa Portadora de Deficiência) pedem que a justiça responsabilize o secretário de Mobilidade Urbana de Natal, Kelps Lima por improbidade administrativa e falsidade ideológica. “O secretário garantiu no Diário Oficial que as empresas já tinham cumprido o TAC, sem ser verdade. Aqui ele responde por falsidade ideológica. Além disso, ele apresentou uma proposta de mudança do TAC para substituir os 10 micro-ônibus do PRAE por 100 ônibus de linha adaptados, e já saiu agindo como isso estivesse valendo. Isso é improbidade administrativa”, explica a promotora Iádya Gama Maio.
De acordo com a promotora, as empresas de transporte público já são obrigadas por lei a trabalhar com 100 ônibus de linha adaptados, o que é uma das exigências para participar da licitação do ano que vem. “Exigir isso no TAC não traz ganho algum para o cidadão, porque ele já tem este direito garantido, que será cobrado a partir de 2010”.
READ MORE - Ministério Público quer redução da tarifa do transporte público de Natal

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960