Blitz verificar condições dos ônibus brasília

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

A blitz foi no trajeto de Águas Lindas para Brasília. Fiscais encontraram veículos com pneus carecas, direção com folga e, principalmente, com documentação irregular. Catorze ônibus foram apreendidos.

READ MORE - Blitz verificar condições dos ônibus brasília

Sem paralisação dos ônibus nos próximos dias na Grande Florianópolis


Quem teme perder os compromissos por causa de uma nova paralisação relâmpago dos funcionários de ônibus da Grande Florianópolis pode ficar tranquilo, pelo menos por enquanto.
O secretário de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo da Grande Florianópolis (Sintraturb), Antônio Carlos Martins, garantiu que não há nenhuma ação da categoria prevista para esta quinta-feira nem para os próximos dias.
Motoristas e cobradores ameaçaram, na última semana, que entrariam em greve até o fim de 2009. Também poderiam ser feitas paralisações sem aviso prévio à população nesse período.
A categoria briga por um acordo na Participação nos Lucros (PL) das empresas de transporte público e pela manutenção de cerca de 1,1 mil cobradores nos cargos. Os trabalhadores também reclamam da diminuição dos horários de ônibus na Capital.
No último dia 3, os funcionários paralisaram o serviço por cerca de duas horas. As pessoas que estavam no Terminal Integrado do Centro (Ticen) foram pegas de surpresa e responderam com indignação ao protesto dos trabalhadores.
READ MORE - Sem paralisação dos ônibus nos próximos dias na Grande Florianópolis

União põe VLT nos trilhos de Brasília


O Distrito Federal conseguiu, em 9 de novembro, a garantia de financiamento no valor de R$ 361 milhões para investimento em obras de melhoria do acesso do Aeroporto Juscelino Kubitschek ao centro de Brasília. Os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Copa do Mundo de 2014. O assunto foi tratado pelo governador em exercício Paulo Octávio com os ministros das Cidades, Márcio Fortes, dos Esportes, Orlando Silva, e do Planejamento, Paulo Bernardo. A equipe do presidente Lula tem se reunido com todos os governadores de Estados e prefeitos de capitais que sediarão os jogos da Copa.

O Governo Federal pretende distribuir R$ 5 bilhões entre as 12 cidades - Brasília, Belo Horizonte, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo - que receberão seleções em 2014. No caso do Distrito Federal, os ministros aprovaram a liberação de recursos para duas obras complementares: R$ 98 milhões serão destinados à ampliação do balão do aeroporto, para desafogar o trânsito, e o restante (R$ 263 milhões) será aplicado na construção do VLT (veículo leve sobre trilhos).

A expectativa do Governo do Distrito Federal (GDF) é aplicar o dinheiro na etapa que liga o aeroporto ao Terminal da Asa Sul, no Setor Policial Sul. O estudo de engenharia do balão do aeroporto deve ser concluído até março, para que as obras tenham início em maio. A previsão é que as construções fiquem prontas em 12 meses.

O ministro Márcio Fortes explicou que o financiamento, com recursos da Caixa Econômica Federal, poderá ser pago em 20 anos, com prazo de carência de até quatro anos. A equipe do Governo Federal responsável pelos projetos do PAC reuniu-se ontem também com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e com o prefeito de Recife, João da Costa. Para Recife, a proposta foi de financiamento de R$ 317 milhões, para a construção de corredores exclusivos para ônibus, e de liberação de R$ 300 milhões, do orçamento do Ministério das Cidades, para compra de 15 trens para o Metrô.

O VLT é o meio de transporte público urbano que o Governo do Distrito Federal quer instalar na capital para reduzir o número de ônibus nas ruas e também a poluição. A primeira etapa da obra irá ligar o fim da Asa Sul (516) até a 502 Norte. Serão 16 vagões que circularão a 70 km/h. Cada vagão comporta 500 pessoas.
READ MORE - União põe VLT nos trilhos de Brasília

Vila Velha apresenta soluções e metas para o trânsito para os próximos 4 anos

Até quando será possível circular em Vila Velha? É possível solucionar os problemas de engarrafamento? Foram essas as questões principais discutidas nesta terça-feira (10) na apresentação feita pelo secretário de Transporte e Trânsito, Osvaldo Maturano, durante o Seminário de Mobilidade Urbana. O evento, que termina nesta quarta-feira (11), acontece na Faculdade Novo Milênio, por meio de uma iniciativa Associação dos Empresários de Vila Velha (Asevila).
O secretário apresentou os principais desafios da mobilidade urbana de Vila Velha e as soluções que estão sendo pensadas e implantadas. Já em licitação, por exemplo, está a sinalização indicativa turística do município, com investimentos de mais de R$ 2 milhões para o desenvolvimento sustentável do Turismo. Em fase de pré-licitação, está a implantação de estacionamento rotativo na Glória, com aproximadamente 300 vagas. Também em está em fase de pré-licitação está o serviço de fiscalização eletrônica. O secretário falou ainda sobre o trabalho de padronização de toda a frota de táxi de Vila Velha, que está sendo feito para oferecer maior qualidade e organização ao cidadão-usuário.Entre as soluções para os gargalos do trânsito e solucionar os engarrafamentos existentes nas saídas e entradas da cidade, está a implantação dos projetos viários metropolitanos Bigossi, Leste-Oeste, Carlos Lindenberg, Alça da Terceira Ponte e o Viaduto Carlos Lindenberg x Darly Santos.
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) Vila Velha está em ritmo de 4,5% de crescimento de sua população, enquanto o crescimento da frota de veículos cresceu 37,3% nos últimos quatro anos, segundo do Denatran, atingindo a média de um veículo para cada três habitantes.Para atender essa demanda acelerada, a Secretaria de Transporte e Trânsito está agindo com fiscalização intensiva sobre o transporte público e sobre o transporte clandestino e a adequação de linhas e horários dos ônibus municipais. A meta proposta é criar novas alternativas viárias para os eixos estruturantes e para ligação entre os eixos estruturantes, como o Canal Bigossi, a avenida Ana Merotto Stefanon, em Cobilândia, ligação da Grande Cobilândia com a região 5, dentre outras.
READ MORE - Vila Velha apresenta soluções e metas para o trânsito para os próximos 4 anos

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960