Transporte coletivo em São Paulo está mais lento e lotado

domingo, 20 de setembro de 2009

Os usuários de transporte coletivo na cidade de São Paulo acham que os ônibus estão demorando mais para passar e estão mais lotados. Segundo dados preliminares de uma pesquisa do Ibope encomendada pelo Movimento Nossa São Paulo, 44% dos entrevistados afirmam que aumentou o tempo de espera no último ano, ante 42% que acham que está igual. Para apenas 11% diminuiu e outros 3% não souberam responder.
Situação parecida foi constatada em relação à lotação. Os dados mostram que 50% apontaram aumento na lotação, ante 43% que acham que não houve mudança. Somente 4% afirmaram que diminuiu e outros 2% não souberam responder. A pesquisa Ibope foi feita entre 28 de agosto e o dia 1º deste mês. Foram ouvidas 805 pessoas.
Os especialistas ressaltam que a pesquisa reflete a percepção do usuário e não exatamente a situação, já que não é baseada em estatísticas operacionais. "Mas é um importante termômetro da situação", diz o superintendente da Associação Nacional de Transporte Público, Marcos Pimentel Bicalho. "Um dos fatores que prejudicam os ônibus cada vez mais é o congestionamento. Os ônibus são os que mais sofrem, porque tem uma rota fixa e não podem fugir das filas. Mas também temos de analisar se a frota diminuiu."
Segundo dados do site da São Paulo Transportes (SPTrans), houve redução na frota cadastrada que serve o transporte público. Os números de agosto (os mais recentes) apontam que há 14.868 veículos. No mesmo mês do ano passado, eram 14.982. Por outro lado, a média mensal de passageiros transportados até agosto foi de 235,3 milhões ante 231,2 milhões do período anterior.
A SPTrans afirma que não registrou aumento no tempo de espera nos ônibus e as partidas continuam com o mesmo intervalo. "Além disso, o acompanhamento feito aponta aumento de 3,5% na velocidade nos corredores no pico da manhã." A empresa diz que os dados no site referem-se à frota cadastrada e não à frota circulante, sendo que a última não diminuiu porque "cada linha tem um número definido de veículos". A SPTrans diz que os novos ônibus têm capacidade maior de transporte e, por isso, aumentou a quantidade de passageiros transportados por veículos.
READ MORE - Transporte coletivo em São Paulo está mais lento e lotado

Novo ponto de ônibus na Barra promete facilitar acesso e reduzir acidentes no Rio


Os frequentadores do BarraShopping ganharam mais conforto e facilidade para ter acesso ao estabelecimento. Foi inaugurado esta semana o recuo dos pontos de ônibus que ficam localizados em frente ao shopping, na Avenida das Américas, na Barra. Segundo a administração do shopping, foram construídas oito novas baias específicas para as paradas, além de um canteiro central arborizado para a divisão do recuo. Os novos pontos de ônibus também ganharam um novo sistema de iluminação. Antes, não havia baias separadas por linhas, o que dificultava muito a vida dos usuários e deixava o trânsito mais confuso na região.
O secretário municipal de Obras, Luiz Antônio Guaraná, e a presidente da CET-Rio, Cláudia Cecin, participaram da inauguração, na última quarta-feira. Cláudia disse ao site de notícias G1 que no local circulam mais de dois mil ônibus por dia e, com o novo recuo, o fluxo de veículos já apresentou uma melhoria de 70%.
Segundo a superintendente do BarraShopping, Satomi Nanba, só uma parte do jardim foi usada na realização da obra, não comprometendo o número de vagas de estacionamento. Foram investidos R$ 4 milhões, numa parceria entre o BarraShopping e a Subprefeitura da Barra e de Jacarepaguá, com o apoio da CET-Rio.
READ MORE - Novo ponto de ônibus na Barra promete facilitar acesso e reduzir acidentes no Rio

Modelo de transporte de Uberlândia pode ser implantado em BH

Terminais e estações que se integram. Ônibus que circulam por faixas exclusivas. Um modelo de transporte público que pode ir para as ruas de Belo Horizonte.
Na manhã de hoje (17), em visita à Uberlândia, o subsecretário de transportes da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (SETOP), Fabrício Torres Sampaio, disse que a capital mineira pretende implantar algo semelhante ao modelo uberlandense. “Nós estamos aqui porque a boa fama do serviço de transporte coletivo de Uberlândia já ultrapassou as fronteiras do município e eu diria que Uberlândia está à nossa frente. Tivemos a oportunidade de acompanhar os testes e verificar que realmente é o que temos de mais moderno hoje no Brasil”, disse.
Acompanhado pelo secretário municipal de trânsito e transportes, Paulo Sérgio Ferreira e do proprietário da Turilessa, Rubens Lessa, o subsecretário percorreu o corredor estrutural de ônibus da av. João Naves de Ávila. “O que mais chama a atenção é a facilidade que o usuário tem para embarcar. Antes de chegar ao veículo, já efetuou o pagamento. É uma estrutura moderna, arejada, bem planejada”, afirma.
O secretário municipal declarou a satisfação em ter a cidade lembrada quanto ao modelo de transporte público. “Curitiba foi nossa referência no início da implantação e hoje Uberlândia é a segunda cidade brasileira referência em transporte público”, disse.
READ MORE - Modelo de transporte de Uberlândia pode ser implantado em BH

Rio: Bilhetagem eletrônica em Volta Redonda

Os ônibus que circulam no transporte coletivo municipal e intermunicipal de Volta Redonda já estão operando com o sistema de bilhetagem eletrônica. Dezenas de representantes das associações de moradores, membros do Detro (Departamento Estadual de Transporte Rodoviário) e do sindicato das empresas e empresários do transporte coletivo de passageiros participaram do lançamento do que promete modernizar o sistema de transporte da cidade na agilidade, segurança, eficiência e rapidez. Neste primeiro momento usuários do Vale-Transporte e Passe Escolar serão os primeiros a se beneficiar do novo sistema eletrônico.O presidente da Superintendência de Serviços Rodoviários de Volta Redonda, Paulo Barenco, destacou que os usuários do transporte coletivo serão beneficiados com a rapidez no embarque e segurança contra extravios, além de permitir a recuperação de créditos. “Teremos melhor fiscalização e controle de passageiros por viagem, podendo alterar horários que apresentam deficiências no atendimento à população”, ressaltou. Toda a frota já está com o novo equipamento instalado. Cerca de 17 mil cartões magnéticos já foram distribuídos e os estudantes já podem comprar créditos para os seus cartões a partir desta segunda-feira.

MODERNIDADE

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros, Paulo Afonso Arantes Paiva, disse que o investimento das empresas em treinamento de pessoal e equipamento nos ônibus para operar o novo sistema foi de R$ 6 milhões. Ele citou os vários benefícios que vão gerar o novo sistema de transporte com a bilhetagem eletrônica: “As empresas e o poder público terão melhor facilidade em cuidar da gestão do transporte. A bilhetagem é uma ferramenta importante para esta gestão porque vamos estudar melhor os horários, os itinerários, a demanda de linhas, maior agilidade e segurança”, frisou. O presidente informou que uma das melhorias que o novo sistema trará será a instalação de câmaras de segurança e do localizador GPS para acompanhar os itinerários dos veículos de transporte de passageiros em Volta Redonda.

READ MORE - Rio: Bilhetagem eletrônica em Volta Redonda

Prefeito inicia licitação do transporte em Aracaju

Em pouco mais de um ano, os cerca de 520 mil aracajuanos terão à disposição um transporte público melhor e uma frota de ônibus renovada. O prefeito Edvaldo Nogueira assinou na sexta-feira, 17, o decreto que cria a comissão para o estabelecimento das providências necessárias ao início do procedimento licitatório para a concessão do serviço de transporte público da região metropolitana de Aracaju.
Na ocasião, também foram entregues à sociedade 20 novos ônibus que começam a circular a partir deste domingo, 20, e as carteiras de habilitação para 15 flanelinhas concluintes do Centro de Formação de Condutores. Outro decreto assinado foi o de número 2.400, que cria uma comissão responsável pela avaliação das condições de segurança, conforto e conservação dos veículos que compõem a frota do sistema de transporte. A rigor, estão postos os mecanismos necessários para garantir a qualidade dos ônibus que circulam na capital. Segundo o prefeito Edvaldo Nogueira, foram dados passos decisivos para a melhoria do transporte coletivo da cidade. "Um dos compromissos assumidos na campanha eleitoral era de dar atenção especial à mobilidade urbana em Aracaju. Esse é um problema enfrentado pelo mundo inteiro, já que a matiz do desenvolvimento está baseada no carro individual, o que tem levado as cidades a um congestionamento e a dificuldade do trânsito insuportáveis", afirmou.
READ MORE - Prefeito inicia licitação do transporte em Aracaju

Fortaleza: Tumultos agravam riscos nos terminais

O atropelamento de uma idosa dentro do terminal da Lagoa, ocorrido na última quarta-feira, foi o primeiro acidente considerado grave em um dos sete terminais em 2009. Segundo a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), foram registrados outros quatro acidentes nesse período, todos no terminal do Papicu. As vítimas tiveram ferimentos leves. Em dois casos os usuários escorregaram ao descer do coletivo. O acidente de quarta-feira foi o primeiro caso de atropelamento. Filas desorganizadas, demora, superlotação e tumulto no embarque e desembarque trazem insegurança para a rotina de quem usa o transporte coletivo. A tensão é diária. Quem precisa passar pelos terminais nos horários de pico relata que as jornadas são motivo de estresse. O professor Januário Nascimento, 27, deixou de pegar ônibus no terminal de Parangaba e paga uma passagem a mais para evitar as confusões da fila. ``A minha noiva já machucou o pé por causa do empurra-empurra da subida``, relata. Mesmo nas filas preferenciais, idosos, gestantes e pessoas com crianças de colo não estão livres do aperreio. ``Às vezes o pessoal empurra pra tomar a frente. Até idosos fazem isso``, lamenta a aposentada Francisca Cruz, 79. Tudo pela disputa por um lugar para viajar sentado. O agricultor Antônio Pereira do Nascimento, 74, conforma-se. ``Pedir eu não peço. Muitas vezes tem um jovem (ocupando o assento preferencial), fazem cara feia``.
READ MORE - Fortaleza: Tumultos agravam riscos nos terminais

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960