São Paulo: Pessoas com deficiência terão acessibilidade garantida

domingo, 9 de agosto de 2009


A concessão das linhas intermunicipais em quatro áreas de operação propiciou a inclusão de mais de 1.000 ônibus adaptados para pessoas com deficiência na frota de ônibus da Região Metropolitana de São Paulo, o equivalente a 21% do total de veículos na área. Isso por conta da determinação da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU/SP de manter em cada uma das linhas de ônibus pelo menos um ônibus com equipamentos para atender os passageiros especiais. A EMTU/SP estuda agora a realocação dessa frota nas linhas que são utilizadas pelos usuários cadastrados no Centro de Inclusão Social do Passageiro Especial – CISPE que buscam obter o benefício da isenção do pagamento da tarifa nas linhas intermunicipais, de acordo com legislação em vigor. A intenção da empresa é otimizar o uso desses ônibus, enquanto toda a frota não for substituída por ônibus adaptados, como rege a Legislação Federal, cujo prazo limite para a conversão de todos os veículos é até 2014. Os trabalhos começaram neste mês de agosto e envolvem, além dos técnicos do CISPE, os engenheiros da Gerência de Projetos e Obras e as áreas ligadas ao planejamento e operação das linhas intermunicipais metropolitanas.
READ MORE - São Paulo: Pessoas com deficiência terão acessibilidade garantida

Curitiba: Blitz verifica condições de equipamentos para cadeirantes


Fiscais da Urbs, Urbanização de Curitiba S/A, fizeram nesta quinta-feira (6) uma blitz para verificação de equipamentos e itens de segurança para cadeirantes no sistema de transporte. A fiscalização foi feita no trecho entre a estação Eufrásio Correa, que fica na avenida Sete de Setembro, próximo à praça Eufrásio Correa, e o Terminal Capão da Imbuia, verificando alguns dos ônibus que circulam no eixo Campo Comprido-Centenário e Pinhais-Rui Barbosa.
Além das blizte os fiscais percorrem diariamente as garagens das empresas de ônibus fazendo a vistoria técnica dos veículos o que inclui a verificação da parte mecânica dos ônibus. Todos os ônibus da frota passam obrigatoriamente por duas vistorias completas por ano.A rede integrada de transporte tem uma frota operante de 1.906 ônibus, 564 deles da Região Metropolitana. Por dia, são quase 2,4 milhões de passageiros que se utilizam de uma rede que tem 351 estações tubo, 21 terminais urbanos e sete metropolitanos e 8.551 pontos de parada. Os ônibus percorrem por dia útil 480 mil quilômetros em 20.850 viagens.
Além dos espaços reservados aos cadeirantes e seus equipamentos de fixação, as inspeções incluem o estado das canaletas das janelas corrediças, vidros quebrados, estado dos balaústres, bem como a limpeza no interior do veículo, o sistema de som que anuncia as próximas paradas na estações e o sistema de iluminação interna.Quando constatada uma irregularidade, é expedida notificação, encaminhada à empresa em até 24 horas. Esta, dispõe de até sete dias úteis para tomar as devidas providências, submetendo o veículo a nova inspeção.
READ MORE - Curitiba: Blitz verifica condições de equipamentos para cadeirantes

Campo Grande: Novos ônibus não devem diminuir lotação

Apenas nove, dos 35 ônibus entregues nesta sexta-feira, 7, pelo prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, devem somar ao número da frota existente em circulação, para tentar diminuir a lotação nos transportes coletivos.
A maior parte dos ônibus novos que foram entregues hoje devem substituir os que já alcançam o tempo máximo de circulação. “Desses 35, 26 vão substituir os ônibus que estão há mais de oito anos nas ruas. Esse é o prazo que a gente considera para a troca na frota”, explica o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade.
De acordo com Rudel, os nove ônibus devem apoiar às linhas que estão sobrecarregadas, como a região das Moreninhas e do terminal Júlio de Castilho. “Eles vão para onde o fluxo está sendo maior, mas ainda vamos decidir ao certo a designação de todos”, afirma o diretor-presidente da Agetran.
Mais 20 ônibus ainda devem ser entregues até o final de setembro, segundo o presidente da Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano), João Rezende. Atualmente Campo Grande conta com uma frota de veículos no transporte público coletivo de 535 ônibus. Com os nove entregues hoje, a Capital passa a contar com 544.

Adaptados
Os 35 novos ônibus contam com o elevador para cadeirantes. Agora, Campo Grande passa a ter cerca de 60% de sua frota adaptada para portadores de necessidades especiais.
READ MORE - Campo Grande: Novos ônibus não devem diminuir lotação

Rio anuncia choque de ordem no sistema de transporte


Rio de Janeiro tem hoje 8,4 mil ônibus distribuídos em 900 linhas. O transporte alternativo é feito por quase 18 mil veículos. Destes, 5,8 mil são autorizados; os outros 12 mil circulam clandestinamente. Os dados são da prefeitura do Rio e do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Alternativo. Nenhuma linha de ônibus, kombis ou vans foi licitada pelo poder público, embora a Constituição determine que o serviço seja feito por empresas escolhidas em uma concorrência. A prefeitura alega que tentou cumprir a lei duas vezes, mas os dois processos ficaram barrados na justiça e não houve mudanças.
Na quarta (5), em uma cerimônia que reuniu empresários de ônibus, o prefeito prometera ser duro. “Nós vamos fazer nosso dever de casa. Vamos licitar, vamos fazer valer a regra. Eu acho que a gente já deixou bem claro que a bagunça, a palhaçada e a desordem acabou nessa cidade. Não tenho medo de impopularidade, de conflito”, disse o prefeito. Ainda segundo a prefeitura, após as licitações, a ideia é tornar o transporte “inteligente” na cidade, diminuindo engarrafamentos e distribuindo melhor as linhas pelos bairros da cidade. O plano municipal prevê reorganização do transporte público começando pela Zona Oeste. A intenção é acabar com as vans e kombis e substituí-las por micro-ônibus. As linhas farão a ligação de áreas carentes de transporte visando a integração total da rede da cidade.
READ MORE - Rio anuncia choque de ordem no sistema de transporte

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960