Recife: Já está em andamento o processo licitatório das linhas da região metropolitana.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

O objetivo do processo licitatório é regulamentar a prestação do serviço de transporte público por ônibus da RMR, por parte da iniciativa privada, dando condições e garantias na operação das linhas e dos coletivos que passarão a atuar no novo modelo em toda a RMR. Além de estabelecer regras de operação e fiscalização, a licitação também vai buscar melhorar o padrão tecnológico e os critérios de renovação da frota, garantindo a qualidade na oferta de serviço à população.
A licitação das 359 linhas de ônibus, responsáveis por transportar 1,8 milhão de pessoas diariamente na Região Metropolitana, é esperada há anos, além de ser obrigatória desde 1993, quando a lei 8.666 entrou em vigor. Hoje, as empresas de ônibus rodam em áreas e operam linhas escolhidas mediante um simples regulamento. Nenhuma foi legalmente designada. Há um controle do Estado, sem dúvida, mas nada comparado aos futuros contratos de concessão que serão firmados. Tecnicamente, a licitação deverá provocar disputa entre os operadores, forçando-os a oferecer um serviço cada vez melhor. Não é garantia de sucesso, mas com certeza, como defendem os técnicos do setor, acabará com vícios e, além do mais, é exigida por lei. Isso já é mais do que suficiente para ser realizada.

READ MORE - Recife: Já está em andamento o processo licitatório das linhas da região metropolitana.

Curitiba: Ampliação de estações-tubo agiliza operação do Inter 2

Até o fim deste ano, os usuários da Linha Direta Inter 2 serão beneficiados com um atendimento mais eficiente e rápido, graças à ampliação das estações-tubo no itinerário percorrido pelos ônibus articulados.Os trabalhos de ampliação estão sendo executados nas estações-padrão que ficam perto da Assembléia Legislativa, no Centro Cívico; na rua Teffé e também na Praça da Bandeira, ambas no bairro Pilarzinho. A capacidade de embarques e desembarques, nestas estações, aumentará em aproximadamente 30%.O benefício estende-se também às estações maiores do Xaxim, Salgado Filho, Colégio Militar, Praça das Nações e Agrárias. Nesse caso, a capacidade de embarque e desembarque será de 80% a 100% maior que atualmente. As estações-tubo serão também ampliadas nos terminais Capão da Imbuia, Cabral, Hauer, Campina do Siqueira, Capão Raso e Portão, todos servidos pela linha Inter 2."As obras, além da ampliação propriamente dita das estações-tubo, incluem ainda a reconstrução das calçadas dos entornos de cada unidade, a instalação de rampas de acesso e de elevadores para facilitar o deslocamento de pessoas deficientes, a substituição de catracas, de vidros, luminárias, comunicação visual e a completa recuperação das estruturas metálicas", explica a gestora da Área de Mobilidade da Urbanização de Curitiba S/A (URBS), arquiteta Olga Prestes.Olga disse ainda que os trabalhos nas estações e terminais são feitos de forma a não prejudicar a circulação de passageiros nesses locais.

Melhorias
A Linha Inter 2 tem 70 ônibus e até o fim deste ano, 40 deles serão articulados. Isso significará um aumento de 31% na oferta de lugares na linha. A reforma nas estações vai permitir que os articulados possam abrir as três portas o que representará além de mais lugares, maior rapidez no embarque e desembarque. O Ligeirinho Inter 2 tem um percurso circular cobrindo a cada viagem 38 quilômetros em 12 bairros da cidade, passando por Cabral, Jardim Social, Jardim das Américas, Capão da Imbuia, Hauer, Xaxim, Capão Raso, Portão, Santa Quitéria, Campina do Siqueira, Mercês e Centro Cívico.
READ MORE - Curitiba: Ampliação de estações-tubo agiliza operação do Inter 2

Aracaju: Promessa de nova Frota

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp) informou que as empresas estão investindo R$ 30 milhões na frota de 100 novos veículos que substituirão os obsoletos. O prazo para que os veículos sejam postos nas ruas, previsto para o mês de junho, foi transferido para agosto. A decisão foi resultante de audiência pública ocorrida no último dia 30 de junho, no Ministério Público do estado (MPE).
“Junho foi mês de referência, mas a compra dos ônibus envolve um processo longo: empréstimos junto ao BNDES, documentação, encomenda. Mas cumpriremos o prazo”, disse o superintendente do Setransp José Amâncio, em entrevista recente ao Portal Infonet. Segundo o sindicato, a última renovação ocorreu em 2001, quando 67 novos ônibus passaram a integrar o sistema. A divisão dos ônibus por linha ficará a cargo da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT). Os veículos novos estarão adaptados para idosos e deficientes. Atualmente trafegam em Aracaju cerca de 550 ônibus; destes, 163 veículos já têm entre 14 e 16 anos de funcionamento.

Fonte: Infonet
READ MORE - Aracaju: Promessa de nova Frota

Curitiba: Acordo garante uso de combustível de soja na Linha Verde

O presidente da Urbs, Urbanização de Curitiba S/A, Marcos Isfer, e o secretário municipal do Meio Ambiente, José Antonio Andreguetto, assinaram, na tarde desta quarta-feira (22), com empresas operadoras do transporte coletivo, fabricantes de motores e chassis e produtor e distribuidor de biocombustível, acordo que garante a operação de ônibus da Linha Verde integralmente com biocombustível, B-100, sem mistura de diesel convencional. A assinatura do acordo contou com a presença do prefeito em exercício, Luciano Ducci.Inédito no país e, até onde se tem notícia, também no mundo, o projeto será iniciado a partir de agosto com seis ônibus da Linha Verde.
A idéia é que, na sequência, todos os 18 ônibus da Linha Verde, que fazem a linha Pinheirinho-Carlos Gomes, passem a operar com o B 100."Com a preocupação ambiental em foco desde a década de 1970, Curitiba se antecipa outra vez, ao usar em caráter pioneiro um combustível 100% verde, não poluente, servindo outra vez como exemplo nacional. Combustíveis limpos poderão, no futuro, ser diretamente responsáveis pela redução de custos com despesas ligadas à Saúde Pública, garantindo a desejada qualidade e vida de todos", disse Ducci.O presidente da Urbs, Marcos Isfer, disse que a entrada em operação, de ônibus com 100% de biocombustível é mais uma prova de que quando uma cidade se preocupa de fato com o meio ambiente e com o transporte coletivo, consegue colocar em prática inovações como esta.
"Termos ônibus rodando só com biocombustível será mais um momento marcante na história da cidade que é referência mundial em transporte e meio ambiente. Isfer fez questão de parabenizar os técnicos da Urbs que se dedicaram ao projeto e conseguiram reunir, em torno de uma mesma idéia, todos os setores da área.O secretário municipal do Meio Ambiente, José Antonio Andreguetto, disse que a assinatura do acordo representou uma grande vitória. "É a vitória do que tínhamos em estudo, a de ter um eixo de transporte em que se pudesse utilizar integralmente o biocombustível, reduzindo a emissão de poluentes. Este eixo é a Linha Verde, onde também este projeto começa a se viabilizar", afirmou.
READ MORE - Curitiba: Acordo garante uso de combustível de soja na Linha Verde

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960