Grande Recife divulga entrega do VEM Estudante

quinta-feira, 30 de abril de 2009


Os cartões que não foram pegos estarão disponíveis no posto do Passe Fácil da rua do Hospício, no bairro da Boa Vista. O horário de funcionamento do posto é de 7h30 às 19h. Já o grupo de usuários que foi prejudicado em função dos erros do cadastro repassado pelo Setrans ao Grande Recife – e que em função disto não tiveram seus cartões confeccionados, apesar de terem feito o recadastramento do Passe Fácil – receberão o VEM em suas residências. Vale salientar que este atendimento é exclusivo para os usuários que cumpriram todas as exigências no recadastramento. AMPLIAÇÃO - A venda de créditos do Passe Fácil continuará sendo feita até o dia 30 de abril. A utilização dos créditos também foi ampliada, passado de 30 de abril para 30 de maio. Para receber o VEM Estudante, no posto do Passe Fácil da rua do Hospício, o usuário precisa apresentar, se for o titular do cartão, carteira de estudante e o Passe Fácil. Caso o estudante não possa comparecer, o cartão poderá ser entregue aos pais ou responsáveis desde que sejam apresentados identidade do responsável e certidão de nascimento do titular.

Para saber como estar o processo de seu cartão, acesse o link abaixo:


READ MORE - Grande Recife divulga entrega do VEM Estudante

Recife: Corredor Leste-Oeste já está deteriorado


Há pouco mais de um ano de inaugurado pela Prefeitura do Recife (PCR), parte do Corredor Leste-Oeste, que compreende a avenida Conde da Boa Vista, apresenta sinais evidentes de desgaste precoce. E não precisa ser um especialista para poder identificar os problemas. Na maioria das 20 paradas de ônibus existentes entre a via e a praça do Derby, é comum ver pichações, lixos espalhados, plataformas de embarque/desembarque e iluminação danificadas. Isso é só o começo. Parte do calçamento, que foi construído - seguindo normas de acessibilidade - apresentam desnivelamento e até buracos, trazendo riscos de acidentes para os pedestres que transitam pela área.
Quem passa de carro pela avenida ‘pratica’ exercícios de paciência. Só existe uma única faixa para veículos. O projeto custou R$ 14,7 milhões e foi realizado num prazo de 15 meses. A prefeitura informou que iniciou, na última semana, serviços de manutenção na estrutura do corredor de ônibus da avenida Conde da Boa Vista. Segundo nota enviada, estão sendo investidos R$ 17 mil nos primeiros meses deste ano, em reparos e reposição de material no corredor, a exemplo de gradil, aparelhos de iluminação pública, drenagem, lixeiras, entre outros.
Quanto ao conserto do piso da via, as ações estão acontecendo nas imediações das ruas da Aurora e Padre Inglês. Ainda de acordo com o documento, no ano passado foram gastos R$ 28 mil na manutenção do patrimônio.
A limpeza da avenida é feita seis vezes ao dia e a coleta de lixo é realizada diariamente, à noite, segundo nota enviada pelo órgão. Em relação ao largura das paradas de ônibus, a PCR informou “que foram construídas priorizando os critérios de conforto e acessibilidade, com 2,50 metros de largura e elevação de 30 centímetros para facilitar o embarque e desembarque dos passageiros”.
READ MORE - Recife: Corredor Leste-Oeste já está deteriorado

Usuários dão nota 7 para transporte público na Grande Florianópolis


Pesquisa do Instituto Ibope com 840 usuários do transporte coletivo da Grande Florianópolis resultou em uma nota média de 7 (entre 1 e 10) para o serviço na região. Do total de entrevistados, 77% deram nota acima da média (5) para as condições gerais do sistema. Os dados foram apresentados nesta terça-feira (28.04) no seminário “O Futuro do Transporte Coletivo”, promovido pelo Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros da Grande Florianópolis (Setuf), que encomendou a pesquisa. “A avaliação é positiva, pois avalia a maioria dos serviços como acima da média”, define Marcelo Castilho, gerente de atendimento e planejamento do Ibope.
Além desta avaliação geral, a pesquisa mostrou que 46% dos entrevistados consideram o transporte na Capital melhor do que em outras cidades, contra 36% que acham inferior a de outras regiões. Entre os principais pontos positivos do sistema, estão a avaliação da quantidade de ônibus, itinerários e distância entre as paradas. Os itens de pior avaliação entre os entrevistados foram a lotação e o preço da passagem.
Para o Setuf, o resultado da pesquisa demonstra um avanço da satisfação geral da população em relação ao uso do sistema. ”Essa pesquisa nos dará um norte. O que está bom poderá ser melhorado e o que não foi considerado bom nós vamos trabalhar para que mude”, define Waldir Gomes, presidente do Setuf.

Mudança de modelos

Fundador da Agência Nacional de Transportes Públicos (ANTP), o engenheiro Rogério Belda apresentou dados nacionais sobre mobilidade urbana e questionou o crescimento do uso de carros nas cidades. Para ele, que atualmente é assessor técnico da diretoria de Planejamento do Metrô de São Paulo, a gestão do transporte é melhor nos grandes centros, devido às maiores condições (e volume de passageiros) para testar modelos diferentes, como a integração e a gestão da demanda. De 1995 para 2008, o número de usuários do transporte coletivo no país caiu de 476 milhões para 311 milhões, um reflexo, lembra Belda, do crescimento recente do volume de automóveis em circulação.
O vice-prefeito e secretário de Transportes João Batista Nunes defendeu a criação dos corredores exclusivos para ônibus (como já ocorre na ponte Colombo Salles, na via Expressa Sul e na avenida Ivo Silveira) e a construção de mais ciclovias na cidade, como alternativas para desafogar o trânsito na cidade. O debate também contou com a presença do presidente da ViaCiclo, Milton Della Giustina.
READ MORE - Usuários dão nota 7 para transporte público na Grande Florianópolis

Paraná: Urbs faz audiência do transporte


A Urbs fez ontem uma audiência pública para discussão da licitação do sistema de transporte coletivo da cidade. A audiência foi convocada no início de abril pelo presidente da Urbs, Marcos Isfer, para demonstração e discussão das diretrizes para elaboração do edital de licitação do Sistema Urbano de Transporte Coletivo de Passageiros do Município de Curitiba.Esta será a primeira licitação do transporte de Curitiba, prevista na Lei Geral do Transporte Coletivo – lei nº 12.597 de janeiro de 2008 – que substitui a antiga lei 7.556, de 1990. A nova lei cria um novo regime jurídico para a concessão do serviço para a iniciativa privada, com exigência de licitação. O edital será lançado depois da discussão das diretrizes com a comunidade e atenderá a legislação nacional sobre concessões de serviços públicos. Os futuros contratos com as empresas vencedoras da licitação deverão descrever de forma completa e detalhada todos os direitos dos passageiros, especialmente em relação à segurança e a qualidade dos serviços. A prioridade do transporte coletivo sobre o individual é uma das diretrizes da nova lei do transporte, estabelecidas no artigo 4º. A transparência e a participação social no planejamento, controle e avaliação das ações de mobilidade urbana também são princípios básicos.
READ MORE - Paraná: Urbs faz audiência do transporte

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960