São Paulo: Porque não houve redução de IPI no transporte coletivo?

terça-feira, 30 de junho de 2009

A solução para a mobilidade na cidade de São Paulo está na redução do número de veículos em circulação e na melhoria do transporte público. A opinião é do prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, que enfatizou a necessidade de ampliação do metrô.
Mesmo assim, o prefeito recebeu bem a decisão do governo federal de prorrogar por mais três meses a alíquota menor do IPI incidente sobre automóveis. A redução do imposto, que será gradualmente retirada nos três últimos meses do ano, visa estimular a venda de carros.
"A medida é correta, até pela questão do emprego (no setor automobilístico)", comentou Kassab. "O transporte público não tira o direito do cidadão de ter um carro particular, mas ter não significa usar", afirmou hoje o prefeito.
Segundo ele, ao ter um transporte público como opção rápida e econômica, como o metrô, o paulistano deixaria o carro em casa para ir trabalhar e haveria mais qualidade ambiental.
READ MORE - São Paulo: Porque não houve redução de IPI no transporte coletivo?

Rio: Motoristas de vans serão recebidos por representantes do governo

Segundo a coordenação da Federação das Cooperativas do Transporte Alternativo, o objetivo da manifestação é conseguir que sejam licitadas as 1.805 linhas existentes de vans, e não apenas 641, como prevê a licitação do governo. Eles também querem que o processo de licitação seja discutido com todas as partes envolvidas. Mais cedo, o protesto provocou congestionamento em diversos pontos da cidade. Na Avenida Brasil, a lentidão era registrada na altura do Trevo das Margaridas até o Caju. A Rodovia Presidente Dutra tinha 6 km de engarrafamento. Grande parte do congestionamento era causado pela passagem de vans na rodovia.
No dia 23, os motoristas de vans se reuniram em frente ao Palácio Guanabara. Houve tumulto.

Nota do Detro
Em nota, o Detro Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) lamentou os transtornos causados pela manifestação e explicou que "para a elaboração do edital de licitação para o transporte complementar, representantes da categoria foram ouvidos e contemplados em muitas de suas solicitações".
O Detro informou, ainda, que "o processo licitatório para o transporte é previsto na Constituição e, no estado do Rio atende a uma exigência do Ministério Público. Até julho, o departamento espera concluir todos os lotes desta primeira etapa, incluindo a Região Metropolitana, lembrando que o decreto do governador Sérgio Cabral prevê a realização de novas concorrências em localidades e trajetos que apresentarem, na prática, demanda para tal".
READ MORE - Rio: Motoristas de vans serão recebidos por representantes do governo

Urbelândia - Transporte coletivo deve ser estimulado

William Rodrigues, doutor em planejamento urbano e de transportes, define a problemática do engarrafamento em Uberlândia como preocupante. “Os congestionamentos ocorrem em casos pontuais, em horários em que há muita entrada e saída de veículos”, disse. A alternativa mais viável para evitar que o problema se intensifique é, segundo ele, estimular o uso de transporte coletivo e bicicletas. Para isso, Willian Rodrigues explica que é necessário que haja investimentos no setor, a fim de tornar o serviço confortável, seguro, eficiente e com diferentes opções de integração.“São medidas sofisticadas adotadas por outras cidades e países para diminuir a quantidade de deslocamento com carros. Porém, é uma situação a média e longo prazo, porque, para a pessoa deixar de sair de carro, o uso do ônibus tem que ser muito atrativo. Não dá para simplesmente obrigar”, afirmou o especialista. Diminuir áreas de estacionamento, construir ciclovias e criar um planejamento que proporcione flexibilidade e liberdade que hoje só o uso do carro oferece. Um exemplo seria a criação de uma passagem que pudesse ser utilizada durante uma hora, para que o usuário tenha a possibilidade de realizar outras atividades usando o transporte coletivo.
READ MORE - Urbelândia - Transporte coletivo deve ser estimulado

Rio: Começam a circular as novas linhas de ônibus para Zona Oeste

Começou a funcionar na manhã desta segunda-feira as novas linhas de ônibus da Zona Oeste. De acordo com o Diário Oficial do Rio, os coletivos vão reforçar trechos dos itinerários de linhas principais que costumam trafegar com excesso de passageiros. Os ônibus começaram a circular na manhã desta segunda.
Segundo a Secretaria Municipal de Transportes, a linha 866 (Campo Grande - Cinco Marias) é um serviço de viagem parcial, com cinco microônibus, que saem de Campo Grande, seguem pela Estrada do Margarça e retornam pela Estrada da Pedra. O itinerário atende as comunidades de Cinco Marias, Jardim Guaratiba e Pingo Dágua, na periferia da Pedra de Guaratiba. A linha principal (Pedra de Guaratiba - Campo Grande) quando passa nesses locais já está carregada e sem oferta de assentos vagos.
A linha 882 (Pingo da Água/ Barra da Tijuca, via Pedra), é também um serviço de viagem parcial que sai de Pingo D'Água, próximo ao cruzamento da Estrada da Pedra com a Avenida Dom João VI, seguindo pela Estrada da Matriz, em Pedra de Guartatiba e, em seguida, para a Barra da Tijuca. O serviço, operado por dez ônibus urbanos, vão reforçar o trajeto da linha principal (Santa Cruz - Barra da Tijuca via Pedra) que também circula com os veículos lotados.
READ MORE - Rio: Começam a circular as novas linhas de ônibus para Zona Oeste

Cubatão-SP: Novo sistema de ônibus é criticado no Município

Reclamações e dúvidas. Assim foi marcado o primeiro dia do novo sistema de ônibus urbano de Cubatão.
Uma das dúvidas era referente aos créditos no cartão de transporte da Piracicabana, a antiga operadora. Existiam usuários com e o mesmo não foi aceito no ônibus municipal.
Outra reclamação foi referente à identificação da linha, que é feita com visor digital. Enquanto na parte da frente do veículo aparece intercaladamente o nome da linha, na de trás vai o número.
Agentes de trânsito da CMT explicaram que, quanto aos créditos da Viação Piracicabana, os usuários tiveram até sexta-feira para trocar o cartão. Agora o mesmo só poderá ser usado nos ônibus intermunicipais.
READ MORE - Cubatão-SP: Novo sistema de ônibus é criticado no Município

Recife: Encerra amanhã(30), o prazo para a compra de créditos do Vale Transporte Eletrônico

segunda-feira, 29 de junho de 2009


Dando continuidade ao processo de implantação do novo sistema de bilhetagem eletrônica, o Grande Recife Consórcio de Transporte informa que amanhã (30/06) será o último dia para a compra de créditos para o Vale Transporte Eletrônico, para as mais de 18 mil empresas (públicas e privadas) cadastradas no órgão. Os créditos adquiridos até a data final da comercialização terão validade até o dia 31 de julho, já que o início do mês de agosto marcará o fim da antiga tecnologia e o início a operação plena do novo Vale Eletrônico Metropolitano – VEM. Para as empresas e pessoas físicas que compram Vale de Papel, o consórcio vai disponibilizar a venda até o dia 31 de julho, lembrando que a utilização dos mesmos segue a mesma data (31 de julho), pois os vales possuem validade até o final do mês em vigência. Desde o início do ano, o Grande Recife vem trabalhando na transição de procedimentos e serviços da antiga tecnologia (que utiliza o Vale Transporte Eletrônico e o Vale Transporte de Papel), para o novo Vale Eletrônico Metropolitano – VEM. Os novos equipamentos – para a leitura, carregamento e gerenciamento – da nova tecnologia já estão 100% instalados e em funcionamento pleno. Desta forma, no dia 31 de julho o sistema que utiliza o Vale Transporte Eletrônico e o Vale Transporte de Papel SERÁ DESATIVADO. A partir de 01 de agosto apenas a nova tecnologia, que utiliza o cartão VEM, poderá ser usada dentro do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife.
READ MORE - Recife: Encerra amanhã(30), o prazo para a compra de créditos do Vale Transporte Eletrônico

Resultado de enquete


Nós perguntamos no começo do ano aos nossos visitantes se eles achavam justo o aumento das passagens no começo do ano:

Das 122 pessoas que responderam a nossa enquete no que diz respeito ao aumento das passagens neste ano, 77% das pessoas disseram que não acharam justo o aumento de passagens devido à falta de qualidade dos serviços prestados, já 10% não tiveram nada contra o aumento e 13% não tinham opinião sobre o assunto, isso mostra que muito ainda tem que ser feito para uma melhor prestação de serviços, pois muitas das insatisfações são porque os serviços prestados são abaixo da expectativa não justificando em muitas cidades o preço cobrado.
OBS: Na Foto acima, é notório a falta de respeito junto aos usuários que tem que esperar no sol quente o seu ônibus.
READ MORE - Resultado de enquete

Ribeirão Preto - SP: Ônibus adaptados


Integração entre setores diminui espera de cadeirantes por transporte público; déficit deve ser zerado até fim do ano

A partir da otimização de um banco de dados, a Transerp (empresa que gerencia o trânsito em Ribeirão Preto), Prefeitura, Ministério Público (MP) e a Justiça conseguiram reduzir em 55,5% a fila de espera de cadeirantes por transporte coletivo. Há três meses, as empresas estimavam que 180 deficientes físicos estavam sem transporte. Com o cruzamento de informações, melhoria no trabalho de logística e aumento da frota adaptada, o número caiu para 80 cadeirantes e deve ser zerado até o fim deste ano.De acordo com o juiz da 2ª Vara da Fazenda, João Donizeti Gandini, as informações sobre os cadeirantes do município estavam dispersas em diversas entidades, como a Transerp e outras secretarias, e a união d as partes promoveu o cruzamento dos dados para melhorar a logística do trabalho. “Não havia nenhuma deficiência na estrutura, mas sim uma gestão deficiente. Faltava coordenação para esse trabalho”, disse o juiz. A maior parte do transporte de cadeirantes em Ribeirão é feito pelo serviço Leva e Traz. As vans fazerm cerca de 4,8 mil viagens por mês com os cadeirantes cadastrados no serviço, porta-a-porta.Há dois meses, as empresas que exploram o transporte coletivo na cidade entregaram dez novos ônibus adaptados para cadeirantes e a frota para os deficientes físicos subiu para 17 carros —de um total de 305.
READ MORE - Ribeirão Preto - SP: Ônibus adaptados

Vitória-ES: Semana começa com alteração em quatro linhas de ônibus na Reta da Penha

Com as obras da Nova Ponte da Passagem, o acesso à esquera para a rua Dona Maria Rosa pela Reta da Penha, sentido Vitória/Serra, foi fechado. Com isso houve a alteração no trajeto de quatro linhas de ônibus municipais e uma intermunicipal. A mudança, no entanto, não aumentará o tempo total do percurso.As linhas de ônibus que até então passavam pela Reta da Penha e retornavam pela Dona Maria Rosa - 074, 331 e 332 e a linha 531 (Transcol) - vão fazer um novo itinerário, seguindo o seguinte trajeto: Reta da Penha, José Farias, Arlindo Brás do Nascimento, João Carlos de Souza, Leitão da Silva, chegando à Dona Maria Rosa, que se liga à avenida Maruípe. Em relação às paradas de ônibus dessas linhas, a única alteração é com relação ao primeiro ponto da rua Dona Maria Rosa. Quem costumava embarcar neste local, por onde essas linhas não vão mais passar, deverá se dirigir ao ponto mais próximo, localizado na avenida Leitão da Silva. As demais paradas permanecem as mesmas.Simultaneamente às obras de acesso à ponte, a Prefeitura de Vitória iniciará a construção de uma grande baia de ônibus próximo ao cruzamento da Reta da Penha com a avenida Maruípe, no sentido Vitória/Serra. Esta baia vai ter uma extensão de 210 metros de comprimento.

As obras do retorno de veículos, previsto dentro das obras da nova Ponte da Passagem, no final da avenida Reta da Penha, serão licitadas no próximo semestre. O retorno, que vai ser construído embaixo da descida da nova ponte, terá duas faixas que ligarão a Reta da Penha à rua Deputado Clério Falcão.Para seguir para a rua Dona Maria Rosa, quando o retorno estiver pronto, os motoristas vão virar à esquerda na rua Argeu Pereira. O projeto inclui ciclovia e calçada cidadã.Após a inauguração do retorno, os motoristas que seguem no sentido Vitória/Serra, mas com o objetivo de pegar a avenida Maruípe, não vão mais precisar passar a nova ponte para voltar após manobra no viaduto próximo à Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).A Prefeitura de Vitória já investiu, até o momento, mais de R$ 90 milhões na ampliação da Fernando Ferrari, incluindo o valor das desapropriações de imóveis na região e a construção da nova Ponte da Passagem.
READ MORE - Vitória-ES: Semana começa com alteração em quatro linhas de ônibus na Reta da Penha

Cuiabá: Prefeitura vai licitar linhas de ônibus


Melhorar a qualidade dos serviços prestados e garantir mais comodidade e conforto aos usuários do transporte coletivo. Essa é a meta da Prefeitura Municipal de Cuiabá que já prepara novo edital de licitação para renovar a concessão das linhas que atuam na Capital. O edital para a nova licitação da exploração do serviço do transporte coletivo estipulará mudanças no sistema em Cuiabá e deve ser concluído até o final do ano e posto em prática a partir de 2010.
Segundo o secretário municipal de Transporte e Trânsito Urbano (SMTU), Edivá Alves, a nova licitação será feita dentro do sistema de planilha de itinerários dos ônibus e do projeto executivo. “Com o projeto tronco-alimentador, os ônibus não sairiam mais dos bairros, em direção ao centro da cidade, eles deixarão os bairros para um sistema troncal. E a partir de uma estação de transbordo, esses troncos se interligariam com o centro da Capital e demais estações”, explica.
No projeto está previsto a construção de oito terminais de integração e vias exclusivas para os coletivos. O objetivo é reduzir o tempo das viagens e desafogar o trânsito de Cuiabá já de olho na Copa do Mundo de 2014.
“Os terminais serão implantados nas principais avenidas e estão em fase de estudos. As obras vão incluir o recapeamento e pavimentação de trechos das linhas de ônibus”, adianta Edivá. O terminal do CPA I será deslocado para as proximidades do Ginásio Verdinho. O do CPA III será desativado e implantado um novo na região do trevo da Avenida dos Trabalhadores. Na Avenida das Torres, está previsto a criação de um outro, próximo à avenida Doutor Meirelles, no Tijucal, junto ao Atacadão e outro na Cohab São Gonçalo. O planejamento incluí ainda o Verdão, na avenida Miguel Sutil, na altura da Vila Militar, o Trevo da Guia e a região do Porto.
Os corredores exclusivos serão implantados na área central da cidade. Os coletivos serão biarticulados(sanfonas) e são eles que farão a leva de pessoas dos terminais ao centro, integrado com os demais terminais.
“Os corredores exclusivos devem ser implantados na Fernando Correa, avenida do CPA, na Getúlio Vargas, Isaac Povoas e Coronel Escolástico”, salienta Alves.
No trecho da Prainha, entre a Getúlio Vargas e Generoso Ponce, a pista deixará de ter três faixas para ter duas devido à abertura de locais para estacionamento.
READ MORE - Cuiabá: Prefeitura vai licitar linhas de ônibus

Recife: Greve dos motoristas de ônibus chega ao fim

domingo, 28 de junho de 2009


Greve dos motoristas e cobradores de ônibus, deflagrada desde as oh e foi encerrada no final da tarde. A partir da meia noite, a operação foi normalizada em toda a Região Metropolitana do Recife. O reajuste salarial concedido à categoria foi de 5,7%. Assim como afirmou o presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte, Dílson Peixoto, o percentual concedido não provocará nenhum novo reajuste tarifário. Durante todo o dia, em função da greve dos operadores do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife, o Grande Recife Consórcio de Transporte realizou uma série de ações emergenciais para garantir o funcionamento da operação das 359 linhas que circulam da RMR. Policiais de todos os batalhões e unidades especiais da Polícia Militar participaram da operação, garantindo a segurança de trabalhadores não grevistas e usuários tanto nos Terminais de Integração, quanto nos principais corredores de transporte, além de dezenas de outros pontos da RMR. Nas primeiras horas do dia a operação foi iniciada com 66% da frota (que é de 2.347 mil ônibus) nas ruas. Ao longo do dia, este quantitativo subiu gradativamente, passando para 70% no horário de pico da manhã, chegando a 84% no início da noite. O esquema especial montado pelo Grande Recife envolveu o remanejamento de coletivos de empresas menos deficitárias para outras que tiveram uma adesão maior à paralisação. Um dos casos foi à transferência de várias linhas operadas rotineiramente pela empresa Borborema para as empresas Vera Cruz, Cidade Alta e Itamaracá. Durante a madrugada, logo após o início da greve, que foi decretada desde as oh, o consórcio conseguiu manter a operação de 96% das 40 linhas bacurau que atuam na Região Metropolitana do Recife.
READ MORE - Recife: Greve dos motoristas de ônibus chega ao fim

Motoristas e cobradores do transporte urbano da Grande Florianópolis marcam greve para terça


Depois de três assembleias realizadas nesta quinta-feira, os motoristas e cobradores do transporte urbano da Grande Florianópolis decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir das 7h da próxima terça-feira, dia 30. O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Florianópolis (Setuf) e o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo (Sintraturb) estão em negociação desde abril. Além da manutenção dos cobradores, os trabalhadores querem o pagamento da participação nos lucros e o reajuste salarial. No último mês, os motoristas e cobradores fizeram uma greve nos dias 19 e 20 de maio e uma paralisação-relâmpago de duas horas nos dias 5 e 17 de junho. Trabalhadores rodoviários apresentam contraproposta Os trabalhadores do transporte rodoviário intermunicipal e interestadual apresentarão uma contraproposta ao sindicato patronal. Nas assembleias de quarta-feira a categoria não aceitou a proposta de reajuste apresentada pelas empresas do setor. Os patrões acenaram com o reajuste de 7% no salário e o mesmo percentual no vale-alimentação. Os motoristas querem o pagamento das horas em que ficam à disposição da empresa (e não apenas as horas "ao volante") e a equiparação do valor do vale-refeição nas oito empresas da região.
READ MORE - Motoristas e cobradores do transporte urbano da Grande Florianópolis marcam greve para terça

Distrito Federal: veículo leve sobre trilhos (VLT)


A Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) vai negociar com o Governo do Distrito Federal (GDF) um empréstimo para estender o veículo leve sobre trilhos (VLT) até a Esplanada dos Ministérios. A proposta foi feita na sexta-feira (26) pelo governador José Roberto Arruda ao presidente da AFD, Jean Michel Severino, em uma reunião na sede da empresa, em Paris.
Jean-Michel Severino confirmou o empréstimo de 140 milhões de euros para a primeira fase do VLT - do terminal da Asa Sul até o PátioBrasil - e disse que a AFD tem todo o interesse em terminar o trabalho de construção das outras linhas. “O Governo do Distrito Federal tem sido muito profissional e eficiente e, por isso, não sera difícil aprovarmos um novo empréstimo”, disse Severino. As condições de pagamento estão estabelecidas: o DF terá 15 anos para pagar o empréstimo com juros de 3%. A carência é de cinco anos.
Depois de conhecer o sistema de Montpellier, Arruda orientou os técnicos do Governo a acelerar o projeto do VLT na Esplanada e lembrou que essa é uma reivindicação dos servidores públicos e um desejo antigo de um dos criadores da cidade, Oscar Niemeyer. “Com a construção do VLT na W3, vamos transportar 110 mil passageiros por dia. Se estendermos para a Esplanada dos Ministérios, serão 220 mil passageiros por dia”, diz Arruda, que determinou ao secretário de Transportes, Alberto Fraga e ao presidente do metrô, José Gaspar de Souza, começarem a negociar o novo empréstimo imediatamente.
Na primeira fase, será construída a linha que começa no terminal da Asa Sul até o Brasília Shopping prevista para terminar em um ano. A segunda fase será a ligação do aeroporto até o final da Asa Sul com previsão de término em 2013.
READ MORE - Distrito Federal: veículo leve sobre trilhos (VLT)

Rio: Passageiros sofrem com falta de conservação em ônibus da Zona Oeste


Esta semana, quando voltava para casa, num ônibus da linha 790 da viação Oriental, que liga Campo Grande, Zona Oeste do Rio, a Cascadura, na Zona Norte, deparei-me com mais uma situação de descaso com a população.
O veículo estava em péssimo estado de conservação, com bancos soltos, vidros batendo e, o mais grave, a parte traseira estava pendendo para a esquerda, com a última janela do lado direito completamente solta, como podem ver na foto. Os vidros batiam ao ponto de quase quebrar e um senhor que estava sentado próximo à janela usou um pedaço de papel entre os vidros para minimizar o barulho, que estava insuportável.
Ao descer do ônibus, percebi que os pneus estavam completamente carecas. Temos que denunciar esta situação, pois estas empresas ganham dinheiro e colocam nossas vidas em risco utilizando veículos sucateados.
Por causa das más condições dos ônibus que prestam serviços na Zona Oeste, a prefeitura interditou duas empresas em maio e distribuiu as linhas de uma delas a outras companhias de transporte público .
READ MORE - Rio: Passageiros sofrem com falta de conservação em ônibus da Zona Oeste

Fortaleza: Validação das carteiras de estudantes da rede particular tem prazo até 10 de julho


Está prorrogada até o dia 10 de julho a validação das carteiras estudantis da rede particular de ensino emitidas em 2007 e 2008. Dessa forma, os estudantes que ainda não receberam o novo documento têm um prazo maior para adquiri-lo sem deixar de usufruir o direito à meia-passagem. Depois do prazo, os estudantes da rede particular só poderão utilizar as carteirinhas desbloqueadas e emitidas neste ano. Para desbloquear, os alunos devem ir, até o próximo dia 10, à Etufor apresentando a nova identidade estudantil. Os estudantes de cursos pré-vestibulares, idiomas, informática e supletivos precisam levar, além da carteirinha, uma declaração atualizada da instituição de ensino onde estuda. Os universitários que estiverem dentro do semestre vigente não necessitam apresentar declaração.As escolas e universidades particulares precisam confirmar os nomes de seus alunos regularmente matriculados no site da Etufor, pois o estudante poderá ter sua carteira bloqueada caso o nome não esteja no banco de dados.
READ MORE - Fortaleza: Validação das carteiras de estudantes da rede particular tem prazo até 10 de julho

Goiânia: Nem com valor menor, citybus atrai usuários

sábado, 27 de junho de 2009

Mesmo com a oferta da passagem abaixo do valor real, o usuário do transporte coletivo de Goiânia não adere ao citybus. A viagem desse tipo de transporte custa R$ 4,50, mas pode ser encontrado até a R$ 1,50 nas mãos de vendedores ambulantes. Esses vendedores têm comprado o bilhete de pessoas que ganham a passagem em promoções realizadas pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Goiânia (Setransp) para atrair os passageiros. O vendedor de vale-transporte Pedro Janaílson Ferreira de Lima, 38, explica que compra a passagem do citybus por R$ 2 ou menos e, como o bilhete dado durante as promoções tem validade, ele chega a oferecer ao usuário até dois por R$ 1,5. “Já perdi bilhetes devido ao prazo de validade. Ofereço até duas viagens por R$ 3, mas os usuários preferem o ônibus convencional”, diz.Para Pedro, que vende vale-transporte na Rua 90, no Setor Sul, os citybus não atraem os usuários por falta de divulgação dos itinerários. Ontem, ele estava com 46 bilhetes com validade até o dia 10 do próximo mês e com seis viagens que expiram no próximo dia 30. Enquanto a reportagem conversava com o vendedor, que atua no ramo há quatro anos, ele tentou vender a passagem do citybus a pelo menos três pessoas, mas todos recusaram, mesmo com a oferta a R$ 1.Em outro ponto da cidade, nas proximidades do Shopping Flamboyant, a opinião dos vendedores de vale-transporte é a mesma. Sebastião Silva, 51, que atua como vendedor há nove anos, diz que todos os dias aparecem, pelo menos, 20 pessoas tentando vender passagens do citybus que conseguiram em promoções. Apesar de estar com mais de 20 bilhetes no colete, ele observa que raramente compra as passagens, pois “é muito difícil vender”.
READ MORE - Goiânia: Nem com valor menor, citybus atrai usuários

São Paulo: EMTU aprova 80% dos ônibus de SP


Dos 1 900 veículos inspecionados pelo Programa Conscientizar, 1 050 passaram nos testes de redução da emissão de poluentes

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU/SP) aprovou 80% dos 1 900 veículos inspecionados pelo Programa Conscientizar desde sua criação, em agosto de 2008.
O programa tem como finalidade informar as operadoras sobre a necessidade de manter os motores dos ônibus regulados e, consequentemente, reduzir a emissão de poluentes dos veículos do sistema intermunicipal metropolitano (comum, especial fretamento e fretamento escolar). Nos seis primeiros meses de 2009 foram inspecionados 708 veículos na região metropolitana de São Paulo. Destes, 75% foram aprovados. Em caso de constatação de irregularidade, a empresa tem o prazo de sete dias a partir da data de inspeção para se adequar ao nível de emissão permitido e passar por nova vistoria. Se o problema persistir, a empresa é multada e os veículos são impedidos de circular até a regularização. Até maio de 2009 todos os ônibus e micro-ônibus reprovados foram regularizados.
READ MORE - São Paulo: EMTU aprova 80% dos ônibus de SP

Palmas: Tarifa de R$ 2,00 já está em vigor; redução foi de 5%


Depois de muita crítica por parte dos usuários de ônibus, manifestações pacíficas e tumultuadas por parte de alunos, que incluíram até acampamento diante do Paço Municipal, e muita especulação, a prefeitura de Palmas anunciou na última semana, uma redução de cerca de 5% no preço da tarifa do transporte coletivo urbano. Segundo a ATTM – Agência de Trânsito, Transporte e Mobilidade, a redução é resultado de uma revisão dos preços dos insumos praticados para o cálculo da tarifa, que foi elaborado pela Seturb.A nova tarifa entrou em vigor nesta quinta-feira, 25. Os ônibus já estão circulando com o anúncio do novo preço da passagem.

MPE

A intensa pressão exercida pela sociedade teve apoio do Ministério Público Estadual, que chegou a realizar uma audiência para ouvir explicações sobre as planilhas que definiram os novos valores. Mas, segundo a prefeitura, a redução ocorreu também por motivo técnicos. “A partir da redução no preço do combustível dos ônibus, e atendendo a solicitação em comum acordo entre Ministério Público Estadual (MPE) e Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Palmas (Seturb), o prefeito Raul Filho autorizou a redução”, afirmou a ATTM no anúncio da redução de preço.
READ MORE - Palmas: Tarifa de R$ 2,00 já está em vigor; redução foi de 5%

Coletivos devem ter vagas especiais


Até 2013, todos os veículos de transporte brasileiros, novos ou usados, deverão ter assentos preferenciais para portadores de deficiência física, idosos, obesos e pessoas de baixa estatura. Além disso, deve haver rampas e elevadores para cadeirantes. Para os portadores de deficiência visual, os veículos precisarão ter espaços liberados ao lado dos assentos para os cães-guia. Os ônibus urbanos fabricados a partir de 1996 devem estar adaptados até julho. Para os ônibus interestaduais. O prazo vai até junho do próximo ano. As embarcações podem ser adaptadas até janeiro de 2013. Para os meios de transportes novos, o tempo limite de adaptação é até 2011.

A nova regulamentação atende às medidas propostas no decreto de 2004 que estabeleceu normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida – 24,5 milhões, segundo o Censo 2000 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).As regras foram propostas após quatro anos de estudo, por um grupo especial que reuniiu especialistas em transportes, além de integrantes da Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência (CORDE), dos Ministérios das Cidades e dos Transportes, da ABNT, do Inmetro, da Marinha e das Agências Nacionais de Transportes Terrestres (ANTT) e de Transportes Aquaviários (Antaq).
READ MORE - Coletivos devem ter vagas especiais

Fortaleza: Linhas de ônibus alteram itinerário durante obras do Metrofor no Centro


De sábado (20 de junho) em diante, as linhas abaixo estarão com seus percursos temporariamente alterados em virtude de obras do Metrofor no Centro da cidade.No interior dos veículos, há material informativo sobre as mudanças. Além disso, durante os quatro primeiros dias da nova operação, equipes da Etufor estarão nos locais para orientar a população.
Linhas que serão desviadas durante obras do Metrofor no Centro
307 – Itaoca/Jardim América
314 – Henrique Jorge
316 – Genibaú/Centro
320 – João XIII/Centro
401 – Montese/Parangaba
403 – Itaoca/Expedicionários
405 – Parque dois Irmãos/Expedicionários
406 – Planalto Ayrton Senna/Expedicionários
407 – Cj. José Walter/Expedicionários
411 – Montese/Lagoa
603 – Castelão/Visconde do Rio Branco
816 – Edson Queiroz/Centro
READ MORE - Fortaleza: Linhas de ônibus alteram itinerário durante obras do Metrofor no Centro

Recife: Ônibus da Região Metropolitana entram em Greve nesta sexta-feira

quinta-feira, 25 de junho de 2009


Os motoristas e cobradores de ônibus vão paralisar suas atividades a partir da meia-noite desta quinta-feira (25). A decisão foi tomada em assembleia do sindicato da categoria no começo da noite. A classe não aceitou a proposta de reajuste de 4,47%, oferecida pelo sindicato das empresas de ônibus, e de 6%, proposta pelo mediador Mário César, da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE). Cobradores e motoristas reivindicam reajuste de 13,5% nos salários. Um número mínimo de ônibus deve circular pela Região Metropolitana, apesar da greve, mas o Sindicato dos Rodoviários não soube informar a quantidade.

ESQUEMA ESPECIAL
O Grande Recife Consórcio de Transporte afirmou, em nota oficial, que preparou um esquema de reforço emergencial de ônibus para dar suporte aos usuários. Equipes de fiscalização e programação estarão nas ruas no início da madrugada e permanecerão durante toda a sexta-feira (26), para identificar as linhas com maior demanda. Essas linahs receberão ônibus que circulariam por linhas com menor quantidade de passageiros. O esquema será mantido até o final da greve.O Grande Recife informou, ainda, que contará com o apoio da Polícia Militar de Pernambuco para garantir a segurança dos operadores (motoristas, cobradores e fiscais) que optarem por não aderir à greve e se apresentarem para trabalhar, além dos usuários que irão utilizar o Sistema de Transporte Público de Passageiros.
READ MORE - Recife: Ônibus da Região Metropolitana entram em Greve nesta sexta-feira

Curitiba: Em cinco anos, frota da RIT recebe 1.120 novos ônibus

Desde 2005, a Rede Integrada de Transporte (RIT) recebeu 928 novos ônibus, para renovação ou ampliação da frota. Até o fim deste ano, mais 192 novos ônibus entrarão em circulação, num total de 1.120 novos ônibus em cinco anos. "Novos ônibus dão mais segurança e conforto aos passageiros", diz o prefeito Beto Richa. A frota da RIT tem 1.910 ônibus.
Os novos ônibus têm motores eletrônicos Euro 3, tecnologia que reduz em 60% a emissão de poluentes resultantes da queima de combustível em relação aos motores da versão Euro 1. Essa tecnologia impede a queima total do combustível; a tecnologia Euro 3 faz a queima quase completa do diesel e reduz à metade a sobra do material tóxico eliminado na forma de fumaça e fuligem.
Com os 1.120 novos ônibus, de 2005 ao fim de 2009 a RIT deixa de emitir para a atmosfera 2.787 toneladas de gases tóxicos. "Modernizando a nossa frota, também investimos na sustentabilidade do meio ambiente e na qualidade de vida para os curitibanos", diz Richa. "Menos poluição representa melhor qualidade do ar para os curitibanos e preservação do meio ambiente."
A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a concentração de material particulado na atmosfera não ultrapasse os 50 microgramas por metro cúbico. Os órgãos ambientais brasileiros têm como parâmetro 150 microgramas por metro cúbico, com base em uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Mesmo em exposições de curta duração, há pessoas que podem sentir cansaço, tosse seca, irritação nos olhos, no nariz e na garganta como efeitos da alta concentração da poluição.
De acordo com o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que realiza o monitoramento diário da qualidade do ar da cidade, os índices de Curitiba estão dentro dos padrões determinados pela legislação brasileira. Ou seja, a qualidade do ar é boa ou regular.

READ MORE - Curitiba: Em cinco anos, frota da RIT recebe 1.120 novos ônibus

Novos ônibus do transporte coletivo de Cubatão


Apresentada nesta quinta-feira na capital paulista, a nova frota de transporte público de Cubatão é composta inicialmente por 40 ônibus convencionais e três microônibus, sendo nove veículos com adaptação (elevador) para cadeirantes (outros três veículos adaptados devem chegar em breve, em meio à ampliação dessa frota, que já está prevista pela empresa Bom Jesus).
Os veículos são todos zero quilômetro, com todos os bancos estofados, câmera de segurança, usando motor eletrônico dianteiro movido a diesel, chassis Volkswagen 17230 e carroceria Comil Svelto, que se destaca pelas características de ergonomia aperfeiçoada, facilitando também a manutenção (detalhes em http://www.comilonibus.com.br/). Além de serem adequados ao trânsito urbano, mesmo em condições severas, os veículos apresentam baixo consumo de combustível, segundo os fabricantes.
Por serem mais compridos que os veículos até então em circulação no município, os novos ônibus oferecem mais conforto, pelo maior espaço entre os assentos, mesmo mantendo o número de passageiros sentados.
Em Cubatão - Para que o público tenha um primeiro contato com os novos ônibus que começam a circular em Cubatão no próximo domingo (28/6), ocorre nesta sexta-feira uma apresentação da frota na esplanada do Paço Municipal: às 9 horas, todos os 43 ônibus da empresa Bom Jesus passarão pela Praça dos Emancipadores e imediações, e cerca de dez deles permanecerão no local até as 10 horas, quando haverá a apresentação oficial. Em seguida, um dos veículos deverá ficar em exposição na praça e os demais percorrerão vias da cidade, compreendendo a Avenida Nove de Abril, Jardim Casqueiro, Ilha Caraguatá, Vila Esperança e Vila Natal, para que autoridades e convidados conheçam os novos equipamentos, bem como os motoristas e cobradores.
READ MORE - Novos ônibus do transporte coletivo de Cubatão

Campo Grande: Nelsinho não admite nem discutir a redução do passe estudantil


O prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) disse que enquanto estiver administrando Campo Grande não aceita discutir mudanças na lei do Passe do Estudante para reduzir número de beneficiados que utilizam diariamente o transporte coletivo para deslocamentos até a instituição de ensino. “Trata-se de uma conquista dos nossos jovens e que precisa ser mantida a qualquer custo".
O prefeito não disse nada sobre o município subsidiar o benefício, sugestão feita pelos promotores Regina Dornte Broch e Luiz Eduardo Lemos de Almeida, em reunião na Câmara de Vereadores dia 22, para discutir o assunto. Os promotores deram prazo de 15 dias para se achar uma solução que resulte na redução do preço da tarifa de ônibus em Campo Grande, hoje fixada em R$ 2,50, a mais cara do País.
Ao fazer a defesa dos estudantes, Nelsinho disse que "é preciso, primeiro, observar as demais categorias que igualmente viajam de graça no transporte coletivo da Capital e que, na prática, reúnem todas as condições para pagar a tarifa, como fazem milhares de trabalhadores diariamente". O prefeito não nominou, mas além dos estudantes, podem circular de graça nos ônibus os idosos, deficientes, carteiros, militares, oficiais de justiça e presidentes de associação de moradores.
Porém, Nelsinho deixa claro que esta discussão deve passar pela Câmara Municipal, que aprovou as leis de gratuidade. “Estamos abertos para o debate franco, transparente e objetivo e somos favoráveis à redução de algumas gratuidades, menos a dos estudantes”, sintetiza.
READ MORE - Campo Grande: Nelsinho não admite nem discutir a redução do passe estudantil

Recife: Ônibus podem parar a partir da meia-noite


O primeiro dia útil após o feriado deve ser de expectativa para quem depende de transporte público na Região do Recife. Além da greve dos funcionários do metrô, motoristas e cobradores de ônibus decidem hoje se também vão cruzar os braços. Eles se reúnem às 15h na sede da Delegacia do Ministério do Trabalho. No encontro, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários vai apresentar o índice de reajuste de 13,5% para os empresários, que se negam a conceder qualquer aumento. Caso não haja acordo, a categoria começa uma paralisação a partir da meia-noite. O Metrorec opera em regime emergencial, apenas nos horários de pico, das 5h às 8h30 e das 16h30 às 20h, na linha Centro. As linhas Sul e Diesel ficarão fechadas. Cerca de 215 mil pessoas utilizam o metrô diariamente.

As negociações para o reajuste salarial dos 15 mil empregados de coletivos começaram no mês passado, mas só devem ser encerradas no próximo mês, quando ocorre o dissídio da categoria. Os profissionais rodoviários não abrem mão do percentual de inflação e explicam que o índice reivindicado este ano é 1,12% maior do que o valor pedido em 2008. Além do reajuste salarial, o Sindicato dos Rodoviários reivindica ainda o aumento do tíquete-refeição e do pagamento da hora extra de 50% para 100%. A categoria, que definiu as exigências numa reunião no dia 13 de maio, chegou a esse índice de reajuste levando em consideração o percentual de 8% do INPC, 3,5% de produtividade e 2% restantes em ganhos reais. Embora o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Setrans-PE) ainda não ter sido comunicado oficialmente a respeito das reivindicações, os donos de empresas afirmam que o índice de 13,5% é um cálculo equivocado e está acima da média do conquistado em todo o Brasil.

Preocupado com a possível paralisação dos ônibus, o presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte, Dilson Peixoto, espera que o bom senso prevaleça entre as empresas e os funcionários. "Estamos num momento já delicadopara o transporte público com a greve do metrô. Se os ônibus pararem de circular também teremos ainda mais dificuldade. Esperamos que haja um acordo", disse. Dilson Peixoto tentou ainda acalmar os usuários de transporte coletivo, dizendo que independentemente do movimento grevista, não haverá reajuste tarifário dos ônibus. "A decisão do governo do estado é de que as passagens só aumentam uma vez por ano, sempre em janeiro. Este ano já tivemos uma majoração de 6,14%. Os passageiros podem ficar tranquilos", garantiu.
READ MORE - Recife: Ônibus podem parar a partir da meia-noite

Natal: Usuários se apertam nos alternativos com a greve dos ônibus


As paradas de ônibus de Natal e Região Metropolitana já amanheceram lotadas hoje (23). Na avenida Maria Lacerda, em Nova Parnamirim, alguns passageiros chegaram aos pontos de ônibus antes das 6h e até as 7h nenhum ônibus havia passado. As 95 linhas que fazem o itinerário em Natal estão comprometidas por causa da greve dos rodoviários.

Os alternativos não dão conta de receber toda a demanda de passageiros. Os poucos que passam, já vêm totalmente cheios das paradas anteriores e alguns não chegam nem a parar por causa da lotação. A estudante Williane Silva chegou na parada da Passareda de Neópolis, em plena BR-101, às 05:40 da manhã para estar no Colégio das Neves antes de começar as aulas. Até este momento, entretanto, nenhum ônibus que faz a linha Alecrim passou pelo local e a estudante teme perder a prova.

Teve até um príncipio de protesto em Igapó. Revoltados a demora dos ônibus, a população queria fechar a pote, no trecho zona Norte-Centro. Uma pessoa chegou a ficar no meio da avenida, mas foi retirada para evitar acidente. "A gente tem que protestar, esse povo faz o que quer com a população porque ninguém faz nada", reclamou o ASG, Lenildo Alves Vieira. A tentativa de prostesto não atrapalhou o trânsito no local, que permaneceu lento, mas sem congestionamento.
READ MORE - Natal: Usuários se apertam nos alternativos com a greve dos ônibus

Urbelândia - MG: PMU define vencedoras de licitação do transporte


A novela de três anos e meio começa a ter o seu final.” Foi com esta frase, em meio a um clima de brincadeira e alívio, que o prefeito Odelmo Leão anunciou ontem as duas concessionárias que vão explorar os lotes 2 e 3 do transporte público de Uberlândia pelos próximos dez anos. A Viação Cidade Sorriso Ltda., cuja filial no Município é a Sorriso de Minas, alcançou a pontuação máxima prevista no edital, 360 pontos, e permanecerá à frente do lote 3. A Transporte Urbano São Miguel de Resende Ltda. somou a mesma pontuação e ficou com o lote 2, que hoje é operado pela Transcol.

Novidade
A frota das duas empresas vencedoras será toda equipada com elevadores para facilitar o embarque e desembarque de passageiros usuários de cadeiras de rodas. “Além disso, são carros que têm 13,20 m de comprimento, maior que os atuais que têm 11 m; isso vai aumentar a capacidade de 70 passageiros para 90 e com conforto”, disse o secretário de Trânsito e Transportes, Paulo Sérgio Ferreira. Outra novidade será o monitoramento da frota. “Hoje eu tenho um ônibus monitorado com uma câmera. Na semana que vem terei mais um com quatro câmeras e logo toda a frota será monitorada, um investimento de R$ 260 mil que faremos, mesmo não estando previsto no edital, para oferecemos um serviço também com segurança”, disse o gerente-geral da Sorriso de Minas, Leandro Gulin. “A nossa frota também será 100% monitorada”, afirmou o diretor da São Miguel, João Duarte Alvarenga.A Viação Cidade Sorriso Ltda., conforme Gulin, tem sede em Curitiba (PR) e está no mercado há 60 anos. Atua nas cidades paranaenses de Curitiba, Paranaguá, Cascavel e Santa Tereza do Oeste e ainda em Porto Seguro e Itabuna, na Bahia. Com sede em Belo Horizonte, a Transporte Urbano São Miguel de Resende Ltda., segundo Alvarenga, está no mercado há 59 anos e presta serviço em Resende, no Rio de Janeiro, Lafaiete, Juiz de Fora, ambas em Minas, Itabuna e Ilhéus, na Bahia, e São Luís do Maranhão.
READ MORE - Urbelândia - MG: PMU define vencedoras de licitação do transporte

Projeto proíbe ônibus com motor dianteiro em Cuiabá


A aquisição de ônibus com motor dianteiro deve ser proibida pelo Sistema de Transporte Coletivo de Cuiabá. Esse tipo de veículos já existentes na frota deverá ser substituído, gradativamente, por outros com motor traseiro ou central, observado o limite de uso da frota. A proposta é do vereador Ivan Evangelista (PPS) e está em apreciação na Câmara de Vereadores da Capital. Ao justificar sua iniciativa, o parlamentar socialista argumenta que a idéia é melhorar as condições de trabalho dos motoristas e cobradores. Segundo ele, a utilização de veículos de transporte coletivo com o motor dianteiro há muito é considerada inadequada, diante das condições insalubres de trabalho que produzem. Afinal, uma das principais causas de desconforto para motoristas, cobradores e passageiros é a posição do motor que, em número significativo de coletivos, ainda é à frente do veículo.“Devido à exposição a ruídos ensurdecedores, temperaturas elevadas e gases de combustão, grande parte dos trabalhadores tem sérios problemas de saúde, como deficiência auditiva, estresse e distúrbios circulatórios", ressalta Ivan. “Além dos trabalhadores, deve-se destacar que os passageiros também sofrem com o desconforto da poluição sonora provocada no interior do veículo por esse modelo de ônibus”. Outras capitais - A proibição da aquisição de veículos com motores dianteiros já ocorrem em outras capitais brasileiras. Ivan cita como exemplo a capital mineira, Belo Horizonte, que desde 2004 não se permite a renovação da frota com ônibus desse tipo.

Opinião do Blog: ''Os veículos novos de hoje são totalmente confortaveis também para os motoristas, visto que eles são silenciosos e com mais qualidades, sem falar que o motor traseiro faz com que o veículo perca força principalmente em ladeiras, acho uma proposta fraca que não trás nada de melhoria para os trabalhadores nem tão pouco para os Passageiros, achamos que os vereadores tem que se preocuparem é o preço das passagens e qualidade nos serviços prestados''.
READ MORE - Projeto proíbe ônibus com motor dianteiro em Cuiabá

Veículo coletivo deve ter vaga para obeso e pessoa baixa


Até 2013, todos os veículos de transporte brasileiros, novos ou usados, deverão ter assentos preferenciais para portadores de deficiência física, idosos, obesos e pessoas de baixa estatura. Além disso, deve haver rampas e elevadores para cadeirantes. Para os portadores de deficiência visual, os veículos precisarão ter espaços liberados ao lado dos assentos para os cães-guia. Criadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), em conjunto com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), as normas foram lançadas ontem em Brasília.A nova regulamentação atende às medidas propostas no decreto de 2004 que estabeleceu normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida - 24,5 milhões, segundo o Censo 2000 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pela norma, os ônibus urbanos fabricados a partir de 1996 devem estar adaptados até julho. Para os interestaduais, o prazo vai até junho do próximo ano. As embarcações podem ser adaptadas até janeiro de 2013. Para os meios de transportes novos, o tempo limite de adaptação é até 2011.
READ MORE - Veículo coletivo deve ter vaga para obeso e pessoa baixa

Campo Grande: MPT briga em Brasília pela volta dos cobradores

Após ser considerada improcedente em duas instâncias, uma ação movida pelo MPT (Ministério Público do Trabalho) tramita no TST (Tribunal Superior do Trabalho) para que as empresas de ônibus de Campo Grande mantenham os cobradores de ônibus. Em 2007, quando foi adotado o cartão eletrônico e os profissionais acabaram remanejados ou demitidos, o MPT ingressou com ação na Justiça do Trabalho.
Segundo o procurador do Trabalho, responsável pela ação, Odracir Juares Hecht, em Campo Grande já ficou comprovada que a atividade dos motoristas do transporte coletivo tem sido estressante e arriscada desde o momento que os cobradores começaram a ser retirados da função em algumas linhas.
“Ouvimos 75 usuários e 100% disseram que preferiam o serviço com o cobrador. A Prefeitura não devia aceitar isso”, diz Hecht.
Na Capital, a situação nos horários de pico exige o apoio do profissional para que haja segurança, diz. “O motorista já tem dificuldade para dirigir o veículo de grande porte, ainda cuidar do troco e da segurança dos passageiros? E ainda, se parar, atrasa é multado e ainda tem a multada repassada pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito)”.
A base de sustentação para o argumento do procurador é a Lei Municipal que regulamenta o transporte público. Conforme Hecht, o que tem que ser priorizada é uma situação que garanta maior conforto aos usuários.
O argumento das empresas de ônibus é de que o uso do cartão tem sido prática em várias cidades e países e que a modernidade exige a substituição do cobrador. Sobre isso, o procurador abre um parêntese: “na Europa, o passe é comprado e o passageiro sobe e desce do ônibus quantas vezes quiser. Se o fiscal passar e pedir o cartão e o passageiro não tiver, tem que pagar uma multa. Sem falar que lá os ônibus são bem mais vazios”.
READ MORE - Campo Grande: MPT briga em Brasília pela volta dos cobradores

Cuiába: SMTU altera linhas de ônibus


A partir desta quarta (24.06) algumas linhas do transporte coletivo de Cuiabá passarão por mudanças, de acordo com Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTU).
O objetivo da secretaria, com tais alterações, é promover a melhoria do transporte coletivo na capital mato-grossense. Com as mudanças a linha 400 Morada dos Nobres/Despraiado (Via Boa Vista) será extinta e em seu lugar será criada a linha 225 Altos da Boa Vista/Centro (Via Despraiado), para atender os moradores do bairro Altos da Boa Vista.
Outra linha a ser extinta é a 401 Santa Cruz/Despraiado. Já a linha 405 Santa Cruz/Centro permanecerá funcionando normalmente, inclusive aos finais de semana e feriados.
Os moradores do Residencial Costa Marques, a partir de amanhã, passarão a ser atendidos pela linha 501 Santa Laura/Centro.
READ MORE - Cuiába: SMTU altera linhas de ônibus

Santos: CET orienta motoristas no corredor de ônibus


O primeiro dia de implantação do corredor de ônibus na Avenida Ana Costa, no sentido Praia-Centro, transcorreu sem problemas em Santos. Não há uma estimativa oficial, mas, segundo os motoristas dos coletivos, o ganho de tempo na viagem foi de cerca de cinco minutos.
Por enquanto, a fiscalização tem caráter educativo e não há multa. De segunda a sexta-feira, entre 6 e 9 horas, nenhum outro veículo poderá trafegar ou estacionar dentro da faixa (entre Praça da Independência até a Rua Júlio de Mesquita), para permitir que os ônibus tenham um deslocamento rápido, e que o tempo das viagens dos passageiros seja menor.
Alguns veículos estavam estacionados irregularmente e foram orientados pelos agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) com um folheto de explicação. Durante as três horas de vigência, 100 ônibus passaram pelo corredor pela manhã.
Embarque e conversões
O presidente da CET, Rogério Crantschaninov, explica que é permitido o rápido embarque e desembarque de passageiros na faixa, e que os agentes já foram orientados, principalmente no caso dos cadeirantes ou em situações extremas.
Outra dúvida é em relação à conversão. Por exemplo, para entrar na Rua Carvalho de Mendonça, o motorista deve sinalizar com o pisca e esperar o trecho, de faixa não fracionada, para entrar.
Já as operações de carga e descarga na porta dos estabelecimentos bem como mudanças em imóveis situados na faixa exclusiva só poderão ser realizadas depois das 9 horas.
Após a fase de orientação, em vigor por tempo indeterminado, os motoristas que invadirem a faixa dos ônibus nos horários de funcionamento poderão ser autuados e terem seus veículos removidos do local. No caso de estacionamento irregular, a infração é de natureza média, com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na CNH. A infração será de natureza leve, com multa de R$ 53,21 e três pontos na CNH se o veículo for flagrado pela fiscalização trafegando pelo espaço destinado aos ônibus.
READ MORE - Santos: CET orienta motoristas no corredor de ônibus

Grande Recife anuncia fim da operação do atual modelo da bilhetagem eletrônica

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Dando continuidade ao processo de implantação do novo sistema de bilhetagem eletrônica, o Grande Recife Consórcio de Transporte está realizando, junto às mais de 18 mil empresas (públicas e privadas) cadastradas no órgão, a divulgação do calendário de transição, que marcará o fim da antiga tecnologia e o início a operação plena do novo modelo de bilhetagem. Para que todas as empresas e funcionários tenham acesso às informações, o consórcio montou um cronograma que prevê o prazo final das vendas de créditos, seja de Vale Eletrônico ou de Papel, e utilização dos mesmos. Atualmente, mais de 450 mil trabalhadores utilizam o vale transporte diariamente para seu deslocamento residência/trabalho/residência. A compra de créditos para o Vale Transporte Eletrônico poderá ser realizada, pelas empresas cadastradas, até o dia 30 de junho. Os créditos adquiridos até a data final da comercialização terão validade até o dia 31 de julho.
Os novos equipamentos – para a leitura, carregamento e gerenciamento – da nova tecnologia já estão 100% instalados e em funcionamento pleno. Desta forma, no dia 31 de julho o sistema que utiliza o Vale Transporte Eletrônico e o Vale Transporte de Papel SERÁ DESATIVADO.
A partir de 01 de agosto apenas a nova tecnologia, que utiliza o cartão VEM, poderá ser usada dentro do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife.
READ MORE - Grande Recife anuncia fim da operação do atual modelo da bilhetagem eletrônica

Natal: Motoristas do transporte público decidem entrar em greve

Depois de 48 dias de tentativas de negociação, os trabalhadores do transporte urbano e municipal do Rio Grande do Norte decidiram ontem entrar em greve. Eles reivindicam um aumento salarial de 17,5%, enquanto os empresários oferecem 6%. O Sindicato Patronal dos Transportes Urbanos (Seturn) informou que as empresas não têm condições de oferecer mais de 6% e que este valor corresponde à inflação. Já o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Estado (Sintro-RN), Nastagan Batista, diz que o aumento salarial baseado em inflação não é aumento salarial, mas apenas “uma reposição do que já foi perdido”. O Sintro-RN se reúne hoje às 11 horas com o Setrans. A não ser que às reivindicações do Sintro sejam atendidas até o final desta reunião, a greve deverá começar já na segunda-feira.
READ MORE - Natal: Motoristas do transporte público decidem entrar em greve

Detro faz operação em terminais do Rio


O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) realizou, na manhã desta sexta-feira, nova fiscalização nos terminais rodoviários intermunicipais do Rio, que resultou na retirada de circulação de dez ônibus da frota regular e de uma van do sistema do departamento, que fazia itinerário não autorizado.Falta de documentação, descumprimento do quadro de horários e má conservação dos veículos aparecem como as principais irregularidades.Pela primeira vez, os fiscais do Detro checaram também a pontuação da Carteira Naccional de Habilitação dos motoristas, mas nenhuma irregularidade foi encontrada.A fiscalização do Detro teve início às 7h e prosseguiu até as 10h, registrando três apreensões na Rodoviária Novo Rio, das empresas Macaense, Fácil e Normandy; três no Terminal Mariano Procópio (Praça Mauá), da Viação Jurema e Transmil, além de uma van regular; e cinco no Terminal Américo Fontenelle (Central do Brasil), da Trel e Tinguá.Os veículos apreendidos foram levados para as garagens, conforme determina Decreto que criou e norteia as ações do Detro. Um total de 28 autuações foram aplicadas.Esta foi a primeira fiscalização do Detro com a checagem das carteiras de habilitação dos motoristas de ônibus, o que foi possível graças à disponibilização pelo Detran da pontuação da CNH nos palmtops usados pelos fiscais.Porém, na documentação dos profissionais da frota intermunicipal não foi encontrada qualquer irregularidade.Entre janeiro e maio de 2009, o Detro tirou de circulação durante suas fiscalizações, 281 ônibus e aplicou 295 multas por infrações nas empresas que operam a frota regular do transporte intermunicipal de passageiros.Nos dois primeiros anos do governo Sérgio Cabral, este número soma 1610 apreensões e 2716 infrações, sendo que só no ano de 2007, houve um crescimento de 340% em relação ao ano anterior com registro de 1226 apreensões contra 36 registradas em 2006.
READ MORE - Detro faz operação em terminais do Rio

Rio: Idosos podem utilizar o transporte público apenas com a identidade


Idosos não precisam mais apresentar o RioCard para entrar nos transportes públicos do município do Rio. A decisão é da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, que julgou desnecessária a apresentação de um documento que não seja a carteira de identidade. A medida ainda atendeu ao pedido da 2ª Promotoria de Justiça de Proteção ao Idoso e à Pessoa Portadora de Deficiência.
A Justiça também decidiu que não há necessidade de que a Fetranspor ou o Sindicato das Empresas de Ônibus sejam notificados. Cerca de 80% das reclamações feitas nas promotorias de Justiça de Proteção ao Idoso e à Pessoa Portadora de Deficiência estão relacionadas a problemas com o RioCard.
READ MORE - Rio: Idosos podem utilizar o transporte público apenas com a identidade

Cidade modifica estrutura do transporte público

A Secretaria de Transito e Transporte (Setransp) anunciou nesta quinta-feira a mudança da estrutura do sistema de transporte público, com a retirada de três pontos de ônibus no Bairro Samambaia. Com a modificação, o número de paradas reduzirá de 11 para 8, aumentando a distância para 400 metros, entre cada uma, segundo a Setransp.
Para explicar a alteração, a Coordenadoria de Ação e Cidadania promoveu uma reunião entre os moradores da comunidade com uma equipe da Setransp, na quarta-feira, na Associação do Conjunto Residencial Jardim Samambaia. “Essa ação faz parte dos serviços para adequação ao plano que a Prefeitura colocará em prática a partir do ano que vem, com a reformulação dos terminais de ônibus, a criação de duas estações de transbordo e de linhas novas”, sintetiza o chefe do Departamento de Transportes, Claudenir de Barros Carneiro. Atualmente, para percorrer o Bairro Samambaia, o ônibus gasta de 10 a 12 minutos. Com a mudança, este tempo reduzirá para 6 a 8 minutos. “Isso é um ganho considerável, pois não beneficiará apenas os moradores do Samambaia, mas também toda a Cidade, já que a linha 17/SA percorre o principal corredor do Município, a Avenida Presidente Kennedy, além de passar por outros bairros”, explica do Departamento de Transportes. A Prefeitura de Praia Grande estuda ainda a ampliação do sistema de transporte público municipal, a partir do início de 2010. Além da mudança na distribuição dos pontos de ônibus, a Setransp pretende ampliar os terminais rodoviários Tude Bastos e Tatico. Além dessa alteração, a Secretaria informou que construirá duas Estações de Transbordo, uma no Bairro Samambaia e outra na Vila Sônia, além da criação de duas linhas de ônibus que atenderão, principalmente, os moradores da região conhecida como Trevo.
READ MORE - Cidade modifica estrutura do transporte público

Florianópolis: Empresas querem fim de paralisações

As empresas do transporte coletivo da Grande Florianópolis vão acionar a Justiça Trabalhista para impedir que os serviços parem sem aviso prévio. A decisão foi anunciada depois da paralisação-relâmpago realizada pelos motoristas e cobradores de ônibus ontem.De acordo com o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Florianópolis (Setuf), Waldir Gomes da Silva, as empresas também definiram que não vão pagar horas paradas de quem aderir às paralisações.– Hoje já existe uma norma judicial que determina a circulação de 50% da frota durante o horário de pico e de 20% nos demais horários. Queremos garantir o direito à circulação de veículos e passageiros em terminais e garagens e evitar novos transtornos – explicou o presidente do Setuf.Ontem, os motoristas e cobradores das empresas de transporte público que atendem as regiões Central, Leste e Sul de Florianópolis, Transol e Insular, interromperam as atividades das 5h às 7h. Foi a segunda manifestação dos trabalhadores neste mês. No dia 5, a categoria bloqueou os acessos ao Ticen e o serviço ficou prejudicado das 9h15min às 11h30min.Segundo Antônio Carlos Martins, diretor de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Urbano da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb), a mobilização foi motivada pelo fim das negociações salariais diretas entre trabalhadores e empresários do setor.
READ MORE - Florianópolis: Empresas querem fim de paralisações

Tarifa de ônibus estará 8,7% mais caro sábado em Sorocaba

Os usuários do transporte coletivo de Sorocaba têm até amanhã para comprar os passes e créditos aos preços atuais, sendo que a nova tarifa, reajustada em 8,7%, entra em vigor neste sábado. Os créditos adquiridos até amanhã terão validade por 180 dias. Já os passes são por tempo indeterminado. Ontem, a procura para compra ainda era pequena, devendo aumentar a partir de hoje.
Conforme consta na nota oficial encaminhada pela Urbes - Trânsito e Transportes, o reajuste da tarifa se faz necessário para manter a qualidade e regularidade dos serviços prestados, em decorrência do reajuste da planilha de custos operacionais do transporte coletivo urbano, com base no aumento salarial e de benefícios concedidos à respectiva categoria profissional e, ainda, na reposição da variação de preços de insumos.
O aumento da tarifa foi concedido onze dias após o término da greve dos motoristas, que conquistaram, entre outros benefícios, o reajuste salarial de 7,5%. A Urbes destaca também o reajuste de 9,09% do vale-refeição e 19,05% na participação nos lucros e resultados, para justificar o aumento da tarifa.
Com o novo preço em vigor a partir de sábado, o vale-transporte sobe de R$ 2,49 para R$ 2,59; o social irá de R$ 2,30 a R$ 2,50, sendo que somente o estudante ficará mantido em R$ 1,40. A atual tarifa vinha sendo praticada desde 3 de julho do ano passado.
READ MORE - Tarifa de ônibus estará 8,7% mais caro sábado em Sorocaba

Recife: Ampliação do SET tem índices cada vez maiores

quarta-feira, 17 de junho de 2009


Preocupado em melhor atender as pessoas com deficiência que utilizam o Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STPP/RMR), o Grande Recife vem dando continuidade à implantação de coletivos adaptados nas linhas de ônibus que atuam na RMR. Desde o começo do ano, foram implantados mais 87 carros adaptados com elevadores em 44 linhas de ônibus. Atualmente, há um total de 148 coletivos, divididos em 99 linhas operando em toda a RMR.Esses coletivos são distribuídos de acordo com a demanda de usuários, detectada pela pesquisa realizada no segundo semestre de 2008, a partir do cadastro de usuários com dificuldades de locomoção (pessoas com deficiência). A principal finalidade da pesquisa era mapear as áreas da RMR que necessitam de transporte público acessível aos cadeirantes. Nessa avaliação, foi averiguado que dos 14 municípios da Região Metropolitana, Recife liderou o ranking de pedidos para a implantação do Sistema Especial de Transporte (SET) com 72% das solicitações.
Segundo a gerente da Gerência de Educação e Relacionamento (GERE) e presidente da Comissão de Acessibilidade do Grande Recife, Fernanda Gouvêa, a intenção do Grande Recife é melhorar cada vez mais a questão da acessibilidade, seja nos terminais integrados, instalando placas com informações em braille, seja aumentando o número de coletivos adaptados com elevadores. “Queremos entender as necessidades das pessoas com deficiência e aplicar no cotidiano formas de facilitar a sua locomoção no transporte; além de incluir essas pessoas em todo o Sistema de Transporte Público”, afirma.
READ MORE - Recife: Ampliação do SET tem índices cada vez maiores

Ultrapassagem em canaletas é a nova evolução do transporte em Curitiba


A possibilidade de ultrapassagem entre ônibus na canaleta da avenida Marechal Floriano é uma das principais causas da redução do tempo de viagem do transporte coletivo entre o Pinheirinho e o Centro. O tempo médio caiu de 35 para 25 minutos desde 9 de junho, quando entrou em funcionamento a nova linha de ônibus da Linha Verde, a Pinheirinho-Carlos Gomes, passando pela canaleta da Marechal, que foi reformada para permitir a ultrapassagem. "Curitiba ganhou destaque internacional quando implantou eixos de transporte com canaletas exclusivas para ônibus, nos anos 1970. Nos anos 1990, a inovação foi o Ligeirinho, que tirou passageiros dos ônibus expressos cortando a cidade em viagens mais rápidas e paradas a cada três quilômetros. Quase 20 anos depois, o sistema passa por uma nova evolução. É a ultrapassagem nas canaletas, que entrou em funcionamento com a nova linha de ônibus Pinheirinho-Carlos Gomes", explica o arquiteto Lubomir Ficinski, do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). Estações desalinhadas Para ganhar tempo, em vez de parar atrás de outros ônibus nas estações-tubo, formando comboios em horários de pico, na Marechal Floriano os ônibus podem ultrapassar veículos parados nas estações. Para que isso fosse possível, as estações-tubo foram desalinhadas. Em vez de ficar frente a frente, como nas demais canaletas, os tubos foram deslocados, criando um vão de 120 metros entre as estações. Nesse espaço foi implantada uma terceira faixa de tráfego, que permite ultrapassagens quando um ônibus está parado na estação. Neste momento, estão sendo desalinhadas todas as estações-tubo da avenida Marechal Floriano da Linha Verde ao Terminal Boqueirão. A obra permitirá a implantação do Ligeirão Boqueirão-Centro, que poderá ultrapassar os expressos convencionais e parar apenas nos terminais, para ganhar tempo. Semáforos inteligentes Para assegurar as ultrapassagens e permitir ganho de tempo ainda maior aos ônibus na canaleta, está sendo usada uma nova tecnologia que abre automaticamente os semáforos e dá preferência total para os ônibus nos cruzamentos da Marechal e da Linha Verde.
READ MORE - Ultrapassagem em canaletas é a nova evolução do transporte em Curitiba

Curitiba: Avenida Wenceslau Braz, no Parolin, terá duas novas estações-tubo


A avenida Presidente Wenceslau Braz, no Parolin, vai ganhar mais duas pistas para abrigar duas novas estações-tubo. As equipes contratadas pela Prefeitura estão trabalhando ao lado do Córrego Henry Ford, onde ficarão as estações Avenida da República. A obra integra as reformas viárias da Linha Verde, que preveem melhorias no transporte coletivo.
O trabalho das equipes é de contenção de margem e colocação de placas de concreto, onde vão parar os ônibus da região. Por enquanto, as equipes trabalham na implantação das armações, onde será colocado o concreto no chão.
Outra melhoria que será feita na Wenceslau Braz é a construção de uma galeria celular no córrego Henry Ford. Por ela, será possível interligar as ruas Jackson Figueiredo e Farias de Brito. Esta mudança viária permitirá um acesso mais rápido do trânsito à Wenceslau Braz, em direção à Linha Verde.
READ MORE - Curitiba: Avenida Wenceslau Braz, no Parolin, terá duas novas estações-tubo

BH: Bilhetagem eletrônica em 100% da frota


Belo Horizonte conta com o Sistema de Bilhetagem Eletrônica implantado em 100% da frota de ônibus regular e suplementar, dispondo de tecnologia avançada que fornece dados diários sobre as viagens realizadas, o número de passageiros transportados, gratuidades, rastreamento e carga de créditos.Os tipos de cartões utilizados em Belo Horizonte são:Cartão BHBUS Vale-Transporte; Cartão BHBUS Usuário ao Portador; Cartão BHBUS Usuário Identificado; Cartão BHBUS Benefício.Os idosos terão seus cartões emitidos em breve. Portanto, para garantia do benefício, basta continuar a apresentar a Carteira de Identidade ao motorista.Mesmo com o uso da tecnologia, o sistema mantém os Agentes de Bordo (Cobrador) para recebimento do pagamento em espécie e conferência das gratuidades - foram ministrados treinamentos pelo SENAT- Serviço Nacional de Transporte para adequar o pessoal ao novo perfil da função.A comercialização de créditos eletrônicos e distribuição de cartões inteligentes são feitas pelo TRANSFÁCIL e mais informações podem ser obtidas no Serviço de Atendimento 32487300.
READ MORE - BH: Bilhetagem eletrônica em 100% da frota

EXCESSO DE GRATUIDADE ELEVA VALOR DA TARIFA


Levantamento da Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano – NTU – aponta que cerca de 35% dos passageiros dos sistemas regulares de transporte público no país têm direito à gratuidade ou desconto tarifário.
O problema decorrente dessa situação é o usuário pagante ser responsável também pelo custeio do benefício, uma vez que, em princípio, todos os custos do transporte são rateados entre os passageiros pagantes por intermédio da tarifa.
O retrato do ônus da gratuidade sobre as tarifas é simples e revela uma lógica perversa: quanto maior o número de passageiros com gratuidade, menor o número de pagantes do sistema, o que acarreta maior impacto sobre as passagens.
Em alguns Estados do país, prefeituras e governos estão agindo de forma a acabar com privilégios existentes no transporte público, e assim diminuir o valor da tarifa. O governo do Estado do Rio de Janeiro e a Prefeitura de Maringá, no Paraná, por exemplo, hoje custeiam a gratuidade de estudantes no transporte público. Esse mesmo benefício social já é subsidiado em São Paulo desde setembro de 2003.
No Rio de Janeiro, o governo passou a custear as gratuidades de estudantes da rede estadual de ensino por meio de um vale-educação, para ser usado exclusivamente no deslocamento entre a casa e a escola.
Já os portadores de necessidades especiais ou de doenças crônicas estão recebendo um vale-social. O Estado desembolsa um valor por vale para as empresas de transporte coletivo. Em Maringá, a prefeitura estará custeando as despesas decorrentes ao passe estudantil visando a redução de tarifas.
Ao contrário dos exemplos que são dados por estas cidades, onde ações efetivas estão sendo colocadas em prática para desonerar os custos do transporte público, Aracaju age na contramão.
Isso porque vereadores, que deveriam abraçar a causa da inclusão social no transporte público de passageiros, preferem defender medidas que em nada contribuem para esse objetivo.
Um vereador da capital apresentou projeto de lei, já aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Casa, reduzindo de 65 para 60 anos, o direito dos idosos à gratuidade no sistema.
Um outro parlamentar quer ressuscitar uma antiga lei que prevê gratuidade para desempregados de Aracaju. Também um vereador apresentou um projeto de Lei propondo que o municipal viabilize transporte gratuito para mulheres durante o pré-natal.
Nenhuma das propostas estabelece quais seriam as fontes de custeio para tais benefícios. Ou seja, quando um parlamentar estabelece uma gratuidade para determinada categoria, ele acaba prejudicando toda uma coletividade que acaba custeando o benefício embutido no valor da passagem.
O próprio Superior Tribunal de Justiça – STJ – já derrubou uma iniciativa semelhante à do vereador Elber Filho. Uma decisão proferida pela Corte Especial, no processo SLS 79, suspendeu a lei municipal de Barueri, SP.
Essa lei concedia a gratuidade no transporte público ao idoso maior de 60 anos em situação de carência. O entendimento do STJ é de que a concessão desse benefício deverá ser precedida da fonte de custeio para que não haja mudança na situação econômico-financeira de contrato de concessão firmado.
Para o superintendente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Sergipe - Transpase -, Álvaro Melo, esse tipo de postura vai de encontro a própria Constituição e revela que essas pessoas estão na contra-mão da história e sem acompanhar os movimentos que estão acontecendo no Brasil para desonerar a tarifa de forma a promover a inclusão social.
“Determinados políticos têm finalidade clara de se tornarem os benfeitores da sociedade e com isso colher votos, sem se preocuparem com quem vai pagar a conta, não podemos nos esquivar do custo operacional, pois não temos controle do mesmo, por exemplo, o valor do combustível, os salários, os impostos, pneus, peças e acessórios, que não são determinados pelas operadoras de transportes”, critica.

QUEM PODE
Em Sergipe, têm direito à gratuidade no transporte os policiais militares, civis, bombeiros, policiais rodoviários estaduais e federais, além dos portadores de necessidades especiais e idosos acima de 65 anos (duas gratuidades).
Os demais, 50% de desconto para quem tem renda igual ou inferior a dois salários mínimos. Esses benefícios são garantidos pela Lei 3.085/91 (policiais militares) e pela Constituição Federal (artigo 230) e lei estadual 5.403, no caso dos idosos.
Na opinião de Álvaro Melo, outra consequência negativa da gratuidade é diminuir a capacidade de investimentos das empresas. “Pois se trata de um benefício que contribui com a quebra do equilíbrio econômico-financeiro do sistema”, explica. Isso acarreta, por exemplo, em maiores dificuldades das empresas para conseguir modernizar a frota, com a aquisição de novos veículos.

EVASÃO
Como se não bastasse o alto índice de passageiros circulando nos ônibus sem pagar, o setor ainda é vitimado pela chamada evasão de gratuidade. Ou seja, pessoas que se utilizam de meios irregulares - como falsificação de carteiras (crime previsto no Código Penal ) e amizades com aqueles que, por lei, têm direito ao benefício -, para usufruir da gratuidade do transporte.
Em 2005, uma campanha realizada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju - SETRANSP -, feita dentro do ônibus através de orientadores contratados, revelou o tamanho do abuso que acontece no setor. Uma amostra de cinco pesquisadores na época revelou que dos 28 passageiros que não pagaram a tarifa, 20 não tinha direito à gratuidade. Isto é, mais de 70%.
Entre as irregularidades estavam pessoas com carteiras falsas, funcionários de empresa de vigilância, sindicalistas, policiais sem identificação ou com acompanhante, usuários que se diziam idosos, mas não apresentaram a carteira de identidade e até ‘defensor ambiental’.
Para piorar a situação, falta fiscalização para combater essa irregularidade, como afirma o superintendente do Transpase. “As empresas têm combatido o uso de carteiras falsas, mas não temos aliados nessa luta. O órgão gestor não é eficiente quando se trata de irregularidades no sistema, podemos citar os transportadores clandestinos que causam a maior evasão de receita aos cofres públicos, e se isso não é suficiente para uma intervenção, imaginem o controle de carteiras falsas e outras irregularidades de menor vulto”, enfatiza Melo.
Na opinião dele, essa também é uma tarefa do poder público. “O gestor tem por finalidade básica planejar, coordenar e executar as políticas de transporte e tem a obrigação contratual combater as irregularidades na área a que gerencia, incorrendo no risco iminente da quebra do equilíbrio econômico-financeiro para com as operadoras do sistema, provocando muitas vezes a falência das mesmas por um simples ato de fiscalizar e combater as irregularidades do sistema”, aponta o especialista.
READ MORE - EXCESSO DE GRATUIDADE ELEVA VALOR DA TARIFA

Viva Pinda e população aprovam os primeiros 15 dias do Transporte Complementar

No ultimo dia 25 de Maio teve início o novo Modelo de Transporte Urbano de Pindamonhangaba. A partir desta data, 20 vans foram regulamentadas para realizarem o serviço de transporte complementar. Além disso, iniciou-se também o processo de fiscalização dos veículos que até então atuavam na clandestinidade.


Após 15 dias de funcionamento tanto a empresa Viva Pinda (detentora da concessão do transporte público), quanto os motoristas complementares e população afirmam estarem satisfeitos com os primeiros resultados obtidos com as mudanças.
Na avaliação do Diretor da Viva Pinda, Jefferson Lucas, todas as ações anteriormente planejadas estão sendo realizadas com sucesso. Ele destaca que o entrosamento dos motoristas do transporte complementar com os motoristas da empresa Viva Pinda tem sido muito bom, proporcionando assim resultados visíveis aos passageiros.
Para o representante do Transporte Complementar José Aurélio Alves Lopes, os primeiros 15 dias de mudanças estão melhores do que o esperado.
“Estamos satisfeitos com a parceria entre Viva Pinda e Transporte Complementar. A direção da empresa tem se reunido frequentemente conosco e dessa forma os ajustes estão sendo feitos. Com a regulamentação nosso sistema de trabalho melhorou bastante, pois a partir de agora os usuários estão nos vendo com outros olhos, estamos ganhando credibilidade”.
segurança para a população. A passageira Izabel Florentino, moradora do Alto do Cardoso, diz que a identificação das vans e motoristas proporciona confiança.
“Agora ficou bem mais fácil, podemos usar as vans complementares sem o risco de ficarmos no meio do caminho”. Já a munícipe Maria José dos Santos Reis, que é comerciante afirma que a principal mudança positiva observada por ela, após a regulamentação do transporte complementar diz respeito ao fim da desorganização na Rua Rubião Jr.
“Transitar por ali era complicado, os antigos motoristas de vans e peruas usavam o local como estacionamento próprio. Muitas vezes aconteciam desentendimentos e outras situações desagradáveis. Agora tudo isso acabou”.
READ MORE - Viva Pinda e população aprovam os primeiros 15 dias do Transporte Complementar

Fortaleza: Carteiras de estudante da rede pública serão revalidadas


A Prefeitura de Fortaleza, através da Etufor e da Secretaria Municipal de Educação, vai revalidar as identidades estudantis utilizadas pelos alunos da rede pública em 2008 e 2007. Todos os estudantes das escolas municipais e estaduais, e ainda da UFC, da Uece e do Cefet, que já possuem carteira, não precisarão pedir um documento novo para este ano.O objetivo da revalidação é evitar novos gastos para pais e alunos, bem como agilizar a conclusão do processo de carteiras estudantis de 2009. Para isso, apenas os alunos novatos (sem carteira), deverão pedir o documento.Para solicitar a carteira, não há necessidade de que o aluno venha até a Etufor. Todo o procedimento é feito através das instituições de ensino. Devem ir a Etufor (av. Dos Expedicionários, 5677, Vila União) somente os alunos interessados em desbloquear a carteira de 2009 já recebida ou quem deseja solicitar uma segunda via do documento.Além disso, a Prefeitura de Fortaleza criou a Integração Temporal para estudantes também. Com a carteirinha carregada com créditos, o aluno pode pegar uma combinação de dois ônibus e pagar só o primeiro. Já a passagem de ônibus permaneceu congelada por quatro anos e cinco meses em R$ 1,60 e R$ 0,80. E mesmo com o aumento a partir do dia 25 de maio, os estudantes continuarão pagando a passagem mais barata do Brasil dentre as cidades de mesmo porte e com sistema integrado. E a Tarifa Social a R$ 1,20 e R$ 0,60 permanecerá todos os domingos.
READ MORE - Fortaleza: Carteiras de estudante da rede pública serão revalidadas

Motoristas de ônibus protestam pela falta de segurança

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Ônibus de Porto Velho (Sitetuperon) e o Sindicato dos Taxistas (Sintax) paralisaram o trânsito da avenida Sete de Setembro, por volta das 16h de sexta-feira (12) para reivindicar por segurança, tanto para o transporte público, quanto para os táxis da Capital. Faixas, carros de som e a carcaça do ônibus queimado na noite da última quinta-feira, puxado por guincho, chamaram a atenção da população e mobilizaram a Polícia Militar.Segundo Márcio Paceli, presidente do Sitetuperon, este foi o terceiro veículo incendiado em via pública só este ano, e a categoria suspeita que os atentados tenham sido provocados pelos mototaxistas. “Segundo testemunhas deste último atentado, três homens pararam o ônibus, atiraram contra uma das portas e fecharam as saídas, prendendo o motorista, o cobrador e alguns passageiros que estavam dentro ônibus, para então incendiarem todo o veículo. As testemunhas viram quando três mototaxistas fardados apanharam os três homens e fugiram sem deixar mais pistas”, conta.
READ MORE - Motoristas de ônibus protestam pela falta de segurança

Transporte público passa por reformulação em Recife

quinta-feira, 11 de junho de 2009


Integração. Pioneirismo. Ampliação. Esses são alguns dos planos idealizados para o Sistema de Transporte Público de Passageiros para a Região Metropolitana do Recife (STPP/RMR) prometido pelo Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT). Algumas das medidas já estão em ação, como a mudança no formato de bilhetagem eletrônica e a expansão do Sistema Estrutural Integrado (SEI), com a construção de 11 Terminais Integrados (TI), sendo dois deles com previsão para funcionamento ainda neste semestre. Enquanto isso, com pouco mais de um ano de inauguração, parte do Corredor Leste-Oeste, que compreende a avenida Conde da Boa Vista até a Praça do Derby, encontra-se sucateada por falta de manutenção.
O Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT) entregará os dois primeiros dos 11 Terminais Integrados (TIs) planejados para a Região Metropolitana do Recife (RMR). O custo de todos os terminais está orçado em R$ 60 milhões, beneficiando mais de 1,8 milhão de habitantes diariamente. O terminal Pelópidas Silveira, localizado na PE-22, em Paulista, e o terminal de Xambá, no Cabo de Santo Agostinho, serão entregues neste semestre. Através deles, a população pagará uma única tarifa por sentido e terá à disposição diversas opções para deslocamentos, reduzindo o gasto com transporte.A construção de terminais integrados, além de outras melhorias marcam, aos poucos, a mudança do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STTP/RMR) da EMTU para o Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT). Das 14 cidades que integram a RMR, por enquanto, Recife e Olinda aderiram ao consórcio. As demais já possuem intenção.“Esse tipo de gestão possibilita a uniformização do sistema de transporte em todos os municípios, sobretudo em termos de tecnologia e integração. Pelo consórcio, haverá maior integração operacional e tarifária entre redes municipais e intermunicipais, melhorando a eficiência e qualidade dos serviços de transporte para a população”, prometeu o presidente da GRCT, Dílson Peixoto.Segundo o presidente da CTTU, Carlos Padilha, a entrada do Recife no consórcio é uma forma de melhorar o sistema de transporte público em toda a RMR. “Pelo fato de estarmos situado dentro de uma região metropolitana e que recebe influências das cidades localizadas em seu entorno, a entrada neste consórcio possibilita a re-estruturação do sistema de transporte público de toda a região, beneficiando não só os recifenses, como também aqueles que trabalham na cidade e moram em outro município”, destacou.
READ MORE - Transporte público passa por reformulação em Recife

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960